Início / CIDADES (página 4)

CIDADES

“Pode até parar tudo no município; só não pode parar a Saúde”, diz prefeito Juninho à sua equipe

Rildo: “Atendimento à Saúde é a prioridade para o prefeito Juninho”

Da Redação

Como não é diferente com nove entre 10 prefeitos do Brasil, Lester Rezende Dantas Junior, prefeito de Prados, na região do Campo das Vertentes das Minas Gerais, enfrenta uma luta titânica para administrar o município, buscando não faltar com a confiança que quase 60% do eleitorado lhe concedeu nas eleições de 2016. A razão? A crise instalada pelos quatro cantos do Brasil, e que agora parecer ter origem e causa já decantada a quatro ventos, como sendo os desastrosos governos comandados pelo Partido dos Trabalhadores (PT), no Brasil, em Minas Gerais e – também e infelizmente – na pequenina Prados.

Juninho do Lester, como é carinhosamente conhecido em Prados, é um homem simples, do campo, mas que buscou na formação superior seguir a carreira do pai, que também é contador como ele. Probo, justo em suas decisões, e de bons costumes nas ações que leva a efeito enquanto administrador público, Juninho sabia estar preparado para o desafio que enfrenta com coragem e destreza deste quando assumiu a prefeitura em janeiro de 2017.

Equipe acertada

Ao chegar em seu terceiro ano de mandato, o que coincide com o ano pré-eleitoral de 2020, é previsível que os descontentes sempre apareçam com aquelas comparações desconcertantes, como se fosse possível esquecer os mandatos anteriores que pareciam mesmo levar a cidade e o município para um grotão sem fundo. Mas Juninho parece não se importar. Para ele parece mesmo que o que vale é que a administração está andando, e que sua equipe de governo de primeiro escalão cumpre bem os papéis para o quais foram convocados.

Para um analista da política local, cabe ao administrador público saber mandar. “O prefeito não precisa estar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas seus secretários sim têm esse dever”, lembra. Para o mesmo analista, “quem vê a cidade sendo ‘rasgada’ de ponta a ponta pelas máquinas, o calçamento chegando onde ontem era apenas mato e lama, a Educação e Saúde recebendo grau de satisfação máximo pela família pradense não pode, sem parecer injusto, criticar o prefeito”, diz.

Saúde é o que interessa

A Saúde parece ser um espelho significativo do sucesso da Administração Juninho do Lester em Prados. Se comparado com municípios da região, onde há relatos de falta de insumos e remédios, Prados pode comemorar, pois não falta remédio na farmácia da prefeitura, e não há registro de falta de gêneros como seringas, agulhas, equipos, máscaras, luvas e outros nas unidades de saúde do município.

Não menos diferente que nas outras secretarias, a administração da Secretaria de Saúde do município está a cargo de um homem competente, mas sobretudo humano. Rildo Costa foi convocado pelo prefeito para essa árdua tarefa, e a vem cumprindo de modo a receber elogios por onde passa. Para Rildo não há segredo nisso. Modesto, ele dá a receita: “Eu simplesmente abri as portas da Secretaria, e recebo todos do mesmo jeito aqui”. E ele está certo, já que o povo gosta mesmo é de sentir que as pessoas estão mesmo interessadas em ajudar na solução de seus problemas. Mas Rildo não é daqueles que simplesmente recebem as pessoas para dar uma “palavra de consolo”, ou, como se diz no jargão popular, para “enrolar”. Não! Antes pelo contrário, ele está ciente de que foi lhe atribuída uma confiança pelo prefeito Juninho, e não pode faltar com ela, que é a de resolver os problemas, numa tentativa quase sagrada de minorar o sofrimento de quem precisa de socorro para seus problemas de saúde.

Quando indagado sobre o mérito de seu sucesso à frente da Secretaria de Saúde, Rildo Costa faz questão de enfatizar que o crédito é do prefeito. “Juninho sabia que eu tenho bastante conhecimento e muitos amigos na direção dos hospitais regionais, e também com deputados e outros agentes da área em Belo Horizonte e em Brasília; por isso me convocou, e eu, mesmo sabendo das dificuldades que iria enfrentar, aceitei o desafio que, graças ao bom Deus, tem dado certo”, enfatiza.

Perguntando como ele se ajeita com as constantes falta de verbas, mais uma vez ele atribui mérito ao prefeito Juninho: “O prefeito, desde que assumiu, fez questão de lembrar que, em razão da crise, pode faltar qualquer coisa em qualquer lugar, menos na Saúde; e, graças a essa sensibilidade do prefeito temos conseguido atender a demanda do município”.

A dívida do governo estadual de Minas para com os 853 municípios mineiros ultrapassa a casa dos R$ 10 bilhões. Só para a Saúde da cidade de Prados o governo petista de Fernando Pimentel ficou devendo quase R$ 4 milhões. Só em 2017 foram exatos R$ 2.040.726,54, que, somados ao R$ 1.762.651,55 de 2018, somam R$ 3.803.378,09. A ausência desse dinheiro tem obrigado o prefeito Juninho a remanejar verbas, sempre a partir de recursos próprios da municipalidade.

Ainda não doou para as vítimas das enchentes em Peruíbe? Veja aqui a relação atualizada dos postos de arrecadações

As vítimas das enchentes de Peruíbe continuam precisando da colaboração de todos. Faça a sua parte!

Atuais necessidades: fraldas, roupa de cama e de banho, além de produto de limpeza (desinfetante, cloro, pano de chão, vassoura, balde e rodo).

CONFIRA OS POSTOS DE DOAÇÕES ATUALIZADOS:

  • Porto Pet Shop e Veterinária:
    Av. Padre Anchieta, 4557, Três Marias.
  • Caverna Rock n Roll:
    Av. Padre Anchieta, 2504, Ribamar.
  • Bar Divino Gole:
    Av. Tancredo Neves, 2368, Caraguava.
  • Aslarra:
    Av. Padre Anchieta, 1342, estacionamento do Extra centro.
  • Supermercado Mini Preço:
    Av. Tancredo Neves, 927 – Jd. Brasil
    Av. Padre Vitalino Bernini, 598 – Caraguava
    R. Centenário, 451, Jd. Icaíba
  • PERSEG:
    Av. Padre Anchieta, 6556.
  • Colégio Divina Providência:
    R. Santa Lucia Filippini, 40, Caraguava
  • Aderbal Ramos Imobiliária
    Av. Domingos da Costa Grimaldi, 771.
  • Fundo Social
    R. São Paulo, 205, Centro
  • NAES
    R. Jundiaí, 900, Caraminguava
  • Loja da Hering
    Av. Padre Anchieta, 1590
  • Paróquia São João Batista – Praça da Matriz
  • Bola de Neve:
    Av. Padre Anchieta, 5075.
  • EMEF Delcélia Bezerra:
    R. Carlos Drummond de Andrade, 372, Vila Romar

150 pessoas desabrigadas em razão das chuvas recebem assistência da Prefeitura, diz nota

Da Assessoria de Comunicação da PM Peruíbe

A Prefeitura de Peruíbe informa que cerca de 150 pessoas estão acolhidas e recebendo toda a assistência com materiais de higiene, colchões, roupas e alimentação no Núcleo de Inicialização Profissional (NIP), depois de desabrigadas de suas casas em razão dos maiores volumes de chuva acumulados, em tão pouco tempo, nos últimos 15 anos.

De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, a maré em nível elevado e ainda subindo impede a vazão das águas em alguns pontos, principalmente no bairro do Caraguava, mantendo alagamentos em algumas ruas.

  • Volume acumulado nas últimas 24 horas (medições às 9 h) – Centro – 15 mm; Parque do Trevo – 29 mm; Jardim Veneza – 6,92 mm.
  • Volume acumulado nas últimas 72 horas (medições às 9 h) – Centro-164 mm; Parque do Trevo – 261,56 mm; Jardim Veneza – 228,97 mm.

Apenas nos últimos três dias o volume pluviométrico foi superior aos 28 dias de fevereiro de 2018 =  média de 193 mm.

Prefeito Juninho do Lester dribla crise e coloca pagamento de funcionários em dia

Da Redação

O prefeito municipal de Prados (MG), Lester Rezende Dantas Júnior (Juninho), honrou o compromisso assumido com os funcionários municipais de fazer o pagamento dos salários dentro do mês trabalhado, e colocou em dia a folha de pagamento dos professores que vinha sofrendo atrasos em razão da ausência de repasses de verbas dos governos estadual e federal.

O pagamento do pessoal foi realizado na data de ontem (31), e só foi possível graças ao enxugamento drástico das despesas, conforme anunciado em reunião com o secretariado em dezembro passado.

Para Juninho a folha de pagamento tem que ser encarada como prioridade, já que é esse dinheiro que movimenta grande parte da economia municipal. “Mais a mais temos que lembrar das famílias que dependem desses recursos até mesmo para sobrevivência”, lembrou um assessor próximo do prefeito.

Recursos próprios

Com a mudança dos gestores em Belo Horizonte e em Brasília, o que se espera é que a crise pela qual passou a cidade de Prados, assim como a imensa maioria dos municípios mineiros, também se veja dissipada o mais breve possível.

Até lá, o prefeito Juninho, graças aos ajustes feitos nas contas públicas, conseguiu fazer o pagamento não só dos funcionários da administração direta, e ainda dos professores fazendo uso de recursos próprios da municipalidade, lembrando sempre que os salários dos professores nem eram de responsabilidade da municipalidade.

Os salários dos professores, que também vinham sofrendo constantes atrasos, de igual modo foram colocados em dia com o pagamento da terceira e última parcela referente ao salário de dezembro. “Este pagamento estava programado para o dia 28, e, graças a Deus, também conseguimos levar mais esta alegria aos nossos colaboradores da Educação”, lembra fonte do Gabinete do prefeito.

Uma nova história

Assumindo a prefeitura em janeiro de 2017, o prefeito Juninho tem demonstrado seriedade e competência à sua administração frente à municipalidade. Discreto e refratário aos “obas-obas”, Juninho, no entanto, não esquece jamais de sua responsabilidade como prefeito, e é bastante certo de que tem conseguido mesmo imprimir “uma nova história” à cidade de Prados, à qual orgulhosamente costuma lembrar como “nossa terra”.

Morador flagrado despejando lixo em rua alagada é multado em R$ 2,3 mil

Da Redação do Visão Oeste

Na última sexta-feira, 25, um morador da avenida Marginal do Cadaval foi flagrado jogando sacos de lixo na rua que já estava alagada. O vídeo (assista abaixo) viralizou nas redes sociais. No entanto, o que ele não sabia é que a Lei nº 3519/18 proíbe o depósito de lixo ou entulho em calçadas, ruas, bocas de lobo, canteiros, jardins e praças públicas.

Quem faz o descarte irregular pode ser multado. Esse morador recebeu multa de R$ 2.300,00, de acordo com a Prefeitura.

A penalidade varia de acordo com a quantidade de material despejado e pode chegar até R$ 9.000,00.

A população também pode colaborar com a fiscalização, denunciando o descarte irregular através dos canais disponibilizados pela Prefeitura – WhatsApp denúncia Lixo 97434-8101.

Vale ressaltar que a Prefeitura oferece aos moradores de Carapicuíba seis locais para descarte de móveis, entulho (o munícipe pode levar até 15 sacos por dia), madeiras, eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, materiais recicláveis e pneus (pequenas quantidades).

“A Prefeitura está fazendo a parte dela e contamos com a ajuda dos moradores, tanto em manter a cidade limpa, quanto na fiscalização de quem continua sujando as ruas, prejudicando os demais munícipes e contribuindo com as enchentes. Sei que juntos podemos melhorar ainda mais Carapicuíba”, afirma o prefeito Marcos Neves.

Os Ecopontos funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h e aos sábados, das 8h às 12h.
– Ecoponto Jandaia – Estrada do Gopiúva, 1557 – Pq. Jandaia
– Ecoponto Santa Brígida – Rua Peruíbe, 4 – Telefone 4186-2668
– Ecoponto Veloso – Avenida Jatobá, 576 – Telefone: 4167-6806
– Ecoponto e Regional Cohab – Avenida Brasil, 292 – Telefone 4184-1179
– Ecoponto Aldeia – Rua José Ailton de Camargo, 75 – Telefone 4184-3867
– Ecoponto Ariston – Av. Comendador Dante Carraro, 333 – Tel: 4183-6864