Início / Arquivos de tag:

Arquivos de tag:

O lado irônico (e obscuro) dessa história da Lama Negra

Que me perdoem desde logo o trocadilho, mas há um lado negro nesta história presente e corrente destas campanhas tipo “salvem a Lama Negra”. Ou se preferirem aqueles que querem excluir o lápis preto da caixa de lápis de cor de meus netos, vejo claramente (e aqui vai outro “trocandalho …

Leia mais:

Saúde Pública – Use e Abude

Há não muito tempo atrás havia pelas plagas peruibanas um homo politicus que tinha a saúde pública como fixação – quase uma obsessão. Estou tratando do ex-vereador e extinto Anielo Pernice Neto. Quem viveu os gloriosos anos da dupla Anielo Pernice e Milton dos Santos (também falecido) como legisladores municipais, …

Leia mais:

Prefeito Luiz Maurício – Um outro bom exemplo a ser seguido

Parece ser marca registrada destes jovens tucanos de hoje a discrição, o que destoa um tiquinho do modus operandi dos velhos caciques do PSDB, e de outros, não tão antigos, mas que, bem “a la Narciso”, gostam mesmo é de holofotes. Claro que, ao falarmos de políticos do timbre de …

Leia mais:

Operação PF da PF: Um prato feito à maledicência peruibana

Começo a milonga de agora repetindo ipsis litteris as três ou quatro linhas que mais encantaram a claque presente às esquinas das bocas malditas de Peruíbe no dia de ontem, por ocasião da tardia (portanto já esperada) visita dos agentes da Polícia Federal em Peruíbe, posto que fizeram plantão durante …

Leia mais:

Poema – O sino da igreja

O sino da igreja Ouvindo o sino da Igreja de Santo Antonio – Prados, MG Aqui o sino reverbera De quinze em quinze minutos, Muito tempo a quem espera; Pouco, se anunciados lutos. Do alto da torre o falante Segue contando este tempo Da vida que segue adiante No trabalho …

Leia mais:

Poema – Prados

Prados Sob um marco maçônico à entrada de Prados, MG Desde logo, numa entrada Desta pequena cidade, Percebe-se estar guardada Por tão sólida irmandade. É assim Prados destas Minas Perenes de Liberdade – Atalaia que contamina O Brasil-fraternidade. Portentoso e grande Oriente Que dá ao mineiro fiel rumo, Busca na …

Leia mais:

O cabide

O cabide Aqueles que choramingam, Vociferam e esperneiam, São os mesmos que agora xingam Por lorota que alardeiam. O cabide? Ah, este cabide Do qual este e aquela é contra Sequer existe na lide Da conversa que vem pronta. Mas, se existisse tal arte Em varal de quem não leu, …

Leia mais:

Marina

Marina                                                À minha neta Marina, por ocasião de seu primeiro mês de vida. Eis um anjo que aqui nasce, Doce e meiga pequenina. Proveu Deus que ela chegasse Pra cumprir gloriosa sina. Pra cumprir gloriosa sina Na vida que nos contasse; Aqui o encanto da menina, Bem maior que …

Leia mais:

Narciso

Narciso Revisitando a Fonte do Narciso, em Prados, MG Mostrou ser grande verdade – Eis-me a provar, se preciso, Que voltam a esta cidade Os que bebem do Narciso. Fonte limpa e cristalina, Cheia de brilho e cuidados, É o mistério da colina Que nos faz tornar a Prados. Tal …

Leia mais:

Luiz Maurício – 39 anos de paixão por Peruíbe

Ao longo desta minha existência enquanto escriba tenho alimentado o hábito de tecer homenagens póstumas às pessoas que, mesmo não sendo necessariamente amigas de meu convívio, têm deixado para nossa história e – de resto – para a história da cidade – aquele “quê” que as notabilizaram enquanto estavam em …

Leia mais:

Agradecimento público – Jaime Redigulo

Externo, por este meu canal de comunicação pública, o meu sincero agradecimento pela oportunidade que me concedeu o Sr. Jaime Redigulo em fazer-lhe uma modesta doação de R$ 1.000,00 para os cuidados que um septuagenário tem que ter em seu próprio favor, notadamente quando mora só. Evidente que, quem me …

Leia mais:

Nome que é sobre todo o nome e seu sobrenome

O apóstolo Paulo afirma, em sua Carta aos Filipenses, Capítulo 2, Versículo 9, que a Jesus – e só a ele – foi dado um nome que é sobre todo o nome. No mesmo versículo Paulo completa que este nome que é sobre todo nome dado a Jesus, foi dado …

Leia mais:

Poema – O último Natal

O último Natal Este momento antecede O do desterro cabal: Para uns não cheira nem fede Ser este o último Natal. Natal que já foi primeiro, Segundo e até perenal; Dos costumes é lindeiro O se esquecer do Natal. Se houve razão que procede Este desfecho fatal, Por palavras não …

Leia mais:

A cultura das batatas e o ensopado das letras, em ré bemol menor

Foi lindo! Esta talvez tenha sido a manifestação mais sincera do que se pode deduzir do meu recital de ontem, na Paróquia de São João Batista (Igreja Matriz). O panegírico veio de uma pessoa ainda pouco conhecida de mim, ou mesmo quase desconhecida, mas que, por isso mesmo, merece o …

Leia mais:

Carrapicho – O grude desgrudou

“A agonia física, biológica, natural, de um corpo por fome, sede ou frio, dura pouco, muito pouco, mas a agonia de uma alma insatisfeita dura toda a vida” Federico Garcia Lorca Perdi um amigo hoje. Perdemos um amigo hoje. Perdemos Mauro Sérgio de Araújo, o querido por todos Carrapicho. Sim. …

Leia mais:

Tenor Washington Luiz de Paula canta o Natal – De Paula Topografia apóia este evento!

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Leia mais: