Arquivos de tag:

Cientistas descobriram que a Hidroxicloroquina pode aumentar em 200% as taxas de sobrevivência de Covid-19

Do Portal Jetss

Um novo e importante estudo conduzido pela equipe de cientistas do centro médico Saint Barnabas Medical Center de New Jersey – EUA, foi recentemente publicado no site médico medRxiv.

O estudo sugere que pacientes gravemente doentes podem ser ajudados em sua batalha contra Covid-19, com uma alta dose de Hidroxicloroquina e Zinco.

Os cientistas descobriram que, quando pacientes de uma versão grave de Covid-19 receberam altas doses de Hidroxicloroquina com zinco, suas taxas de sobrevivência aumentaram dramaticamente, segundo reportou o Mail Online.

Da mesma forma que o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, o ex-presidente Donald Trump já havia anteriormente apontado a Hidroxicloroquina como um potencial tratamento milagroso, mas alguns cientistas insistiam que ele estava errado.

Ainda assim, nesta quarta-feira (10), os aliados de Trump destacaram o estudo conduzido pelos cientistas, e, aproveitaram o importante relatório para declarar que ele estava correto.

O estudo realizado pelo Saint Barnabas Medical Center com 255 pacientes contaminados de Covid-19, concluiu que a Hidroxicloroquina é eficaz. Quando usado em altas doses e com zinco, o medicamento aumentou as taxas de sobrevida, sendo útil em casos graves de Covid-19.

Um número crescente de estudos está sugerindo que a droga pode ser útil.

Juiz de Araraquara atende Associação Comercial e concede direito ao livre comércio e ao trabalho durante pandemia

Da Redação

Como resposta ao mandado se segurança coletivo impetrado pela Associação Comercial e Industrial de Araraquara em favor de seus associados e de todo o comércio da progressista cidade do interior de São Paulo, o Dr. Ítalo Fernando Pontes de Camargo Ferro, Juiz de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca local, deferiu liminar contra o decreto do prefeito municipal que estabelecia restrições rigorosas aos direitos fundamentais ao trabalho, ao livre comércio e ao direito de ir e vir.

Em sua decisão (veja íntegra abaixo), que, conforme observou um operador do Direito em Peruíbe, trata-se de verdadeira “aula de Direito”, o juiz fez explanação apontando para os perigos que decorrem das arbitrariedades cometidas por prefeitos e governadores Brasil afora, dentre elas aquela que é mais tida como mais séria: a miséria e a fome. Neste quesito o magistrado aponta para documentos publicados pelo professor da Unicamp, Walter Belik, que é especialista em segurança alimentar, o qual indica que “entidades internacionais sem fins lucrativos começam a ressaltar a questão da fome e suas gravíssimas consequências”. Segundo este mesmo documento, “mais pessoas morrerão de fome no mundo do que de COVID-19”.

O alerta está registrado em relatório publicado pela ONG Oxfam Brasil (veja aqui): “Até 12.000 pessoas podem morrer por dia no mundo até o final do ano devido à pandemia”. E alerta: “O Brasil está entre os prováveis epicentros globais da fome”.

Inconstitucionalidades

O desrespeito às normais jurídicas mais elementares, notadamente às cláusulas pétreas invocadas pela Lei Maior, que é a Constituição Federal, no tocante aos direitos fundamentais elementares do cidadão brasileiro, é flagrante.

“Não se pode restringir direitos constitucionais por meio de decretos municipais, já que as garantias constitucionais, em tempo de paz, não podem ser suprimidas”, enfatiza o juiz em sua decisão. Indo além em sua fundamentação, Dr. Ítalo menciona decisão do Desembargador Souza Meirelles que conclama ser “absolutamente incompetente a autoridade local para suspender ou negar as garantias e os direitos fundamentais recitados na Constituição Federal e, em relação a tais direitos, aplicar quaisquer penalidades”. E assevera o mesmo Desembargador: “Não se pode consentir que aos prefeitos sejam delegados poderes constitucionais”.

“Vocações totalitárias”

Na sequência de sua relevante decisão na qual oferece liminar ao pedido feito pela Associação Comercial e Industrial de Araraquara em desfavor de ato abusivo decretado pelo prefeito municipal, Edson Antonio Silva, o guardião do Direito araraquarense faz uma observação preocupante, ainda mencionando decisão do Desembargador Souza Meirelles: “Aliás, exatamente nestes períodos de calamidade ou comoção nacional que os direitos humanos precisam ser mais severamente protegidos porquanto neles as vocações totalitárias tendem a aflorar sob os disfarces da temporariedade e da excepcionalidade, visando a forjar-se aparente justificativa para a ruptura da ordem jurídica”, avisando que “a liberdade de locomoção é um direito fundamental, condição do exercício de um sem-número de direitos”.

Medidas absurdas

Em sua decisão, o magistrado lembra que o decreto municipal expedido pelo prefeito de Araraquara, indica até mesmo quais itens podem ser considerados essenciais para compra e venda pelos mercados da cidade. Segundo o documento do Executivo Municipal “o estabelecimento para permanecer aberto ou em atividade deverá comprovar a comercialização acima de 60% de produtos alimentícios de seus itens de venda e no mínimo sete produtos da lista imposta no decreto”, asseverando que na tal lista “não se vê produtos básicos na mesa do brasileiro como macarrão, suco, soja e tantos outros produtos”, o que indica “realmente tratar-se de uma escolha política”.

Diante dessa decisão inaudita, o comerciante da cidade de Araraquara poderá encontrar alívio ao poder voltar a trabalhar, evidente que respeitando as medidas sanitárias de combate à disseminação do vírus.

Para o juiz de Araraquara, “as medidas sanitárias quanto ao uso de máscaras, álcool em gel, distanciamento de um metro e meio entre os funcionários e os consumidores e os tapetes sanitizantes, se adotadas corretamente, são condutas eficientes e recomendadas pela medicina no controle da contaminação do vírus”.

Veja íntegra da decisão expedida neste dia 26 de março do corrente clicando em liminar acia (1)

Justiça proíbe prisão de baianos pela PM por causa de comércio aberto

Do Burburinho News

A Comarca da cidade de Luís Eduardo Magalhães concedeu o habeas corpus preventivo, em caráter coletivo, a todos os cidadãos e comerciantes da cidade, após o pedido da Associação Comercial e Industrial de Luís Eduardo Magalhães (ACELEM).

Com a decisão judicial, a Polícia Militar não poderá prender os cidadãos por desobediência do decreto estadual que determina o toque de recolher em todo o estado, que tem validade até 1º de abril.

Sendo assim, fica valendo o decreto municipal, editado no dia 3 de março, que determina que o comércio local e outras atividades consideradas essenciais poderão funcionar, desde que obedeçam as normas sanitárias, como uso de máscaras, distanciamento e álcool gel, conforme o decreto n 250/2021. Com a decisão, os comerciantes e cidadãos não poderão ser presos em flagrante durante o horário do toque de recolher estadual, entre às 20h e 5h da manhã.

No despacho, o juiz Claudemir da Silva Pereira ainda destaca que: “Tantos o município, como o Estado e a União são entes políticos que devem ser respeitados, no entanto, por evidente, vivem as pessoas no Município, por sua vez, é este núcleo a localidade onde os cidadãos, com suas peculiaridades sofrem e vivenciam suas experiências” e que “forças policiais existem para o bem da sociedade e não o ser agente da opressão das liberdades públicas”.

Fonte: Politica ao Vivo

Hospitais de Itanhaém e Bertioga atingem 100% de ocupação em leitos de UTI Covid-19

Pacientes que precisarem de internação serão transferidos para outros hospitais. Veja a situação de cada município da Baixada Santista.

Por G1 Santos e Região

Hospitais de Bertioga e Itanhaém, no litoral de São Paulo, registraram 100% de ocupação em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) destinados à pacientes Covid-19. Os dados, disponibilizados pelas prefeituras da região, são desta quarta-feira (10).

O Hospital Municipal de Bertioga há 10 leitos UTI e todos estão ocupados. Segundo a prefeitura, apesar da unidade de saúde receber pacientes de outras cidades, no momento, os pacientes internados são moradores do município.

Onze pessoas estão internadas nos 16 leitos de enfermaria para Covid-19 no hospital municipal. Os pacientes excedentes serão inseridos na Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS), para aguardar a disponibilidade de leito em outra cidade.

O Hospital Jorge Rossmann (HRI), em Itanhaém, também está com ocupação máxima nos leitos de UTI Covid-19. São 10 leitos ocupados, sendo que seis pacientes são moradores do município. De acordo com a prefeitura, o hospital recebe pacientes de Mongaguá e Peruíbe, na Baixada Santista, e Itariri e Pedro de Toledo, no Vale do Ribeira.

Os pacientes Covid-19 que precisarem de internação em UTI serão transferidos para o Hospital Vitória, em Santos, que conta com 37 dos 40 leitos UTI ocupados.

Baixada Santista

Dados divulgados pelas prefeituras foram atualizados nesta quarta-feira (11).

Bertioga

  • Hospital Municipal de Bertioga: 10 leitos de UTI ocupados (100% de lotação) e 11 de 16 leitos de enfermaria ocupados (68%)

Itanhaém

  • Hospital Jorge Rossmann: 10 leitos de UTI ocupados (100% de lotação) e 4 de 11 leitos de enfermaria ocupados (36%)
  • Hospital Vitória: 37 de 40 leitos de UTI ocupados (92%) e 26 de 70 leitos de enfermaria ocupados (37%)

Cubatão

  • Hospital Municipal de Cubatão: 12 de 14 leitos de UTI ocupados (85%). A prefeitura não divulga os números relacionados aos leitos de enfermaria do município.

Santos

  • Unidades de saúde e hospitais: 184 de 281 leitos de UTI ocupados (65%) e 370 de 645 leitos de enfermaria (57%). Os leitos estão divididos entre: Complexo Hospitalar dos Estivadores e da Zona Noroeste, Hospital Vitória, UPA Central, Santa Casa, Beneficência Portuguesa e Hospital Guilherme Álvaro.

Praia Grande

  • Hospitais: 27 de 45 leitos de UTI ocupados (60%) e 48 de 109 leitos de enfermaria (44%). Os pacientes estão divididos entre o Hospital de Campanha (que conta com 60 leitos de enfermaria), Hospital Irmã Dulce (que tem 34 leitos de UTI e 49 de enfermaria) e Casa de Saúde (11 leitos de UTI).

Guarujá

  • Unidades de saúde da cidade: 15 pacientes em UTI (44%) e 12 pacientes internados em enfermaria (70%). Até a última atualização desta matéria, a prefeitura não havia especificado ao G1 quantos leitos estão disponíveis no município e em quais unidades de saúde.

São Vicente

  • Hospital São José: um de 9 leitos de UTI ocupados (11%) e 6 de 10 leitos de enfermaria (60%)

Peruíbe

  • Unidade de Pronto Atendimento (UPA): 5 de 14 leitos de enfermaria ocupados (35%). A cidade não conta com leitos de UTI. Os pacientes que precisam deste atendimento são transferidos para hospitais referência em outras cidades.

Mongaguá

  • Unidade de Pronto Atendimento (UPA): quatro leitos de enfermaria Covid-19 disponíveis
  • Hospital Municipal de Mongaguá: o único leito disponível está ocupado. O município não conta com leitos de TI Covid-19 disponíveis, os pacientes que precisam deste atendimento são transferidos para hospitais referência em outras cidades.

Comerciante afirma ter sido estuprada por PM em motel no litoral de SP

Segundo apurado pelo G1, policial é lotado em Osasco (SP), mas atuava na Operação Verão, na Baixada Santista.

A Polícia Civil investiga o caso de uma comerciante de 33 anos que denunciou um policial militar por estupro em Peruíbe, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo G1, o suposto crime teria ocorrido em motel. O suspeito é lotado 14º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, em Osasco (SP), e estava na região atuando na Operação Verão, conforme informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

De acordo com o relatado pela comerciante à Polícia Civil, ela teria encontrado com o PM, que estava de folga, em uma festa em Itanhaém, local onde flertaram e decidiram ir para o motel, localizado na Rua Onze, no bairro Balneário Leão Novaes, em Peruíbe. Durante a relação, ela teria pedido para o policial parar, pois não estava se sentindo bem, no entanto, ele continuou.

Diante disso, ela resolveu fazer a denúncia e compareceu dois dias depois ao 29º Batalhão da Polícia Militar do Interior, em Itanhaém, onde relatou o caso às autoridades. A corporação conduziu a mulher para a Delegacia Sede de Peruíbe, onde ela foi ouvida e o caso registrado como estupro. As roupas usadas pela comerciante no dia foram entregues à Polícia Civil e passarão por perícia.

Em nota, a SSP informou que o caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade, e que foi solicitado o exame de corpo de delito. Questionada, a Polícia Militar se negou a responder se o policial foi afastado de suas funções. O caso segue sob sigilo.

Aprenda a ganhar dinheiro de uma forma bem simples

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Vigilante bancário é executado com seis tiros na porta de casa em Peruíbe

Cão salva menina de 12 anos ao lutar com cobra e acaba internado: ‘Herói’

MOTO ZERO BRASIL – Você de moto nova!

Participe de uma nova modalidade para aquisição de sua
Moto Honda CG 160 Start

Veja as vantagens:

  • Sem consulta ao SPC/Serasa.
  • Sem comprovação de renda.
  • 50 meses para pagar.
  • Concorre todo mês com uma dezena pela loteria federal.
  • Apenas 100 participantes por grupo.
  • Foi contemplado (sorteado), recebe a moto quitada (não precisa pagar mais nada) sem burocracia e com tudo pago (inclusive frete)
  • Moto extra por sorteio no Natal para quem pagou as prestações em dia durante o ano.
  • Indicou três associados ganha uma prestação!

Diferença entre MOTO ZERO BRASIL e Consórcio (vantagens e desvantagens):

  • No MOTO ZERO BRASIL você concorre em grupo com 100 participantes. No Consórcio você concorre com 300 participantes.
  • No MOTO ZERO BRASIL, se você for contemplado recebe a moto e não precisa pagar mais nada. No Consórcio, se você for contemplado, você tem que continuar pagando até o final do plano.
  • No MOTO ZERO BRASIL, se você for contemplado você recebe a moto sem burocracia em seu endereço, quitada (com todas as despesas pagas – inclusive frete), sem comprovação de renda, sem consulta de crédito. No Consórcio, se você for contemplado, você tem que apresentar garantias (geralmente fiador), apresentar comprovação de renda de até 3 vezes o valor da prestação, e não ter restrição de crédito no SPC/Serasa.
  • No MOTO ZERO BRASIL você já entra concorrendo no primeiro mês, com uma dezena (00 a 99). Ou seja, suas chances são de 1 para 100 apenas! No Consórcio você tem que aguardar o fechamento do grupo para começar a participar.
  • No MOTO ZERO BRASIL, se você desistir de continuar pagando, basta formalizar sua desistência por escrito para receber tudo que pagou em até 30 dias (menos comissões de vendedores e outros custos de transferência de recursos). No Consórcio você precisa aguardar o final do plano para requerer o que você pagou (também descontado os custos de administração do grupo).
  • No MOTO ZERO BRASIL a prestação é de valor um pouco maior que no Consórcio, exatamente para garantir que você receba sua moto quitada se for contemplado logo nos primeiros meses, e para cobrimento dos custos de operacionalização do plano.

Diferença entre MOTO ZERO BRASIL e Financiamento (vantagens e desvantagens):

  • No MOTO ZERO BRASIL você compra sua participação em um grupo de 100 participantes, concorrendo todo mês a uma Moto Honda CG 160 Start, e você tem que esperar ser sorteado ou então ter quitado sua participação de 50 meses. No Financiamento você entra na loja, apresenta todas as garantias que a financeira pede, como comprovante de renda no valor de três vezes o valor da prestação, nome limpo na praça e, às vezes, até dois fiadores, e sai andando com a moto. Mas, atenção: você vai pagar os juros do financiamento, geralmente muito altos!
  • Se você for contemplado logo nos primeiros meses no MOTO ZERO BRASIL, você recebe a moto e não paga mais nada, não tendo problema em ficar lamentando que está pagando por uma moto zero pelo prazo do financiamento, vendo sua moto desvalorizar a cada mês ou ano que passa. No financiamento bancário você recebe a moto no ato da compra, mas vai ficar pagando durante todo o tempo do financiamento por uma moto zero (mais os juros do financiamento), sendo que sua moto se desvalorizará cada dia mais.

Bem, como você vê o MOTO ZERO BRASIL chegou para ajudar você a conquistar sua primeira moto, ou para ajudar você a trocar sua moto que já anda dando problema por uma moto zerinho em folha! Que tal?

O primeiro sorteio será no dia 16 de janeiro de 2021. Aproveite! Cotas limitadas.

Ligue agora: (32) 99832-5385 (WhatsApp) ou (32) 98405-9024 e fale com Washington para reservar sua cota já!

Próxima Câmara em Peruíbe poderá contar com oficiais de segurança

Da Redação

Pela primeira vez na história político-eleitoral de Peruíbe, os eleitores e eleitoras terão oportunidade de eleger 15 vereadores que, além de estarem efetivamente preparados para o exercício da lide legislativa, é bem certo se constituírem de cidadãos de respeito, honestos, que fizeram (ou estão fazendo) carreira nas forças de segurança de São Paulo e do Brasil, o que, por si só, já é bastante credencial para recomendá-los para o voto popular.

A começar pelo delegado aposentado de polícia federal Gesival Gomes de Souza (PSDB – 45357), que pode ser considerado “filho” de Peruíbe, e que teve brilhante folha de serviços prestados à PF, razão de orgulho para a cidade, este ano Peruíbe conta com outros 14 candidatos ao Legislativo que são, em sua grande maioria, policiais militares, com destaque para os oficiais Coronel Wilson Pratt Corres (PSL – 17190), Major José Romeu Dutra (PSDB – 45190), Major Sebastião José de Oliveira (PATRIOTA – 51190), Capitão Américo de Oliveira Pimentel (PV – 43363) e Capitão Dimitrius Rosa Mendonça Falcão (PSB – 40190).

Além destes oficiais, estão entre os candidatos também o Sargento Sérgio dos Santos (PATRIOTA – 51001), e o Sargento (Reformado) José Pedro Gomes de Oliveira (PSDB – 45123), este último candidato à reeleição como vereador. Dois cabos e outros soldados (reformados e da ativa) se somam a um policial civil para completar o quadro de profissionais que, se eleitos, podem fazer crucial diferença nos destinos do legislativo peruibense (veja relação completa abaixo).

Maior segurança, menos tentação

Considerando que estes homens e mulheres já recebem soldo bem acima da média do que ganha um trabalhador comum em Peruíbe, ou mesmo daqueles que vergonhosamente colocam em seus registros da candidatura terem como profissão “vereador”, é mesmo de fazer com que o eleitor e a eleitora de Peruíbe medite bem na hora de escolher seu vereador ou sua vereadora.

Segundo um analista ouvido pela Redação deste blogue, “dificilmente poder-se-ia imaginar que um oficial da polícia militar ou qualquer destes demais postulantes à vereança viria a se render à tentação de acorrer para o Gabinete do prefeito na tentativa de buscar amparo do chamado ‘mensalinho’ ou até mesmo das tão famosas ‘rachadinhas’ que se sabem existirem em muitos lugares Brasil afora, em todas as esferas do Legislativo”. Para quem não sabe, “mensalinho” é aquele dinheiro extra que o vereador costuma buscar junto ao prefeito prometendo votar sempre a favor dos interesses daquele; e “rachadinha” é quando o vereador contrata um assessor acertando com ele que só o contrata se ele concordar em deixar metade do salário para o vereador que o contratou.

Embora não haja evidências concretas de que tais aberrações aconteçam em Peruíbe, é importante que o legislador não dependa só dos proventos que são destinados ao vereador, os quais, em Peruíbe, são absurdamente elevados. Para tanto há, dentre os candidatos relacionados abaixo, até quem não esconda prometer vir a doar todo seu salário para entidades beneficentes ou mesmo devolverem o dinheiro para o erário, ou mesmo envidarem esforços para uma redução drástica dos gastos da Câmara com seus vereadores.

Se não tiver outro benefício, a eleição de boa parte dos relacionados abaixo, vai ensejar que a cidade e o município acabe ganhando no quesito “segurança”, o que já seria de grande valia, uma vez que, como toda cidade litorânea, Peruíbe vem sofrendo uma crescente onda de violência com consequente aumento da criminalidade.

O que certamente pouca gente sabe é que dos 305 candidatos para as eleições deste ano (veja matéria aqui), 15 estão dentre estes profissionais de forças de segurança. A Redação deste blogue, por seu responsável Washington Luiz de Paula, em consonância com a previsão legal que respalda a “livre manifestação do pensamento e da opinião partindo de pessoa natural e publicada em sítio de pessoa física”, relaciona abaixo 15 sugestões para votação neste domingo (lembrando que, na busca pela “ocupação” dos demais candidatos não consegui localizar algum outro que seja policial, pelo que desde já nos desculpamos por eventual falha).

Segue relação em ordem alfabética pelo nome da urna:

  1. Alexandre Maciel (Alexandre Blasque Maciel) – PV – 43999 – Policial Militar Reformado
  2. Antonio Araújo (Antonio Vieira Soares de Araújo) – PV – 43237 – Policial Militar Reformado
  3. Cabo Falcão (Elisabete Cristina Oliveira Falcão) – REPUBLICANOS – 10190 – Policial Militar
  4. Cabo Gilson (Gilson Volnei Arndt) – PATRIOTA – 51192 – Policial Militar
  5. Capitão Américo (Américo de Oliveira Pimentel) – PV – 43363 – Oficial Policial Militar
  6. Capitão Falcão (Dimitrius Rosas Mendonça Falcão) – PSB – 40190 – Oficial Policial Militar
  7. Coronel Wilson (Wilson Pratt Correa) – PSL – 17190 – Oficial Policial Militar
  8. Comandante Sebastião (Sebastião José de Oliveira) – PATRIOTA – 51190 – Oficial Policial Militar
  9. Delegado Gesival (Gesival Gomes de Souza) – PSDB – 45357 – Delegado da Polícia Federal (Aposentado)
  10. João da Guarda Mirim (João Roberto Alves) – PV – 43444 – Policial Militar
  11. Luizão da Civil (Luiz Cláudio da Silva) – PROGRESSITAS – 11777 – Policial Civil
  12. Major Dutra (José Romeu Dutra) – PSDB – 45190 – Oficial Policial Militar
  13. Oliveira (José Pedro Gomes de Oliveira) – PSDB – 45123 – Policial Militar Reformado
  14. Sargento Sérgio Santos PROERD (Sérgio dos Santos) – PATRIOTA – 51001 – Policial Militar
  15. Wal Panicali (Walkiria Panicali) – PSC – 20190 – Policial Militar Reformado

Conheça as propostas do candidato Luiz Mauricio à Prefeitura de Peruíbe, SP

Por Liliane Souza, do G1 Santos e Região

Ampliação e reforma de escolas, conclusão das obras do Hospital Municipal, implementação de um programa para atrair investidores para a cidade e pavimentação de 100 ruas em bairros carentes de infraestrutura estão entre as propostas do candidato à Prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, Luiz Mauricio (PSDB).

Luiz Mauricio é o atual prefeito da cidade e tem 41 anos; seu número nas urnas é o 45. Em entrevista ao G1, ele destaca alguns pontos de seu plano de governo. “A gente vai inaugurar a maternidade nos próximos dias, ainda este ano. E a gente tem, para os próximos quatro anos, o grande desafio de terminar as obras do nosso hospital”, afirma o candidato.

G1 Santos está produzindo uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito das cidades da Baixada Santista. Os prefeituráveis de Peruíbe responderam a dez questões sobre temas diversos e todos tiveram o mesmo tempo de resposta. Para acompanhar toda a cobertura, basta acessar a página especial.

Confira a entrevista completa:

Qual sua principal proposta no que diz respeito à área da saúde? Como planeja executá-la?

A gente avançou muito nesses últimos quatro anos na área da saúde, reestruturando a Atenção Básica, contratando agentes comunitários de saúde, enfermeiros e médicos, e fazendo uma reestruturação da política de saúde da mulher. A gente conseguiu diminuir o índice de mortalidade infantil de 17% para 9%, um dos melhores índices da região, e temos feito um planejamento de avançar e ir melhorando a cada dia as ações na área da saúde. A gente vai inaugurar a maternidade nos próximos dias, ainda este ano. E a gente tem, para os próximos quatro anos, o grande desafio de terminar as obras do nosso hospital, os recursos já foram liberados pelo Governo do Estado. E, também, construir uma nova sede do AMFFITO [Ambulatório de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional] e do CEO [Centro de Especialidades Odontológicas].

Quais serão suas prioridades na área da educação, caso seja reeleito?

Também fizemos investimentos nos últimos quatro anos, com a reforma de dez escolas, com uma maior organização de toda a pasta. A gente pretende, nos próximos quatro anos, além de uma reforma do estatuto do profissional da educação e do plano de carreira do profissional da educação, a reforma e ampliação de mais 15 escolas. A entrega do primeiro Centro de Educação Integral do município, a gente tem isso como uma referência, vai ser lá no parque da cidade. A gente tem melhorado os índices do Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica], isso mostra que as ações que estão sendo feitas têm surtido efeitos.

O que está previsto para a área da cultura?

Dar prosseguimento aos projetos que já iniciamos. O Arte para Todos é um dos projetos que têm se destacado. Ele envolve mil pessoas, e a ideia é que a gente possa ampliar esse programa no município. Já temos, também, o credenciamento dos artistas locais, isso já é uma realidade, a prefeitura contratando esses artistas, para que façam apresentações nos eventos e, também, nas ações que a prefeitura promover. A gente já inaugurou a nova biblioteca, e vamos colocar em funcionamento – só não está aberta em razão da pandemia. O projeto Natal na Praia faz parte da área da cultura e do turismo. A ideia é que a gente possa manter esse projeto nos próximos anos. A gente quer cada vez mais fomentar a cultura nos bairros.

Quais medidas devem ser implementadas para contribuir com a diminuição dos índices de criminalidade?

A prefeitura tem feito uma gestão muito próxima com a Polícia Civil e com a Polícia Militar, por meio da implantação de forças-tarefas, e isso já tem surtido efeito no município. Fizemos uma reestruturação da Guarda Municipal, com novo plano de carreira e estatuto da guarda, aquisição de uniformes e de novas viaturas. Foram cinco adquiridas nesses últimos anos. A gente tem o sistema de monitoramento, que é um dos mais modernos da região, hoje com cerco eletrônico e câmeras OCR [que fazem a leitura de placas de veículos] nas entradas e saídas da cidade. E a Atividade Delegada, já foi assinado o convênio e estamos aguardando o estado devolver o convênio, para que a gente possa implementar. Essas ações vão se fortalecer nos próximos anos.

Quais ações estão previstas para contribuir com a preservação do meio ambiente?

A gente pretende continuar as ações de fiscalização que a gente tem promovido por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, que, aliás, foi criada nessa gestão, além das políticas de educação ambiental. A gente tem promovido ações na rede municipal de ensino, por meio de orientações aos nossos alunos. Também vamos fazer com que os nossos alunos possam conhecer esses espaços na cidade. Além disso, uma gestão muito próxima com a Fundação Florestal, do Governo do Estado. A gente tem no nosso entorno parques estaduais e a própria Estação Ecológica da Juréia. Fazendo com que essa gestão fique próxima, a gente consegue organizar todas essas ações, e fazer com que as políticas de meio ambiente sejam cada vez mais fortalecidas na cidade.

O que deve ser feito para estimular a geração de emprego?

A gente tem um programa ousado para os próximos anos, que é o Peruíbe Negócios. Esse programa prevê atrair a iniciativa privada, os investidores para o município, por meio de uma reforma do código tributário do município, para que a gente possa dar incentivos no município a todos os empreendedores, empresários, comerciantes, enfim, investidores que pretendem se instalar ou que já estão instalados na cidade. Além disso, uma revisão dos códigos do Plano Diretor, para que a gente possa incentivar a construção civil dentro de regras pré-estabelecidas, e potencializar cada vez mais o turismo. A cidade tem uma vocação turística, e com incentivos e parcerias com a iniciativa privada, a gente faz com que isso contribua para a economia e a geração de emprego na cidade.

Conheça as propostas do candidato Kaio Lima à Prefeitura de Peruíbe, SP

Conheça as propostas do candidato Gilberto Giba à Prefeitura de Peruíbe, SP

Conheça as propostas do candidato Emer à Prefeitura de Peruíbe, SP

Por Liliane Souza, do G1 Santos e Região

Incentivo à instalação de indústrias não poluentes, realização de mutirões para construção de moradias populares, reforma das escolas municipais, ampliação da educação inclusiva e criação de uma Central de Ambulâncias para atender os munícipes estão entre as propostas do candidato à Prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, Emer (DC).

Emer é empresário e tem 47 anos; seu número nas urnas é o 27. Em entrevista ao G1, ele destaca alguns pontos de seu plano de governo. “Eu vou montar dois terminais na cidade, um na Estação e outro no Bairro dos Prados. É terminal de baldeação. O ônibus circula no bairro e ele para no terminal. Do terminal, a pessoa, com a mesma passagem, vai para outro local”, afirma o candidato.

G1 Santos está produzindo uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito das cidades da Baixada Santista. Os prefeituráveis de Peruíbe responderam a dez questões sobre temas diversos e todos tiveram o mesmo tempo de resposta. Para acompanhar toda a cobertura basta acessar a página especial.

Confira a entrevista completa:

Qual sua principal proposta no que diz respeito à área da saúde? Como planeja executá-la?

A minha proposta para a saúde é terminar a maternidade e entregá-la com qualidade. Terminar o hospital, que tem R$ 18 milhões liberados pelo Governo do Estado para podermos concluí-lo, o que até agora não foi feito. Fazer uma parceria com o governo estadual, federal ou privada para poder tocar esse hospital. Colocarmos ambulância pela prefeitura, uma Central de Ambulâncias, para atender os munícipes. Pegar as ambulâncias que estão largadas no nosso pátio para reformar e depois colocá-las para atender a população. E, não deixarmos a saúde sucateada, reformando todos os postinhos de saúde e colocando uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] no Caraguava e uma no Guilhermina para poder atender a população.

Quais serão suas prioridades na área da educação, caso seja eleito?

Reformar todas as escolas, dando melhor qualidade para os estudantes e profissionais. Melhorar a merenda, uniformizar todas as crianças, dar cursos para os professores, para que possam se aperfeiçoar cada vez mais, e aumentar a inclusão nas escolas, dando melhores condições para as crianças que precisam de um atendimento especial.

O que está previsto para a área da cultura?

Vamos montar o teatro municipal, fazer parceria com os músicos locais, fazer shows na cidade, levando caravanas para os bairros. Vamos colocar a Banda Municipal para funcionar novamente para a gente poder competir, igual ela competia antigamente. E, vamos levar a banda junto às escolas para podermos ter uma cultura tanto nos bairros como no centro da cidade, para dar uma igualdade a todos os estudantes que querem participar dessa área, que hoje é restrita a poucas pessoas.

Quais medidas devem ser implementadas para contribuir com a diminuição dos índices de criminalidade?

Vamos legalizar a Guarda Municipal, trazendo cursos para eles poderem andar armados, com todos os equipamentos necessários. Vamos implantar a Atividade Delegada na cidade, junto com o Governo do Estado. Assim, a gente vai dar melhor qualidade de segurança para a população, aumentando o efetivo. Vamos colocar câmeras de monitoramento na cidade, que funcionem adequadamente, para poder atender a população e a demanda de segurança no nosso município.

Peruíbe tem 15 candidatos a vereadores com registros de candidaturas indeferidos pela Justiça Eleitoral

Da Redação

Dos 323 candidatos que pleiteiam uma das 15 vagas na Câmara Municipal nas eleições deste domingo próximo, 15, pelo menos 15 foram considerados inaptos a participarem do certame. Embora destes, 10 tenham entrado com recurso no Tribunal Regional Eleitoral para se defenderem da decisão do Juízo de 1º Instância, é bem provável que somente 305 terão tranquilidade e nenhuma dificuldade em mostrar transparência ao eleitorado; afinal, nada devem à Justiça, razão porque seus pedidos não foram contestados pelo Ministério Público Eleitoral com aconteceu com os demais 15.

O número de 305 candidatos aptos a se apresentarem como candidatos nas urnas é o resultado de 323 que requereram o registro, menos cinco (5) que tiveram seus pedidos indeferidos sem chance de recurso, descontados 10 que entraram com recurso no TRE, e três que renunciaram antes mesmo da campanha começar, a saber:

  • André da Silva Correia (André Perninha), do PTB;
  • Francisco Soares Cassiano de Souza (Chicão do Esporte), do PODE; e
  • Osvaldo Carlino de Carvalho (Carlinhos Mascate), do DEM.

Os motivos que levaram os candidatos a terem seus pedidos de registro de candidatura negados pela Justiça Eleitoral são os mais diversos, desde apontamentos criminais com condenações em suas fichas corridas, até por não terem respeitado o prazo de desincompatibilização enquanto exerciam cargos públicos, direta ou indiretamente; alguns ainda por não terem apresentado a documentação exigida no devido tempo.

Os cinco candidatos que foram considerados inaptos, e que não entraram com recurso ou perderam o prazo para pleitear suas defesas, são:

  • Alzira Pereira Nascimento (Alzira), do PSC;
  • Antonio Carlos Bianchi da Silva (Dr. Bianchi), do PROS;
  • Jorge Luiz de Souza Azevedo (Jorge Azevedo), do PT;
  • Renan Souza dos Santos (Pastor Renan Souza), do PSC; e
  • Sandro Roberto Cassola (Sandro Táxi), do PTB.

Indeferidos, com recurso

São, portanto, 10 aqueles que pleitearam o registro de candidatura, mas que sofreram representação por parte do Ministério Público Eleitoral, representações estas que foram acatadas pelo Juízo Eleitoral da Comarca de Peruíbe; mas que estão buscando revisão dos indeferimentos junto aos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral em São Paulo.

Em ordem alfabética, são estes:

  • Antonio Carlos da Silva Rodrigues (Pastor Antonio), do PCdoB;
  • Artur Amorelli (Artur do Som), do REPUBLICANOS;
  • Bruno Chehade Pereira (Dr. Bruno Médico), do PSDB;
  • Cícero Rodrigues da Silva (Cícero Corretor), do DC;
  • Eduardo Martins Teles de Aguiar (Eduardo Teles), do MDB;
  • Keidy Regina Lima (Keidy Lima), do PCdoB;
  • Michael Willian França Alves (Rato Vila Erminda); do PCdoB;
  • Rafael Pittarelli de Souza (Rafael Pittarelli), do REPUBLICANOS;
  • Sidney Marcos Aggio (SID SOM), do PCdoB; e
  • Wendel Oliveira Santos (Wendel do Celular), do PCdoB.

Ficha limpa

A recomendação para o voto neste domingo segue a premissa de que obrigatoriamente o candidato tem que ter ficha limpa, nada devendo para a Justiça, ainda que seja só satisfação, independentemente de o candidato ser feio ou bonito, moço ou velho, homem ou mulher (ou mesmo LGBT), católico, espírita ou evangélico.

Embora o indeferimento em si do pedido de registro das candidaturas não indique que o candidato tenha pendências junto à Justiça (seja eleitoral ou comum), a considerar o grande número de candidatos que saíram na frente (sem problema algum), é de se sugerir que o eleitorado de Peruíbe vá buscando logo um nome dentre os 305 preliminarmente “deferidos” para votar.

Só faltam três dias!

Conheça as propostas do candidato Edson Mühlmann à Prefeitura de Peruíbe, SP

Por Liliane Souza, do G1 Santos e Região

Construção de hospital municipal e maternidade, abertura de escolas aos finais de semana, criação de um parque industrial com doação de terreno para indústrias não poluentes, desassoreamento dos rios e instalação de mirantes estão entre as propostas do candidato à Prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, Edson Mühlmann (REDE).

Edson Mühlmann é aposentado e tem 71 anos; seu número nas urnas é o 18. Em entrevista ao G1, ele destaca alguns pontos de seu plano de governo. “Na área da habitação, a gente tem que fazer um estudo com os governos estadual e federal para arrumar verba para poder oferecer moradias a baixo custo”, afirma o candidato.

G1 Santos está produzindo uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito das cidades da Baixada Santista. Os prefeituráveis de Peruíbe responderam a dez questões sobre temas diversos e todos tiveram o mesmo tempo de resposta. Para acompanhar toda a cobertura basta acessar a página especial.

Confira a entrevista completa:

Qual sua principal proposta no que diz respeito à área da saúde? Como planeja executá-la?

Vou declarar de utilidade pública o Hotel Glória, que é um hotel do Estado que está fechado há 35 anos. Vou fazer o hospital e maternidade ali, que dá de 500 a 600 leitos. Inclusive, tem heliporto em cima, que a gente pode colocar helicóptero e atender as emergências. Peruíbe depende tudo de fora. Até Itariri, que é pequena, tem pessoas que vão ter atendidas lá porque aqui não temos. Só temos uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] e uma unidade de pronto-socorro.

Quais serão suas prioridades na área da educação, caso seja eleito?

Tenho conversado com meu secretário, que é diretor de escola estadual. Tenho falado com ele que a gente precisa dar uma ênfase na educação. Fizeram uma lei baixando o nível de educação, isso atingiu todo o Brasil e hoje nós temos uma dificuldade nessa área. Melhorar a escola e integrar os pais dos alunos com os professores. Temos um problema que, às vezes, o professor corrige o aluno e os pais, ao invés de conversar, ficam contra o professor e, às vezes, dá força para o filho ser malcriado. Tem que haver um entendimento entre pais e mestres para solucionar esse problema. Trocar ideias e os pais participarem da escola. E, as escolas vão continuar pintadas de branco e azul. Normalmente quando muda o prefeito, muda tudo. No nosso caso, não. Vamos fazer o que é necessário. Não vamos gastar tintas desnecessariamente. Se tiver que homenagear escolas, vamos homenagear o Gilson [Gilson Bargieri, prefeito de Peruíbe entre 2001 e 2004], que sempre pintou de azul e branco. E, vamos terminar todas as obras iniciadas. É isso o que queremos, um povo educado.

O que está previsto para a área da cultura?

Eu me reuni com o pessoal da Associação Comercial e com os hoteleiros. Pedi para eles indicarem quem será o secretário da área. Eles acharam interessante porque é um sonho deles. Eles, inclusive, gostariam de pôr votação na cidade, para a cidade escolher o secretário. Mas, nesse primeiro passo, eu pedi para eles se reunirem e escolherem e, eu vou gerenciá-los. Vamos mexer tudo o que for preciso na área de cultura, esporte e turismo. Em Peruíbe, na parte de turismo, temos o segundo melhor ar do mundo. E, com o hospital, nós teremos muitos aposentados morando aqui. Teremos um embalo em tudo isso aí.

Quais medidas devem ser implementadas para contribuir com a diminuição dos índices de criminalidade?

Nessa área tem que fazer um estudo da Guarda Municipal para saber se vai armá-los, porque também não adianta ter uma polícia só para parecer bonito. Os caras não têm armas, ninguém respeita. Nessa área, precisa de um estudo para ver como vamos resolver.

Quais ações estão previstas para contribuir com a preservação do meio ambiente?

Eu tenho um secretário de meio ambiente. Ele cursou meio ambiente no Japão e esteve no Acre, com o Chico Mendes. Ele conhece tudo de ecologia. Dizem que a estrada do Una não tem que pavimentar, mas, tem que pavimentar, colocar pavimentação rústica, fazer um negócio que condiz com a natureza. Quando chove, toda a areia vai para o rio e, aí assoreia o rio, o peixe não sobe para desovar. Está faltando peixe. Pescador esportivo fica um dia e não pega nada de peixe. A gente também tem a estrada do Guaraú, onde precisa fazer um acostamento.

O que deve ser feito para estimular a geração de emprego?

Fiquei sabendo que o Gilson tinha declarado uma área para indústrias. Vou verificar isso. Se já existe essa área, vamos oferecer terreno de graça para trazer empresas que não poluam e, claro, vamos exigir equipamentos, como filtro de ar e de água, para Peruíbe ser uma cidade modelo nessa área.

Conheça as propostas do candidato Cabo Anderson Proerd à Prefeitura de Peruíbe, SP

Por Liliane Souza, Do G1 Santos e Região

Ampliar a contratação de médicos especialistas, criar leis municipais para beneficiar os artistas locais, implementar a coleta seletiva para materiais recicláveis e regularizar a licença para uso da lama negra estão entre as propostas do candidato à Prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, Cabo Anderson Proerd (Patriota).

Cabo Anderson é policial militar e tem 45 anos; seu número nas urnas é o 51. Em entrevista ao G1, ele destaca alguns pontos de seu plano de governo. “Temos que revitalizar os pontos turísticos da cidade, fazer com que eles sejam conhecidos. Através disso, vamos poder fomentar o comércio, fazendo parcerias com hotéis e restaurantes”, afirma o candidato.

G1 Santos está produzindo uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito das cidades da Baixada Santista. Os prefeituráveis de Peruíbe responderam a dez questões sobre temas diversos e todos tiveram o mesmo tempo de resposta. Para acompanhar toda a cobertura basta acessar a página especial.

Confira a entrevista completa:

Qual sua principal proposta no que diz respeito à área da saúde? Como planeja executá-la?

A minha principal proposta é a conclusão do nosso hospital, da maternidade, nosso banco de sangue, que não temos, e a sala de pequenas cirurgias que precisamos ter. Temos que reestruturar todas as nossas UBS [Unidades Básicas de Saúde]. Também vamos buscar, com a iniciativa privada, essa parceria. Já estamos em conversa com uma empresa de grande porte da região para assinar essa parceria público-privada. Também vamos ter que renovar todos os equipamentos das nossas UBSs [Unidades Básicas de Saúde], da nossa UPA [Unidade de Pronto Atendimento] e do nosso AME [Ambulatório Médico de Especialidades]. E, vamos ampliar a contratação de médicos especialistas que nós não temos na cidade.

Quais serão suas prioridades na área da educação, caso seja eleito?

Nossa prioridade número um é dar fiel cumprimento ao Plano Nacional de Educação. Também vamos criar um programa de apoio ao professor. Apoio psicológico, questão de estrutura para os nossos professores. Dar uma assistência para eles porque hoje eles não têm isso. Também vamos valorizar permanentemente os nossos profissionais da educação, que não são valorizados. Vamos, também, ampliar a oferta de vagas nas creches e nas pré-escolas. Também vamos priorizar a qualidade e variedade dos nossos alimentos da merenda escolar. E, temos que providenciar reformas emergenciais nas estruturas escolares, que estão muito deterioradas.

O que está previsto para a área da cultura?

A primeira coisa que vamos fazer é a preservação e a revitalização dos patrimônios históricos e culturais. Nós temos uma das primeiras igrejas do Brasil, que são as Ruínas do Abarebebê. Hoje, esse local está inviável, não tem como fazer turismo nesse local. Vamos criar leis municipais para beneficiar os artistas da nossa cidade e vamos estimular atividades como dança, música, pintura, artesanato, literatura e teatro, que não temos. Vamos incentivar essas atividades. Também vamos ter que fazer ações integradas em parceria com a iniciativa privada para podermos fomentar a cultura.

Quais medidas devem ser implementadas para contribuir com a diminuição dos índices de criminalidade?

Vamos ter que treinar, capacitar, equipar e armar a nossa guarda. Também vamos aprimorar a tecnologia de equipamentos de segurança. Vamos ampliar o monitoramento por câmeras e, até mesmo via drones, para promovermos ações conjuntas com a Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar e Ministério Público, para termos uma Força Tarefa para combater a desordem pública, que são os pancadões. E, também, dar oportunidade e um local apropriado para os nossos jovens poderem se divertir, através da cultura, do esporte e do lazer, que hoje não tem.

Quais ações estão previstas para contribuir com a preservação do meio ambiente?

Temos que conscientizar e preservar o nosso meio ambiente na nossa educação, no turismo, na saúde e até mesmo na nossa Secretaria de Obras. Tem que haver conscientização e preservação em todas as secretarias. Vamos, também, implantar e desenvolver o Programa de Coleta Seletiva, que hoje não existe na nossa cidade, e é de suma importância para que tenhamos uma cidade sustentável, limpa, que contribua com o meio ambiente. Também vamos regularizar a licença para uso da lama negra, porque nossa lama negra não está viabilizada por conta de problemas. E, vamos incentivar a produção agrícola familiar local dos nossos munícipes da zona rural.

O que deve ser feito para estimular a geração de emprego?

Primeiro, temos que fomentar o comércio local. Dependemos dos nossos comerciantes locais. Como vamos fazer isso? Em parceria com o turismo. Vamos também revitalizar os pontos turísticos da nossa cidade, que hoje estão completamente abandonados. Mirante não temos. Tudo isso vamos ter que rever. Também vamos criar a frente de trabalho. Temos que ter a frente de trabalho para podermos ajudar os nossos munícipes. E, incentivar as empresas e indústrias para instalação em nossa cidade através de incentivo fiscal.

Eleitorado de Peruíbe vai para as urnas para escolher novo prefeito entre 9 candidatos

Veja relação dos candidatos e evolução patrimonial de cada um deles

Da Redação

Os 59.352 eleitores de Peruíbe seguirão neste domingo próximo para cumprir o dever cívico de escolher o próximo mandatário do executivo municipal, que se sentará na cobiçada cadeira de prefeito por quatros anos, a começar em janeiro de 2021.

A bem da verdade, não se pode dizer que há abnegação plena em qualquer um dos nove candidatos, principalmente quando se sabe que, para uma cidade onde se conseguir um emprego para ganhar um salário mínimo já é um abortivo, um prefeito ganhar algo em torno de R$ 20.000,00 de salário mensais, e assumindo, como assume o prefeito, a responsabilidade de gerenciar mais de R$ 1 bilhão de orçamento durante o mandato, coloca, por isto, todos os candidatos sob suspeita de que pode haver algo mais que simples amor pela cidade ou desejo de fazer o bem para o povo.

Mas, como dizia Oswaldo Silva, primo recentemente falecido: “E o keko?” Pois é, para o povo não resta muita alternativa que aquela de apostar de que o próximo prefeito, seja aquele que pretende continuar, seja aquele que já tentou algumas vezes, seja quem nunca tentou, faça muito mais pelo povo e pela cidade do que faz por si e pelos amigos mais chegados.

Candidatos

Dos nove candidatos – todos tiveram seu registro deferido pela Justiça Eleitoral – pelo menos cinco são notórios e conhecidos no meio político peruibense. Começando pelo atual prefeito Luiz Maurício (PSDB), que busca a reeleição, nota-se também a presença de Alex Matos (PODE), Barros (PP), Emer (DC) e Kaio Lima (Republicanos), que tentam puxar a cadeira do atual prefeito. Cabo Anderson PROERD (Patriota), Edson Mühlmann (Rede), Gilberto Giba (PSOL) e Janaína Corrêa (PT) debutam no intento de ocupar o cargo de prefeito (ou prefeita).

Por ordem alfabética, conheça-se um pouco mais de cada um deles:

ALEX MATOS ou Alex Pereira de Matos é político e empresário e concorre pelo PODEMOS (PODE) – 19. Alex é casado, tem grau de instrução superior completo (universitário), tendo nascido em Santos (SP) ao 14 de janeiro de 1980. O candidato a vice na chapa liderada por Alex Matos é o empresário Edson Beserra de Oliveira. Natural de Santo André (SP), Edson é casado, tem ensino médio completo, e tem 58 anos e é novato na política

Evolução patrimonial

  • Em seu registro como candidato para este ano Alex Matos declarou possuir bens equivalentes a R$ 1.187.127,11, enquanto seu vice declarou possuir bens equivalentes a R$ 609.347,20.
  • Em 2016 Alex Matos foi candidato a prefeito pelo PMDB (sem sucesso) quando declarou R$ 663.500,00.
  • Em 2014 foi candidato a deputado federal pelo PSB declarando bens no valor de R$ 585.000,00.
  • Em 2004 elegeu-se vereador pelo PMN, não tendo bens a declarar naquele momento.

BARROS ou Antonio Carlos Barros é político e empresário, e concorre pelo PROGRESSITAS (PP) – 11. Barros é divorciado, tem nível superior completo (universitário), tendo nascido em São Paulo (SP), aos 4 de abril de 1967. A candidata a vice na chapa liderada por Barros é a empresária Patrícia Martignago Bailão. Nascida em Peruíbe em 12 de março de 1970, Patrícia é casada, tem nível superior completo, e é novata na política.

Evolução patrimonial

  • Em seu registro como candidato para este ano Barros declarou possuir bens equivalentes a R$ 720.975,00. Já a vice em sua chapa declarou bens no valor total de R$ 844.626,00.
  • Em 2016 Barros foi candidato a prefeito em Peruíbe pelo PRB (sem sucesso) quando declarou possuir R$ 1.517.774,54 em bens.
  • Em 2010 foi candidato a deputado estadual em São Paulo pelo PPS (não eleito) declarando bens no valor de R$ 251.492,88.
  • Em 2008 foi candidato a vereador pelo PPS em São Paulo (suplente), declarando R$ 206.073,00 em bens.
  • Em 2006 foi candidato a deputado federal em São Paulo pelo PSC (não eleito), sem bens a declara.
  • Em 2004 foi candidato a vereador em São Paulo pelo PSB, sem sucesso e sem bens a declarar.

CABO ANDERSON PROERD ou Anderson Fabiano Pupo Fernandes é policial militar, e concorre pelo PATRIOTA – 51. O candidato é casado, possui ensino médio completo, tendo nascido em Registro (SP), aos 19 de outubro de 1975. A candidata a vice na chapa liderada pelo Cabo Anderson é professora aposentada Cláudia Maria Francelino. Nascida em São Paulo (SP) em 30 de maio de 1963, Cláudia é solteira, tem nível superior completo, e foi candidata a vereadora em Peruíbe no ano de 2012 pelo PT.

Evolução patrimonial

  • Estreando na política Cabo Anderson declarou possuir bens equivalentes a R$ 315.000,00. Já sua vice em sua chapa declarou bens no valor total de R$ 300.000,00

EDSON MÜHLMANN ou Edson Antonio Mühlmann é aposentado, e concorre pelo REDE SUSTENTABILIDADE (REDE) – 18. Casado, ensino médio completo, tendo nascido em Curitiba (PR) aos 16 de dezembro de 1948, Edson também faz sua estreia na política. O candidato a vice na chapa liderada por ele é o Cacique Ubiratã. Nascido na tribo tupi-guarani de Peruíbe em 7 de maio de 1970, Ubiratã é artesão, casado, e possui ensino fundamental incompleto.

Evolução patrimonial

  • Também estreando na política Edson declarou possuir bens equivalentes a R$ 465.000,00. Já o vice não tem bens a declarar.

EMER ou Emer Elias Abou Jaoude é empresário, e concorre pelo DEMOCRACIA CRISTÃ (DC) – 27. Casado, ensino superior completo, Emer nasceu em Miracatu (SP) aos 1 de abril de 1973. O candidato a vice na chapa liderada por Emer é Romualdo dos Santos Moraes, também empresário, viúvo e nascido em São Paulo em 15 de dezembro de 1966.

Evolução patrimonial

  • Para a eleição deste ano, Emer declarou à Justiça Eleitoral possuir um patrimônio equivalente a R$ 562.423,00, enquanto seu vice declarou R$ 400.000,00.
  • Em 2016 Emer foi candidato a prefeito pelo PSDC (não eleito). Naquele ano declarou possuir bens no valor de R$ 6.272.889,61.
  • Em 2012 foi candidato a vice-prefeito pelo PSC, declarando R$ 2.227.086,23 à Justiça Eleitoral.
  • Quando ingressou na política, em 2008, Emer se elegeu vereador pelo PSC. Naquela oportunidade declarou R$ 456.623,00 à Justiça Eleitoral.

GILBERTO GIBA ou Gilberto Zangerolimo Gonsales é professor de ensino fundamental, e concorre pelo PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE (PSOL) – 50. Casado, com ensino superior completo, Giba nasceu em São Paulo (SP) aos 2 de maio de 1983. O candidato a vice na chapa liderada por Giba é Neto Ferreira, servidor público federal. Neto é nascido em Pereira Barreto (SP) aos 17 de março de 1976. Possui ensino superior completo e é casado.

Evolução patrimonial

  • Esta é a primeira vez que Gilberto se candidata, declarando bens no valor de R$ 16.821,18. Seu vice, declarou R$ 26.572,39, tendo sido candidato a vereador em 2016 em Peruíbe, também pelo PSOL.

JANAÍNA CORRÊA ou Janaína Corrêa Falconeris é advogada, e concorre pelo PARTIDO DOS TRABADORES (PT) – 13. Casada, Janaína nasceu em São Paulo (SP) aos 19 de junho de 1975. A candidata a vice na chapa do PT é Isabel Azevedo. Também nascida em São Paulo (SP) aos 14 de fevereiro de 1955, Isabel possui ensino fundamental completo e é solteira.

Evolução patrimonial

  • Ambas – candidatas a prefeita e vice – enfrentam uma eleição pela primeira vez, e não declararam bem algum à Justiça Eleitoral.

KAIO LIMA ou Kaio dos Santos Lima é engenheiro, e concorre pelo REPUBLICANOS – 10. Solteiro, Kaio é natural de Peruíbe mesmo, tendo nascido aos 3 de outubro de 1989. O candidato a vice na chapa liderada por Kaio é o comerciante e advogado João Fioribelli Júnior. Di Fiori é nascido em Santo André (SP) aos 11 de fevereiro de 1959, e é casado.

Evolução patrimonial

  • Kaio declarou à Justiça Eleitoral possuir bens no valor de R$ 20.000,00, enquanto seu vice declarou R$ 1.112.000,00 como total de seus bens.
  • Em 2016 Kaio foi candidato a vice-prefeito pelo PPL em Peruíbe (não eleito), não havendo informação sobre sua declaração de bens.

LUIZ MAURÍCIO ou Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira é advogado e atual prefeito, concorrendo à reeleição pelo PSDB – 45. Solteiro, Luiz Maurício é natural de São Paulo (SP), tendo nascido aos 23 de fevereiro de 1979. O prefeito mantém em sua chapa pela reeleição o seu vice-prefeito André de Paula, engenheiro, casado, e nascido em Taubaté aos 15 de junho de 1955.

Evolução patrimonial

  • O atual prefeito apresentou em sua declaração de bens junto à Justiça Eleitoral o valor de R$ 1.102.025,97, enquanto seu vice-prefeito declarou R$ 517.694,00 como total de seus bens.
  • Quando foi eleito prefeito, em 2016, Luiz Maurício declarou possuir R$ 538.625,69 como total de bens.
  • Em 2012, quando se elegeu vereador pelo PSDB, o atual prefeito declarou à Justiça Eleitoral possuir R$ 317.500,00
  • Em 2008 Luiz Maurício foi candidato a vice-prefeito pelo PSDB. Na oportunidade declarou um total de bens no valor de R$ 300.000,00.

Conheça as propostas do candidato Barros à Prefeitura de Peruíbe, SP

Conheça as propostas do candidato Alex Matos à Prefeitura de Peruíbe, SP

Vicentina – A Madrinha de todo pradense

Da Redação

Quem não conhece a professora Vicentina? É possível que muitos dos homens e mulheres de Prados hoje passaram pelas mãos da professora que dedicou boa parte de sua vida a ensinar a ler, a escrever, e a ser o cidadão e cidadã de bem de nossa querida cidade. Por muitos anos Vicentina foi diretora da Escola Estadual “Dr. Viviano Caldas”, tendo lecionado em várias escolas da cidade e comunidades do município; logo não temos como dizer que não estamos diante de uma professora de respeito e com muita história para contar.

Agora, e a Vicentina Madrinha? Quem é que conhece? Pois é, essa eu creio que todos. Afinal, foi com esse apelido carinhoso que lhe deram na eleição de 2012, quando concorria como candidata a vice-prefeita, que Vicentina das Mercês Gonçalves veio a conquistar uma das vagas para o legislativo pradense em 2016, assumindo a vereança em 2017, e permanecendo até os dias de hoje como uma das representantes mais laboriosas e dignas de você eleitor, de você eleitora, na Câmara Municipal de Prados.

Pois muito bem. Vicentina novamente se apresenta, com toda humildade perante a população de Prados, como candidata à reeleição. E é com esta mesma humildade que pede o voto para que possa continuar na Câmara exercendo o ofício do qual aprendeu a gostar, que é de oferecer todo seu conhecimento e disposição para o trabalho de continuar trazendo melhorias para Prados.

Afinal, se formos enumerar aqui tudo aquilo que a vereadora Vicentina trouxe, por si só, ou por intermédio de deputados seus amigos, ou mesmo em parceria com seus colegas de Câmara, um livro seria pouco!

Como modelo dessa disposição, não é exagero dizer que muitas das conquistas para as áreas de Educação, Cultura, Obras, Esportes, Segurança Pública, Saúde e outras áreas que chegaram para Prados desde janeiro de 2017, tem importante e efetiva participação da vereadora Vicentina. Reformas de escolas (R$ 60 mil), aquisição de instrumentos para a banda do Vitoriano Veloso (R$ 40 mil) são apenas dois singelos exemplos dentre tantos outros, como o relevante aporte de R$ 200 mil para a Saúde, vindos através de emendas parlamentares, e, mais recentemente, a transferência de R$ 190 mil de sobra do Orçamento da Câmara, dinheiro que permitiu ao prefeito Juninho dar início às obras de reforma da Selaria Estrela, no centro da cidade.

A recomendação para o voto em Vicentina Madrinha é com todo louvor. Então, se ainda não tinha certeza de que Vicentina Madrinha está entre as melhores candidatas, e merece continuar como nossa representante na Câmara, deixe a dúvida de lado, e no dia 15 de novembro, lembre-se: é 45609 para reeleger Vicentina Madrinha, e 45 para reeleger nosso grande prefeito Juninho do Léster.

Para saber mais sobre Vicentina Madrinha, visite sua página no Facebook: https://www.facebook.com/vicentinadasmerces.goncalves.1

Matéria publicada com fulcro nos arts. 57-A a 57-J e 39, § 5º IV, da Lei nº 9.504/1997, e art. 27 a 33 e 87, IV da Res. TSE nº 23.610/2019, e ainda art. 1º, § 1º, IV, da EC nº 107/2020, que dispõe sobre a propaganda na internet através de blogs, redes sociais, mensagens instantâneas e aplicações na internet, e da livre manifestação da opinião e do pensamento feita por pessoa natural, e publicada em sítio de propriedade e responsabilidade de pessoa física, não se tratando de matéria paga.

Piquita – Mulher símbolo de Prados

Da Redação

Ela nasceu Maria Aparecida Mineiro – e pelo que se vê e se nota, tem “mineiro” até no nome. Eis, portanto, uma legítima representante daquilo que a mulher mineira tem: é aguerrida, trabalhadora, determinada, corajosa, e sobretudo honesta!

Nascida e criada em Prados, no mesmo bairro do Pinheiro Chagas onde mora até hoje, sobre o qual não esconde declarar “que tanto amo”, Maria Aparecida viria a se tornar conhecida e a se notabilizar no meio em que sempre viveu, dentre seus familiares e amigos, simplesmente como “Piquita”. O apelido foi lhe dado quando ainda criança, por – segundo ela – ser muito pequena.

É de se crer que a grande maioria dos cidadãos e cidadãs pradenses já a conheçam, principalmente porque Piquita, dentre as tantas atividades às quais se aplica é também promotora de turismo, já tendo levado muita gente do povo de Prados em suas excursões, seja em romarias para santuários como o de Aparecida (SP), ou mesmo a passeio para praias do Rio de Janeiro e Espírito Santo e outros lugares aprazíveis.

O que talvez pouca gente saiba no seu todo é de sua história de vida. Quem ganha tempo para ouvi-la em seu testemunho pessoal não deixa de se emocionar. Vendo-se separada do marido quando seus quatro filhos eram ainda muito pequenos, Piquita não desanimou, antes seguiu o destino de continuar trabalhando, como sempre fez desde muito nova, e agora com a determinação de quem passava a ter a responsabilidade de suprir as necessidades da casa e dos filhos. A responsabilidade não a assustou, contudo. E, pelo que se pode observar hoje, com os filhos já criados (“todos com suas casas próprias” e uma com curso superior, como gosta de frisar) e sete netos disputando o carinho da avó, é de se acrescentar ao currículo de Piquita o adjetivo de “vencedora”.

Piquita é mulher e negra. Estas duas condicionantes fazem-na saber o quanto as mulheres e, de modo especial, as negras têm sido deixadas margem das decisões da comunidade – e na política. E é exatamente por isso que pela quarta vez consecutiva Piquita vai tentar ocupar um lugar na Câmara nas eleições deste ano. Em três eleições não logrou êxito, mas chegou perto, sendo considerada suplente em 2008 e 2012. E é ela mesma quem afirma: “Vejo que temos nas mãos a oportunidade para que a mulher negra ocupe uma cadeira na Câmara Municipal”, e não se faz de rogada ao pedir “o voto e a confiança” dos seus conterrâneos.

Firme em suas convicções, Piquita lembra conhecer “muito bem os bairros e o povo de nossa terra”, e enfatiza: “Quero ser vereadora para estar ao lado dos mais necessitados”.

Piquita é candidata a vereadora pelo PSDB, e segue para as urnas com o número 45666, tendo como candidato a prefeito Juninho do Léster com Ari como vice (ambos buscando a reeleição).

Para saber mais sobre Piquita, visite sua página no Facebook: https://www.facebook.com/mariaamineiro.mineiro.3

Matéria publicada com fulcro nos arts. 57-A a 57-J e 39, § 5º IV, da Lei nº 9.504/1997, e art. 27 a 33 e 87, IV da Res. TSE nº 23.610/2019, e ainda art. 1º, § 1º, IV, da EC nº 107/2020, que dispõe sobre a propaganda na internet através de blogs, redes sociais, mensagens instantâneas e aplicações na internet, e da livre manifestação da opinião e do pensamento feita por pessoa natural, e publicada em sítio de propriedade e responsabilidade de pessoa física, não se tratando de matéria paga.

Deputado Glaycon Franco vem a Prados e dedica apoio à campanha de Juninho

Da Redação

Parceiro da administração desde quando Juninho do Léster assumiu a prefeitura em 2017, o deputado estadual Glaycon Franco esteve em Prados no dia de ontem (5), oportunidade em que empenhou todo seu apoio à campanha de reeleição do atual prefeito.

Em visita ao comitê de campanha, Glaycon fez questão de gravar um vídeo-testemunho, demonstrando a admiração que tem pela dupla Juninho e Ari, os quais considera “homens sérios e competentes para continuar governando a cidade de Prados”.

Em sua palavra, o deputado lembrou que, por conta dos “momentos difíceis, com economia complicada, temos desafios enormes pela frente, resquícios da pandemia, e da crise econômica que está por vir, temos que colocar pessoas sérias, capacitadas, e que têm espírito republicano como o Juninho tem”. Enfático ao registrar seu apoio à campanha do PSDB, o deputado Glaycon Franco lembra que Juninho é “uma pessoa séria, preocupada com os destinos de Prados, sem fazer politicagem, e isto é um compromisso que o Juninho tem com o povo de Prados”.

Mandato atuante

Dono de um mandato bastante voltado a atender as demandas de Prados, assim como das pequenas cidades da região, Glaycon Franco não mediu esforços para fazer enviar dinheiro resultante de dezenas de emendas parlamentares ao Orçamento do Estado, dinheiro este que permitiu ao prefeito Juninho fazer frente aos gastos, principalmente com a Saúde.

A promessa resultante desta visita no dia de ontem é a de que “vou continuar dando total apoio junto ao governo do Estado para que a gente possa cada vez trazer recursos para melhorar de fato a vida do povo de Prados”.

Em sua palavra, Juninho do Lester aproveitou para agradecer a visita do deputado, o apoio, a solidariedade para com sua campanha de reeleição, ao tempo em que, como prefeito, agradeceu também, em nome do povo de Prados, todo empenho que o deputado tem feito para ajudar a minimizar a crise pela qual passa todo o país.

Bastante aplaudido ao final de sua fala, o deputado Glaycon Franco, que é do Partido Verde (PV), foi incisivo: “Então, minha gente, no dia 15 de novembro, é 45 na cabeça!”.

Em 40 unidades da rede municipal de ensino, Peruíbe, SP, atende 8 mil crianças

Pacote Anticrime e progressão de regime são analisadas em palestra da EJUS e do Deex

Juíza Luciana Rigoni e promotor Alexandre Daruge palestraram.

Da Comunicação Social TJSP

A Escola Judicial dos Servidores (EJUS) e o Departamento Estadual de Execuções Criminais (Deex) do Tribunal de Justiça de São Paulo realizaram ontem (8) a palestra on-line A progressão de regime e a Lei 13.964/19, sob a coordenação da diretora do Deex, Patrícia Tiuman de Souza Carvalho. O evento teve 408 participantes, entre magistrados e servidores.

Iniciando as exposições, a juíza Luciana Netto Rigoni, coordenadora do Departamento Estadual de Execuções Criminais (Deecrim) da 4ª Região Administrativa Judiciária – Campinas, agradeceu a participação de todos e salientou a alegria em “trocar ideias com um público tão qualificado como são os servidores que compõem o quadro do Judiciário paulista”. Ela apresentou um panorama sobre as modificações efetuadas pela Lei 13.964/2019 (Pacote Antricrime) no sistema de execução penal, analisando, entre outros dispositivos, a multa (artigo 51 do Código Penal), o artigo 75 do CP, o acordo de não persecução penal, o artigo 112 da Lei 7.210/84 (Lei de Execução Penal), a saída temporária, o livramento condicional e os delitos relacionados a roubo, arma de fogo e crime hediondo.

Na sequência, o promotor de Justiça Alexandre Daruge discorreu sobre as alterações no artigo 112 da Lei de Execuções Penais, enfatizando que o Pacote Anticrime promoveu uma drástica mudança no artigo que vigorou durante 36 anos com uma redação simples, que previa a progressão após o cumprimento de um sexto da pena, desde que o preso tivesse bom comportamento, e passou a prever quatro hipóteses de progressão de regime, com quatro incisos relacionados a crimes comuns e outros quatro destinados aos crimes hediondos. Ele destacou a vocação da Lei 13.964/2019 de tornar mais rigorosa a execução penal para crimes violentos, hediondos e perpetrados por organizações criminosas e acrescentou que ela consagrou o protagonismo do juiz como agente individualizador da pena e valorizou a reincidência como fator determinante da individualização da pena na execução penal, ponderando a necessidade de reclassificar o instituto. A seguir apresentou uma sistematização das mudanças no artigo 112, com uma proposta de interpretação de suas hipóteses.

Justiça Eleitoral recebe pedido de impugnação da candidatura de Emer Jaoude à Prefeitura de Peruíbe, SP

Pedido, formulado pelo presidente do partido AVANTE no município, aponta que o candidato não poderia concorrer ao cargo por ter sido condenado por improbidade administrativa.

Do G1 Santos e Região

A Justiça Eleitoral recebeu um pedido de impugnação ao registro da candidatura de Emer Jaoude (DC) à Prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo. A petição foi formulada pela defesa de José Ferreira dos Santos Junior, presidente do partido AVANTE no município.

Segundo o pedido, José Ferreira aponta que Emer não poderia concorrer ao cargo por ter sido condenado pela Justiça por improbidade administrativa. Ele alega que o candidato foi condenado por fraude em processo licitatório e teve suspensos os direitos políticos pelo prazo de dez anos.

Conforme consta na petição, Emer seria responsável por um esquema para que a empresa da qual é dono vencesse uma licitação pública em um município no interior paulista. Ele foi condenado em 1ª instância pelo juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Monte Mor, em junho de 2019.

Diante da decisão, a defesa de Emer solicitou a anulação da condenação e o processo foi encaminhado ao Tribunal de Justiça de São Paulo, onde aguarda julgamento.

A petição de José Ferreira aponta, ainda, que a candidatura descumpre a Lei Complementar 135/2010, conhecida como Lei da Ficha Limpa. O pedido de impugnação foi encaminhado para julgamento da 295ª Zona Eleitoral.

Defesa

O processo que tramita na Comarca de Monte Mor (SP) não está encerrado, mas, sim, em grau de recurso, sendo apresentada contestação ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Essa contestação foi recebida pelo relator em 28 de agosto de 2020. Ainda temos as fases de STJ, STF e CNJ. Confirma essa situação, uma vez que o próprio sistema eleitoral exige certidão de segunda instância.

Qualquer cidadão somente poderá ser considerado culpado e ter a sentença condenatória confirmada após trânsito em julgado dessa sentença, como define o código de processo civil.

Noutro bordo, o processo proposto deveria ser pelo AVANTE, que nem apto está, visto sua regularização em julho de 2020, visto que, segundo a legislação eleitoral, quem deveria representar é o candidato, a coligação, o partido político e o Ministério Público, e não a pessoa física do presidente do partido, como fez José Ferreira dos Santos Junior.

Seguindo, na folha de rosto do processo, foi informada a coligação Peruíbe Tem Jeito 27 (e os partidos que fazem parte) como requerente. Onde está o requerido? A defesa já está sendo protocolada.