Arquivos de tag:

Próxima Câmara em Peruíbe poderá contar com oficiais de segurança

Da Redação

Pela primeira vez na história político-eleitoral de Peruíbe, os eleitores e eleitoras terão oportunidade de eleger 15 vereadores que, além de estarem efetivamente preparados para o exercício da lide legislativa, é bem certo se constituírem de cidadãos de respeito, honestos, que fizeram (ou estão fazendo) carreira nas forças de segurança de São Paulo e do Brasil, o que, por si só, já é bastante credencial para recomendá-los para o voto popular.

A começar pelo delegado aposentado de polícia federal Gesival Gomes de Souza (PSDB – 45357), que pode ser considerado “filho” de Peruíbe, e que teve brilhante folha de serviços prestados à PF, razão de orgulho para a cidade, este ano Peruíbe conta com outros 14 candidatos ao Legislativo que são, em sua grande maioria, policiais militares, com destaque para os oficiais Coronel Wilson Pratt Corres (PSL – 17190), Major José Romeu Dutra (PSDB – 45190), Major Sebastião José de Oliveira (PATRIOTA – 51190), Capitão Américo de Oliveira Pimentel (PV – 43363) e Capitão Dimitrius Rosa Mendonça Falcão (PSB – 40190).

Além destes oficiais, estão entre os candidatos também o Sargento Sérgio dos Santos (PATRIOTA – 51001), e o Sargento (Reformado) José Pedro Gomes de Oliveira (PSDB – 45123), este último candidato à reeleição como vereador. Dois cabos e outros soldados (reformados e da ativa) se somam a um policial civil para completar o quadro de profissionais que, se eleitos, podem fazer crucial diferença nos destinos do legislativo peruibense (veja relação completa abaixo).

Maior segurança, menos tentação

Considerando que estes homens e mulheres já recebem soldo bem acima da média do que ganha um trabalhador comum em Peruíbe, ou mesmo daqueles que vergonhosamente colocam em seus registros da candidatura terem como profissão “vereador”, é mesmo de fazer com que o eleitor e a eleitora de Peruíbe medite bem na hora de escolher seu vereador ou sua vereadora.

Segundo um analista ouvido pela Redação deste blogue, “dificilmente poder-se-ia imaginar que um oficial da polícia militar ou qualquer destes demais postulantes à vereança viria a se render à tentação de acorrer para o Gabinete do prefeito na tentativa de buscar amparo do chamado ‘mensalinho’ ou até mesmo das tão famosas ‘rachadinhas’ que se sabem existirem em muitos lugares Brasil afora, em todas as esferas do Legislativo”. Para quem não sabe, “mensalinho” é aquele dinheiro extra que o vereador costuma buscar junto ao prefeito prometendo votar sempre a favor dos interesses daquele; e “rachadinha” é quando o vereador contrata um assessor acertando com ele que só o contrata se ele concordar em deixar metade do salário para o vereador que o contratou.

Embora não haja evidências concretas de que tais aberrações aconteçam em Peruíbe, é importante que o legislador não dependa só dos proventos que são destinados ao vereador, os quais, em Peruíbe, são absurdamente elevados. Para tanto há, dentre os candidatos relacionados abaixo, até quem não esconda prometer vir a doar todo seu salário para entidades beneficentes ou mesmo devolverem o dinheiro para o erário, ou mesmo envidarem esforços para uma redução drástica dos gastos da Câmara com seus vereadores.

Se não tiver outro benefício, a eleição de boa parte dos relacionados abaixo, vai ensejar que a cidade e o município acabe ganhando no quesito “segurança”, o que já seria de grande valia, uma vez que, como toda cidade litorânea, Peruíbe vem sofrendo uma crescente onda de violência com consequente aumento da criminalidade.

O que certamente pouca gente sabe é que dos 305 candidatos para as eleições deste ano (veja matéria aqui), 15 estão dentre estes profissionais de forças de segurança. A Redação deste blogue, por seu responsável Washington Luiz de Paula, em consonância com a previsão legal que respalda a “livre manifestação do pensamento e da opinião partindo de pessoa natural e publicada em sítio de pessoa física”, relaciona abaixo 15 sugestões para votação neste domingo (lembrando que, na busca pela “ocupação” dos demais candidatos não consegui localizar algum outro que seja policial, pelo que desde já nos desculpamos por eventual falha).

Segue relação em ordem alfabética pelo nome da urna:

  1. Alexandre Maciel (Alexandre Blasque Maciel) – PV – 43999 – Policial Militar Reformado
  2. Antonio Araújo (Antonio Vieira Soares de Araújo) – PV – 43237 – Policial Militar Reformado
  3. Cabo Falcão (Elisabete Cristina Oliveira Falcão) – REPUBLICANOS – 10190 – Policial Militar
  4. Cabo Gilson (Gilson Volnei Arndt) – PATRIOTA – 51192 – Policial Militar
  5. Capitão Américo (Américo de Oliveira Pimentel) – PV – 43363 – Oficial Policial Militar
  6. Capitão Falcão (Dimitrius Rosas Mendonça Falcão) – PSB – 40190 – Oficial Policial Militar
  7. Coronel Wilson (Wilson Pratt Correa) – PSL – 17190 – Oficial Policial Militar
  8. Comandante Sebastião (Sebastião José de Oliveira) – PATRIOTA – 51190 – Oficial Policial Militar
  9. Delegado Gesival (Gesival Gomes de Souza) – PSDB – 45357 – Delegado da Polícia Federal (Aposentado)
  10. João da Guarda Mirim (João Roberto Alves) – PV – 43444 – Policial Militar
  11. Luizão da Civil (Luiz Cláudio da Silva) – PROGRESSITAS – 11777 – Policial Civil
  12. Major Dutra (José Romeu Dutra) – PSDB – 45190 – Oficial Policial Militar
  13. Oliveira (José Pedro Gomes de Oliveira) – PSDB – 45123 – Policial Militar Reformado
  14. Sargento Sérgio Santos PROERD (Sérgio dos Santos) – PATRIOTA – 51001 – Policial Militar
  15. Wal Panicali (Walkiria Panicali) – PSC – 20190 – Policial Militar Reformado

De Paula Corretora de Seguros – A prioridade é a sua segurança!

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Governo Municipal – Em um ano a SEGURANÇA em Peruíbe melhorou!

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Prefeitura de Peruíbe solicita reforço da PM para melhorar a segurança

FOTO: DIVULGAÇÃO/ PREFEITURA DE PERUÍBE

Do Santa Portal

Com o objetivo de melhorar a segurança de Peruíbe, a prefeita da cidade Ana Preto participou de uma reunião com representantes da Polícia Militar, no 6º Batalhão do Interior (CPI-6), em Santos. O encontro teve a presença do comandante do CPI-6, Coronel Ricardo Ferreira de Jesus, e demais responsáveis pelo comando da PM na região da Baixada Santista.

“Conseguimos ampliar o efetivo da Guarda Municipal com a contratação de funcionários e criamos novas instalações de base para a Defesa Social, aumentando a cobertura em várias regiões do Município”, afirmou Ana Preto, mas mesmo assim, com informações e dados sobre a segurança na Cidade, foi solicitado o apoio da PM para ações de combate à violência.

Peruíbe conseguiu ainda avanços significativos com o projeto de nova iluminação das vias públicas: “Foram instalados novos postes e pontos de luz em vias de grande circulação, ciclovias e cruzamentos no Município, melhorando as condições de segurança dos munícipes e o monitoramento por câmeras”, diz.

Ações da PM

O coronel Ricardo Ferreira explicou que hoje existe o Plano de Policiamento Inteligente, permitindo ações estratégicas a partir de reuniões no Batalhão, com os comandantes e capitães. Nesses encontros, os participantes realizam um levantamento com informações de ocorrências, para que a atuação da PM tenha um foco maior nos locais mais indicados.

“O maior problema que enfrentamos é a falta de denúncia e o registro da ocorrência. As pessoas precisam compreender que esses procedimentos são fundamentais para a prisão dos suspeitos e o resgate dos objetos roubados”, enfatizou Ferreira.

Porém o que acontece, na maioria das vezes, é que o suspeito é solto por falta de acusação e os objetos não podem ser devolvidos, pois não há informação do proprietário. “Sem registro de ocorrência, os crimes não podem entrar nas estatísticas e isso prejudica o nosso mapeamento”, afirmou o coronel.

Entre as suas principais ações, a PM implantou a Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho do Policial Militar (DEJEM), que permite aos policiais trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito a uma remuneração. Mesmo sem o aumento do efetivo, o DEJEM contribui para que uma quantidade maior de agentes esteja trabalhando no Município.

Governador reforça segurança na porta das escolas

Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo 

Na volta às aulas, alunos, pais e professores da rede estadual de São Paulo contarão com um reforço da segurança na porta das escolas, com a presença de 1.550 policiais militares. A ação é um projeto inovador do Governo do Estado de São Paulo para ampliar a segurança nas escolas estaduais, por meio do Sistema de Proteção Escolar.

Fruto de parceria entre as Secretarias da Educação e da Segurança Pública, as unidades de ensino ganharão a partir da segunda quinzena de julho duplas de PMs nas portas de 775 escolas estaduais do Estado: 226 na Capital, 437 na Grande São Paulo, 58 na região de Campinas e 54 na Baixada Santista.

O reforço será feito com policiais integrantes da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM). A ampliação será anunciada pelo governador Geraldo Alckmin, junto com os secretários Fernando Grella Vieira (Segurança Pública) e Herman Jacobus Cornelis Voorwald (Educação).

Serviço

Anúncio da ampliação do Sistema de Proteção Escolar
Data e hora: Terça-feira (24), às 10 horas.
Local: Palácio dos Bandeirantes – Avenida Morumbi, 4.500, Morumbi, zona sul de São Paulo.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública
Rua Líbero Badaró nº 39 – Centro / Telefone: (0xx11) 3291-6685
Portal: www.ssp.sp.gov.br

Polícia reforça segurança no litoral com Operação Verão

Ação começa na próxima quinta-feira, 26, e vai até 2 de fevereiro. Mais de 3 mil policiais civis e militares vão reforçar o policiamento nos 15 municípios litorâneos de São Paulo

O secretário-adjunto da Segurança Pública, Antonio Carlos Da Ponte, lança neste sábado (21), no Comando de Policiamento do Interior – 6, em Santos, a Operação Verão 2013/2014. Para aumentar a segurança nas férias de verão, as cidades do litoral de São Paulo ganharão reforço de 3.242 policiais civis e militares a partir da próxima quinta-feira (26), que vai até 2 de fevereiro.

Além de garantir a segurança de moradores e turistas que visitam a região, a ação prevê reforço policial nos terminais de passageiros e demais locais onde a circulação de pessoas aumenta durante o período.

Polícia Militar

Serão 2.292 policiais militares enviados às 15 cidades do litoral norte e sul: Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião, Ilhabela, Iguape, Ilha Comprida, Cananéia, Santos, Guarujá, Bertioga, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, São Vicente, Praia Grande.

O policiamento ainda vai ser reforçado por 534 PMs de unidades especializadas – Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), Comando de Operações Especiais (COE), Polícia Rodoviária e Grupamento de Radiopatrulha Aérea (GRPAe).

A proteção de banhistas também está incluída na Operação Verão. Para prevenir acidentes nas praias e evitar afogamentos, o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) vai contar com reforço de 91 bombeiros e 780 guarda-vidas temporários.

A região também contará com o apoio de 165 viaturas a mais e 3 helicópteros para salvamento e resgate, que serão enviados à região no período.

Polícia Civil e Científica

A Polícia Civil vai reforçar o trabalho nas delegacias com o envio de 325 policiais à região.

Além do reforço e remanejamento, a Polícia Civil vai suspender férias e licenças-prêmio e destinar viaturas de unidades especializadas à região, como do Grupo de Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e das delegacias de Investigações Gerais (DIG) e sobre Entorpecentes (Dise).

As unidades da Polícia Técnico-Científica – Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Médico Legal (IML) – também preveem intensificar o quadro de funcionários conforme necessidade.

Investimento

Além do reforço no efetivo, serão entregues 201 novas viaturas – entre motocicletas, quadriciclos e carros – para a região. São 104 para o Vale do Paraíba e Litoral Norte e 97 para a Baixada Santista e Vale do Ribeira. O investimento total foi de R$ 648.400.

Elas serão usadas em programas de policiamento da PM, como Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), Ronda Escolar, Força Tática e Radiopatrulha. Parte das viaturas já está em uso.

Unidades do Corpo de Bombeiros das cidades receberão, ainda, 40 botes infláveis, 41 carretas rodoviárias, 43 motores de popa, 15 unidades de resgate e salvamento aquático, 45 motos aquáticas e 20 quadriciclos, a um custo de quase R$ 5 milhões.

Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo 

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública
Rua Líbero Badaró nº 39 – Centro / Telefone: (0xx11) 3291-6685
Portal: www.ssp.sp.gov.br

Nota à Imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo

Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo 

Nota à Imprensa 

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) vai acompanhar as manifestações programadas para esta quinta-feira (11 de julho) por entidades sindicais. A Pasta recebeu, na semana passada, lideranças do movimento, estabelecendo diálogo no sentido de garantir o legítimo direito à livre manifestação, bem como os demais direitos das pessoas que não fazem parte da manifestação.

Nas reuniões, representantes da Força Sindical e da UGT entregaram à SSP uma lista com 35 pontos da Capital e RMSP onde haverá manifestações. As entidades assumiram o compromisso de realizar os atos de maneira “pacífica e tranquila”.

Em cada um dos 35 pontos, uma liderança sindical e um oficial da Polícia Militar farão o acompanhamento dos manifestantes para garantir, em conjunto, a segurança dos participantes e evitar transtornos à população.

Os organizadores também assumiram o compromisso de não promover a obstrução absoluta das rodovias, o que é proibido por lei (a proibição foi, inclusive, ratificada por decisões judiciais obtidas pela Procuradoria Geral do Estado e pelas concessionárias em protestos da semana passada). As manifestações apenas passarão pelas rodovias, mas sem bloqueá-las por tempo indeterminado. A Polícia Militar confia que este acordo será cumprido, mas está pronta para atuar caso não seja.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública
Rua Líbero Badaró nº 39 – Centro / Telefone: (0xx11) 3291-6685
Portal: www.ssp.sp.gov.br

1.800 PMs garantirão a segurança durante a Parada LGBT

O efetivo faz parte de batalhões territoriais da PM e também da Rota, Rocam, Cavalaria, Canil e CPTran. O esquema especial de policiamento contará ainda com 91 viaturas e 39 animais da Polícia Militar. O evento acontecerá no próximo domingo (02), no centro da Capital
Leonardo Amorim
O coronel Reinaldo Simões Rossi explicou como vai funcionar o policiamento

Da Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

A Polícia Militar vai destinar 1.800 policiais para garantir a segurança do público na 17ª Parada do Orgulho LGBT, que acontecerá no próximo domingo (02), no centro da Capital. O coronel Reinaldo Simões Rossi, comandante do Policiamento de Área Metropolitano 1 (CPA-M1 – região central), explicou durante uma entrevista coletiva nesta tarde (28) sobre como vai funcionar o esquema especial de policiamento.

O coronel Rossi falou que a Polícia Militar vem se preparando, por meio de um conjunto de reuniões, para “garantir a proteção da vida e do patrimônio das pessoas durante o evento”, e que a estratégia de policiamento é definida levando em consideração “a análise da evolução da Parada e de como a massa se desloca”.

Na tarde desta terça, a PM organizou uma palestra com o advogado Dimitri Nascimento Sales, do Instituto Latino-Americano de Direitos Humanos, para 90 policiais que atuarão na Parada Gay e na Marcha para Jesus, que também acontecerá no domingo. Segundo o comandante do CPA-M1, as orientações dadas na palestra ajudam a melhorar a interação dos policiais com o público.

De acordo com o comandante do CPA-M1, o policiamento será dividido em três áreas – Paulista, Consolação e República -, cada uma contará com plataformas elevadas para melhorar o monitoramento da PM. De cima das plataformas, os policiais terão o campo de visibilidade aumentado, o que facilita possíveis intervenções.

Algumas unidades especializadas da PM, como a Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas), Cavalaria, Canil e o CPTran (Comando de Policiamento de Trânsito) reforçarão o policiamento preventivo e ostensivo. Além dos 1.800 policiais, 91 viaturas e 39 animais da PM estarão nas ruas desde as 9 horas do domingo.

As principais vias de acesso ao evento também serão alvo de atenção da Polícia Militar. O coronel Rossi explicou que o efetivo será reforçado, inclusive com policiais do setor administrativo, para garantir o monitoramento no entorno da região, como nas saídas de estações de trens e metrôs.

Mais monitoramento
As ações de visibilidade contarão também com o apoio do “Olho de Águia” (Sistema de Captura e Transmissão de Imagens, que difunde, ao vivo, imagens captadas durante o acompanhamento de ocorrências em grandes eventos) e de câmeras móveis da PM e da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

O serviço de inteligência da Polícia Militar vai monitorar ainda redes sociais e blogs para evitar possíveis ações de grupos de intolerância, como skinheads. Durante a Parada, policiais integrarão uma espécie de “policiamento velado” para agir “in loco” caso surja alguma ocorrência envolvendo esses grupos.

“Nós estamos bastante confiantes de que o resultado será favorável, não só em termos de números de ocorrências, mas de que cumpriremos o nosso dever de garantir a proteção da vida e do patrimônio das pessoas, que façamos valer a grandeza de nossa cidade e do Estado. Acolheremos o público que vem a São Paulo”, finalizou o coronel Rossi.

Trabalho conjunto

O comandante do CPA-M1 lembrou ainda que o sucesso da segurança da Parada depende também do público participante. “As pessoas têm papel extremamente importante. Elas são nossas colaboradoras e devem tomar algumas cautelas para se proteger e não se expor a situações de riscos”.

Durante o evento, vídeos e áudios com dicas de segurança serão exibidos aos participantes, como “Seja moderado no consumo de bebidas alcoólicas”; “Mantenha celulares, carteiras e bolsas a frente de seu corpo”; “Cuidado ao manusear o seu dinheiro”.

Governo anunciará ações estratégicas para a segurança

Da Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, anunciarão às 10h30 de quarta-feira (22) um conjunto de ações estratégicas para a segurança pública do Estado de São Paulo. O anúncio será feito no Palácio dos Bandeirantes, na Avenida Morumbi, 4.500, no Morumbi, zona sul da Capital.

O projeto será apresentado pelo secretário adjunto da SSP, Antonio Carlos da Ponte. Estarão presentes o delegado-geral Luiz Mauricio Souza Blazeck, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Benedito Roberto Meira, e a superintendente da Polícia Técnico-Científica, Norma Sueli Bonaccorso.

Além disso, participarão do evento a diretora do Instituto Sou da Paz, Luciana Guimarães, que assinará um convênio com a Secretaria da Segurança, representantes de Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs), entre outros convidados.

O conjunto de ações está relacionado, entre outros assuntos, ao aumento do efetivo das polícias Civil e Técnico-Científica e à reestruturação e alteração na estrutura de departamentos da Polícia Civil.

Serviço

Lançamento das ações estratégicas para a segurança pública
Data e hora:Quarta-feira (22), às 10h30
Local:Palácio dos Bandeirantes: Avenida Morumbi, 4.500, Morumbi – zona sul da Capital.

Deputado Major Olímpio faz palestra sobre Segurança nesta sexta, em Peruíbe

Da Redação

O deputado estadual Major Olímpio Gomes, PDT, (foto) estará em Peruíbe nesta sexta, 27, para proferir palestra em que abordará vários temas de interesse da comunidade, dentre os quais “Segurança Pública” e “Funcionalismo Público”.

O parlamentar, que é oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo tem sido uma voz forte em defesa dos policiais civis e militares na Assembleia Legislativa paulista, e suas palestras costumam ser concorridas pela seriedade e conhecimento com que se dedica ao mister de levar uma palavra esclarecedora – e honesta – sobre o assunto que domina muitíssimo bem, que é o da Segurança.

Major Olímpio Gomes vem a Peruíbe a convite da investigadora de polícia Mariluce Gomes, que vem fazendo um excelente trabalho de orientação de crianças e jovens nas escolas públicas da cidade, e que agora se candidata a vereadora pelo mesmo partido do deputado, o PDT. À coincidência do nome “Gomes”, Mariluce informa que é possível sim que sejam parentes, embora distantes.

O evento se dará nas dependências do extinto PIC (Rua Álvares Machado, 100, Balneário Samburá), com início previsto para as 19hs. A entrada é gratuita, e todos estão convidados.

Por segurança, prefeitura de Praia Grande cancela show do cantor Belo

De A Tribuna On-line

O show com o cantor Belo, que aconteceria após a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) “Doutor Charles Antunes Bechara”, no bairro Samambaia, em Praia Grande, às 20 horas deste sábado, foi cancelado.

A medida foi necessária por questões de segurança em razão da expectativa de um grande público para o evento, o que poderia comprometer a apresentação pela falta de espaço suficiente para os expectadores.

As demais programações ficam inalteradas, com apresentações musicais e de danças previstas para o palco montado em frente a UPA, a partir das 14 horas, na esquina das Avenidas Marginal e Corretor de Imóveis, na altura do Km 292 da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

A solenidade de entrega da UPA terá início às 19 horas, como já havia sido divulgado.

Cláudio Trovão assume Secretaria de Segurança de Santos

Por Prefeitura de Santos, no Correio do Brasil

O coronel Cláudio Marques Trovão é o novo secretário de Segurança de Santos, em substituição ao coronel Renato Perrenoud, que assumirá a coordenação geral de educação e ensino da Fundação Cruz Azul, importante instituição da Polícia Militar. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (18) pelo prefeito João Paulo Tavares Papa, no salão nobre do Paço Municipal.

Na ocasião, o prefeito agradeceu a Perrenoud, que esteve à frente da Seseg desde sua criação, em 2005, e antes colaborou com o atual governo na organização da nova secretaria. “É comum ver outros representantes de municípios de São Paulo, e até fora dele, visitando a cidade para conhecer a estrutra da Seseg. Ele entrega a secretaria completamente estruturada e nos deixa a certeza de que trilhamos o caminho certo”, disse Papa.

Perrenoud, que se emocionou durante a despedida, falou sobre sua carreira, de 33 anos na Polícia Militar e sete na Seseg, relembrando momentos que marcaram sua gestão à frente da secretaria, como o aumento do efetivo da Guarda Municipal, implantação do plano de carreira e uso de equipamentos adequados. “Saio com o sentimento de dever cumprido. Unir forças é o verdadeiro sentido de segurança pública, e fizemos isso entre o Município, Estado e Federação, apostando no poder da conciliação e solução de conflitos”.

Trovão, que deixa o Dear-AC (Departamento de Administração da Área Continental de Santos), assume a secretaria com o intuito de dar continuidade ao trabalho do antecessor. “Meu objetivo é manter a filosofia de sempre melhorar a prestação de serviços para dar qualidade de vida aos santistas e visitantes”. Trovão será substituído pelo coronel Edinaldo Cirino dos Santos, que em 35 anos de PM comandou batalhões no Litoral Sul, Mongaguá, Itanhaém, Bertioga, Guarujá e Cubatão. Ele integrava a equipe da regional do Centro Histórico.

Folha de serviços

Há mais de 30 anos no serviço ativo da Polícia Militar, Cláudio Marques Trovão é bacharel em ciências jurídicas pela UniSantos. Comandou a Guarda Municipal de 2007 a 2009 e, a partir deste período, até 2012, foi coordenador do Departamento de Administração Regional da Área Continental de Santos.

Prefeita de Cubatão cobra melhorias na Segurança Pública. Peruíbe pede base móvel e IML

Problemas foram relatados em reunião na capital paulista
Foto: Henrique Ramos
Prefeita Márcia Rosa, de Cubatão, cumprimentando autoridades da segurança pública estadual

Carlos Pimentel Mendes, do Departamento de Imprensa da Prefeitura de Cubatão

Mais efetivo policial, foi a solicitação unânime e diversas vezes repetida pelos prefeitos da Baixada Santista, que debateram os crescentes problemas de segurança pública enfrentados pela região, em reunião nesta segunda-feira (26) com o secretário estadual Antonio Ferreira Pinto, na sede da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, na capital paulista. O secretário informou que no ano passado foram enviados para a região 600 policiais, e – dizendo-se surpreso com a solicitação – informou que verificará onde eles estão lotados. A prefeita Marcia Rosa entregou ofício reiterando as solicitações feitas nos últimos três anos pela Prefeitura de Cubatão.

Participaram do encontro todos os prefeitos da região, inclusive Paulo Wiazowski, atual presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), bem como representantes das polícias Civil e Militar e o secretário adjunto de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita.

Pleitos

Explicando que a Baixada Santista tem uma população flutuante de 7 milhões de pessoas, além da população fixa que vem crescendo rapidamente em função dos empregos ligados à exploração do pré-sal na Bacia de Santos, os prefeitos em geral pediram novas delegacias policiais com atendimento 24 horas, melhoras nas condições de atendimento do Instituto Médico Legal (IML), e principalmente o aumento do efetivo policial civil e militar. Marcia Rosa lembrou, como exemplo, que Cubatão abriga um polo petroquímico por onde circula um número de trabalhadores semelhante à própria população fixa da cidade, e que além disso a cidade passa por grandes transformações, advindas da remoção de moradores das encostas da Serra do Mar pelo programa de recuperação socioambiental mantido pelo governo estadual. Os efeitos desse programa, somados aos relacionados com outras importantes obras habitacionais realizadas na cidade, afetam mais de 40 mil pessoas, um terço da população fixa de Cubatão.

A prefeita expressou ainda a preocupação com o grande número de mortes de policiais, citando também estatísticas sobre o aumento de roubos de veículos e outros crimes, tendo como foco de maior incidência a região do Jardim Casqueiro.

Outros prefeitos relataram problemas como o furto de fios elétricos, que prejudica a vigilância eletrônica, a iluminação pública e até o funcionamento de estações de tratamento de esgoto. Praia Grande solicitou uma delegacia seccional e IML, reclamando ainda da divisão de território que impede policiais de municípios vizinhos atenderem ocorrências nos pontos periféricos de Praia Grande – limitação que foi contestada pelo secretário.

Bertioga pediu uma delegacia e maior efetivo policial, lembrando que 150 policiais aposentados devem perder até o próximo ano o benefício de continuação na ativa. São Vicente destacou a necessidade principalmente de policiamento civil, enquanto o prefeito de Santos destacou que, com o final da Operação Verão e a retirada do policiamento extra, fica uma sensação de insegurança na população, ao mesmo tempo em que aumentam os crimes contra o patrimônio, com os criminosos agindo de modo “cada vez mais abusado”. Peruíbe solicitou uma base móvel e também o IML. Os prefeitos do Litoral Sul também alertaram para o aumento de casas de bingo e máquinas caça-níquel em suas cidades.

Emocionada em função dos recentes assassinatos de políticos ocorridos em seu município, a prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, lembrou do esforço enorme que sua cidade, como as demais, tem feito no sentido de apoiar as ações de segurança pública, e reiterou os pedidos para reforma plena da delegacia-sede, melhoras na instalação da Delegacia da Mulher, uma companhia de policiamento na região de Morrinhos, ampliação da base do Corpo de Bombeiros em Vicente de Carvalho e instalações de IML. Resumindo a opinião de outros prefeitos, citou: “Precisamos de um olhar diferenciado para a região, que está crescendo mas tem seu policiamento reduzido”.

Nova visão

O secretário de Segurança Pública explicou que vem trabalhando com uma nova visão do policiamento, procurando resolver antigos problemas estruturais. Por exemplo, em vez de aumentar o número de delegacias, a ideia é reduzir seu número, para que as equipes de investigação ganhem uma visão mais integrada da região, em vez de reterem as informações para uso na delegacia em que estão lotadas. Além disso, criar uma delegacia é simples, o problema é o provimento de cargos para que funcione. Já a instalação de batalhões de policiamento – que é a solução sugerida aos prefeitos pela própria Polícia Militar -, na visão do secretário, significa apenas a criação de mais cargos administrativos, ocupando pelo menos 10 policiais em serviço interno em cada batalhão, quando a solução é ter mais policiamento nas ruas.

Ante a observação da prefeita Marcia Rosa de que o atendimento centralizado ao público, como o prestado pelo telefone 190, é problemático porque o policial não conhece a região e tem dificuldade para identificar o local do chamado, o secretário disse concordar, explicando que esse é um problema que a Polícia está procurando resolver.

Reafirmando ter enviado para a Baixada Santista 600 dos seis mil policiais formados em 2011 (300 em 29 de março e outros 300 em 31 de outubro), o secretário disse que, em função do pleito dos prefeitos por mais efetivo, verificará se estão existindo transferências de policiais por conveniências pessoais. E aproveitou para explicar outra mudança que vem ocorrendo: uma prática tradicional é a realização de concursos regionalizados para a Polícia Civil, e a intenção é que eles passem a ser feitos em âmbito estadual, quiçá nacional, para atrair candidatos de todos os estados. Aliás, deverá ser agilizada a realização dos concursos públicos, e o treinamento dos policiais será reformulado, para permitir um aumento mais rápido do efetivo.

A elaboração do Boletim de Ocorrência também deverá passar a ser feita por todo e qualquer policial, inclusive da Polícia Militar, e os boletins eletrônicos serão mais usados na composição de estatísticas para o trabalho de investigação policial.

Quanto a outra alegação comum, de que os policiais civis são usados no transporte de presos para julgamento nos fóruns, disse o secretário que essa é uma função da Polícia Militar, e que vem procurando fomentar o uso de  videoconferência nos julgamentos, embora enfrente alguma resistência dos juízes. Os prefeitos se comprometeram em buscar sensibilizar os magistrados para o uso desses novos recursos.

Pleito antigo

Só na atual administração municipal, desde 2009, já foram enviados ofícios solicitando melhorias na segurança pública em inúmeras oportunidades, como no ofício nº 478/2009, enviado ao Governo do Estado de São Paulo em 4 de novembro de 2009, reivindicando a necessidade de um Batalhão da Polícia Militar para a cidade de Cubatão, além de outras providências destinadas a assegurar a segurança pública.

Diante da falta de resposta do governo estadual, a prefeita também havia encaminhado, oito dias depois, ofício semelhante ao procurador geral de Justiça do Estado, Fernando Grella Vieira, mantendo ainda reuniões com representantes do Ministério Público e das polícias Civil e Militar, para debater o assunto, especialmente a realizada em 26 de fevereiro de 2010.

Não tendo ocorrido as providências esperadas, em 18 de abril de 2011 foi novamente recordado em ofício ao governador o agravamento do quadro de insegurança, apontado pela própria Secretaria Estadual de Segurança Pública. Citava então a prefeita: “Lembramos ainda que Cubatão é município atravessado por vias importantes para a economia paulista (como as rodovias Anchieta, Imigrantes, Pedro Taques e Cônego Domênico Rangoni, e as ferrovias de acesso ao porto de Santos), aliás todas já normalmente saturadas e congestionadas, de forma que os crimes verificados na região acabam prejudicando a economia de todo o Estado, como ocorre nos casos dos ataques a veículos de passeio/turismo e de carga presos nesses congestionamentos”.

A Prefeitura tem dado, direta e indiretamente, sua contribuição na luta contra a criminalidade. No primeiro caso, por meio da locação de imóvel para a instalação dos 2º e 3º distritos policiais; imóvel para o funcionamento da Delegacia da Mulher; cessão de próprios municipais para o aquartelamento da 4ª Companhia da PM e do 2º Grupamento de Bombeiros; pagamento de água e energia elétrica de todos os imóveis; cessão de mais de uma dezena de servidores públicos para serviços administrativos junto a essas repartições; fornecimento de alimentação, materiais e equipamentos; mobiliário, condicionadores de ar e aparelhos eletrônicos em geral, além de fornecimento de combustível. Recentemente, o Governo Municipal entregou novos uniformes de combate a incêndios para o Corpo de Bombeiros da Cidade, investindo R$ 70 mil.

Conforme citou a prefeita cubatense, “diferentemente da tendência do Estado que, segundo as características, apresentou, em 2011, 9,8 homicídios por 100 mil habitantes, Cubatão acumula 19,14 homicídios por 100 mil, que, somados a outros indicadores como furto e roubo de veículos e roubo, reclamam urgentes providências”. Marcia lembrou que “Cubatão precisa de reforço no efetivo das polícias Civil e Militar, e a instalação de uma companhia da Polícia Militar no Jardim Casqueiro, já está prevista no projeto dos novos conjuntos habitacionais ali erguidos e que também já acumulam problemas relacionados à segurança Pública e à melhoria da estrutura dos distritos policiais, entre outras ações que nos últimos três anos, sobretudo, têm sido insistentemente pleiteadas junto ao Governo Estadual”.

Polícia encontra casa cheia de drogas e segurança de boca de fumo e traficante terminam presos

(foto: Sidney Alves/Banda B)

Helen Anacleto e Sidney Alves, no Paraná Online

Uma patrulha de rotina do Batalhão de Operações Especiais (Bope) terminou em prisão no bairro Campo Alto, em Colombo, região metropolitana de Curitiba. Após receber informações de um morador da rua, a polícia conseguiu chegar a um traficante e a um segurança do ponto de drogas do bairro, que terminaram presos em flagrante.

Quando viram a viatura do Bope, os jovens Davi Ribeiro de Oliveira e Walter de Souza da Luz, ambos de 21 anos, tentaram fugir para o interior de uma residência. Na casa, a polícia encontrou 288 pedras de crack, 93 gramas de maconha e 70 gramas de cocaína, todas prontos para o comércio. Um dos homens estava armado com uma pistola calibre 380 carregada.

Segundo o Sargento Medeiros, também foram encontrados 2000 mil reais em notas de R$ 10 e R$ 20, além de grande quantidade de relógios e aparelhos celulares.

“Tudo isso caracteriza tráfico de drogas. A nossa profissão nos faz presenciar diversas situações de sofrimento de famílias que perdem seus filhos para o mundo das drogas”, disse o sargento à Banda B. “Esses são dois elementos a menos que destruiriam muitas familiar ainda”, completou. Os detidos foram encaminhados para Delegacia do Alto Maracanã.

(foto: Sidney Alves/Banda B)

Peruíbe: Polícia já sabe quem tentou matar segurança de supermercado

Créditos: Reprodução
1 - Segurança trabalha normalmente. 2 - Ladrão o rende. 3- Ele pega sacola de dinheiro. 4 - Sérgio é atingido.

De A Tribuna On-line

Investigadores da Polícia Civil de Peruíbe, litoral Sul, já sabem quem é o autor da tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrida na tarde de sábado em um supermercado da cidade. A vítima é o segurança do estabelecimento que, mesmo desarmado, reagiu ao assalto.

O crime ocorreu no Bairro Caraguava, ainda a luz do dia. Sérgio Prado dos Santos, de 37 anos, foi rendido pelo ladrão antes que pudesse agir. Sob a mira de um revólver, ele permaneceu imóvel até que o criminoso pegasse uma sacola cheia de dinheiro do caixa, bem próximo à porta.

Antes do bandido fugir, porém, o funcionário, que não trabalha com armamento, pegou um banquinho e tentou atirar contra ele. Sem sucesso, foi interrompido quando um tiro o atingiu no rosto, na região da boca, destruindo a mandíbula, e que o fez cair desacordado no chão.

O criminoso fugiu, sem deixar pistas do paradeiro. As câmeras de monitoramento interno gravaram toda a ação. As imagens foram usadas pelos policiais para que o ladrão pudesse ser identificado, o que ocorreu no domingo. Um mandado de prisão já foi expedido e as buscas começaram.

A identidade não foi relevada para não atrapalhar na localização do atirador.

Sergio, naquela tarde, foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar até o Pronto Socorro da cidade. Após ser estabilizado, foi encaminhado até a Santa Casa de Santos, onde permanece internado. O caso está registrado na Delegacia Sede de Peruíbe e a investigação ocorre pelo 1º Distrito.

Segurança de supermercado reage a assalto e é baleado em Peruíbe, SP

Vítima estava desarmada e tentou conter criminoso. Segurança foi baleado no rosto e segue internado

Do G1 SP

O segurança de um supermercado foi baleado no rosto durante um assalto em Peruíbe, no Litoral Sul de São Paulo, na tarde deste sábado (7). Ele estava desarmado e reagiu ao assalto.

Imagens do circuito interno de segurança mostram toda a ação. O segurança estava do lado de dentro do estabelecimento, próximo aos caixas e à entrada. O criminoso armado chega e os dois discutem. O assaltante chega a pegar um saco de dinheiro, mas o segurança pega um banquinho para reagir. O criminoso, então, atira e foge.

O segurança foi socorrido e permanecia internado na Santa Casa de Santos na noite deste domingo (8).

Segurança pública do Litoral Norte é reforçada na Operação Verão

Divulgação/PMC
O Litoral Norte receberá 59 viaturas e cinco bases comunitárias

Do Portal R3

Teve início na última terça-feira, dia 27, a Operação Verão 2011/12 no Litoral Norte com reforço de 400 policiais militares no efetivo da região.

Em Caraguá, eles estão alojados na EMEI/EMEF Adolfina Leonor Soares dos Santos, no Sumaré, que foi adaptada para abrigá-los até o final das férias, no dia 31 de janeiro.

Nas férias, os 400 policiais trabalham na rádio-patrulha, Força Tática, Rocam (Rondas Ostensiva com Apoio de Motocicletas) e nas bases comunitárias, além dos policiamentos integrados, em eventos, com bicicletas e no setor de inteligência.

O Litoral Norte receberá 59 viaturas e cinco bases comunitárias. O aparato tecnológico para melhorar a segurança pública é a grande inovação desta temporada. Todos os veículos estão equipados com computadores de bordo (tablets), que agilizam a pesquisa de antecedentes criminais no banco de dados. O intuito é o aprimoramento contínuo dos indicadores operacionais com anos anteriores.

A Operação Verão é desenvolvida pela Polícia Militar nas 15 cidades do litoral paulista: Santos, Iguape, Ilha Comprida, Cananéia, Guarujá, Bertioga, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, São Vicente, Praia Grande, Caraguá, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela.

Simone atende Márcia Moura sobre segurança pública

O encontro aconteceu no Gabinete da vice-governadora em Campo Grande
Foto: Divulgação
Prefeita foi recebida ontem pela governadora em exercício

Da Assessoria de Comunicação, no Jornal Dia Dia

Ontem (28), a prefeita Márcia Moura (PMDB) esteve reunida com a governadora em exercício, Simone Tebet, e o secretário Estadual de Segurança Pública, Wantuir Jacini, solicitando reforço policial para Três Lagoas. O encontro aconteceu no Gabinete da vice-governadora em Campo Grande.

Simone, que está substituindo interinamente o governador André Puccinelli enquanto ele viaja ao Chile, atendeu prontamente à solicitação da prefeita. “Minha primeira audiência como governadora em exercício foi com o secretário Jacini na segunda-feira (26) para atender ao pedido da Márcia. Ele determinou que amanhã mesmo (29) seja enviada uma equipe especial de policiais civis e militares para Três Lagoas. Essa equipe vai se somar em cooperação ao efetivo já existente de policiais civis e militares e terá que apresentar resultados.

Só não vamos enviar o DOF (Departamento de Operações em Fronteiras) porque estão todos no trabalho contra a aftosa”, garante Simone.

O pedido da prefeita Márcia é devido ao crescimento acelerado da cidade e principalmente da população de trabalhadores por conta da construção das novas fábricas. “São mais de 10 mil novos homens que virão para a construção da Sitrel, da Petrobras Fertilizantes, da ponte rodoviária, sem contar os que já trabalham nas obras do contorno ferroviário, na Eldorado Celulose e na ampliação da Fibria. Com isso vejo a necessidade de aumentar o policiamento”, enfatiza a prefeita Márcia Moura.

Segundo a prefeita, a Segurança Pública tem feito um bom trabalho na cidade. “Os números mostram que a violência em geral tem índices dentro do esperado para a situação atual de Três Lagoas, mas setores como o trânsito e o combate às drogas merecem atenção especial”.

O secretário Wantuir Jacini afirma que até o final do ano serão realizadas diversas operações normais e extraordinárias direcionadas, além da prevenção e educação no trânsito, para a repressão às drogas, homicídios e roubos. “Não podemos divulgar o número de policias reservados para estas operações, mas garanto que será suficiente para realizar um bom trabalho em Três Lagoas”, conclui o secretário.