Início / Arquivos de tag:

Arquivos de tag:

Aqui você tem uma CAUSA que vai mudar as estruturas do Brasil

Joomla extensions, Wordpress plugins
Joomla extensions, Wordpress plugins

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia, por um investimento a partir de R$ 6,00 mensais! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Serviços dos Correios está um caso de polícia! Em Peruíbe e no Brasil!

Wanderlei: espera angustiante por remédio

Da Redação

Se você vier a precisar dos serviços dos Correios para encomendar alguma coisa que seja urgente, como um remédio, chame por socorro, porque, se depender dos Correios, você poderá estar “na roça” antes que sua encomenda chegue!

Esta é a conclusão a que se chega quando se é obrigado a se deparar com uma situação como a vivida neste momento por Wanderlei Abrahão de Paula, conhecido corretor de seguros de Peruíbe, e que é irmão do jornalista Washington Luiz de Paula, responsável por este blogue.

Wanderlei é portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), e depende de medicação de alto custo. Alguns destes remédios estão sendo fornecidos pelo serviço público municipal de saúde, mas outros têm que ser comprados, por serem novidade, e por estarem disponíveis apenas fora do Brasil. É o caso da medicação Nuedexta, que teve que ser comprada nos Estados Unidos, via penoso e burocrático processo de importação, mas que finalmente chegou no Brasil na tarde do dia 18 último, com mais de 30 dias de sua encomenda.

A ansiedade e expectativa gerada em torno desta medicação que custou R$ 12.000,00, que pode ajudar Wanderlei a recuperar a fala, melhorando aspectos de deglutição e respiração, fizeram com que estes dias demorassem a passar, até que, no dia 21, segunda-feira, o importador, que está sediado em Porto Alegre, postasse a encomenda tão esperada sob o número DN597862441BR, tendo como destino Peruíbe. No mesmo dia 21, à noite, o objeto saiu de Porto Alegre direto para a Unidade de Distribuição dos Correios, em Santos. E no dia 22 (ontem), às 11hs o Sedex saiu de Santos rumo a Peruíbe, em cuja agência é muito possível que já esteja desde no máximo o final da tarde de ontem.

A expectativa era para que a medicação fosse entregue hoje, e o paciente pudesse começar o tratamento com esta medicação ainda hoje também. Mas não. Findo o dia (agora, 18h12), nada da entrega acontecer.

Em ligação feita para o número de reclamação dos Correios (Protocolo 23081701120972), a informação foi desesperadora: O objeto “está dentro do prazo, e a entrega pode acontecer até o dia 28, segunda-feira próxima”. Ou seja, a medicação deve estar entre milhares de porcarias que são vendidas e compradas diariamente, e, o que se percebe, é que não há nenhum critério para definir o que seja urgente daquilo que é essencial. Lamentável.

Degradação

Este quadro que demandaria até uma ação policial através de uma queixa infelizmente é só mais um dos descasos com que os três últimos governos petistas, e ainda esse governo tampão do PMDB, relegaram a coisa pública neste país.

Os Correios, outrora modelo no mundo todo, e orgulho para todos os brasileiros está sucateado, com funcionários desmotivados por achatamento de salários e condições de trabalho, hoje não passa de um modelo daquilo que imagina-se poder ser a latrina dos ladrões de colarinho branco que nos roubaram a todos durante estes últimos 15 anos.

O melhor e mais barato curso de Teologia do Brasil!

Se você está vendo estes anúncios abaixo, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Anvisa aprova registro de remédio à base de maconha pela 1ª vez no Brasil

Mevatyl é indicado a adultos com espasticidade (rigidez muscular excessiva) relacionada à esclerose múltipla. Droga já é aprovada em 28 países.

Anvisa aprovou primeiro medicamento à base de Cannabis no Brasil (Foto: Reuters)
Anvisa aprovou primeiro medicamento à base de Cannabis no Brasil (Foto: Reuters)

Do G1 Bem Estar

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) registrou um medicamento à base de maconha para tratar espasticidade – rigidez excessiva dos músculos – em pacientes com esclerose múltipla. Trata-se do primeiro medicamento à base de Cannabis sativa aprovado no Brasil.

Com o nome comercial Mevatyl, o medicamento contém tetraidrocanabinol (THC) em concentração de 27 mg/mL e canabidiol (CBD) em concentração de 25 mg/mL. A droga já é aprovada em outros 28 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Suíça e Israel, onde é conhecido por Sativex.

O medicamento é indicado para pacientes adultos com espasticidade de grave a moderada relacionada à esclerose múltipla que não respondam a outros medicamentos e que demonstrem uma boa resposta ao Mevatyl após um período inicial de tratamento.

A Anvisa alerta que o medicamento não é indicado para tratar epilepsia nem pode ser consumido por pessoas com menos de 18 anos. Até então, a Anvisa somente liberava a importação de medicamentos à base de Cannabis sativa comprados em outros países, mas não havia um produto dessa categoria com registro no país.

Próximos passos

A partir do registro do medicamento pela Anvisa, é necessário aguardar a determinação do preço do produto pelo Comitê Técnico Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), órgão coordenado pela Anvisa e composto por representantes dos ministérios da Fazenda, Saúde, Justiça, Desenvolvimento e Casa Civil. Só após essa definição é que o medicamento poderá começar a ser vendido no país.

Ele será fabricado pela GW Pharma Limited, do Reino Unido, e distribuído no Brasil pela empresa Beaufour Ipsen Farmacêutica.

10 providências para colocar o Brasil no eixo

10 PROVIDÊNCIAS PARA COLOCAR O BRASIL NO EIXO


1 DEVOLVER O PODER AOS BRASILEIROS

Permitir que os 150 milhões de brasileiros voltem a ter sua soberania respeitada, tenham realmente controle sobre quem os representa, como e onde isso acontece. Por um fim na desenfreada criação de leis, impostos, cargos e afins, que só atende aos interesses de poucos “representantes” que se escondem em Brasília, atrás de suas imunidades e privilégios sem fim.


2 IMPOSTOS ARRECADADOS NA CIDADE FICAM NA CIDADE

Autonomia para sua cidade arrecadar e ficar com a maior parte dos impostos que você paga, afinal, é nela que você mora, apenas uma pequena parcela será destinada ao Estado e outra para a União.


3 AUTONOMIA PARA AS CIDADES DECIDIREM SUA ESTRUTURA DE GESTÃO LEGISLATIVA E EXECUTIVA

“Precisamos de Vereadores?”

Autonomia para os moradores de cada cidade decidirem se terão vereadores pagos com seu dinheiro (PÚBLICO) ou se terão apenas um Conselho da Cidade, formado por pessoas voluntárias que queiram realmente ajudar, com seu conhecimento, suas ideias e seu amor pela cidade.

“Precisamos de um Prefeito ou um bom Administrador?”

Autonomia para os moradores de cada cidade determinarem se elegem prefeito, sem a necessidade de partido ou até mesmo contratarem um administrador, afinal a cidade precisa de administradores não de políticos.


4 A CIDADE DETERMINA O TAMANHO DA SEGURANÇA PÚBLICA

Segurança pública do tamanho de cada cidade, determinada pelos moradores de acordo com a necessidade. Em ocasiões onde seja preciso ações mais complexas, entra em ação a ajuda do Estado, através da Polícia estadual, super preparada e devidamente equipada.


5 INDEPENDÊNCIA PARA OS ESTADOS FAZEREM SUAS LEIS

“Uma Constituição Enxuta e Leis Estaduais Dinâmicas”

Autonomia para cada estado poder fazer leis e você decidir em referendos, inclusive leis polêmicas, é mais justo por er mais rápido, atendendo a demandas regionais. Cassinos, leis trabalhistas, sistema penal, trabalhos forçados e prisão perpétua, pena de morte e outros temas “fortes” dever ser assunto exclusivo de cada estado.


6 IMPOSTOS ESTADUAIS FICAM NO ESTADO

O estado fica com a soma das porções de arrecadações feitas por cada um dos seus municípios, tornando o estado autossuficiente. Afinal, o estado não necessita cuidar da cidades, apenas dar apoio, legal jurídico e financeiro quando necessário.


7 O GOVERNO FEDERAL APENAS COM FUNÇÕES FEDERAIS

“Fim da farra dos Ministérios”

Chega de a cabeça ser maior que o corpo. O Governo Central fica responsável apenas pela Moeda, Forças Armadas, Relações Externas, Suprema Corte Federal e Secretarias Normativas para os assuntos de interesse nacional (pesos e medidas, sistema financeiro, etc). Chega de gente distante se metendo na sua vida e ficando com 75% de tudo que se arrecada em todo o País. Pra mudar a nova Constituição, só se tiver ratificação de 80% dos estados! Representação no Congresso apenas por partidos que tiverem desempenho eleitoral nacional de 10%.


8 SISTEMA TRIBUTÁRIO EFICIENTE, PRÁTICO E JUSTO

“Fim do Imposto para Pessoa Jurídica”

Novo sistema tributário com cobrança de imposto apenas no consumo final, o que acaba com a cobrança de impostos em cascata em todas as fases da cadeia produtiva. Impostos sobre as empresas viram custos repassados nos preços. Isso derrubará os preços pela metade. Muito mais consumo, produção, competição, empregos, riquezas, prosperidade.


9 NOVO SISTEMA EDUCACIONAL

“Fim do MEC”

Com o fim do MEC, a Educação focará nos valores humanos, éticos e morais e na construção afetiva das pessoas, preparando-a em vários sentidos para a vida, sendo obrigatória até o ensino fundamental. Novo sistema de formação profissional e universitário, para melhor alocação de talentos e recursos humanos. Fortalecimento do ensino técnico. Sistemas municipais, estaduais bem definidos e num novo formato para universidades federais.


10 JUSTIÇA ÁGIL

“Fim da espera de anos por uma sentença”

Judiciário ágil e barato. Eleição de juízes distritais pelo povo, tantos quantos forem necessários, para julgamento em poucos dias, dos “pequenos problemas”. Independência plena do Judiciário. A Suprema Corte Federal julgará apenas casos da Constituição Federal. A constitucionalidade dos estados, com suas supremas cortes estaduais, encerra nelas as instâncias de recursos, exceto se existir questão relacionada à Constituição Federal.


Se você se identificou com algumas das providências, faça sua parte, ajude a transformar o Federalismo no modelo de gestão brasileiro.

Como pode fazer isso?

Existem diversas maneiras de ajudar:

  • Apoiar o registro do Federalista – um partido criado especialmente para conduzir as transformações propostas. Um partido que instrumentaliza você e o Povo Brasileiro para fazer isso, até chegar ao ponto de substituir, via Referendo Nacional, a atual Constituição por um novo texto;
  • Que tal ser um Constituinte? Acesse www.constitucionalfederalista.org.br e conheça o texto constitucional que está em discussão com o Povo Brasileiro. Nós vamos discutir e construir um novo texto até 2018, antes das eleições presidenciais e será então a peça da campanha para vencermos as eleições e termos um Presidente da República que possa então, ter força para pedir ao Congresso Nacional, em nome do Povo Brasileiro, a autorização para o Referendo da substituição da Constituição. Ousado? Mas possível… Lembre-se: quem tem a força são os 150 milhões de eleitores e não pouco mais de 500 políticos em Brasília…
  • Filie-se e faça parte do único partido político de verdade do Brasil. Leia o Estatuto e vai saber que neste partido, você, filiado, é quem manda.
  • Contribua comprando os materiais promocionais, produtos e serviços, além de doações ao Federalista. Podemos provar que partidos políticos não precisam usar dinheiro público!
  • Divulgue incansavelmente! As mudanças só acontecerão se todo o Povo souber dessas boas novas!
  • Seja um Representante local para colher assinaturas e autenticar (sem custos) nos cartórios zonais eleitorais de sua cidade e, quem sabe, até criar uma comissão municipal do Partido e ser candidato! O Brasil precisa de gente nova, com ideias novas e coração limpo!

O Partido Federalista é uma Pessoa Jurídica de Direito Privado, registrado no 2º Ofício de Registro de Títulos e Documentos em Brasília,com estatuto publicados no DOU em 16.04.1999 e CNPJ na forma da Lei 9.096/95


Você pode fazer uma das alternativas, algumas ou todas elas. Você escolhe.

CONTATO: [email protected]

Partido Federalista – Cx Postal 1879 – CEP 80011-970 CURITIBA – ESTADO DO PARANÁ

Conheça mais:

www.federalista.org.br

www.movimentofederalista.org.br

Fifa teme manipulação de resultado no jogo do Brasil contra Camarões

Fifa teme manipulação de resultado no jogo do Brasil contra Camarões
A seleção camaronesa já está eliminada do Mundial, enquanto o Brasil ainda briga pela classificação (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Danilo Benício, do Portal Vavel

A preocupação é exclusiva a uma possível susceptibilidade camaronesa em aceitar ofertas de apostadores ilegais interessados na fraude e não envolve a CBF ou jogadores brasileiros.

A manipulação de resultados é algo que assusta a Fifa, e não é de hoje. Há tempos a entidade realiza estudos e produz investigações com associações famosas, como a Interpol. No Mundial 2014, o interesse nos jogos de futebol é ainda maior, o que também aumenta o alerta da federação sobre possíveis fraudes, num bilionário mercado paralelo. Uma preocupação da organização paralela à infraestrutura do torneio. Na primeira fase ainda há uma partida de alto risco: Brasil x Camarões, na próxima segunda-feira (23), em Brasília.

“Vemos mais risco nesse jogo do que na abertura ou na final da Copa”, afirmou o diretor de segurança Ralf Mutschke.

A suspeita vem do fato de os africanos já estarem eliminados – e ainda terem enfrentado problemas na negociação de premiações para o Mundial, e tal ponto é considerado muito importante na parceria investigativa Fifa/Interpol. Os camaroneses, capitaneados pelo atacante Samuel Eto’o, ameaçaram não viajar ao Brasil e chegaram até mesmo a atrasar o embarque ao país enquanto as negociações não se encerraram.

Há uma equipe da Fifa que irá verificar cada partida em vídeos à procura de lances bizarros. Em geral, as armações ocorrem por conta de apostas na Àsia que levam em conta número de gols, ou diferenças de placares. É esse tipo de assunto que será verificado pela federação, inclusive no último jogo da seleção na fase de grupos.

“Todo mundo vai apostar no favorito e dono da casa para vencer o jogo. A questão é o número de jogos”, ressaltou o diretor.

Nesta sexta-feira (20), o dirigente explicou as ações que vem sendo tomadas na Copa até o momento. Até a realização da coletiva, 23 das 64 partidas da competição já haviam sido realizadas. Nenhuma suspeita foi oficialmente revelada, por mais que a atuação do assistente colombiano Humberto Clavijo tenha sido questionada – ele anulou, por impedimento, dois gols legítimos do atacante mexicano Giovani dos Santos contra Camarões, ainda na primeira rodada, em Natal.

“Não encontrar indícios no mercado de apostas não significa que possa haver situações que talvez sejam estranhas, bizarras. Existem coisas que não podem ser explicadas facilmente. Ainda não posso me pronunciar ou revelar. O meu antecessor passava muitas coisas à mídia enquanto o caso ainda estava sendo analisado. Eu respeito a integridade das pessoas por isso não vou me pronunciar nesta fase até que tenha provas de que algo aconteceu. Para mim, as pessoas não tem culpa até que seja provado o contrário“, disse Mutschke.

O dirigente disse ainda que não foi constatado nenhum indício de armação de placares nos amistosos de pré-temporada da Copa, ao contrário do que aconteceu em 2010.

“Do dia 15 de maio a 11 de junho, monitoramos 89 partidas e não vimos atividades suspeitas. Já na África do Sul, podemos dizer que houve manipulação sim”, afirmou o diretor de segurança.

O escândalo foi divulgado pelo jornal norte-americano “New York Times”, no fim de maio. Um relatório interno da Fifa mostrou que o amistoso entre África do Sul e Guatemala, em 31 de maio de 2010, teve o resultado manipulado pelo juiz Ibrahim Chaibou, de Níger, para interferir nas apostas.

Segundo o documento, no dia do jogo entre África do Sul e Guatemala, o juiz foi a um banco da cidade com uma quantia em dinheiro que poderia chegar a US$ 100 mil, em notas de US$ 100, com a finalidade de depositar o valor para sua mulher, em Níger. Horas depois, Chaibou apitou a partida, na qual marcou três pênaltis duvidosos, dois a favor da África do Sul. O time anfitrião do Mundial venceu a partida por 5 a 0.

Governo distribui 50 mil ingressos para Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014

Deste total, 48 mil entradas serão distribuídas entre estudantes de escolas públicas das cidades-sede que participam do Programa Mais Educação. Mais 2 mil ingressos serão distribuídos às populações indígenas

Brasília, 2 – Neste sábado (03/05), o governo federal realiza o sorteio que vai distribuir ingressos para jogos da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 a estudantes de escolas públicas nas cidades-sedes do torneio. A Federação Internacional de Futebol (Fifa) doou 50 mil ingressos para os programas sociais brasileiros e para a população indígena. Deste total, 48 mil serão sorteados entre alunos de escolas participantes do Programa Mais Educação. Outros 2 mil bilhetes serão entregues para comunidade indígenas, por meio da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Comitê Intertribal. 

Ao todo, 901 escolas serão contempladas. Há ingressos para todos os jogos da Copa do Mundo. Para cada jogo, as escolas receberão ingressos para serem distribuídos pelos alunos e para uma pessoa responsável. O sorteio será realizado pela Caixa Econômica Federal, a partir de combinações de números geradas pelo resultado da extração da Loteria Federal. 

Após o sorteio, os diretores das unidades de ensino deverão aderir por meio do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (Simec), do Ministério da Educação, e informar o nome e documentos das pessoas que ficarão responsáveis pelo processo. Eles farão a retirada dos ingressos nos centros de distribuição da Fifa e preencherão no próprio Simec os nomes e lugares dos alunos e seus responsáveis. A lista com o nome de todos os alunos sorteados, com os respectivos jogos, será divulgada publicamente antes do início da Copa do Mundo. 

ACESSE AQUI:

Mais Educação
Com esta ação, o governo federal valoriza as unidades de ensino que participam do Mais Educação. O programa tem por objetivo aumentar a jornada dos alunos nas escolas públicas, em até sete horas diárias, articulando as disciplinas curriculares com diferentes campos de conhecimento e práticas socioculturais. Em 2013, 49 mil escolas participaram do Mais Educação, sendo que quase 32 mil possuíam maioria de alunos beneficiários do Bolsa Família.
Para o desenvolvimento das atividades, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de transporte e alimentação de monitores, materiais de consumo e de apoio. As unidades de ensino também recebem conjuntos de instrumentos musicais e rádio escolar, dentre outros, e referência de valores para equipamentos e materiais que podem ser adquiridos pela própria escola com os recursos repassados.

Marca holandesa suspende venda de camiseta do Brasil com palavrão

Camiseta com bandeira do Brasil e palavra ‘merda’ foi alvo de protestos. Textos buscam remeter para o ambiente de jogo de futebol, diz CoolCat.
Foto: Reprodução
Marca holandesa lançou camiseta com bandeira do Brasil e palavrão

Do G1 Economia e Negócios

A marca holandesa de roupas CoolCat anunciou nesta quinta-feira (24) que decidiu suspender a venda de uma camiseta que traz estampada a bandeira do Brasil abaixo da palavra “merda”, em caixa alta.

A grif, que também tem lojas também na França, em Luxemburgo e na Bélgica, virou alvo de protestos de brasileiros após começar circular nas redes sociais fotos das camisetas tiradas por turistas e brasileiros que moram no exterior.

A camiseta integra uma linha voltada para a Copa do Mundo. Além do Brasil, outros países foram ‘homenageados’ pela marca. A coleção inclui um modelo com o brasão da seleção italiana de futebol com o palavrão “cazzo” e um com a bandeira da Inglaterra com a inscrição “bastards” (idiotas, em inglês). escrito. Para a Espanha, foi associada a palavra “putas”.

Em comunicado divulgado em sua página no Facebook, a CoolCat diz que decidiu suspender “por enquanto” a venda destas camisetas e afirma que “respeito e a diversidade multicultural” constituem valores importantes da cultura da empresa.

A marca afirma ter utilizado nas camisetas “a linguagem do povo”  e “dos próprios jovens”. Segundo o comunicado, os textos “remetem para o ambiente de um jogo de futebol” e “não devem ser nunca interpretados de maneira pessoal ou discriminatória”.

“Estamos cientes da nossa posição social e não pretendemos de modo algum incitar os jovens a adotarem um comportamento indesejável. A CoolCat emprega mais de 1500 colaboradores de nacionalidades e culturas diferentes”, informou.

Na tarde desta quinta-feira, a camiseta do Brasil não estava mais à venda na loja virtual da marca. Modelos de outros países, entretanto, ainda eram ofertados no site.

Recentemente, uma linha da Adidas citando o Brasil também foi alvo de polêmica e de reclamações da Embratur e da presidente Dilma Roussef. A fabricante de material esportivo decidiu suspender as vendas de modelos feitos para a Copa, e que continham conotação sexual.

Em uma das camisetas havia desenho de um coração e um triângulo no meio, dando a impressão de que são nádegas com um biquíni fio dental, e a frase: “I love Brazil” (Eu amo o Brasil). Na outra, há o desenho de uma garota, também de biquíni, com a frase “Lookin’ to score”, que pode ser traduzida como “Atrás de pegar garotas”. Ambas estavam sendo vendidas na faixa de US$ 25 (perto de R$ 60).

Hoje é o Dia do Descobrimento do Brasil

Ficheiro:Oscar Pereira da Silva - Desembarque de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro em 1500.jpg
Desembarque de Cabral em Porto Seguro (óleo sobre tela), autor: Oscar Pereira da Silva, 1904. Acervo do Museu Histórico Nacional, Rio de Janeiro.

Do Wikipedia

Descoberta, ou descobrimento do Brasil refere-se à chegada, em 22 de abril de 1500, da frota comandada por Pedro Álvares Cabral ao território onde hoje se encontra o Brasil. O termo “descobrir” é usado nesse caso em uma perspectiva eurocêntrica, referindo-se estritamente à chegada de europeus, mais especificamente portugueses, às terras de “Vera Cruz“, o atual Brasil, que já eram habitadas por vários povos indígenas. Tal descoberta faz parte dos descobrimentos portugueses.

Embora quase exclusivamente utilizado em relação à viagem de Pedro Álvares Cabral, o termo “descoberta do Brasil”, também pode referir-se à suposta chegada de outros navegantes europeus antes dele. Esse é o caso das possíveis expedições de Duarte Pacheco Pereira1 em 14982 e mais tarde do espanhol Vicente Yáñez Pinzónem 26 de janeiro de 1500.

Adidas suspende vendas de blusas do Brasil com conotação sexual

Peças provocaram reclamações da Embratur e da presidente Dilma. Linha de camisetas para a Copa tem duplo sentido, segundo governo.
Foto: Reprodução
Camiseta Adidas Copa

Do G1 Economia e Negócios

A fabricante de material esportivo Adidas informou nesta terça-feira (25) que suspendeu as vendas de modelos de camisetas feitas para a Copa, e que continham conotação sexual.

As peças, à venda no site da empresa nos Estados Unidos, irritaram o governo brasileiro. A coleção pegou tão mal que motivou a presidente da República, Dilma Rousseff, a escrever no Twitter que o país não aceita e está pronto para combater o turismo sexual.

“A Adidas sempre acompanha de perto a opinião dos consumidores e parceiros, e em resposta aos seus comentários anuncia que os produtos em questão não mais serão comercializados pela marca. É importante frisar que trata-se de uma edição limitada que estaria disponível apenas para os Estados Unidos”, afirmou a empresa, em nota enviada ao G1.

Em uma das camisetas há o desenho de um coração e um triângulo no meio, dando a impressão de que são nádegas com um biquíni fio dental, e a frase: “I love Brazil” (Eu amo o Brasil).

Na outra, há o desenho de uma garota, também de biquíni, com a frase “Lookin’ to score”, que pode ser traduzida como “Atrás de pegar garotas”. Ambas estavam sendo vendidas na faixa de US$ 25 (perto de R$ 60).

Crítica da Embratur

Mais cedo, o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flávio Dino, afirmou ter procurado a Adidas para pedir a retirada das peças do mercado. “Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende. Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais”, disse.

Após o anúncio da suspensão das vendas, Dino relatou que a empresa entrou em contato com o governo brasileiro e pediu desculpas. “Felizmente, prevaleceu o bom senso, e a própria empresa viu que era uma prática comercial totalmente lesiva no que se refere ao mercado brasileiro, mas também em relação a outros mercados, porque seguramente essa preocupação que nós temos não é restrita ao Brasil”, declarou.

Dilma reclamou

A polêmica linha de camisetas fez a presidente Dilma se posicionar em sua conta no Twitter. Ela não cita diretamente os produtos ou a Adidas, mas, em quatro mensagens, fala sobre a política contra exploração sexual que trava o país. Na primeira delas, declarou que “O Brasil está feliz em receber turistas q chegarão p/ Copa, mas também está pronto p/ combater o turismo sexual”.

O presidente da Embratur afirmou que o governo estará atento e que poderá, inclusive, procurar tribunais internacionais se algo semelhante voltar a acontecer. Para evitar novas situações semelhantes, deverá se reunir com patrocinadores e parceiros da Copa de 2014. Além da Embratur, devem participar as secretarias de Direitos Humanos e de Promoção de Políticas para as Mulheres. Ainda não há previsão de quando será realizada a reunião.

“Nós queremos que a Copa seja um sucesso, mas não de qualquer jeito. Nós não vamos aceitar que as pessoas venham para a Copa achando que aqui não tem lei. Aqui tem lei, e elas serão cumpridas”, advertiu.

Na avaliação do presidente da Embratur, tem diminuído a procura pelo Brasil como destino de turismo sexual. O dirigente relatou que as estatísticas usadas pelo instituto são baseadas em denúncias e, em 2013, somente um caso foi detectado. Uma empresa nos Estados Unidos estava vendendo pacotes para turismo de pesca, mas foi constatado que o objetivo era a procura de mulheres.

“Foi somente um caso? Seguramente não, infelizmente. Mas é algo declinante. Faço questão de reafirmar que tirando uma ou outra situação, há uma compreensão bastante clara e bastante firme em torno desta questão e um trabalho articulado de procurar seja pela prevenção, seja pela dissuasão e também pela repressão”.

Brasil deve estimular proteção da propriedade intelectual

Maristela Baesso*, no CONJUR – Consultor Jurídico

No Brasil não se dá a devida importância à proteção legal do desenho industrial, do modelo de utilidade e do chamado “trade dress” — tanto no momento do seu desenvolvimento quanto naquele em que se avalia e/ou inventaria o patrimônio intangível de uma empresa (por maior que ela seja). E isto acontece frente às dificuldades que nossos empresários e desenvolvedores de novas formas e funções têm de se apoderarem dos bens imateriais de seus negócios, de valorarem um resultado visual e funcional novo — para coisas que já existem — e para o conjunto de formas, cores e desenhos que distinguem seus produtos e fixam a identidade de suas lojas, marcas e estabelecimentos.

Diferente mentalidade prevalece nos Estados Unidos. A Suprema Corte, no caso das lixas de unhas Egyptian Goddess Inc. vs Swisa Inc, de 2008, reduziu as exigências para garantir a proteção legal aos desenhos e modelos penas ao “teste do olho do observador comum”, independentemente da existência do “ponto de novidade” no produto acusado de cópia ou usurpação. Se o observador/a pessoa comum (não técnico) comprar um produto, pensando que está adquirindo outro, há contrafação.

Mais recentemente, no caso “Apple vs. Samsung”, a justiça americana reconheceu que os produtos da Samsung, acusados pela Apple de cópia e contrafação, não passam pelo “teste do olho do observador comum”, não obstante as novidades acrescidas pela empresa coreana aos seus produtos. Ademais dos desenhos industriais da Apple, infringidos pela Samsung, esta teria violado também o “trade dress” da empresa concorrente, isto é, aquele conjunto de informações, cores, características que não protegidos pelo registro do desenho industrial e/ou do modelo de utilidade definem e identificam os produtos e a empresa Apple.

A lição que fica para os brasileiros é a de que os desenhos industriais e modelos de utilidades devem ser protegidos pelo registro no INPI, tão logo criados e desenvolvidos pelas empresas ou pessoas físicas. O registro do desenho industrial protege uma nova forma plástica-ornamental, que traga um resultado visual novo e original, a um objeto que já existe. O registro do modelo de utilidade visa proteger uma melhoria funcional no uso ou fabricação de objeto já existente. Portanto, mudanças de cunho expressivo e de cunho funcional nos produtos já existentes devem ser protegidas por desenho industrial ou modelo de utilidade, respectivamente, garantido ao titular do registro a exclusividade do direito de exploração econômica por muitos anos.

O estímulo legal à proteção da propriedade intelectual é, portanto, adequado às necessidades de inovação e do empreendedorismo. À proteção dos desenhos e modelos de utilidades pode associar-se também o registro das marcas. Vários registros sobre um mesmo bem desenvolvido podem conviver pacificamente. Além da proteção do chamado “trade dress”, já amplamente reconhecido pela jurisprudência, que independe de registro e deve ser respeitado.

(*) Maristela Basso é advogada e professora de Direito Internacional da Propriedade Intelectual da Faculdade de Direito da USP

O Brasil não está pronto para um presidente negro – Da S. Ex.ª Joaquim Barbosa

Divulgação
O hoje e o amanhã…

Sou da diáspora africana inglesa, fazendo o papel de Professor de Inglês aqui em Salvador e gostaria de ressaltar que os afrodescendentes brasileiros continuam fora da mesa das grandes decisões políticas e econômicas que dominam o cenário do maior país negro fora da África, o Brasil, POR ESCOLHA!

Mas graças a Deus têm agora a oportunidade de mudar este quadro pelo próprio JOAQUIM BARBOSA. Sem dúvidas uma das personagens mais importantes da política brasileira atual e que PODE SAIR PRESIDENTE DO BRASIL NAS ELEIÇÕES DE 2014!

Veja bem: OS ESTADOS UNIDOS NÃO ESTIVERAM PRONTOS PARA UM PRESIDENTE NEGRO E AINDA NÃO ESTÃO! O QUE FACILITOU A ELEIÇÃO DE BARACK OBAMA FOI O DESCONTENTAMENTO GENERALIZADO GERADO PELA CRISE ECONÔMICA ASSUSTADORA E O FATO QUE ELE FOI O ESCOLHIDO DO PARTIDO DA OPOSIÇÃO – OS DEMOCRATS. QUALQUER CANDIDATO DOS DEMOCRATS DAQUELA ÉPOCA GANHARIA AQUELA ELEIÇÃO DE 2008, TANTO BARACK OBAMA COMO A HILARY CLINTON!

O BRASIL AINDA NÃO ESTÁ PRONTO PARA UM PRESIDENTE NEGRO E NÃO VAI ESTAR NO FUTURO PREVISÍVEL. O QUE VIABILIZA A CANDIDATURA DE JOAQUIM BARBOSA É O DESCONTENTAMENTO GENERALIZADO NO TOCANTE À CLASSE POLÍTICA ATUAL.

OBAMA NÃO FOI ELEITO PORQUE ELE ERA NEGRO. NINGUÉM E ABSOLUTAMENTE NINGUÉM JAMAIS FALAVA QUE ERA A HORA DE ELEGER UM PRESIDENTE NEGRO. ELE ESTAVA NO LUGAR CERTO NA HORA CERTA!

O JOAQUIM BARBOSA AGORA TAMBÉM ESTÁ NO LUGAR CERTO NA HORA CERTA COMO UMA ALTERNATIVA VIÁVEL, FRESCA E LIMPA. O FATO QUE ELE É NEGRO É TOTALMENTE IRRELEVANTE, MAS MESMO ASSIM É UM GRANDE PLUS PARA OS AFRO – DESCENDENTES BRASILEIROS.

Então, o que precisa ser feito é a divulgação destes fatos agora mesmo por uma campanha pública e o clamor vai chegar até o próprio Joaquim Barbosa e convencê-lo a disputar as eleições!

A hora é agora mesmo e têm que tomá-la com ousadia, destemidamente!

Sinceramente

Malcolm Dennis Wint

Se um negro Presidente é bom para os Estados Unidos, por que não seria bom para o Brasil?

SE UM NEGRO É BOM PARA OS ESTADOS UNIDOS, UM NEGRO SERÁ BOM PARA O BRASIL – EU QUERO O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA!

Joaquim Barbosa é o Chefe Supremo do Poder Judiciário Brasileiro, tendo sido eleito pela Revista Times como uma das 100 pessoas mais influentes de todo o mundo!

Mas sua vida nem sempre foi um mar de rosas. Mineiro de Paracatu, foi o mais velho de oito irmãos. Seu pai era pedreiro e sua mãe dona de casa. Joaquim Barbosa foi, desde cedo, arrimo de família, trabalhando duro e se virando sozinho para buscar seu lugar ao sol neste mundo cruel, e atribui muito de seu perfil à influência de sua mãe Benedita, evangélica da Assembleia de Deus.

Aos 16 anos foi sozinho para Brasília e tratou logo de arrumar um trabalho como aprendiz de gráfico no Correio Brasiliense. Com o dinheirinho que ganhava ajudava a família e estudou. Não demorou em se tornar Bacharel em Direito, Advogado e Mestre em Direito de Estado.

Serviu como oficial de chancelaria na Embaixada do Brasil na Finlândia. Retornando ao Brasil, prestou concurso para procurador da República, passando com louvor. Licenciou-se e foi estudar na França, onde obteve Mestrado e Doutorado (PhD) em Direito Público pela Universidade de Paris. Retornando ao Brasil foi professor na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Estudou ainda na Inglaterra, Estados Unidos, Áustria e Alemanha, falando fluentemente o inglês, francês, alemão e espanhol.

O hoje Presidente do STF toca piano e violino desde os 16 anos de idade, mas não pode mais exercer sua grande paixão, o futebol, por causa de uma inflamação na base da coluna que o obriga a revezar cadeiras no plenário para suportar as dores. O ministro passa a maior parte das sessões em pé e movimentando-se ou recostado sobre à cadeira.

Joaquim Barbosa é o primeiro ministro reconhecido negro do STF, tendo sido indicado pelo então presidente Lula em 2003.

O Brasil elegeu, em 2010, a primeira mulher para Presidente da República, para um governo que termina agora em 2014. Seguindo esta linha de inovação, é de se pensar se não estaria na hora de o povo brasileiro eleger agora um negro – o primeiro negro a assumir o mais alto cargo dentre os Três Poderes da República, como homenagem necessária que se faz a esta gente que teve seu início de empenho na construção de nossa pátria de uma forma tão trágica e vergonhosa que foi a escravidão, e que ainda hoje sofre pelo racismo latente que teima e ser perene em nosso solo.

Afinal, se os Estados Unidos, sendo um país tão conservador e racista, “ousou” eleger pela primeira vez em sua história um negro para Presidente, por que não entendermos que é chegada a nossa hora, a hora do povo brasileiro eleger aquele que tem sido revelado como o mais digno dos representantes na negritude nacional. Se lá nos Estados Unidos está sendo bom, aqui certamente será muito melhor!

Se você quer também Joaquim Barbosa como candidato – e como Presidente da República – venha para este grupo, e apoie esta ideia. Venha já!

NOTA OFICIAL DO FEDERALISTAS SOBRE OS PROTESTOS QUE SE ESPALHAM PELO BRASIL

NOTA OFICIAL

SOBRE OS PROTESTOS QUE SE ESPALHAM PELO BRASIL

O FEDERALISTA, partido político na defesa inarredável da Liberdade, dos Direitos Civis e Naturais, nos quais se inclui o da Propriedade, da Ordem Institucional e pela Descentralização plena dos poderes, com a autonomia aos estados e municípios, diante da onda de protestos pelo Brasil, vem de público declarar:

  1. Todo protesto popular que demonstre insatisfação fundamentada objetivamente deve ser respeitado, desde que tais atos respeitem o espaço e a propriedade alheios;
  2. A onda de protestos que teria se iniciado pela estatização do transporte público de maneira que se implante o “passe livre” e que já se estende por dezenas de cidades no País, enseja preocupação pela “explosão de energia popular” com a mistura de inúmeras insatisfações em relação aos problemas do País.
  3. O espalhamento desses protestos nos quais se misturam também, provocadores profissionais, arruaceiros, “rebeldes sem causa”, dentre outras pessoas portadoras de inconsequências causadas pelo regime de impunidade que parte desde os Três Poderes, pode levar o País a uma situação que justifique a cessação das garantias constitucionais, promovida pelo Governo Central, cuja permanência poderia então se tornar indefinida.
  4. Os Federalistas se solidarizam com os protestos contra a corrupção, os desmandos, a malversação dos recursos públicos, o clientelismo político, a impunidade parlamentar e dos “amigos do rei”, mas conclamam para que defendam a ordem, identificando e denunciando pontuadamente  tais inimigos da democracia, incluindo autoridades que eventualmente ultrapassem o limite das suas atribuições.
  5. Conclamam ainda para que, mesmo que não se concorde com muitos dos desmandos que ocorrem por conta do atual modelo equivocado de organização do Estado Brasileiro, o verdadeiro causador de todos os problemas nacionais e individuais, que se defenda o ultimo baluarte da frágil democracia brasileira e que se mantenha o respeito às Instituições de uma forma geral. Há que se separar a maior parte das Instituições das pessoas que nelas estão. São as instituições, ainda que precisem de reformas, que garantem o pouco que resta do Estado de Direito, único meio de se ter alguma garantia constitucional.
  6. A manutenção da ordem institucional, ainda que precária, nos dará direito de exigir transformações orientadas e conduzidas dentro do processo democrático, em busca da Nação ideal para todos e não apenas para alguns que podem estar manipulando todo esse processo.

Brasília, DF, 17 de junho de 2013

Partido Federalista
Thomas Korontai
Presidente Nacional

Senado aprova pagamento de bolsa mensal de R$ 2.000,00 para garotas de programa no Brasil

prostitutaDo Portal Notícias

Uma proposta polêmica, de autoria da senadora Maria Rita, do Partido dos Trabalhadores, foi aprovada na tarde desta quarta-feira, 15, por maioria de votos. Trata-se do pagamento de uma bolsa mensal no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para garotas de programa em todo país.

“O objetivo da bolsa é dar a essas mulheres a possibilidade de terem uma vida mais digna, pois o dinheiro deve ser prioritariamente utilizado com prevenção de doenças”, explicou a senadora.

Segundo ela, o projeto tem interesse público, pois também tem o objetivo de “disponibilizar pra clientela um serviço de melhor qualidade, já que as meninas poderão se cuidar melhor, pagar tratamentos estéticos, frequentar academias etc.”

O projeto de lei vai ser submetido à sanção da presidente Dilma e deve entrar em vigor até o início da copa de 2014.

Angola proíbe operação de igrejas evangélicas do Brasil

Patrícia Campos Mello, no Folha UOL

O governo de Angola baniu a maioria das igrejas evangélicas brasileiras do país.

Segundo o governo, elas praticam “propaganda enganosa” e “se aproveitam das fragilidades do povo angolano”, além de não terem reconhecimento do Estado.

“O que mais existe aqui em Angola são igrejas de origem brasileira, e isso é um problema, elas brincam com as fragilidades do povo angolano e fazem propaganda enganosa”, disse à Folha Rui Falcão, secretário do birô político do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) e porta-voz do partido, que está no poder desde a independência de Angola, em 1975.

Cerca de 15% da população angolana é evangélica, fatia que tem crescido, segundo o governo.

Em 31 de dezembro do ano passado, morreram 16 pessoas por asfixia e esmagamento durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda. O culto reuniu 150 mil pessoas, muito acima da lotação permitida no estádio da Cidadela.

O mote do culto era “O Dia do Fim”, e a igreja conclamava os fiéis a dar “um fim a todos os problemas que estão na sua vida: doença, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, problemas na família, separação, dívidas.”

O governo abriu uma investigação. Em fevereiro, a Universal e outras igrejas evangélicas brasileiras no país — Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém– foram fechadas.

No dia 31 de março deste ano, o governo levantou a interdição da Universal, única reconhecida pelo Estado.

Mas a igreja só pode funcionar com fiscalização dos ministérios do Interior, Cultura, Direitos Humanos e Procuradoria Geral da Justiça. As outras igrejas brasileiras continuam proibidas por “falta de reconhecimento oficial do Estado angolano”. Antes, elas funcionavam com autorização provisória.

As igrejas aguardam um reconhecimento para voltar a funcionar, mas muitas podem não recebê-lo. “Essas igrejas não obterão reconhecimento do Estado, principalmente as que são dissidências, e vão continuar impedidas de funcionar no país”, disse Falcão. “Elas são apenas um negócio.”

Segundo Falcão, a força das igrejas evangélicas brasileiras em Angola desperta preocupação. “Elas ficam a enganar as pessoas, é um negócio, isto está mais do que óbvio, ficam a vender milagres.”

Em relação à Universal, a principal preocupação é a segurança, disse Falcão.

Homem mais forte do Brasil concilia rotina de atleta com cargo de vereador

Como atleta, Marcos Mohai já conquistou títulos nacionais e internacionais. Já como vereador, ele quer ajudar no desenvolvimento de Peruíbe, SP.
Foto: Mariane Rossi/G1
Marcos Mohai, vereador e campeão de Strongman, que elege o mais forte do Brasil

Do G1 Santos e Região

Atleta com dezenas de títulos nacionais e internacionais, Marcos Mohai, o homem mais forte do Brasil, tem conciliado duas funções diferentes nos últimos meses. Vencedor do Campeonato Brasileiro de Strong Man, em fevereiro desse ano, o atleta foi eleito, em outubro do ano passado, vereador em Peruíbe, no litoral de São Paulo.

Mohai, que é natural de São Bernardo do Campo, se tornou o homem mais forte do Brasil por acaso. Alguns problemas de saúde o levaram ao esporte. Logo quando criança, os médicos aconselharam os pais dele a morarem em um lugar com um clima melhor por conta de problemas respiratórios. Por isso, ele se mudou para a Estação Ecológica Jureia Itatins, em Peruíbe, no litoral de São Paulo.

Mesmo após a mudança, o médico indicou que ele fizesse alguma atividade física. “Meu pulmão era pequeno em relação ao quanto eu necessitava”, conta Mohai. A partir dos oito anos, ele começou a praticar vários esportes. Já aos 14, Mohai entrou para a musculação e, depois de dois anos, participou da primeira competição de levantamento de peso básico, ou levantamento de potência, mais conhecido como powerlifting. As provas possuem três modalidades, o agachamento, o supino e o levantamento terra. Os atletas podem fazer tentativas em cada prova para levantar a maior carga possível e o que tiver maior pontuação no total é o vencedor. “Eu sempre fui muito forte em relação a minha idade. Com 18 anos eu já tinha sido campeão brasileiro, tinha quebrado recordes que há 11, 12 anos ninguém tinha conseguido tirar. Aí que eu percebi que minha vocação era para o esporte de força”, disse ele.

Aos 19 anos, ele foi para o Campeonato Mundial nos Estados Unidos, onde ficou no 3º lugar. Depois, venceu vários campeonatos brasileiros, mas viu que aquele tipo de competição não lhe satisfazia mais. “Era um esporte muito parado, não era em movimento”, conta. Por isso, em 2004, ele passou a competir no Strongman, esporte que testa a força de diversas maneiras. São várias provas em que o atleta movimenta pedras, estruturas metálicas e até veículos, como carros e caminhões. Quem carregar mais peso, da forma mais rápida possível, é considerado o homem mais forte do Brasil.

Mohai encarou o desafio. Desde 2004, ele participa de competições nesta categoria por todo o Brasil. Neste ano de 2013, ele ganhou pela sexta vez consecutiva o Campeonato Brasileiro de Strong Man na Categoria Absoluto da União Brasileira de Strong Man. O evento foi realizado nos dias 11 e 12 de fevereiro em Peruíbe. As provas de velocidade, concentração e força se tornaram um espetáculo para um público de mais de 8 mil pessoas que puderam conhecer o esporte. “São ações que despertam o público. Não tem uma rejeição. Principalmente as crianças vêem a gente como um herói”, fala Mohai. A prova mais conhecida é a Atlas Stones, onde os competidores tem que carregar esferas de concreto que podem pesar mais de 170 kg. Na última competição, uma nova prova foi implantada e apelidada de ‘Papai vai às compras’. “Os atletas tem que percorrer 45 metros e a cada 15 metros tem um obstáculo. O atleta tem que levantar o obstáculo e colocá-lo no ‘carrinho’, uma caçamba de construção adaptada”, explica ele, que deu o nome da prova.

Foto: Edgar Pedro de Souza/Divulgação
Marcos Mohai, na cadeira de vereador de Peruíbe

Lado político

Mohai se tornou um atleta renomado na modalidade. Agora, ele quer passar bons exemplos e dar oportunidade para outras pessoas conheceram o esporte e melhorarem de vida, como aconteceu com ele. Mesmo com muitos projetos, ele não conseguiu apoio. “Minhas ideias não era acatadas”, reclama. Por isso, o homem mais forte do Brasil resolveu levar a força no esporte para a política.

Em 2012, Mohai conquistou os eleitores nas urnas e se tornou vereador em Peruíbe. Ele acredita que a eleição foi conquistada não só pelo grande carinho que tem com os moradores e também por sempre levar o nome da cidade, mas porque ganhou a confiança de muitas pessoas que acreditaram em suas ideias. Uma delas é ajudar no desenvolvimento da cidade, por meio do esporte. “O esporte é uma arma fundamental, porque esporte gera saúde. Se todas as pessoas fossem estimuladas a fazer alguma atividade, consequentemente, você diminui os gastos com a saúde, com pessoas doentes. O esporte gera um equilíbrio mental, melhora sua condição, seu ego, por causa da parte competitiva. Quando você trabalha para alguma ação, modifica a sua vida”, explica.

Mohai também quer dar divulgar mais o turismo de Peruíbe, com o foco na Estação Ecológica Jureia Itatins. Para ele, a cidade ainda não é reconhecida pelo potencial turístico e deveria ter mais iniciativas municipais e estaduais para proteger esse lugar. Ele quer unir o esporte e o turismo, trazendo grandes etapas de competições e grandes empresas para a cidade ser mais conhecida. Além disso, quer fazer projetos sociais com crianças e com pessoas que não tenham oportunidades de crescimento na vida. Tudo por meio do esporte. “O esporte é visto como uma última instância. Isso não é visto somente no município. Isso é visto no Brasil. Você vê pelas pessoas medalistas olímpicas que nem patrocínio possuem. Uma pessoa que está representando sua nação para o mundo não tem apoio”, falou.

Aos 36 anos, ele garante que seguirá lutando com todas as suas forças para encarar mais esse desafio da vida. Os 150 quilos, 1,81 de altura, 60 cm de biceps e 80 cm de coxa nada lhe ajudam nessa nova experiência, que exige um esforço bem diferente do que está acostumado nas provas do Strongman. “É complicado. Aqui são 15 vereadores com cabeças diferentes. Cada um vai pensar que o seu projeto é melhor. Tem que ter um jogo de cintura. A gente analisa com profundidade os projetos para ver qual seria o emergencial”, diz Mohai, que garante que não tem medo do que vem pela frente. “Estou muito seguro naquilo que eu estou fazendo. Hoje estou vivo e venci todas as dificuldades, até de saúde. Não é qualquer problema, qualquer dificuldade, que vai tirar a minha esperança ou a minha visão de enxergar algo melhor”, falou Mohai.

Assembléia transfere sessão para Três Lagoas na quarta na inauguração da Eldorado Brasil

Do Fatima News

A sessão da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a ser realizada na próxima quarta-feira, dia 12, acontecerá durante a inauguração da fábrica da Eldorado Brasil, em Três Lagoas, considerada a maior fábrica de celulose do mundo. O deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB, usou a tribuna para convidar os parlamentares para a inauguração da indústria e que decidiram transferir a sessão para o evento. Durante a sessão solene, o deputado vai entregar o título de cidadão sul-matogrossense ao diretor presidente da Eldorado Brasil Celulose, José Carlos Grubisich.

Eduardo Rocha disse que Eldorado proporcionou a criação de 9 mil empregos na fase da construção. Com investimento de R$ 6,2 bilhões e receita estimada de US$ 1 bilhão por ano, a maior fábrica de celulose em linha única do mundo, a Eldorado, será inaugurada na próxima quarta-feira (12/12), em Mato Grosso do Sul. Por conta do evento, a sessão da Assembleia Legislativa daquela data será transferida para Três Lagoas. Líder do PMDB na Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Rocha lembrou que a futura fábrica proporcionou a criação de 9 mil empregos durante a fase de construção. “A Eldorado vai incrementar em 0,6% o PIB [Produto Interno Bruto] nacional”, afirmou. Com o início das atividades, a indústria poderá responder por até 30 mil empregos diretos e indiretos.

Segundo Eduardo Rocha, a fábrica já adquiriu 400 vagões de trem para escoar a produção até o Porto de Santos, no Estado de São Paulo. A indústria terá capacidade para produzir 1,5 milhão de tonelada por ano de celulose branqueada. O destino da produção é a exportação para os mercados produtores de papel localizados na América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia. Vice-líder do governo na Assembleia, Marcio Fernandes (PTdoB), em aparte, destacou que o investimento foi possível graças aos incentivos do Estado e aos empresários que ajudam a diversificar a economia de Mato Grosso do Sul. Situada no Km 231 da BR-158, a unidade industrial é beneficiada pela logística única de Três Lagoas para recebimento de matéria prima e escoamento da produção. O transporte é favorecido pela presença de rodovias, ferrovias e a hidrovia Tietê-Paraná.