Arquivos de tag:

Mulheres estupradas em hospital de Peruíbe, no litoral de SP, relatam ‘piadas’ de colegas após denúncias

Em menos de 100 dias de Governo Ana Preto, Câmara abre Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar denúncias na Saúde

Da Assessoria

O vereador Dr. Luiz Maurício (PSDB) – foto – vem, desde o início da atual legislatura, apontando irregularidades no contrato firmado pela Prefeitura com a Organização Social Associação Plural. Na sessão do dia 27 de março foi a vez do cidadão Plínio Melo, utilizando a Tribuna Livre da Câmara à convite do vereador tucano, fazer sérias denúncias sobre o mesmo contrato.

Ainda durante aquela sessão, tendo em vista as graves denúncias apresentadas, o vereador Dr. Luiz Mauricio pediu a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito – CEI para investigar o contrato com a Associação Plural. Outro pedido de abertura de CEI foi feito pela base aliada do Governo, encabeçada pelo vereador Rafael.

O requerimento do vereador Dr. Luiz Mauricio acabou não sendo aprovado, pois não obteve o apoio do mínimo previsto de 1/3 dos vereadores da Câmara. Já o pedido do vereador Rafael obteve amplo apoio da bancada governista. No sorteio dos membros, foi instalada a Comissão tendo como membros os vereadores França, Bahia, Laila e Loro, além de Rafael, que por força do Regimento, por ter sido o primeiro subscritor do requerimento, preside automaticamente a CEI.

O vereador ressaltou a importância da abertura da CEI e da necessidade do legislativo dar uma resposta à população quanto às denúncias trazidas.

Em seu discurso na Tribuna da Câmara, Dr. Luiz Maurício disse ter a certeza de que os membros da CEI farão um bom trabalho: “Fico satisfeito de saber que a própria base da Prefeita Ana Preto entende que o contrato assinado necessita de investigação. Peço para que os vereadores sorteados para compor a Comissão Especial se empenhem nos estudos. Confio nos vereadores. Sei que farão um bom trabalho. O importante é que a CEI está instalada e esta Casa vai exercer sua função de fiscalizar. Coloco-me à disposição para ajudar nos trabalhos”, diz.

Dr. Luiz Maurício afirma que, mesmo não estando na Comissão, vai auxiliar no que for preciso. “Nesses três meses de mandato já apontei várias irregularidades neste contrato. As denúncias do Plínio Melo veio reforçar a necessidade de uma investigação mais apurada”, relata.

O vereador ainda mostrou-se preocupado com a forma que vem sendo administrada a cidade. “Temos hoje uma CEI instalada para investigar um contrato em menos de 100 dias de governo. Alguma coisa não está bem na gestão Ana Preto. Está na hora da prefeita parar de colocar culpa no passado e começar a governar. Nossa cidade não pode ficar parada”, diz.

Ele ainda sugeriu alguns questionamentos aos vereadores que farão parte da CEI, como a dúvida quando ao preenchimento dos requisitos legais para que a Associação Plural possa ser qualificada em Peruíbe, a razão das constantes prorrogações do contrato emergencial, sem abertura da licitação definitiva, o valor do contrato, muito superior aos que foram pactuados na gestão passada.

A CEI instalada, além de investigar o contrato com a Associação Plural, analisará as contratações feitas pela prefeitura, com o mesmo objeto, na gestão passada.

Denúncias de corrupção encerram contrato da Prefeitura de Peruíbe com a OSEP

Entidade aliciava profissionais da saúde a dar plantão por meio de “caixa dois”
Denúncias de corrupção encerram contrato da Prefeitura de Peruíbe com a OSEP
Fachada do Hospital e Pronto Socorro de Peruíbe

Ênio Lourenço, no Jornal Brasil Atual

Desde maio, o jornal Brasil Atual publica evidencias de irregularidades no contrato de gestão e prestação de serviços na saúde de Peruíbe. O compromisso firmado entre a Prefeitura da cidade e a Organização Social Educacional Paulistana (OSEP) – entidade que atua como Organização Social de Saúde (OSS) –, era de R$ 24,6 milhões por ano. Além de contratar outras empresas para realizar os serviços e ter sido escolhida sem o conhecimento do Conselho Municipal de Saúde local, a OSEP aliciava médicos e demais profissionais da rede pública de saúde para a dar plantão fora de expediente sem o devido registro profissional – o pagamento seria feito por meio de “caixa dois”.

No último domingo, o programa Fantástico, da Rede Globo, veiculou uma reportagem denunciando diversos tipos de fraudes no Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Brasil. Uma das suspeitas era a OSEP em Peruíbe. No vídeo, uma profissional da entidade explica as condições pagamento sem recibo para uma médica durante entrevista de emprego. A presidente da instituição, Renata Giantaglia, tentou embargar a reportagem na Justiça – como antecipamos na edição de agosto –, sem sucesso.

Em decorrência dos indícios de irregularidades, a Prefeitura de Peruíbe encerrou o contrato com a OSEP na segunda-feira, dia 3. Em nota, ela alega que a decisão foi tomada após “diversas cobranças e notificações em relação ao não cumprimento de cláusulas básicas do contrato firmado”. O documento ressalta que os serviços não serão interrompidos e não haverá “nenhuma dispensa nos quadros de servidores, desde que estejam em situação regular”

Assassinato de jornalista no MA pode estar relacionado com denúncias em blog

Morte de jornalista pode estar associada às denúncias que ele teria feito em seu blog

Da Redação do Portal Imprensa

Emílio Azevedo, do jornal Vias de Fato, e Celso Augusto Schroeder, da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), acreditam que o assassinato do jornalista maranhense Décio Sá, na última segunda-feira (23/4), esteja relacionado às denúncias que o jornalista fazia em seu blog associado à insegurança cotidiana no Maranhão onde, segundo eles, há uma relação direta entre parte da política e o crime organizado.

Segundo o portal da Rádio Brasil Atual, Azevedo e Schroeder disseram em entrevista que dentre os últimos posts do jornalista, três trazem denúncias contundentes.

Um relata o pedido de pistoleiros para transferência de julgamento; outro relata a prisão de assessores do Tribunal de Justiça com nove fotos mostrando bolsas e mochilas com dinheiro apreendido no carro que ocupavam; e outro, com a denúncia do ex-secretário de Educação de Turilândia, sobre o prefeito Domingos Curió acusado pelo primeiro de desvio de dinheiro do Fundeb, fundo educacional do governo federal, entre R$ 1,5 milhão e R$ 2,5 milhões.

Jornalista que fazia denúncias contra políticos é assassinado em Barra do Piraí

De O Dia Online

A Polícia Civil do Rio está investigando o assassinato do jornalista Mário Randolfo, que foi achado morto a tiros na noite da última quarta-feira na estrada das Rosas, no bairro Minuano, em Barra do Piraí, no Sul Fluminense. Uma mulher também foi morta junto com o jornalista.

Randolfo tinha um site (vassourasnanet) onde fazia denúncias contra políticos e órgãos públicos da região. A polícia ainda não sabe se o jornalista foi assassinado em razão de seu trabalho.

Em julho, o mesmo jornalista havia sido baleado. Na época, se cogitou que ele tinha sido vítima de uma tentativa de assalto.

As informações são do IG