Início / Arquivos de tag:

Arquivos de tag:

Prefeitura de Peruíbe abre 218 vagas para a Saúde em concurso público. Não perca!

Vereador Oliveira e Prefeito Luiz Maurício: Juntos em prol da Saúde em Peruíbe

Câmara reduz pela metade a frota de veículos e faz doação para Combate à Dengue, Conselho Tutelar e Saúde Municipal

Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Peruíbe

Da Assessoria

A Câmara Municipal de Peruíbe diminuiu pela metade a sua frota, doando três carros Volkswagen Gol 2012 ao Combate à Dengue do Departamento Municipal de Vigilância Sanitária, ao Conselho Tutelar e à Secretaria Municipal de Saúde. A ação foi feita oficialmente na tarde desta segunda-feira (22) através de portaria assinada pelo vereador Zeca da Firenze (PV), presidente da Casa. O destino destes patrimônios públicos foram previamente indicados pela Câmara.

Na ocasião, Zeca informou que a decisão foi tomada em conversa com os vereadores, após constatarem que não há a necessidade desse número de veículos, já que a frota estava sendo pouco utilizada, principalmente no 2º semestre deste exercício, onde foram realizadas apenas 88 viagens, sendo 51 da administração e 37 de vereadores. Sendo assim, o vereador afirmou que esse veículos podem ser melhor utilizados em outros setores da Administração Pública Municipal. Na oportunidade também foram doados computadores a entidades do município.

Também participaram da cerimônia de entrega os vereadores André de Paula (PMDB), França (PTB), Loro (Pros) e Rafael (PMDB). Na ausência da prefeita Ana Preto, ela foi representada pelo chefe de gabinete do Executivo, André Santana. Além disso, estiveram presente: o presidente da Casa de Repouso Nossa Senhora Aparecida, José Bazílio de Lucena; o presidente da AAPPDP (Associação de Apoio a Pessoa com Deficiência Peruíbe), Márcio Pernice; representantes do Instituto Relfe; o diretor do Departamento Municipal de Vigilância Sanitária, Maurício Valtuille e agentes de Combate à Dengue.

Zeca quer informações sobre materiais em falta na Saúde em Peruíbe

Da Assessoria

Preocupado com a falta de materiais na área da saúde, o vereador Zeca da Firenze (PV) solicitou informações ao Executivo sobre o assunto, através de dois requerimentos aprovados durante a sessão ordinária desta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Peruíbe.

O vereador questiona, por exemplo, se foi feita licitação para a compra de sondas de alívio e materiais de curativos. Caso tenha sido feita, ele quer saber qual a previsão para a compra desses materiais. Além disso, ele pergunta se há possibilidade de haver um estoque regulador, para que não haja falta desses materiais.

Segundo a justificativa dos requerimentos, Zeca quer que o município garanta aos pacientes que necessitam e utilizam de ‘sonda de alívio’ nº 12, de uso contínuo para o esvaziamento vesical diante à situações agudas de retenção urinária.

Além disso, ele também quer que a garantia de que os pacientes que realizam seus curativos em casa e nos PSFs tenham os materiais necessários e adequados para que possam cuidar dos seus ferimentos. “A falta desses materiais deixam os ferimentos vulneráveis a traumatismos externos e expostos á contaminação, além de dificultar a cicatrização”, explicou o vereador.

Suposto esquema de Saúde em Mongaguá na mira do MP

Pagamento irregular de médicos, desvio de medicamentos e falsificação de documentos públicos são denunciados. Quatro funcionários de primeiro escalão da Prefeitura estariam envolvidos

Quatro funcionários de primeiro escalão estariam envolvidos (Foto: Luiz Torres/DL)
Quatro funcionários de primeiro escalão estariam envolvidos (Foto: Luiz Torres/DL)

Por Carlos Raton, da Redação do Diário do Litoral

A segunda promotora de Justiça de Mongaguá, Daniela Dermendjian, está investigando um suposto esquema na área da Saúde, que envolveria pagamento irregular de médicos, desvio de medicamentos e falsificação de documentos públicos na cidade. Um inquérito civil, já instaurado para apurar as possíveis irregularidades, pode gerar, nos próximos dias, uma ação civil pública. “As investigações estão em fase inicial, porém já foram ouvidas algumas pessoas envolvidas. O procedimento ainda está em coleta de provas”, informa a promotora.

A denunciante, que chega a alertar também sobre uso indevido de ambulância e até assédio sexual, é ex-funcionária da Farmácia Municipal. Alvina Novaes Magalhães, que falou com exclusividade ao Diário do Litoral – ver nesta reportagem, revela que desde o início do ano vinha detectando irregularidades cometidas por quatro funcionários de alto escalão da Prefeitura. A Reportagem apurou que o prefeito Artur Parada Prócida (PSDB) já se colocou à disposição da Promotoria para eventuais esclarecimentos.

Os nomes dos envolvidos foram preservados em função da fase inicial das investigações. Mas, segundo a denunciante, somente entre janeiro e março deste ano, dezenas de relatórios contendo nome de médicos foram encaminhados pelo Pronto Socorro Central diretamente ao Departamento Pessoal da Prefeitura – sem passar pela Diretoria de Saúde – autorizando o pagamento de plantões sem que os profissionais tivessem trabalhado.

Durante um período, com autorização de sua chefia, a ex-funcionária levantou ficha por ficha de atendimento nos plantões e constatou que em nenhuma delas constava a assinatura dos médicos. Detectou até um que estava de férias em março e, no entanto, foi lançado como presente nos plantões dos dias 2 e 15 daquele mês. Ela não sabe se os médicos estariam envolvidos, mas tem certeza de que houve desvio de dinheiro por parte dos responsáveis pelos relatórios e pelos posteriores pagamentos.

Filmes de Raio X

Conforme revela Alvina, em fevereiro e março últimos, o consumo de filmes de Raio X foi bem superior ao número de fichas de atendimento de pacientes. No primeiro mês, o consumo apresentado foi de 2.300 filmes, mas as fichas registraram apenas 730, resultando um suposto desvio de 1.570 filmes. Em março, o desvio seria de 1.735 filmes – foram apontados 2.800 e consumidos 1.065. Ela garante que tudo pode ser comprovado com a apresentação das fichas de atendimento.

Carimbo falsificado

Alvina Magalhães revela que uma médica teve seu carimbo e assinatura falsificados nos receituários com o fim de justificar o fornecimento de remédios de alto custo. Ela informou à Promotoria que a médica trabalhava no Pronto Socorro e não no Posto de Saúde da Família (unidade responsável pelo fornecimento dos tais medicamentos). A assinatura e o próprio carimbo, segundo conta ao MP, não conferiam.

A Reportagem teve acesso ao boletim de ocorrência registrado em 18 de junho último, no 1º Distrito de Santos, sob o número 2124/2014, pela médica em questão. No documento, ela declarou que o carimbo utilizado para falsificar os receituários teria o pronome de tratamento ‘Doutora’, sendo que o verdadeiro utilizado por ela não tem. Ela garantiu à polícia que não autorizou ninguém a realizar procedimentos em seu nome.

Prefeitura

A Prefeitura de Mongaguá, por intermédio de sua Assessoria de Imprensa, revela que vai aguardar pelo resultado das investigações da promotora de Justiça, para só depois se manifestar a respeito do assunto. Porém, afirma que é “imprescindível ter o devido cuidado para que denúncias, muitas feitas de forma apócrifas e outras sem documentos que as comprovem, não venham denegrir a estabilidade funcional e emocional dos servidores que são alvos de expedientes administrativos”.

A Administração salienta que precauções devem ser adotadas para que indivíduos inescrupulosos não empreguem impunemente todo tipo de difamação e calúnia contra servidores públicos. “É prudente evitar que a vida funcional do servidor seja um constante transtorno atulhado por uma insegurança jurídica. Não é justo desassossegar qualquer cidadão por uma denuncia infundada que pode constituir em crime de denunciação caluniosa”, finalizou.

“Não podia compactuar com o que via”

Diário do Litoral (DL) – Você resolveu denunciar porque foi demitida?

Alvina Magalhães – Não, ao contrário, fui demitida porque denunciei. Não podia compactuar com o que via. Fui contratada pelo prefeito e comecei a detectar os problemas na Farmácia Municipal. Um dos envolvidos acreditava que se fosse despedida, voltaria atrás nas denúncias para reaver o emprego. Mas eu vou com minha verdade até o fim.

DL – Tudo começou com que irregularidades?

Alvina – Com as receitas falsificadas. Uma funcionária autenticava as receitas com o carimbo falso da médica, cedido pelo responsável pelo PS Central. A médica chegou a receber uma cesta de chocolates, em agradecimento, sem sequer saber o motivo. No ambulatório de saúde mental também ocorre isso.

DL – Os médicos eram coniventes com a situação?

Alvina – Não posso afirmar, mas as fichas iam direto ao Departamento Pessoal para pagamento e os médicos não trabalharam. A promotora está pedindo livro de ponto e todos os documentos.

DL – E os filmes de Raio X?

Alvina – Ninguém tem controle. Um dos responsáveis pelo esquema colocava os filmes debaixo do braço e ia embora. Esses filmes custam muito caro. Tenho várias gravações, inclusive de uso indevido de ambulâncias, como um caso em que o serviço de remoção gratuito do município foi pago com cheque a uma auxiliar de enfermagem. O cheque foi nominal e uma cópia está anexada no processo do MP.

DL – Há mais irregularidades além das denunciadas?

Alvina – Sim, até de assédio sexual contra auxiliares de enfermagem. Eu levei uma vítima que estava chorando até a casa da chefe do Departamento Pessoal da Prefeitura. Foi feito um boletim de ocorrência também. Tudo está encoberto na Prefeitura. Meu prêmio por trabalhar certo foi a demissão.

DL – Quais os tipos de medicação seriam desviados?

Alvina – Muitos injetáveis. Grande parte serve a pacientes de psiquiatria. Há casos da retirada de 10 ampolas, quando somente duas teriam sido realmente usadas. As oito não foram devolvidas à Farmácia ou ao PS Central. Não tem controle. Eu tenho tudo comprovado, inclusive cópia das conversas com os responsáveis. Uma pessoa me disse o seguinte: “estou aqui para trabalhar e tenho que fechar os olhos para tudo isso. Me sinto uma idiota”.

Ana Preto é internada em São Paulo. André não aceitou assumir Saúde

André (direita) ao lado do Dr. Rubens (de jaleco): Assumir Saúde, não!

Da Redação

A prefeita Ana Preto, de Peruíbe (SP), que foi acometida de forte crise de bronquite quando estava trabalhando no Gabinete, teve que ser internada na Capital para os cuidados que seu estado de saúde requer. Ana, que chegou a ser atendida pela equipe da emergência da Unidade do Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe no último dia 1º, parece ter decidido seguir a recomendação de seu médico particular, e preferiu buscar melhor amparo médico-hospitalar no Hospital Albert Einstein.

As informações acima ainda não são confirmadas oficialmente, mas os indícios dão conta de que a preocupação pessoal e familiar com o estado de saúde da prefeita Ana Preto tem feito se repensar se vale a pena toda e qualquer dedicação ao município, quando o que se está em jogo é não só a saúde, mas, sobretudo a vida.

“Maldição” do Gabinete

Ana é filha primogênita do empresário José Roberto Preto, que se elegeu prefeito em 2004 para cumprir o mandato de 2005 a 2008. Em cinco de janeiro de seu último ano de mandato, no entanto, o prefeito veio a falecer, coincidentemente no Hospital Albert Einstein onde estava internado desde 19 de dezembro de 2007, também por problemas respiratórios.

À época correu a informação de que seu problema pulmonar fora agravado por uma bactéria encontrada nas fezes do pombo, e que pode ter sido “respirada” pelo prefeito dentro do Gabinete da prefeitura de Peruíbe, aonde chegava a ficar até 14 horas seguidas, não saindo sequer para fazer refeições.

Crise na Saúde

Com pombo ou sem pombo, Ana Preto acabou tendo que ser socorrida às pressas depois de se ver diante de uma severa crise de bronquite antes de ontem (1). O estopim pode ter sido a tensão e o stress que Ana Preto enfrenta para administrar o estado caótico em que se encontra a Saúde em Peruíbe. Sem dinheiro até para aquisição de insumos básicos, os relatos de pacientes que estão perdendo suas vidas por falta de atendimento médico adequado, ou porque os equipamentos não funcionam ou não existem, podem ter desencadeado a crise de bronquite.

Não aceitou

Com a renúncia do vereador Dr. Rubens Rodrigues Gomes Jr, que até esta semana era o Secretário da Saúde, a secretaria permanece acéfala. Parece que ninguém quer assumir o tremendo abacaxi em que acabou se tornando o departamento.

Extraoficialmente se sabe que numa tentativa desesperada para contornar a situação, o ex-chefe de Gabinete e atual secretário de Planejamento, André Santana, teria sido convidado – quase que intimado a assumir a Saúde; mas ele declinou.

Meio de campo embolado

Não se sabe exatamente o que deverá acontecer daqui para diante. Se Ana Preto permanecer por mais de 15 dias afastada, terá que dar lugar ao seu vice Nelson do Posto, que pelo menos até domingo está impedido de assumir, já que está em campanha para deputado federal.

Caso as recomendações médicas e familiares da prefeita sejam por sua renúncia ao mandato, Nelsinho então assumiria definitivamente a prefeitura, o que fará mudar totalmente o quadro político-administrativo da cidade. Se ele vier a se eleger deputado, no entanto, terá que escolher. Se decidir por Brasília, quem assume a prefeitura é o presidente da Câmara que, até dezembro é José Ernesto Lessa Maragni Jr, o Zeca da Firenze, que também é candidato a deputado (estadual). Caso ele se eleja, terá que escolher também entre a prefeitura e a Assembleia Legislativa. Se preferir São Paulo, o prefeito seria, então, até dezembro, o vereador Ricardo Corrêa dos Santos, atualmente líder do Governo e vice-presidente da Câmara.

Câmara instala Comissão de Inquérito para investigar Saúde em Peruíbe

Da Redação

Os vereadores de Peruíbe aprovaram na sessão desta noite mais uma Comissão Especial de Inquérito contra a Administração Municipal. Desta vez o a CEI tem por objeto investigar as possíveis irregularidades na administração da Saúde no município, que culminaram esta semana com o fechamento do hospital municipal pela vigilância sanitária do Estado.

Descaso

A prefeita Ana Preto ganhou a eleição em cima de denúncias contra a ex-prefeita Milena Bargieri, justamente na área da Saúde, fato que acabou num escândalo que foi parar em reportagem especial no Fantástico. Porém, desde que assumiu, parece que Ana Preto não só manteve o mesmo modus operandi de sua antecessora nesta área tão nevrálgica da administração pública, como também nada fez para mudar a situação do hospital municipal que já vinha de ter sido interditado pela vigilância sanitária estadual em outubro de 2012. Em curtas palavras: teve dois anos para fazer alguma coisa, mas não fez.

Os relatos são absurdos, e descrevem coisas elementares como falta de papel higiênico e sabonete nos banheiros da área de pediatria e maternidade do hospital. Enquanto isso milhares de reais eram destinados para a empresa terceirizada que, por sua vez, sequer honrava os compromissos de pagar os funcionários contratados.

Cansados de cobrança por parte da população, os vereadores resolveram acordar e tomar posição frente a esse que beira a um crime de lesa municipalidade. Com a instalação processante, que terá na presidência o combativo vereador André de Paula, uma minuciosa varredura nas contas da Saúde será engendrada, o que pode culminar na recomendação pelos membros da CEI pela condenação da prefeita Ana Preto por improbidade administrativa.

O vereador presidente da Casa, José Ernesto Lessa Maragni Jr (Zeca da Firenze) foi escolhido o relator, e o vereador Hertes de França é o terceiro componente da CEI.

Theo Corretora de Seguros – Tudo em Saúde num só lugar. Conheça!

Prefeitura de Corumbá abre concurso público para saúde e oferece 214 vagas

Da Assessoria da PMC, no Correio de Corumbá

Além de investir na ampliação da estrutura física da rede, a Prefeitura de Corumbá vai realizar um Concurso Público de Provas e Títulos para provimento de cargos efetivos integrantes da Carreira Saúde Pública do Quadro de Pessoal do Poder Executivo, como forma de melhor atender a população corumbaense. As inscrições serão abertas na segunda-feira, dia 28 de julho, e vão até o dia 10 de agosto. Estão sendo oferecidas 214 vagas, além de 155 no cadastro de reserva, com salários variando entre R$ 906,97 e R$ 6.000,00.

O processo foi aberto pelo Edital nº 01/01/2014, publicado na edição suplementar do Diário Oficial de Corumbá de sexta-feira, 25 de julho (http://do.corumba.ms.gov.br/) , e contém todas as regras e condições de realização de Concurso Público para recrutamento e seleção de candidatos a cargos de provimento efetivo da carreira Saúde Pública.

As vagas disponibilizadas são para as áreas de Assistente Social, Auditor de Serviços de Saúde (Enfermagem), Auditor de Serviços de Saúde (Farmácia/Bioquímica), Biólogo, Cirurgião Dentista – especialidade em pacientes especiais, Cirurgião Dentista – especialista Odontopediatria, Cirurgião Dentista – especialista Endodontista, Enfermeiro, Enfermeiro (saúde mental), Enfermeiro (urgência e emergência), Farmacêutico, Farmacêutico-bioquímico, Fiscal de Vigilância Sanitária (Enfermagem), Fiscal de Vigilância Sanitária (Farmácia/Bioquímica), Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Gestor de Serviço de Saúde (Arquitetura – Engenharia Civil – Direito – Administração – Engenharia Sanitária e/ou Ambiental – Ciências Contábeis – Tecnologia da Informação). Médico Especialista (Anestesiologia – Gastrenterologia – Ginecologia/Obstetrícia – Hematologia – Infectologia – Nefrologia – Neurologista – Neuropediatria – Oftalmologia – Oncologista – Ortopedia – Otorrinolaringologia – Patologia – Pediatra – Pneumologia – Psiquiatria – Psiquiatria Criança e Adolescente – Radiologia – Reumatologia -Saúde do Trabalhador – Ultrassonografia), Médico Plantonista (urgência e emergência), Psicólogo, Psicopedagogo. Auxiliar de Consultório Dentário II, Técnico de Serviços de Saúde I (atendimento e recepção), Técnico de Serviços de Saúde I, Técnico de Serviços de Saúde II (tecnologia da informação), Técnico de Segurança no Trabalho, Técnico de Serviços de Saúde II (cuidador em saúde mental), Técnico de Laboratório, Técnico de Radiologia, Técnico de Enfermagem e Técnico de Serviços de Saúde II (imobilização ortopédica).

Inscrições

As inscrições devem ser feitas somente pela Internet, no período de 28 de julho a 10 de agosto de 2014, no site www.fapec.org/corumba , onde estão disponibilizados para impressão o boleto bancário, o Edital e seus anexos.

O valor da inscrição parta cargos de nível superior é de R$ 120,00, e de nível médio, R$ 80,00. O pagamento da inscrição deverá ser efetuado em dinheiro ou cheque do próprio candidato e, em caso de devolução do cheque, qualquer que seja o motivo, considerar-se-á automaticamente cancelada e sem efeito a inscrição.

Prova escrita

A prova escrita está marcada para o dia 24 de agosto e é de caráter eliminatório e classificatório para todos os candidatos. Os candidatos às funções de nível superior farão provas no horário matutino, e os que concorrerem aos cargos de nível médio, realizarão provas no horário vespertino, conforme horários e locais que serão divulgados por meio de edital.

Já a prova de títulos, também de caráter classificatório, será somente para os candidatos às funções de ensino superior. Ela acontece também no dia 24 de agosto, no período vespertino, conforme edital que será publicado até o dia 19 de agosto de 2014, com local e horário de entrega dos títulos.

Ana Preto assina convênios de R$ 390 mil para investimentos na Saúde

Além disso a prefeita de Peruíbe anunciou reforma em um equipamento esportivo da cidade
A chefe do executivo assinou três convênios para a liberação de R$ 390 mil a serem investidos na área da saúde e na reforma de um equipamento esportivo (Foto: Divulgação)
A chefe do executivo assinou três convênios para a liberação de R$ 390 mil a serem investidos na área da saúde e na reforma de um equipamento esportivo (Foto: Divulgação)

Da Reportagem do Diário do Litoral

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, esteve em São Paulo na última semana em busca de recursos para o Município. No encontro realizado no Palácio dos Bandeirantes, a chefe do executivo assinou três convênios com o Governo estadual para a liberação de R$ 390 mil a serem investidos na área da saúde e na reforma de um equipamento esportivo.

Do total de recursos, Peruíbe receberá R$ 160 mil para a aquisição de um mamógrafo, aparelho que serve para o exame diagnóstico e preventivo do câncer de mama. O novo equipamento será instalado no Ambulatório Médico de Especialidades, com o acompanhamento de profissionais especializados.

“Essa é mais uma grande conquista para a Saúde do Município, especificamente no atendimento às mulheres. Com o novo equipamento, as pacientes poderão fazer os exames no AME de Peruíbe e não precisarão mais se deslocar para outros municípios”, destaca a prefeita Ana Preto.

Outra boa notícia para a Saúde de Peruíbe é a destinação de R$ 90 mil para a aquisição de uma nova ambulância, garantindo melhorias ao transporte de pacientes. “Garantir uma saúde de qualidade é uma das prioridades da nossa Administração, e para isso vamos continuar lutando para viabilizar novos investimentos e projetos, resultando em melhorias nos serviços prestados à população”, destaca a prefeita

Investimento no Esporte

Para o Esporte, o Município conquistou uma verba de R$ 140 mil para a reforma do Ginásio de Esporte Marcos Enzel, no Centro da Cidade, melhorando a estrutura deste equipamento utilizado na prática de várias modalidades esportivas e também na realização de torneios municipais e regionais. “O novo ginásio terá uma estrutura avançada para a realização de várias atividades esportivas. Queremos dar o suporte necessário para valorizar o Esporte, que gera benefícios sociais, qualidade de vida e contribui para a formação de novos talentos no Município”, afirma a prefeita.

Ex-ministro da Saúde recebe título de cidadão em Peruíbe nesta quarta-feira

Crédito: Equipe Caravana Horizonte Paulista
Alexandre Padilha (centro), durante encontro no Sindicato dos Bancários de Piracicaba

Da Redação

O ex-ministro da Saúde do governo federal, Alexandre Padilha, estará fazendo uma passagem por Peruíbe no próximo dia 19, quarta-feira, oportunidade em que estará recebendo o título de Cidadão Honorário de Peruíbe das mãos do vereador Ricardo Corrêa dos Santos, PT.

A passagem de Padilha por Peruíbe faz parte da “Caravana Horizonte Paulista”, iniciativa do Partido dos Trabalhadores (PT-SP), que vai percorrer São Paulo para conhecer, escutar as pessoas de perto e debater os desafios e oportunidades de cada região. Embora Padilha seja pré-candidato ao governo de São Paulo pelo seu partido, a iniciativa é apartidária. Aliás, é o próprio Alexandre Padilha quem lembra conselho recebido do ex-presidente Lula, no perfil da Caravana, no Facebook: “Quando você encontrar um prefeito, pode perguntar qualquer coisa para ele, até para qual time torce. Só não pode perguntar de que partido ele é”.

Título de Cidadão

Segundo o vereador Ricardo Corrêa, autor da propositura que outorga a mais alta honraria do município de Peruíbe ao ex-ministro, “Padilha será homenageado não só por sua atuação como um todo à frente do Ministério da Saúde, mas principalmente pelo ‘Programa Mais Médicos’ que trouxe seis profissionais – cinco médicos e uma médica – para atuar em postos de saúde avançados de Peruíbe”. Para o vereador a medida foi importante porque desafogou o atendimento da UPA, e vem ajudando no atendimento de prevenção e de saúde da família.

O evento de entrega do título de Cidadão Honorário a Alexandre Padilha acontecerá no dia 19 próximo, quarta-feira, as 20h30, no plenário da Câmara Municipal (Rua Nilo Soares Ferreira, 37, Centro).

A cerimônia é aberta ao público em geral.

Núcleo da Saúde da Família oferece atividades esportivas e de lazer para mais de 300 pessoas em Peruíbe

Foto: Divulgação PMP

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), fundado em 2008, atende mais de 300 moradores de Peruíbe. Graças ao apoio da Prefeitura Municipal, a entidade contribui para melhoria da saúde familiar oferecendo diversas atividades esportivas e de lazer.

O NASF conta com profissionais graduados em diversas áreas: Educação Física, Médico Psiquiatra, Médico Pediatra, Médico Homeopata, Médico Ginecologista, Nutricionista, dentre outros que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que atendem ao programa.

O objetivo do projeto é prevenir contra doenças que são acarretadas pela falta de atividades físicas, como pressão alta e colesterol acima da média. Os participantes de todas as idades podem praticar alongamentos e caminhadas pela manhã. A novidade do programa é o vôlei adaptado para adultos a partir de 50 anos.

As atividades são realizadas nas unidades dos bairros do Caraguava, Caraminguava, Nova Itariri, Jardim Brasil, Vila Erminda e Jardim Veneza. Para participar basta procurar uma unidade básica mais próxima ou entrar em contato com a Secretaria de Saúde, pelo telefone 3455-1817.

Prefeitura de Peruíbe
Assessoria de Comunicação 
Acompanhe a Prefeitura no facebook

Prefeito de Petrópolis cancela o Carnaval e investe R$ 1 milhão na Saúde

Foto: Reprodução/Facebook
Prefeito de Petrópolis teria cancelado o carnaval em prol da saúde! Será?

Do E-Farsas

Será verdade que o prefeito de Petrópolis investiu R$ 1 milhão destinados ao carnaval na saúde pública da cidade?

A notícia bombou no Facebook na segunda semana de janeiro de 2014. De acordo com o texto, o prefeito da cidade de Petrópolis (RJ) teria tomado uma medida drástica: Cancelou o carnaval e investiu a verba destinada para a festa (1 milhão de reais) na saúde pública da cidade.

O assunto teve dezenas de milhares de compartilhamento. Muita gente aplaudindo a atitude do governante em dar mais importância à saúde de seus eleitores do que a uma festa de poucos dias.

Por causa do sucesso da postagem no Facebook, muitos leitores entraram em contato para que tentássemos descobrir se isso é verdade ou mais uma farsa da web.

Verdadeiro ou falso?

A notícia é quase real, ou era real… em 2013!

O fato ocorreu em 2013, mas como a notícia que se espalhou no Facebook em 2014 não é datada, muita gente compartilhou (e aplaudiu) o político como se ele tivesse tomado essa decisão em 2014. Muito provavelmente, em 2015 voltaremos a ler essa mesma notícia como “fresca” nas redes sociais.

Em janeiro de 2013, O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, decidiu suspender o carnaval daquele ano na cidade e repassar o dinheiro que iria para escolas de samba do município, R$ 1 milhão, para a área da saúde.

Claro que essa não foi uma decisão apenas dele, tudo foi decidido em um acordo feito juntamente com a Fundação de Cultura e Turismo e com representantes de escolas de samba e blocos.

Em entrevista ao POP, Juvenil dos Santos – Presidente da Fundação de Cultura e Turismo – explica:

“Não estamos cancelando o carnaval da cidade, só não iremos repassar os recursos, que serão encaminhados para um setor que está em estado de calamidade e precisa de todo o empenho e recursos financeiros. Estamos pensando no bem-estar da população. Tivemos a adesão espontânea das agremiações”, disse Santos.

O presidente da Fundação esclareceu na ocasião que as estruturas para o carnaval não foram montadas, mas os blocos não foram impedidos de desfilar. Outros eventos tradicionais como o Baile de Fantasias e o Banho a Fantasia foram mantidos.

A decisão tomada pela prefeitura da cidade foi noticiada em vários veículos de comunicação, como o Jornal do SBT, no dia 17 de janeiro de 2013.

O outro lado

Apesar de mostrar que está preocupado com a saúde pública, o prefeito da cidade de Petrópolis apenas pingou uma gota da solução no enorme incêndio que é o caos da saúde publica. Na base de “é melhor isso do que nada”, investir R$ 1 milhão na saúde é louvável, mas é muito pouco e não resolve o problema. Claro que seria muito bom se todos os governantes tirassem uma pequena quantia como essa de festas consideradas banais para investir em algo útil (se não estivessem fazendo isso apenas pensando em votos futuros).

Além disso, as prefeituras recebem verbas do Governo Federal destinadas à saúde e o prefeito tem que saber se virar com essa grana (ou lutar para conseguir mais verbas junto ao Estado). Quando o candidato entra na corrida da eleição, já sabe que terá fortes problemas em administrar as verbas publicas.

Esse ano, a prefeitura de Petrópolis ainda não se pronunciou se a verba do carnaval será destinada à saúde novamente. A publicidade em 2013 foi tão positiva para o prefeito que é bem capaz que repitam isso novamente em 2014 (ano de eleições… sabem como é, né?). Estamos no aguardo.

Apesar de não ter cancelado o carnaval como as publicações no Facebook afirmam, é preciso medir os prós e os contras de uma cidade em cancelar um evento que atrai tantos turistas como essa. Uma pesquisa feita em 2013 pela Folha de Pernambuco revelou que o carnaval gerou R$ 773 milhões em 2012 com o turismo no estado em apenas 3 dias!

Conclusão

O prefeito de Petrópolis não cancelou o carnaval. Apenas reduziu a verba destinada ao evento em R$ 1 milhão e destinou essa “merreca” para a saúde da cidade e isso foi em 2013!

Em reunião na secretaria de Saúde do Estado, Ana Preto apresenta projeto de novo Hospital Municipal

A capacidade da unidade de saúde é para 100 leitos. Projeto será analisado pelo Estado

Foto: Divulgação

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, apresentou nesta segunda-feira (9) o projeto do novo Hospital Municipal ao secretário estadual de Saúde, David Uip. O equipamento será construído atrás da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com capacidade para abrigar 100 leitos, dois pavimentos e mais o térreo. A obra está orçada em R$ 12,5 milhões, sendo, que desse total, R$ 7,5 milhões já foram liberados pelo Governo estadual. A Administração está pleiteando mais R$ 5 milhões para a realização da obra.

“O Secretário de Saúde tem dado uma atenção especial ao nosso projeto, que é a construção de um hospital moderno e bem equipado para garantir um atendimento de qualidade aos moradores de Peruíbe. O meu compromisso é continuar batalhando por recursos para viabilizar esse e outros projetos na área da Saúde, que certamente é uma das prioridades desta Administração”.

O encontro foi realizado nesta segunda-feira (9), na Capital Paulista, com a presença de todos os prefeitos da Baixada Santista.

Prefeitura de Peruíbe
Assessoria de Comunicação 
Acompanhe a Prefeitura no facebook

Prefeitura anuncia intervenção municipal da UPA. Saúde é municipalizada.

A Organização Social Plural foi notificada na noite desta sexta-feira (1) que a Prefeitura de Peruíbe está retomando a gestão completa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade.

A prefeita Ana Preto determinou abertura de processo administrativo para apurar a inexecução contratual e a quebra da gestão compartilhada com a OS Plural.

Com isso, a prefeita anuncia o processo de municipalização da Saúde iniciado para os próximos 180 dias. Com a intervenção municipal na UPA, serão convocados médicos da rede municipal. De imediato, para restabelecer a unidade, serão convocados 40 técnicos de enfermagem e 10 enfermeiros.

A decisão foi tomada em virtude da observação de diversos contratos firmados nos últimos cinco anos com as terceirizadas em outras cidades brasileiras e até mesmo em Peruíbe, que não obtiveram sucesso desejado e demanda não atendida.

Já em relação à dívida da Prefeitura com a terceirizada, a mesma oscila em torno de R$ 2 milhões, porém a prestação de contas e a falta de rubricas contratuais nos levaram a intervenção da unidade.

Para acompanhar o processo de intervenção da UPA, a prefeita Ana Preto designou uma equipe, composta pelo vice-prefeito e secretário de Saúde, Nelson Gonçalves Pinto, o secretário de Governo, Paulo Henrique Siqueira, o chefe de Gabinete, André Santana e o secretário de Assuntos Jurídicos, Rodrigo Ragni.

Prefeitura de Peruíbe
Assessoria de Comunicação 
Acompanhe a Prefeitura no facebook

Médico de posto de saúde pede para pacientes voltarem para casa

Algumas pessoas aguardavam na fila há dez horas, na unidade da rua Cuiabá

Jornal A Cidade – Mariana Lucera

Um médico que atende na UBDS Cuiabá sugeriu que os pacientes que aguardavam há dez horas por atendimento voltassem para casa. A sugestão foi precedida de um desabafo do médico, que assumiu o plantão às 19h tendo que atender a pacientes que tinham chegado à unidade na parte da manhã.

“A nossa intenção é atendê-los da melhor forma possível, mas a gente também tem de atender bem. Não podemos atender correndo”, disse o profissional, que não teve o nome divulgado.

O desabafo foi gravado por um paciente. Após informar o tempo de espera, o médico sugere aos pacientes que não estão em atendimento de emergência e os que tenham dores crônicas que agendem consultas para o outro dia. “Talvez não seja o dia ideal de vir ao pronto-atendimento, hoje”, disse, informando que idosos e gestantes seriam passados na frente.

“Nós vamos trabalhar a noite inteira para que, pelo menos às 7h, a caixa [com fichas de atendimento] esteja vazia”, completou.

Na semana passada, um profissional da UBDS Quintino 2 fez o mesmo discurso para os seus pacientes, porque estava sozinho na unidade e não conseguiria atender a todos os que esperavam.

O diretor adjunto do sindicato dos médicos de Ribeirão Preto, Ulysses Strogoff Matos não vê problema na postura do médico, mas no fato de a prefeitura não ter profissionais para suprir faltas de plantão. “O plantonista precisa de condições para trabalhar”, explica Matos. Para o diretor do sindicato, a solução encontrada pela prefeitura, de colocar cooperativas para gerenciar os pronto-atendimentos, é equivocada.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde diz que, nesta quarta-feira (25), houve falta de um médico à tarde, na UBDS Cuiabá.

Por isso, havia uma demanda represada quando o médico das 19h chegou.

Terrorismo na Saúde. Paulão detecta fonte e demite funcionária

Da Redação

Imagine chegar na UPA-Peruíbe com o filho no colo, ardendo em febre, e logo à porta uma pessoa chega para você e diz: “Pode voltar, não tem médico!”. Não é causar revolta em qualquer um? Claro. Ninguém tem sangue de barata. A vontade imediata é de esmurrar e até matar um, mas depois se para e pensa nas consequências e o preferível mesmo é sair de lá “descendo o pau” na administração, e naquele que a dirige.

Pode ser qualquer um o prefeito ou a prefeita. Ana Preto, Milena Bargieri, Gilson, Dr. Alberto, Mário Omuro. Não importa. O que importa é que o filho está no colo e pode morrer se não for atendido.

Agora pense numa situação dessas quando o médico está lá dentro da UPA, atendendo normalmente – ou esperando alguém para atender, e uma funcionária está à porta da UPA para fazer deliberadamente as pessoas voltarem para casa revoltadas porque ela informa que “não tem médico”. Não é um terror?

Pois é. Esse terrorismo foi detectado hoje pela manhã, quando o secretário de Planejamento da Prefeitura descobriu que uma funcionária que supostamente fora indicada por um vereador que faz oposição sistemática ao governo Ana Preto aparentemente estava sendo orientada a fazer o serviço da contrainformação dentro da UPA.

“Não tem médico”

O terrorismo foi descoberto depois que uma pessoa ligada ao vereador Zeca da Firenze, presidente da Câmara, foi a UPA hoje pela manhã e recebeu a informação de que não tinha médico atendendo naquele momento. Imediatamente ele ligou para o vereador Zeca, principalmente porque ontem foi um dia em que toda a imprensa regional havia noticiado que o serviço estava normalizado, e que, de agora em diante, não iria mais parar.

Zeca postou uma mensagem para a Redação deste blogue alertando para o fato, e imediatamente foi feito contato com Paulo Henrique Siqueira, e feita ligação telefônica lá na UPA. A informação era de que naquele momento haviam de plantão dois clínicos gerais, um pediatra e um ortopedista, e que a espera para o atendimento estava em quase zero, ou seja, com pouquíssima procura, o que já era de se estranhar.

De posse do contato do tal amigo do vereador Zeca que precisou de atendimento hoje cedo e não recebeu, Paulão pegou o nome da funcionária que lhe deu a contrainformação de que “não tem médico”, e foi verificar a situação pessoalmente, como costuma fazer em situações de emergência como essa.

Ao chegar na Unidade de Pronto Atendimento viu os médicos fazendo os seus plantões regulares e acabou por descobrir que o que lhe passaram era verdade: havia realmente uma funcionária não concursada fazendo o serviço sujo e – pior – brincando com a saúde e a vida das pessoas.

A funcionária foi demitida sumariamente por Paulão. Seu nome está sendo mantido em sigilo vez que o caso foi encaminhado ao Jurídico da prefeitura para avaliar procedimentos inclusive policiais contra tal pessoa.

Lamentavelmente é isso que vemos. Gente ainda inconformada porque o seu candidato (ou sua candidata) perdeu as eleições no ano passado, ou gente já pensando nas eleições de 2016, que, para conseguirem seus objetivos fazem as pessoas sofrerem sem o menor constrangimento. É o tal caso do “fim justificando os meios”. Merece ou não merece umas chibatadas no lombo em praça pública?

Sem médicos na UPA, Peruíbe volta a ter manhã de caos na saúde

De A Tribuna On-line

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe voltou a ficar sem médicos na manhã desta segunda-feira. O serviço na instalação é terceirizado e, desde o início de agosto, profissionais reclamam do atraso no pagamento de salários. Um bebê de 8 meses, com febre e insuficiência respiratória, deixou de ser atendido nesta manhã. Os pais foram orientados a “voltar para casa”.

“Ele não consegue respirar direito e está com febre altíssima. Nós não temos condições de ir para outra cidade, então o que faremos?” disse a jovem Susie Paiva, de 18 anos. O filho dela está com febre desde o fim de semana e os pais não conseguiram identificar o motivo. Na esperança de que seriam atendidos por um pediatra na UPA, foram orientados a retornar para casa pela recepcionista que “não pode fazer nada”.

A avó do bebê, Solange Paiva, disse também que eles procuraram ajuda no posto médico do Jardim Ribamar. “Lá, a pediatra só passa às terças-feiras. A enfermeira disse para fazermos inalação no bebê em casa, se não ele poderia ter uma parada respiratória com a febre”, falou, preocupada. Ela garantiu que havia mais gente aguardando atendimento.

A Prefeitura de Peruíbe, que desde o início de agosto prometeu solucionar o problema, desta vez, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Entenda

Funcionários da UPA de Peruíbe, que funciona 24 horas, cruzaram os braços na manhã de segunda-feira, dia 5 de agosto. O motivo da paralisação foi o atraso no pagamento dos salários, que são mantidos pela Prefeitura. O problema foi solucionado no início da tarde, quando o atendimento foi restabelecido com 3 clínicos gerais, 1 intensivista e 2 pediatras.

Em nota, a Prefeitura de Peruíbe reafirma que o atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h) já está normalizado. Nas primeiras horas da manhã, a unidade atendia somente pacientes nos casos de emergência. A situação ocorreu, segundo a administração pública, por um atraso no pagamento dos profissionais de saúde, que decidiram reduzir o atendimento.

A demora para o pagamento dos médicos ocorreu por conta na queda de arrecadação com os repasses estaduais e federais, que registrou uma redução de 60% em julho. No entanto, a situação voltou a se repetir por pelo menos duas vezes ao longo do mês.

Resposta

A Organização Social Plural, gestora da UPA de Peruíbe, informou que “os dois pediatras previstos para estarem na unidade hoje (segunda-feira) não compareceram. Durante todo o dia contamos com o atendimento de quatro clínicos e um ortopedista”.

“Como a UPA é uma unidade de urgência e emergência e trabalha com sistema de classificação de risco, conforme preconiza o protocolo de Manchester, as crianças passaram por uma avaliação da enfermeira e os casos menos graves foram encaminhados para atendimento na rede pública do município”, diz a nota.

Ainda segundo a Organização, os quadros considerados urgentes foram atendidos pelo clínico geral. “Informamos que quando há necessidade de transporte ou transferência do paciente contamos com duas UTIs Móveis para esse serviço. Amanhã (terça), o quadro de médicos deverá estar completo, com dois pediatras, além dos quatro clínicos e um ortopedista”.

Queda de arrecadação provoca crise no atendimento da Saúde em Peruíbe. Atendimento no UPA é normalizado

Da Redação

Uma queda em torno de 60% na arrecadação dos repasses dos governos estadual e federal está provocando uma crise que vem sendo contornada a cada dia por mão firme da prefeita Ana Preto, de Peruíbe.

A constatação de mais um dia em que médicos e profissionais da saúde do UPA – Unidade de Pronto Atendimento ameaçam parar o atendimento, ou vêm atendendo de forma que tem desagradado aqueles que buscam pelo socorro médico, obrigou a prefeita Ana Preto, juntamente com seu secretário de planejamento Paulo Henrique Siqueira, a estar neste momento do local para resolver o problema.

Segundo informa Siqueira (Paulão), o atendimento já está normalizado. Mas não esconde que está difícil dar uma solução definitiva para o problema, uma vez que as finanças da prefeitura estão abaladas em razão da inesperada queda dos repasses para á área da saúde.

Municípios em crise

O problema do repasse de verbas da saúde não atinge só Peruíbe. Na última oportunidade que esteve em Brasília a prefeita Ana Preto pode constatar que a reclamação e cobrança dos prefeitos é generalizada. “O governo federal reduz o repasse, e quem sobre as consequências são os municípios e, em última instância, os prefeitos que são obrigados a carregar o ônus de uma carga tão pesada que é responsabilidade também dos governos estadual e federal”, lembra.

Recentes pesquisas têm mostrado que muitos municípios têm arrecadação de impostos e tributos estadual e federal em volume bem maior que a contrapartida, ou o repasse que vêm recebendo, o que tem feito o atendimento sofrer prejuízo em áreas nevrálgicas como saúde, educação, transporte, habitação e segurança.

A cobrança dos prefeitos é por uma urgência reforma tributária que imponha menor carga de responsabilidade aos municípios que é onde está, afinal, a fonte geradora de recursos que sustenta o poder central em Brasília.

Pulso firme e sintonia busca fim da crise

Na recente crise que envolveu a organização social que é responsável pelo atendimento do UPA-Peruíbe, a prefeita Ana Preto foi enérgica no ultimato para que o atendimento fosse normalizado. A convocação imediata dos diretores da OS, inclusive em reunião feita na Câmara deu mostras de que a busca pela regularização é perene. “Não vamos fugir dos problemas, não tememos o enfrentamento, queremos resolver essa situação o quanto antes para minimizar o sofrimento de nosso povo”, enfatiza o secretário municipal de Saúde, Nelson Gonçalves Pinto.

Peruíbe realiza ‘Plantão de Saúde’ neste fim de semana

Serão realizadas ações preventivas e consultas médicas gratuitas. Atendimentos acontecerão neste sábado (20), das 9h às 16h.

Do G1 Santos e Região

Profissionais da área da Saúde estarão neste sábado (20) em Peruíbe, no litoral de São Paulo, para um “Plantão de Saúde”. Serão realizadas ações preventivas e consultas médicas gratuitas nas áreas de pediatria, urologia, ginecologia, otorrinolaringologia e clínica geral.

O atendimento será feito na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Caraguava, das 9h às 16h. Serão distribuídas senhas e o atendimento será limitado. Nas proximidades da unidade, funcionará uma barraca de alimentação com cachorro quente, pipoca, algodão doce e milho verde.

Além do atendimento médico, serão realizadas atividades recreativas durante o evento. Está programada ainda uma demonstração de taekwondo ao ar livre, no Ginásio de Esportes do bairro.

Caraguava recebe plantão de saúde neste sábado (20)

Unidade Básica de Saúde (UBS) estará aberta e médicos ligados à Associação Cristã Beneficente dos Coreanos da América do Sul farão atendimento

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

Neste sábado (20), profissionais da área da Saúde estarão em Peruíbe para realizar atendimentos gratuitos à população. O evento acontecerá no Posto de Saúde do Caraguava, das 9 às 16 horas, com ações preventivas e consultas médicas nas áreas de pediatria, urologia, ginecologia, otorrinolaringologia e clínico-geral. A iniciativa é da Associação Cristã Beneficente dos Coreanos da América do Sul, com o apoio da Prefeitura de Peruíbe.

Os interessados devem procurar a UBS do Caraguava, que fica na R. Santa Anastácia, s/n, no período determinado. Haverá entrega de senhas e o atendimento será limitado.

Além do atendimento médico, serão realizadas atividades recreativas para a comunidade. Nas proximidades da unidade de saúde, haverá uma barraca de alimentação, com cachorro quente, pipoca, algodão doce e milho verde. Haverá ainda uma demonstração de taekwondo ao ar livre, que será realizada no Ginásio de Esportes do Bairro.

Ana Preto aperta Plural e Saúde deve voltar ao normal nos próximos dias

Prefeita Ana Preto e o vice-prefeito e secretário de Saúde, Nelson Gonçalves Pinto, acompanham a chegada de remédios e insumos ao UPA na tarde de hoje

Da Redação

Em postagem publicada no Facebook há poucos minutos, a prefeita Ana Preto informa que, exatamente como faz regularmente, esteve no UPA, desta vez acompanhando a entrega de lotes de insumos e medicamentos para a Unidade de Pronto Atendimento de Peruíbe.

A visita é o resultado da reunião feita à tarde no Gabinete, em que a prefeita deu um ultimato à empresa que administra o UPA/Peruíbe, em razão das muitas reclamações que têm chegado ao seu conhecimento.

Em sua nota, Ana Preto diz que “acabo de sair da UPA. Como definido em reunião realizada nesta tarde no Gabinete, acompanhei a entrega dos lotes de insumo e medicamentos para a unidade. Esse trabalho contou com a colaboração do secretário de Saúde, Nelsinho”.

Relatando “problemas oriundos de um primeiro ano de governo”, Ana Preto reafirma sua certeza de que “estamos no caminho certo”. E roga, num claro recado à oposição ao seu governo: “Peço, humildemente, apenas respeito quando se trata de vidas humanas. Não estamos brincando e nem fazendo politicagem”.

Obstinada por acertar e não deixar que comprometam o seu compromisso de oferecer uma saúde de qualidade para a população de Peruíbe, a prefeita lembra que agirá com rigor na busca de soluções de impasses como o verificado até aqui: “Terei firmeza na resolução de problemas, pois tenho o compromisso de priorizar a saúde”, enfatiza, para deixar claro: “Gerir Saúde de qualidade requer tempo, agilidade, pulso firme e comprometimento”, e conclui, enfática: “Estou atenta; estou firme. Vamos avançar!”.

Salários atrasados

Na oportunidade de sua visita ao UPA agora há pouco, Ana Preto também tranquilizou os funcionários que até o presente momento não tinham os salários que eram para ter sido pagos no quinto dia útil deste mês de julho. Segundo a prefeita empenhou para os funcionários, “amanhã, 19, todos estarão devidamente remunerados”.

Prefeita Ana Preto dá hoje ultimato à Plural: ou resolve o problema da Saúde ou cai fora!

Da Redação

A prefeita Ana Preto, face aos graves problemas que vêm sendo relatados pela população, vereadores e verificados nas constantes visitas que ela tem feito ao UPA – às vezes até de madrugada, está convocando a direção da empresa contratada para administrar a Unidade de Pronto Atendimento de Peruíbe para uma reunião de emergência hoje, as 15hs,  em seu Gabinete.

Segundo informações extraoficiais, Ana Preto vai ser enérgica e está preparada até para o rompimento do contrato com a Plural, caso ela não se comprometa a dar solução para os problemas imediatamente.

Dentre as situações de crise relacionadas estão a falta de remédios e insumos básicos, de médicos e profissionais da área para o atendimento à população, e também a reclamação constante de que os salários sob responsabilidade da Plural estão atrasados.

Conforme a fonte do Gabinete da prefeita, a parte que cabe à prefeitura, que é o repasse das verbas acertadas em contrato está sendo cumprida em dia, não tendo a empresa desculpas para não estar cuidando de suas responsabilidades previstas em contrato.

“A prefeita está visivelmente aborrecida com esta situação, e não vai tolerar que o povo de Peruíbe continue sofrendo por conta de irresponsabilidade de uma empresa que não consegue honrar os seus compromissos”, avisou a mesma fonte.

Para Vereador Ricardo Corrêa, “Saúde é prioridade”

 “Vamos buscar mais emendas para Peruíbe através dos Parlamentares do nosso Partido (PT), principalmente para a área de saúde.”
Ricardo Corrêa: fazendo muito mais pela Saúde de Peruíbe

Da Redação, com Assessoria

O Vereador Ricardo Corrêa (PT) conseguiu trazer para Peruíbe 160.000,00 (cento e sessenta mil reais) destinados a aquisição de equipamentos médicos  e mais R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) para estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde para melhorar a Saúde em nosso Município.

Essas verbas foram conseguidas através de Emendas Parlamentares dos Deputados:

Deputado Marcos Martins (dir,) ajudando o Vereador Ricardo Corrêa em sua luta pró Saúde em Peruibe

Marcos Martins – Deputado Estadual (PT-SP): Emenda de R$ 160 mil reais para aquisição de equipamentos médicos. Encontra-se em fase de elaboração de projeto no Executivo. O Processo Administrativo gerado é o de número 4379/1/2013.

Deputado Federal Ricardo Berzoini (esq.) com seu xará, Ricardo Corrêa, Vereador em Peruíbe

Ricardo Berzoini – Deputado Federal (PT SP): Emenda de R$ 150 mil reais para estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde, que já está em fase de projeto no Executivo e gerou o Processo Administrativo número 5548/1/2013.

Muito em breve outra Emenda, do Deputado Estadual Luiz Claudio Marcolino (PT-SP), já aprovada, será disponibilizada para a área da Saúde em nossa Cidade e refere-se a uma ambulância equipada. Tão logo isso ocorra estaremos informando.

É o PT não medindo esforços em prol da melhoria da Saúde da população de nossa cidade.

Vereador Ricardo Corrêa conquista R$ 160 mil para Saúde de Peruíbe

Ricardo Corrêa (esq.) e o seu amigo deputado estadual Marcos Martins: mais dinheiro para a Saúde de Peruíbe

Da Redação, com Assessoria

O Vereador Ricardo Corrêa (PT) conseguiu trazer para Peruíbe 160.000,00 (cento e sessenta mil reais) destinada a aquisição de equipamentos médicos para melhorar a Saúde em nosso Município.

Essa verba foi conseguida através de Emenda Parlamentar do amigo e Deputado Estadual Marcos Martins (PT-SP).

“Este dinheiro já está disponível para que a Secretaria de Saúde de Peruíbe providencie a compra dos equipamentos que forem mais urgentes e necessários para o momento”, avisa o vereador Ricardo que já adianta que “muito em breve outras Emendas já aprovadas também serão disponibilizadas para a área da Saúde em nossa cidade”.

Sintonizado com o governo municipal comandado pela prefeita Ana Preto (PTB), Ricardo Correa entende que “Saúde tem que ser prioridade das autoridades municipais”, razão porque não tem medido esforços para buscar dinheiro junto a seus amigos deputados estaduais e federais, amigos estes colecionados ao longo de sua carreira como militante do Sindicato dos Bancários.

A chegada desses R$ 160 mil é uma demonstração clara do empenho do vereador Ricardo que faz questão de dar ênfase ao seu partido: “É o PT não medindo esforços em prol da melhoria da Saúde da população de nossa cidade”, sinaliza.

Peruíbe lança programa de saúde bucal nas escolas municipais

Os profissionais de odontologia realizam visitas periódicas nas escolas municipais, onde oferecem o exame bucal
 (Foto: Divulgação)
Os exames são realizados seguindo as recomendações da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo

Da Reportagem do Diário do Litoral

Mais de 8 mil crianças que integram a rede municipal de ensino estão sendo beneficiadas com atendimento odontológico gratuito nas escolas de Peruíbe. A ação faz parte do programa Saúde Bucal, uma iniciativa lançada pela Prefeitura de Peruíbe que busca garantir a prevenção e o tratamento adequado para alunos que estão matriculados nos ensinos infantil e fundamental.

Nesse trabalho, os profissionais de odontologia realizam visitas periódicas nas escolas municipais, onde oferecem o exame bucal – também chamado de triagem – para avaliar as condições de saúde e avaliar a necessidade de tratamento dentário.

Os exames são realizados seguindo as recomendações da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, classificando os indivíduos com relação ao risco de cárie e doenças gengivais (grupos de riscos). Esta classificação facilita a identificação de necessidades mais urgentes e auxilia o planejamento de ações no serviço odontológico.

Com base no resultado do diagnóstico, o dentista também orienta os alunos sobre a importância da escovação correta dos dentes, a alimentação e outros detalhes fundamentais para manter a saúde bucal. Em alguns casos, o especialista pode recomendar a aplicação de flúor, na própria unidade escolar, que contribuiu para reduzir a ocorrência de cárie de 60 a 80%. A partir da avaliação do profissional, os alunos são encaminhados à unidade de saúde para receber o atendimento odontológico mais rigoroso.

Para reforçar o trabalho de prevenção, a equipe médica também dará atenção especial para orientar profissionais da educação, pais e monitores que atuam junto às crianças. O programa também exercita a prática da escovação para que as crianças aprendam desde pequenas a forma correta de cuidar da higiene bucal. A escovação dentária quando bem feita é um dos melhores meios para se evitar a cárie e as doenças gengivais.

Com o lançamento deste novo projeto, a Prefeitura mostra o seu compromisso com o serviço de Saúde Bucal, que, além de garantir a qualidade de vida da população, também serve para reduzir a demanda de atendimentos nas unidades básicas de saúde.

De acordo com a prefeita de Peruíbe, Ana Preto, a extensão do serviço de odontológica é uma importante conquista para o atendimento de saúde no Município: “Ao receber o atendimento da equipe odontológica, as crianças terão mais facilidade para aprender os cuidados com a saúde bucal. E esse trabalho será feito de forma dinâmica e interativa, para facilitar o aprendizado”.

Segundo ela, o trabalho de prevenção é fundamental para evitar doenças e garantir o bem-estar da criança: “O cuidado com a saúde bucal é imprescindível para reduzir o risco de doenças cardíacas,  perda de memória, infecções e inflamações, entre outras doenças. Além disso, garante a autoestima da criança e transforma o ato de escovar os dentes em uma prática prazerosa. Por isso, a nossa meta é fortalecer cada vez mais esse projeto”.

Prefeitura de Peruíbe abre inscrições para agentes de saúde

De A Tribuna On-line

A Prefeitura de Peruíbe abre inscrições nesta sexta-feira para contratação de 20 agentes de combate às endemias. Não haverá taxa de cobrança. A remuneração é de R$ 935,00 mensais.

Para concorrer basta ter idade acima de 18 anos, além do ensino Fundamental completo. O candidato interessado deve preencher um formulário eletrônico disponível no site da Prefeitura, clicando no link ‘concursos e processos seletivos’, localizado no menu à direita.

O agente terá a função de orientar a comunidade para promoção da saúde, prevenindo doenças por meio de visitas domiciliares e de ações educativas sanitárias e ambientais, individuais ou coletivas no domicilio ou na comunidade; Manter a equipe informada sob situações de risco; incentivar atividades comunitárias para combater às endemias, entre outras ações.

Para informações de cadastro e outras funções confira o edital publicado no BOM, edição 525, também disponível no Portal do Município, no link: Boletim Oficial. As inscrições serão encerradas em 5 de maio.

Em menos de 100 dias de Governo Ana Preto, Câmara abre Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar denúncias na Saúde

Da Assessoria

O vereador Dr. Luiz Maurício (PSDB) – foto – vem, desde o início da atual legislatura, apontando irregularidades no contrato firmado pela Prefeitura com a Organização Social Associação Plural. Na sessão do dia 27 de março foi a vez do cidadão Plínio Melo, utilizando a Tribuna Livre da Câmara à convite do vereador tucano, fazer sérias denúncias sobre o mesmo contrato.

Ainda durante aquela sessão, tendo em vista as graves denúncias apresentadas, o vereador Dr. Luiz Mauricio pediu a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito – CEI para investigar o contrato com a Associação Plural. Outro pedido de abertura de CEI foi feito pela base aliada do Governo, encabeçada pelo vereador Rafael.

O requerimento do vereador Dr. Luiz Mauricio acabou não sendo aprovado, pois não obteve o apoio do mínimo previsto de 1/3 dos vereadores da Câmara. Já o pedido do vereador Rafael obteve amplo apoio da bancada governista. No sorteio dos membros, foi instalada a Comissão tendo como membros os vereadores França, Bahia, Laila e Loro, além de Rafael, que por força do Regimento, por ter sido o primeiro subscritor do requerimento, preside automaticamente a CEI.

O vereador ressaltou a importância da abertura da CEI e da necessidade do legislativo dar uma resposta à população quanto às denúncias trazidas.

Em seu discurso na Tribuna da Câmara, Dr. Luiz Maurício disse ter a certeza de que os membros da CEI farão um bom trabalho: “Fico satisfeito de saber que a própria base da Prefeita Ana Preto entende que o contrato assinado necessita de investigação. Peço para que os vereadores sorteados para compor a Comissão Especial se empenhem nos estudos. Confio nos vereadores. Sei que farão um bom trabalho. O importante é que a CEI está instalada e esta Casa vai exercer sua função de fiscalizar. Coloco-me à disposição para ajudar nos trabalhos”, diz.

Dr. Luiz Maurício afirma que, mesmo não estando na Comissão, vai auxiliar no que for preciso. “Nesses três meses de mandato já apontei várias irregularidades neste contrato. As denúncias do Plínio Melo veio reforçar a necessidade de uma investigação mais apurada”, relata.

O vereador ainda mostrou-se preocupado com a forma que vem sendo administrada a cidade. “Temos hoje uma CEI instalada para investigar um contrato em menos de 100 dias de governo. Alguma coisa não está bem na gestão Ana Preto. Está na hora da prefeita parar de colocar culpa no passado e começar a governar. Nossa cidade não pode ficar parada”, diz.

Ele ainda sugeriu alguns questionamentos aos vereadores que farão parte da CEI, como a dúvida quando ao preenchimento dos requisitos legais para que a Associação Plural possa ser qualificada em Peruíbe, a razão das constantes prorrogações do contrato emergencial, sem abertura da licitação definitiva, o valor do contrato, muito superior aos que foram pactuados na gestão passada.

A CEI instalada, além de investigar o contrato com a Associação Plural, analisará as contratações feitas pela prefeitura, com o mesmo objeto, na gestão passada.

Saúde: Prefeitura investe em novos aparelhos para o AME

Aquisição é mais uma importante conquista para o município na área da saúde, que tem recebido atenção especial da prefeita Ana Preto. Entrega será nesta quarta-feira (27)

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

Para garantir a melhoria dos serviços públicos de saúde, a Prefeitura de Peruíbe vai entregar dois novos aparelhos ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME) do Município, na próxima quarta-feira (27). O ambulatório vai ganhar um retinógrafo – que serve para o mapeamento de retina – e um aparelho para a pressão ocular, que foram adquiridos com recursos próprios.

“Conseguimos conquistas importantes para a Saúde neste pouco tempo em que estou à frente do Município. Os mutirões de atendimento, os novos equipamentos e uma equipe com vontade e responsabilidade estão fazendo a diferença não só na nova administração, mas na vida das pessoas que necessitam de atendimento médico. Temos muito o que fazer, mas também devemos comemorar cada avanço”, enfatizou a prefeita Ana Preto.

O retinógrafo é um dos aparelhos mais sofisticados para o tratamento oftalmológico que não está disponível em várias cidades da Baixada Santista e Vale do Ribeira. O equipamento serve para o diagnóstico ocular, através de um exame de imagem que faz a fotografia das áreas do fundo do olho, como a retina, a coróide, o nervo óptico e os vasos sanguíneos.

A cerimônia de inauguração acontece a partir das 13 horas.

Obras de arte

Ainda na quarta-feira (27), será realizado o projeto Arte Solidária, no qual os artistas da Cidade vão doar obras de arte para o AME. A iniciativa tem o apoio do departamento de Cultura do Município.

Saúde: Ana Preto faz mais em 60 dias que ‘La Famiglia’ em oito anos

Da Redação

Com pouco mais de dois meses à frente do Executivo municipal a prefeita Ana Preto já deu mostras que não veio para brincar “de casinha” ou “de boneca” como chegaram a insinuar seus opositores à época da campanha.

Séria, obstinada, Ana Preto vem empreendendo um verdadeiro choque de gestão na administração municipal, começando pela problemática e sempre emergente área da saúde pública, onde já promoveu mais ações de humanização e melhoria dos serviços de pronto-atendimento médico-hospitalar e maternidade do que o que foi feito nas duas problemáticas gestões comandadas pela família que deixou o governo em 2012.

Veja nesta edição e também no blogue o que Ana Preto está fazendo pela Saúde de Peruíbe. Veja na edição impressa deste blogue que circula neste sábado, 9.