ADITIVO AUTOMOTIVO
Início / Arquivos de tag:

Arquivos de tag:

COLAR DE TITÂNIO (ANTI-STRESS E CONTRA CANSAÇO) PRETO UNISSEX (50CM)

COLAR DE TITÂNIO (ANTI-STRESS E CONTRA CANSAÇO)

Daiso Japan Titanium Necklace, Black

Simplesmente usando este colar, seu corpo pode se sentir relaxado e revigorado.

Nossos colares são um item indispensável para aliviar o stress e fadiga em nossas vidas modernas.

Em todos os aspectos da vida – das atividades cotidianas para o atletismo – este colar pode ajudar a maximizar sua energia e força potencial.

Recomendado para pessoas com rigidez / tensão em seus pescoço / ombros

Melhor noite de descanso

Para relaxamento e redução do estresse

ARREMATE AGORA PAGANDO CENTAVOS!

Você pode arrematar este leilão pagando CENTAVOS apenas, com FRETE GRÁTIS para todo o Brasil. Confira visitando este link para participar deste leilão.

Acesse agora o Dê o Lance, faça seu cadastro grátis e ganhe CINCO (5) lances para começar a participar já!

Conheça nossos outros Leilões clicando aqui.

Tá preto

Dizer que o negócio tá preto em Peruíbe pode ser considerado racismo ou politicamente incorreto? É racismo, ou a frase me engana?

Conheça a sequência das Arengas.

Haigue Rogerio Areas, de Ribeirão Preto (SP), já ganhou R$ 21. E você?

Haigue Rogerio Areas, de Ribeirão Preto (SP), está entre meus e minhas colegas de trabalho e está concorrendo a créditos toda quarta e todo sábado com o número 22.300 para serem usados nos:

  • SUPERMERCADOLIVRE – Onde você pode comprar e vender de tudo sem burocracia
  • DEOMAIORLANCE – Onde os seus centavos podem valor milhões.
  • DEOMENORLANCE (em implantação) – Onde você compra tentando adivinhar qual foi o menor lance único.

Até aqui você já ganhou R$ 21,00 em créditos e créditos/lances para serem usados nos sites acima. Caso você já esteja cadastrado, este valor será inserido em cada um deles; se não, corra para fazer seu cadastro o quanto antes.

Clique nos banners abaixo e se cadastre já:

Veja aqui como participar você também!

Prefeita Ana Preto garante verba estadual para recapeamento de ruas em Peruíbe

Richard Duarte / AGEM

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

Em reunião do Condesb – Conselho Metropolitano da Baixada Santista –, a prefeita de Peruíbe, Ana Preto, que também é presidente do Conselho, conseguiu a aprovação do projeto para o recapeamento das avenidas Padre Leonardo Nunes e Domingos da Costa Grimaldi, no valor de 1,5 milhão de reais, liberado pelo Fundo de Desenvolvimento Metropolitano, sem contrapartida do Município.

O encontro foi realizado na cidade de Bertioga, na última terça-feira (23), com a presença dos prefeitos da região.

Em reunião na Cetesb, prefeita Ana Preto solicita ao secretário Bruno Covas investimentos em Peruíbe

Divulgação
Ana Preto apresenta projeto de reurbanização do Guaraú para o secretário Bruno Covas (centro). Acompanhou a comitiva o vereador Luiz Maurício (direita), que é do mesmo partido do secretário.

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, se reuniu, na manhã desta quarta-feira (24), com o secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, para solicitar a liberação de recursos para o calçamento de toda área urbana do bairro do Guaraú. “O Guaraú tem toda atenção do meu governo por ser um bairro estratégico no plano de desenvolvimento e turismo da nossa Cidade”, comentou a prefeita.

“Determinei à minha equipe um projeto amplo para a região do Guaraú, com a verba que é liberada para as estâncias turísticas, vamos avançar”, completou Ana Preto.

O recurso, que é disponibilizado por meio do DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento  das Estâncias), está previsto na ordem de 5 milhões de reais para o próximo ano, e será destinado a obras de infraestrutura e turismo no Guaraú. O recurso de 2013 será empregado, até o fim do ano, na reestruturação da orla da praia, concluindo a primeira fase do projeto. Também participou da reunião o vereador Luiz Maurício (PSDB).

Ana Preto aperta Plural e Saúde deve voltar ao normal nos próximos dias

Prefeita Ana Preto e o vice-prefeito e secretário de Saúde, Nelson Gonçalves Pinto, acompanham a chegada de remédios e insumos ao UPA na tarde de hoje

Da Redação

Em postagem publicada no Facebook há poucos minutos, a prefeita Ana Preto informa que, exatamente como faz regularmente, esteve no UPA, desta vez acompanhando a entrega de lotes de insumos e medicamentos para a Unidade de Pronto Atendimento de Peruíbe.

A visita é o resultado da reunião feita à tarde no Gabinete, em que a prefeita deu um ultimato à empresa que administra o UPA/Peruíbe, em razão das muitas reclamações que têm chegado ao seu conhecimento.

Em sua nota, Ana Preto diz que “acabo de sair da UPA. Como definido em reunião realizada nesta tarde no Gabinete, acompanhei a entrega dos lotes de insumo e medicamentos para a unidade. Esse trabalho contou com a colaboração do secretário de Saúde, Nelsinho”.

Relatando “problemas oriundos de um primeiro ano de governo”, Ana Preto reafirma sua certeza de que “estamos no caminho certo”. E roga, num claro recado à oposição ao seu governo: “Peço, humildemente, apenas respeito quando se trata de vidas humanas. Não estamos brincando e nem fazendo politicagem”.

Obstinada por acertar e não deixar que comprometam o seu compromisso de oferecer uma saúde de qualidade para a população de Peruíbe, a prefeita lembra que agirá com rigor na busca de soluções de impasses como o verificado até aqui: “Terei firmeza na resolução de problemas, pois tenho o compromisso de priorizar a saúde”, enfatiza, para deixar claro: “Gerir Saúde de qualidade requer tempo, agilidade, pulso firme e comprometimento”, e conclui, enfática: “Estou atenta; estou firme. Vamos avançar!”.

Salários atrasados

Na oportunidade de sua visita ao UPA agora há pouco, Ana Preto também tranquilizou os funcionários que até o presente momento não tinham os salários que eram para ter sido pagos no quinto dia útil deste mês de julho. Segundo a prefeita empenhou para os funcionários, “amanhã, 19, todos estarão devidamente remunerados”.

Prefeita Ana Preto dá hoje ultimato à Plural: ou resolve o problema da Saúde ou cai fora!

Da Redação

A prefeita Ana Preto, face aos graves problemas que vêm sendo relatados pela população, vereadores e verificados nas constantes visitas que ela tem feito ao UPA – às vezes até de madrugada, está convocando a direção da empresa contratada para administrar a Unidade de Pronto Atendimento de Peruíbe para uma reunião de emergência hoje, as 15hs,  em seu Gabinete.

Segundo informações extraoficiais, Ana Preto vai ser enérgica e está preparada até para o rompimento do contrato com a Plural, caso ela não se comprometa a dar solução para os problemas imediatamente.

Dentre as situações de crise relacionadas estão a falta de remédios e insumos básicos, de médicos e profissionais da área para o atendimento à população, e também a reclamação constante de que os salários sob responsabilidade da Plural estão atrasados.

Conforme a fonte do Gabinete da prefeita, a parte que cabe à prefeitura, que é o repasse das verbas acertadas em contrato está sendo cumprida em dia, não tendo a empresa desculpas para não estar cuidando de suas responsabilidades previstas em contrato.

“A prefeita está visivelmente aborrecida com esta situação, e não vai tolerar que o povo de Peruíbe continue sofrendo por conta de irresponsabilidade de uma empresa que não consegue honrar os seus compromissos”, avisou a mesma fonte.

67% têm considerado a gestão Ana Preto em Peruíbe como “ótima”, diz enquete

Da Redação

A enquete levada a efeito por este blogue desde o dia 5 de maio último vem apontando um crescimento no índice de popularidade do governo Ana Preto à frente do município de Peruíbe, no litoral de São Paulo.

Para os internautas que até aqui responderam à enquetePeruíbe – Como você avalia a Administração da prefeita Ana Preto até aqui?”, 66,67% acham que a administração está ótima. Se somados aos 4,76% que acham que o governo está “bom”, Ana Preto está alcançando o índice recorde de mais de 70% de aprovação de seu trabalho como prefeita.

Na ponta dos descontentes ou insatisfeitos com o novo governo municipal, menos de 20% dos votantes indicaram que acham que Ana Preto está fazendo um governo “ruim” (4,76%) ou “péssimo” (14,29%). No contrapeso, 9,52% acham o governo “regular”.

Vote você também nesta ou em outras enquetes, acessando aqui.

Deputado Marcos Martins (PT) visita Peruíbe e será recebido por Ana Preto

Prefeita Ana Preto (centro) recebe vereador do PT e sua suplente: sintonia com o governo

Da Redação

O Deputado Estadual Marcos Martins, do Partido dos Trabalhadores, estará em Peruíbe neste domingo (30) a convite do vereador Ricardo Corrêa (PT).

Na oportunidade o deputado petista será recebido pela militância do partido em Peruíbe e por autoridades do município. Em reunião no Gabinete da prefeita Ana Preto na tarde desta sexta (28), o vereador Ricardo Corrêa e sua primeira suplente Damares de Oliveira foram levar convite para a recepção à prefeita, que aceitou de pronto, confirmando que fará questão de prestigiar a visita do deputado. A prefeita aproveitará a ocasião para levar pessoalmente ao deputado o agradecimento da população de Peruíbe pela emenda ao Orçamento que permitiu a vinda de recurso que resultou na compra do equipamento de mamografia, adquirido recentemente pela prefeitura.

A visita do vereador líder da bancada do PT na Câmara e de sua suplente ao Gabinete do Executivo expõe a fissura visceral do partido em Peruíbe. Recentemente o diretório municipal do Partido dos Trabalhadores impetrou duas ações na Justiça contra a prefeita Ana Preto. As peças, embora assinada pelo presidente do diretório municipal, contraria vontade de boa parcela do diretório que reclama não ter sido consultado sobre estas investidas contra a administração municipal.

Pesquisa indica que Ana Preto está no rumo certo

Da Redação

O resultado amplamente positivo apontado na pesquisa feita pela all4, de São Paulo, encheu de ânimo os primeiro e segundo escalão do governo municipal, já que a avaliação acabou ficando bem acima da expectativa, não obstante todo empenho que a prefeita Ana Preto tem imprimido em seu governo no sentido de diminuir o mais que pode os problemas crônicos da administração pública que foram recebidos como herança da administração anterior.

A aprovação da avaliação da gestão em 40,11% como bom e ótimo está cinco pontos percentuais acima da aprovação também boa e ótima que a prefeita Ana Preto recebeu (34,48%), indicando que a condução do governo por Ana Preto encontra ressonância em sua equipe de trabalho e, de resto, em todo o funcionalismo público que está empenhado em colaborar para que a cidade dê certo de uma vez por todas.

Limpeza pública e Saúde

Os resultados do que já se pode ver de mudança na cidade estão claramente definidos nos resultados nesta pesquisa que ouviu 1.142 pessoas no último dia 9 de maio.

Para estes, 39,9% estão conferindo que a limpeza urbana está sendo a área de maior atuação do governo, seguido da saúde, com 25,09%, e obras, com 24,59%.

Quando a pergunta é sobre qual o maior problema da cidade, 71,71% entende que a saúde ainda tem muito a ser feito, o que o governo reconhece. Segundo o secretário de governo, Paulo Henrique Siqueira – o Paulão – não há dificuldade de se aceitar esta crítica: “Pegamos a rede básica de saúde completamente sucateada, e estamos tendo problemas para coloca-la nos trilhos para dar o suporte que o UPA está precisando agora”, avisa, indicando que, embora a cidade tenha 50 médicos concursados, muitos estão desmotivados pela enorme diferença paga pela iniciativa privada e até pelos plantões da emergência comparados ao que ganha como plantonista nas UBS, problema este “que estará sendo sanado em breve”, promete.

Segunda a empresa que reuniu as respostas através de ligações telefônicas, a pesquisa teve “objetivo de coletar informações relativas aos primeiros quatro meses da atual administração com relação à percepção da população às ações realizadas pela Gestão Ana Preto”.

Números

Avaliação da Gestão
Péssimo e Ruim – 365 votos (31,96%)
Regular – 319 votos (27,93%)
Bom e Ótimo – 458 votos (40,11%)

Avaliação da Prefeita Ana Preto
Péssimo e Ruim – 202 votos (20,97%)
Regular – 233 votos (34,57%)
Bom e Ótimo – 239 votos (35,46%)

Área de Maior Atuação do Governo
Limpeza – 318 votos (39,90%)
Saúde – 200 votos (25,09%)
Obras – 196 votos (24,59%)
Educação – 83 votos (10,41%)

Maior Problema da Cidade
Saúde – 550 votos (71,71%)
Educação – 98 votos (12,78%)
Limpeza – 68 votos (8,87%)
Obras – 51 votos (6,65%)

A margem percentual de erros é de 4% para mais ou para menos.

Não houve necessidade de registro prévio por não estarmos em período eleitoral, nem ter sido paga com dinheiro público.

Ana Preto quer ‘choque de desenvolvimento’ em Peruíbe já neste segundo semestre

 “Precisamos preparar nossa cidade não só para a Copa do Mundo de 2014, mas para o futuro”, disse Paulo Siqueira, em coletiva à Imprensa

Da Redação

Em entrevista coletiva que ofereceu à Imprensa local neste último dia 15, quarta, o secretário de governo Paulo Henrique Siqueira – Paulão – mostrou um panorama do que a prefeita Ana Preto está preparando para a cidade já a partir deste segundo semestre de 2013.

Defendendo a tese de que a cidade está “triste”, e que a autoestima do peruibense está muito baixa, Paulão mostrou uma série de projetos que pretendem dar uma cara futurista à cidade, elevando assim o orgulho do laborioso cidadão do município e consequentemente de turistas e veranistas. Os investimentos ultrapassam a casa dos R$ 20 milhões, recursos que vêm de convênios com os governos do estado e federal, e através de parcerias com a iniciativa privada.

Falando para uma dúzia de jornalistas representantes de jornais impressos, televisão, rádio e web, o secretário falou por quase três horas, mostrando fotos, gráficos, números que são indicativos de que o governo começou bem, apesar das críticas de segmentos da oposição política.

Veja mais aqui.

62,5% consideram a Administração Ana Preto como ‘ótimo’

Da Redação

Enquete veiculada por este blogue está indicando um índice de 62,5% de aprovação do Governo Ana Preto em Peruíbe até aqui. Destes, 50% dos que votaram na enquete acham que a administração está ótima, enquanto 12,5% considera o governo bom.

Na outra ponta, 25% votaram que a condução da administração municipal está ruim e péssima (metade para cada opção), ao passo que 12,5% preferem a moderação, votando em “regular”.

Participe você também. Vote aqui.

Em menos de 100 dias de Governo Ana Preto, Câmara abre Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar denúncias na Saúde

Da Assessoria

O vereador Dr. Luiz Maurício (PSDB) – foto – vem, desde o início da atual legislatura, apontando irregularidades no contrato firmado pela Prefeitura com a Organização Social Associação Plural. Na sessão do dia 27 de março foi a vez do cidadão Plínio Melo, utilizando a Tribuna Livre da Câmara à convite do vereador tucano, fazer sérias denúncias sobre o mesmo contrato.

Ainda durante aquela sessão, tendo em vista as graves denúncias apresentadas, o vereador Dr. Luiz Mauricio pediu a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito – CEI para investigar o contrato com a Associação Plural. Outro pedido de abertura de CEI foi feito pela base aliada do Governo, encabeçada pelo vereador Rafael.

O requerimento do vereador Dr. Luiz Mauricio acabou não sendo aprovado, pois não obteve o apoio do mínimo previsto de 1/3 dos vereadores da Câmara. Já o pedido do vereador Rafael obteve amplo apoio da bancada governista. No sorteio dos membros, foi instalada a Comissão tendo como membros os vereadores França, Bahia, Laila e Loro, além de Rafael, que por força do Regimento, por ter sido o primeiro subscritor do requerimento, preside automaticamente a CEI.

O vereador ressaltou a importância da abertura da CEI e da necessidade do legislativo dar uma resposta à população quanto às denúncias trazidas.

Em seu discurso na Tribuna da Câmara, Dr. Luiz Maurício disse ter a certeza de que os membros da CEI farão um bom trabalho: “Fico satisfeito de saber que a própria base da Prefeita Ana Preto entende que o contrato assinado necessita de investigação. Peço para que os vereadores sorteados para compor a Comissão Especial se empenhem nos estudos. Confio nos vereadores. Sei que farão um bom trabalho. O importante é que a CEI está instalada e esta Casa vai exercer sua função de fiscalizar. Coloco-me à disposição para ajudar nos trabalhos”, diz.

Dr. Luiz Maurício afirma que, mesmo não estando na Comissão, vai auxiliar no que for preciso. “Nesses três meses de mandato já apontei várias irregularidades neste contrato. As denúncias do Plínio Melo veio reforçar a necessidade de uma investigação mais apurada”, relata.

O vereador ainda mostrou-se preocupado com a forma que vem sendo administrada a cidade. “Temos hoje uma CEI instalada para investigar um contrato em menos de 100 dias de governo. Alguma coisa não está bem na gestão Ana Preto. Está na hora da prefeita parar de colocar culpa no passado e começar a governar. Nossa cidade não pode ficar parada”, diz.

Ele ainda sugeriu alguns questionamentos aos vereadores que farão parte da CEI, como a dúvida quando ao preenchimento dos requisitos legais para que a Associação Plural possa ser qualificada em Peruíbe, a razão das constantes prorrogações do contrato emergencial, sem abertura da licitação definitiva, o valor do contrato, muito superior aos que foram pactuados na gestão passada.

A CEI instalada, além de investigar o contrato com a Associação Plural, analisará as contratações feitas pela prefeitura, com o mesmo objeto, na gestão passada.

Prefeita Ana Preto, de Peruíbe (SP), assina termo de adesão para construção de novas creches na cidade

prefeita_anapreto_assina_adesaoDa Reportagem de O Expresso Regional

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, esteve em Santos na manhã deste sábado (23), para assinar a adesão ao programa creche escola, que visa ampliar o número de unidades educacionais na Cidade.

“Hoje estou assinando este compromisso com a nossa cidade. Sei que a mãe só consegue trabalhar tranquila, quando existe um lugar digno para deixar seu filho. Estamos trabalhando e buscando recursos, como esta parceria com o Governo do Estado, para atender às necessidades do município”, declarou a prefeita.

Foto: DivulgaçãoAo lado do governador Geraldo Alckimin, dos prefeitos da região e autoridades, Ana Preto também acompanhou de perto mais uma conquista importante para a Baixada Santista. Trata-se da assinatura do decreto que disciplina o tão aguardado Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) da Baixada Santista, assunto discutido por mais de uma década.

O ZEE abrange os nove municípios da região metropolitana da Baixada Santista, com a intenção de combater impactos ambientais decorrentes da implantação do polo industrial de Cubatão e pelo intenso e consolidado processo de ocupação habitacional em áreas protegidas e de risco.

Para prefeita e presidente do Condesb Ana Preto, a medida é fundamental para o crescimento organizado de Peruíbe e região, para que as áreas ambientais e belezas naturais sejam preservadas.

Mais investimentos

Durante o encontro com o governador do Estado, também foi anunciada a participação de Peruíbe no Programa Casa Paulista Microcrédito / Banco do Povo, cujo objetivo é facilitar a disponibilidade de linha de crédito para reforma ou ampliação de unidades habitacionais da cidade.

Ricardo Corrêa busca soluções de problemas relatados por munícipes junto à prefeita Ana Preto

Da Redação (com Assessoria)

O Vereador Ricardo Corrêa (PT) apresentou na Sessão de ontem, 20, cinco indicações que foram aprovadas e encaminhadas à prefeita Ana Preto, visando sanar problemas relatados por munícipes ao parlamentar.

Três indicações têm por objetivo solicitar ao Executivo que notifique proprietários de terrenos no Belmira Novaes, Vila Erminda e Balneário Continental, para que estes cumpram a lei promovendo a limpeza e conservação de suas propriedades. Vários munícipes moradores nestes bairros reclamam que, devido ao matagal e entulhos existentes nesses terrenos, os mesmos acabam servindo de criadouro de animais peçonhentos, inclusive do mosquito transmissor de dengue, o que tem colocado em risco a saúde dos moradores dessas localidades.

Para o bairro Balneário Pampas – próximo ao Ruínas, o vereador Ricardo está solicitando a capina e o nivelamento de uma viela sem denominação que fica próxima à Rua Constante Veroneze. “Há necessidade que a referida viela permaneça limpa e nivelada para dar condições de trafegabilidade aos transeuntes que a utilizam”, lembra o laborioso vereador.

Já no bairro Jardim São Francisco o vereador Ricardo Corrêa está atendendo reinvindicação de moradores que solicitam a capina e a limpeza das valas que margeiam a Rua Segunda daquele bairro. Para os moradores da região, o acumulo de mato e detritos depositados nessas valas estão interrompendo o curso das águas pluviais, causando inundação no leito carroçável daquela importante via pública.

O vereador Ricardo Corrêa, não obstante ser de partido diferente do da prefeita Ana Preto, e mesmo não tendo apoiado sua candidatura nas eleições do ano passado, ainda assim tem gozado de bom trânsito junto ao Gabinete, o que pode ser encarado como uma franca disposição da prefeita em não fazer acepção de pessoas ou partidos quando o assunto é o bem da cidade.

Prefeita Ana Preto, de Peruíbe (SP), prestigia posse do deputado Samuel Moreira na presidência da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

Prefeita Ana Preto e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Samuel Moreira
Prefeita Ana Preto e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Samuel Moreira

Da Reportagem do Jornal Expresso Regional

A prefeita de Peruíbe e presidente do CONDESB, Ana Preto, prestigiou na tarde desta sexta-feira (16), a eleição e posse do deputado Estadual Samuel Moreira como presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo e comemorou o espaço que o Vale do Ribeira vem ganhando junto ao Governo do Estado.

“O deputado Samuel é um amigo de Peruíbe e hoje estamos em festa. Sei do trabalho que o deputado exerce e que as portas do seu gabinete sempre estiveram abertas para solicitarmos melhorias para o Município. Agora teremos mais espaço para brigar por emendas e maior destaque”, disse a prefeita Ana Preto.

Prefeita Ana Preto prestigia posse do deputado Samuel Moreira

Foto: Divulgação
Prefeita Ana Preto e Samuel Moreira: região do litoral sul e Vale do Ribeira prestigiada

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

A prefeita de Peruíbe e presidente do CONDESB, Ana Preto, prestigiou na tarde desta sexta-feira (16), a eleição e posse do deputado estadual Samuel Moreira como presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e comemorou o espaço que o Vale do Ribeira vem ganhando junto ao Governo do Estado.

“O deputado Samuel é um amigo de Peruíbe e hoje estamos em festa. Sei do trabalho que o deputado exerce e que as portas do seu gabinete sempre estiveram abertas para solicitarmos melhorias para o Município. Agora teremos mais espaço para brigar por emendas e maior destaque”, comemorou a prefeita Ana Preto.

A prefeita aproveitou a visita à Capital para se reunir com o deputado Campos Machado, líder do partido do qual faz parte, o PTB. Durante o encontro, os dois fizeram um balanço do começo de gestão da gestora municipal.

“Campos sempre esteve ao lado, incentivando para que concorresse à prefeitura. Hoje, falamos sobre a linha de trabalho que estamos adotando na cidade e ele elogiou nossa conduta”, relata Ana Preto, que também esteve reunida com o deputado Luciano Batista, do PSB, também da região.

Ana Preto é eleita presidente do CONDESB

Da Redação

Edmur Mesquita, secretário de Estado de Desenvolvimento Metropolitano, saúda a prefeita de Peruíbe, Ana Preto pela escolha como presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMBS.

Veja mais na edição impressa deste blogue que circula neste sábado, 9.

Saúde: Ana Preto faz mais em 60 dias que ‘La Famiglia’ em oito anos

Da Redação

Com pouco mais de dois meses à frente do Executivo municipal a prefeita Ana Preto já deu mostras que não veio para brincar “de casinha” ou “de boneca” como chegaram a insinuar seus opositores à época da campanha.

Séria, obstinada, Ana Preto vem empreendendo um verdadeiro choque de gestão na administração municipal, começando pela problemática e sempre emergente área da saúde pública, onde já promoveu mais ações de humanização e melhoria dos serviços de pronto-atendimento médico-hospitalar e maternidade do que o que foi feito nas duas problemáticas gestões comandadas pela família que deixou o governo em 2012.

Veja nesta edição e também no blogue o que Ana Preto está fazendo pela Saúde de Peruíbe. Veja na edição impressa deste blogue que circula neste sábado, 9.

Vereador Ricardo intercede pelo Guaraú e Caraguava em indicações à prefeita Ana Preto

Da Redação (Com Assessoria)

O vereador Ricardo Corrêa apresentou na sessão desta quarta-feira, 6, cinco indicações endereçadas à prefeita Ana Preto como fruto do trabalho de sua assessoria que têm anotado as reivindicações dos munícipes em seu gabinete.

Dois dos trabalhos têm como foco o Guaraú, bairro turístico, porém afastado do centro da cidade.

Numa delas, o vereador petista reivindica manutenção na conhecida “Passarela do Balsa”, que é um dos pontos turísticos do Guaraú. Conforme anotado no documento, “a madeira dessa passarela está danificada, colocando em risco pedestres e alunos que a utilizam para encurtar o caminho até a escola e ao centro comunitário daquele bairro”, razão porque requer atenção urgente da prefeitura.

No outro trabalho o vereador solicita que o Executivo disponibilize um veículo para transportar pacientes do Guaraú e adjacências que fazem tratamentos em outras cidades, a fim de que estes possam chegar ao UPA com mais agilidade. “O UPA é o ponto de partida dos veículos que levam os pacientes da cidade para tratamento em outras cidades; e muitos pacientes do Guaraú estão encontrando dificuldades para chegarem até a cidade, principalmente nas primeiras horas da manhã”, lembra o vereador Ricardo.

Já o Caraguava é lembrado pelo vereador em um de seus trabalhadores apresentados na última sessão da Câmara, em indicação onde é solicitada à prefeita Ana Preto que esta mande providenciar a construção de redutores de velocidade na Rua Bauru, altura dos números 1390 e 1550. “O risco de morte que os pedestres enfrentam todo dia por conta da alta velocidade empreendidas por muitos motoristas nessa via pública já é motivo mais que justificado para que estes redutores sejam aplicados nestes locais”, avisa Ricardo Corrêa.

Limpeza no cemitério

Em outro documento encaminhado à prefeitura, o vereador Ricardo Corrêa está solicitando a limpeza do Cemitério Santa Isabel, lembrando também da necessidade de se podar as árvores lá existentes. “É preciso que as pessoas, quando em visita aos túmulos de seus entes queridos e amigos, encontrem o cemitério com melhor aspecto, limpo, asseado, a fim de que sintam que o poder público também respeita os seus mortos”, sinaliza.

Água encanada para o Márcia II

Em requerimento encaminhado à Sabesp, concessionária estatal do serviço de água de esgoto da cidade, o vereador Ricardo Corrêa dos Santos pretende conhecer as explicações para os questionamentos dos moradores do Jardim Márcia II que estranham o fato de ainda não terem água tratada em suas torneiras. De acordo com os moradores que trouxeram a reclamação para o vereador Ricardo, os bairros vizinhos Jardim São Francisco, Pérola Negra e Jardim Márcia I já conquistaram este benefício importante para o conforto das famílias que ali residem, mas o povo do Jardim Márcia II ainda continua aguardando que a Sabesp olhe por eles.

O vereador Ricardo Corrêa dos Santos também lembrou à prefeita Ana Preto em outro de seus trabalhos  que é necessária a construção de cobertura para os pontos de ônibus existentes na altura do número 7.500 da Avenida Padre Anchieta. “Os usuários do transporte coletivo que utilizam esses pontos de ônibus ficam expostos à ação do tempo devido a falta de cobertura”, cobra o vereador.

Vereador Ricardo, Peruíbe, apresentou na sessão desta 4ª feira dia 27, requerimentos à Elektro e à prefeita Ana Preto

O vereador Ricardo Corrêa apresentou na sessão desta 4ª feira dia 27, três requerimentos, um à Elektro e dois à prefeita Ana Preto.

Da Assessoria, em O Expresso Regional

No requerimento para a Elektro, o vereador solicita o imediato reparo nas lâmpadas existentes na rua coronel José Eusébio no bairro Jardim Continental, pois existem as lâmpadas, a rua era iluminada e há mais de um mês os moradores reclamam pelo conserto daquelas lâmpadas, porém até a presente data o reparo não foi feito.

Nos requerimentos para a prefeita, o vereador solicita que seja enviado à Câmara a documentação necessária referente a rua Três do bairro Jardim Samburá para posterior projeto de denominação de via pública; no outro requerimento para a prefeita o vereador solicita que a mesma esclareça se o Conselho das Associações de Bairros está em atividade ou não, pois é um mecânismo importante para que as associações de bairros, através de seus representantes levem ao executivo as justas reivindicações da população.

Já na indicação que apresentou, o vereador Ricardo mostra à prefeita a necessidade de disponibilizar um estagiário da área de informática ao Telecentro Maré que atua em parceria com a Associação União dos Moradores da Juréia, instalado no Centro Comunitário do Guaraú e que não está em atividade por falta desse estagiário que ficava responsável pelo Telecentro e hoje não mais.

Prefeita Ana Preto dá as boas-vindas ao novo pároco da cidade

Foto: Divulgação PMP
Padre Marco Antonio (segundo da esq. para a dir.) é recebido no gabinete pela prefeita Ana Preto, pelo vice Nelson do Posto, e pelo Diácono Zeca (presidente da Câmara)

Da Redação

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, recebeu em seu gabinete, neste dia 8, o padre Marco Antonio Rossi, que está assumindo a Paróquia de São Batista, substituindo o querido pároco Afonso.

Nascido em Bonfim Paulista (SP), formado em Filosofia pelo Instituto de Filosofia Coração de Jesus (2001), graduado em Teologia pela PUC de Campinas (2005), cursando convalidação em Teologia pelo Clateriano Centro Universitário, de Batatais; Padre Marco Antonio tem ainda curso superior de Psicanálise Clínica pela Ordem Nacional dos Psicanalistas e fez parte também da turma de 2012 da Sociedade Contemporânea de Psicanálise, com curso também na mesma área. Atualmente faz pós-graduação em História pela Universidade Santa Cecília, de Santos.

Em seu perfil no Facebook, Marco Antonio Rossi diz que “sou Padre da Igreja Católica Apostólica Romana, encardinado na Diocese de São João da Boa Vista – SP. Sou Missionário Fidei Donum trabalhando como Pároco na Paróquia São João Batista na cidade de Peruíbe/SP, Diocese de Santos/SP”, e suplica: “Que Deus me ajude em minha Missão”.

Padre Marco estava acompanhado do vereador e presidente da Câmara, José Ernesto Lessa Maragni Júnior, que também é diácono da igreja católica, e também do vice-prefeito Nelson Gonçalves Pinto (Nelson do Posto).

Ana Preto viaja novamente a Brasília para reunião com Mercadante

Ana Preto: novamente em Brasília

Da Redação

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto viajou novamente a Brasília nesta terça-feira, 5, desta vez para cumprir compromisso assumido na semana passada com Aloísio Mercadante, ministro da Educação.

Segundo a própria prefeita postou em seu perfil no Facebook, “às 17 horas terei uma audiência com o Ministro da Educação, Aloísio Mercadante, ao qual solicitarei mais recursos para fortalecer o setor da nossa cidade, proporcionando melhores condições para o nosso efetivo, garantindo assim, melhor qualidade de ensino aos nossos alunos”.

Com retorno programado para o dia 7, quinta-feira, a prefeita aproveita para consolidar relacionamento com deputados e senadores do PTB, o partido pelo qual se elegeu, reclamando destes um olhar mais atento para nas necessidades de Peruíbe, principalmente no tocante a verbas de emendas ao Orçamento da União a que eles têm direito.

Definição na Saúde ainda é mistério

Não há ainda um comunicado oficial sobre a saída do secretário de Saúde, Valdez Lopes da Silva. Embora sua demissão esteja sacramentada, Dr. Valdez continua trabalhando normalmente estes dias e o nome de quem deverá substituí-lo só deverá mesmo ser conhecido após o Carnaval.

Sem meias palavras ou medidas, Ana Preto põe Dr. Valdez no cadafalso

Dr. Valdez estaria na corda bamba?

Da Redação

Escalado para compor a comitiva liderada pela prefeita de Peruíbe, Ana Preto, em sua viagem a Brasília nesta semana que está terminando, o secretário de Saúde do município, Dr. Valdez Lopes da Silva, não compareceu ao aeroporto sem dar justificativa, e Ana Preto mostrou o pulso firme herdado do pai: “Manda embora!”.

A decisão irredutível da prefeita se decorreu do fato de que, ao telefonarem para sua assistente em Peruíbe, esta teria dito que Valdez saíra em viagem de cruzeiro pela costa brasileira, o que teria deixado a prefeita profundamente irritada.

A discussão que se seguiu a esta decisão da prefeita de demitir Dr. Valdez da secretaria de Saúde, o que provocaria a primeira baixa no primeiro escalão do governo, foi sobre quem neste momento substituiria uma eventual saída de Valdez da Saúde. Os assessores mais próximos da prefeita, sufocados pela cobrança incisiva da prefeita, acabaram por sugerir o nome de um dos vereadores eleitos, que também é médico como Valdez. “Indiquem um nome e desta vez eu decido se aceito ou não”, teria dito Ana Preto, sinalizando que o nome de Valdez não fora de sua própria escolha.

Ao se apontado o possível substituto do Dr. Valdez, Ana também não deixou para menos: “Consultem. Se ele aceitar, ele será o novo secretário da Saúde”, teria dito.

Não há informações oficiais sobre o desfecho desta história eletrizante. A assessoria de Comunicação, assim como a chefia de Gabinete não responderam aos e-mails e telefonemas da Redação deste blogue para confirmar a veracidade desta ocorrência.

O fato é que quem presenciou a forma peremptória, pronta e firme com que a prefeita Ana Preto tratou o caso ficou impressionado. “Ela realmente não está para brincadeira!”. Decisão de tal envergadura – doa a quem doer – mostra a determinação de um (uma) chefe de estado, e, se confirmado o evento, Ana está de parabéns por ser a primeira mandatária municipal que não terá piedade de insubordinados, ainda que eles tenham “amassado lama” com a então candidata durante a campanha.

Médico polêmico

Dr. Valdez Lopes da Silva é um médico de carreira do quadro de funcionários da Saúde de Peruíbe. Casado, fazendo 59 anos no próximo dia 15, meses atrás Dr. Valdez protagonizou um embate em que foi envolvido o então vereador e secretário da Saúde, Dr. César Kabbach Prigenzi. Dr. Valdez, que é boxeador, teria interpelado Dr. César sobre cortes em seus vencimentos, e a discussão que se seguiu terminou com Dr. César com o nariz quebrado com o murro desfechado pelo seu oponente.

Tido com um dos mais ricos dentre os candidatos a vereadores nas eleições do ano passado, Dr. Valdez compõe o seleto grupo de três milionários que se candidataram; curiosamente todos os três médicos (veja aqui).

O médico foi candidato a vereador pelo PMDB, apoiando a então candidata Ana Preto, e ficou em 24º lugar dentre os mais votados, contando 366 votos.

Em seu perfil no Facebook, Dr. Valdez faz questão de expor, no lugar de sua foto, um par de luvas… de boxe! Confira: www.facebook.com/valdez.lopes.9?fref=ts.

Ana Preto, prefeita de Peruíbe, acaba de ser eleita presidente do CONDESB

Foto: Matheus Tagé/ DL
161ª reunião – A escolha do nome de Márcia Rosa deveria ocorrer na reunião de hoje marcada para as 10 horas, mas Ana Preto, de Peruíbe, foi a eleita

Da Redação

A prefeita de Peruíbe, Ana Preto, acaba de ser eleita por unanimidade presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista – CONDESB, durante a 161ª reunião ordinária do órgão que reúne chefes do Executivo de todo Litoral Sul e Baixada Santista, a chamada R.M.B.S., que acontece na cidade de Santos neste exato momento.

A expectativa era pela reeleição da prefeita de Cubatão, Márcia Rosa. Bastante criticada pela imprensa regional por suas constantes ausências, a representante de Cubatão só teria comparecido a 11 das 42 reuniões ordinárias que o CONDESB realizou entre 2009 e 2012. Para o periódico Diário do Litoral, “Marcia Rosa teve nota zero em participação. Pior que ela somente Roberto Francisco dos Santos (PSDB), de Praia Grande, que “bolou” 34 das 42 reuniões ordinárias”.

Por decisão de todos os prefeitos e representantes de órgãos estaduais que atuam na região, Ana Preto foi indicada para presidente, e seu nome foi aprovado por unanimidade, demonstrando a vitalidade com que a prefeita de Peruíbe vem atuando politicamente em prol não só de Peruíbe, como também de toda região, ainda que tenha acabado de completar só 30 dias de mandato.

Com a eleição de Ana Preto para a presidência do CONDESB a cidade de Peruíbe se aproxima mais e melhor do Governo do Estado, quando poderá discutir e reivindicar investimentos para melhorar a vida dos cidadãos e cidadãs da região.

Ana, que acabou de chegar de uma vitoriosa viagem a Brasília, vem, com essa eleição, se consagrando como liderança política eficiente que tanto já vinha fazendo falta para o bem comum da Baixada e Litoral.

O CONDESB é um conselho formado por representantes das prefeituras da R.M.B.S. e representantes do Governo do Estado, indicados dentre as secretarias que atuam na região. O Conselho tem caráter normativo e deliberativo, tratando dos assuntos inerentes aos campos funcionais de interesse comum da R.M.B.S.

Prestígio do pai abre portas para Ana Preto em Brasília

Dilma: Um minuto de silêncio pelas vítimas do incêndio em Santa Maria

Da Redação

Mesmo falecido há cinco anos, o ex-prefeito José Roberto Preto tem seu nome mantido em relevo nos corredores palacianos de Brasília, permitindo acesso à sua filha, Ana Preto, atual prefeita de Peruíbe a autoridades do Legislativo e do Executivo federal.

Em Brasília desde ontem (27), Ana Preto já sentira o “peso” do nome de seu pai mesmo na semana passada quando começava estabelecer os contatos que permitiram a intensa agenda que deve cumprir de hoje até a próxima quinta-feira, data de seu retorno a Peruíbe.

Conforme fonte próxima do Gabinete, a prefeita não escondeu a emoção ao verificar o quanto seu pai era querido, e o quanto a sua memória ainda é respeitada, seja em Brasília, ou mesmo em São Paulo, na Assembleia Legislativa e no Palácio dos Bandeirantes.

“Nossa prefeita vai aproveitar este momento importante para a história de nossa cidade e, com certeza, vai trazer na bagagem conquistas que serão um verdadeiro presente para Peruíbe”, diz a mesma fonte, fazendo alusão ao aniversário do município que se dá no próximo dia 18 de fevereiro.

Encontro com Dilma

Ana Preto participou do Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas em Brasília, que teve início nesta segunda, com abertura feita pela presidente Dilma Roussef.

A presidente aproveitou o momento em que centenas de prefeitos atenderam à convocação para o evento para pedir “responsabilidade e fiscalização” para evitar tragédias como a que se abateu sobre a cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

No encontro, a presidente anunciou a libertação de recursos no valor de R$ 66,8 bilhões para as cidades e assinalou que 883 municípios começarão, a partir de março, a receber “compensações” para amortecer suas dívidas.

Antes do discurso, Dilma pediu um minuto de silêncio em memória dos 231 mortos na boate, a maioria deles jovens com uma idade média de 20 anos.

Peruíbe: Vereador Ricardo Corrêa (PT) acompanha prefeita Ana Preto em Brasília

Na bagagem, vereador e prefeita levam reivindicações de recursos para o município, e mais de 100 milhões em projetos para a Cidade.
Vereador e vice- presidente da Câmara Municipal de Peruíbe, Ricardo Correa dos Santos (PT)

Da Redação de O Expresso Regional

Nesta segunda, (28), o vereador Ricardo Corrêa (PT) viaja para acompanhar a prefeita Ana Preto em Brasília, para o Encontro Nacional entre Novos Prefeitos e a presidente  Dilma Roussef,que acontece de 28 a 30 de janeiro na capital federal. A prefeita Ana viaja ainda no domingo, (27), e o vereador embarca pela manhã de segunda – feira.

Além de Ricardo, seguem para Brasília os vereadores, Lourival Sampaio Costa (PSDC) e Dra. Mari Laila Tanios Maalouli (PCdoB), para representar o Legislativo de Peruíbe no Encontro.

O Encontro Nacional tem como objetivo orientar os gestores municipais sobre  a maneira de como as verbas, programas e ações federais podem ser utilizados pelos municípios dentro de suas necessidades, com foco no desenvolvimento sustentável. Os assuntos serão ordenados nos eixos: Desenvolvimento Social; Desenvolvimento Econômico; Desenvolvimento Ambiental e Urbano e; Participação Social e Cidadania.

Aproveitando a estadia em Brasília, contatos e compromissos importantes foram agendados pelo vereador Ricardo Corrêa e prefeita Ana Preto.

Prefeita de Peruíbe, Ana Preto

Ainda no dia 28, segunda, 14h, o vereador e a prefeita de Peruíbe serão recebidos pelo deputado federal Ricardo Berzoini (PT), na Câmara dos Deputados, para tratar de intermediação em agendamentos ministeriais e viabilização de  recursos para o município de Peruíbe.

No Palácio do Planalto, terça, (29), pela manhã, a prefeita Ana Preto será apresentada pelo vereador Ricardo Corrêa, a José Lopez Feijó, Assessor da Secretaria-Geral da Presidência da República. Na apresentação haverá uma solicitação de um encontro pessoal com a  presidente Dilma, bem como um convite para que a presidente faça uma visita ao município.

Também na terça, 14h, o vereador Ricardo acompanha a prefeita até o gabinete da deputada federal Janete Pietá (PT), para reivindicar encaminhamentos de projetos para a Cidade.

Na quarta-feira, (30), pela manhã, a comitiva de Peruíbe tem encontro agendado com Wagner Pinheiro, presidente dos Correios, para conversar a respeito do programa de incentivo à Cultura dos Correios, subsidiado através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

Projetos que Ana Preto leva para Brasília ultrapassam os R$ 100 milhões

Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, recebe a prefeita Ana Preto em jantar na terça, 29.

Da Redação

A viagem que a prefeita de Peruíbe, Ana Preto, faz a Brasília a partir deste domingo não será em vão. Além de atender à convocação da presidente Dilma Roussef para o “Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas”, que será aberto oficialmente por Dilma às 17hs do dia 28, segunda, Ana Preto aproveita para reforçar contatos já feitos em dezembro passado, quando ainda sequer tinha assumido o governo, e também para estabelecer novas parcerias.

Segundo informações extraoficiais, Ana Preto leva na bagagem dezenas de projetos que estarão sendo protocolados nos diversos ministérios por onde passará. O montante a ser reivindicado soma mais de R$ 100 milhões. Para quem tem visto a prefeita nestes últimos dias, afirma que é visível o entusiasmo e a ansiedade de Ana Preto por esta visita a Brasília. Ana, para fontes do Gabinete, tem fé e esperança de que trará recursos para Peruíbe já como resultado destes encontros.

Obras à vista

Dentre as reivindicações que seguem pelas mãos da prefeita Ana Preto, algumas têm importância vital, como a canalização do “Canal da Ubatuba”, que margeia a Avenida dos Expedicionários (antiga Ubatuba), cortando a cidade desde o Stella Maris até o Rio Preto.

Embora esta obra seja de vulto e bastante onerosa, algumas outras reivindicações já estão apalavradas, como um novo Ginásio de Esportes para a cidade, com capacidade para receber eventos esportivos estaduais e nacionais, e outros, como Teatro Municipal, obras de saneamento, e incrementos para a Saúde, para a Educação, para os Esportes, para a Cultura e para o Turismo.

Na noite de terça-feira Ana Preto estará jantando com o Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, para tratar do assunto do ginásio de esportes, que talvez seja a obra que seja levada a efeito com maior rapidez.

Segue na comitiva da prefeita Ana Preto um membro da assessoria de Imprensa da prefeitura, e o secretário municipal Paulo Henrique Siqueira. A Câmara Municipal envia comitiva de três vereadores ao evento. São eles o vereador Ricardo Corrêa dos Santos (PT), Lourival Sampaio Costa (PSDC) e Mari Laila Tanios Maalouli (PCdoB). Veja matéria aqui.

O retorno a Peruíbe está previsto para quinta-feira, dia 31.

Três são presos por tráfico de drogas em Rio Preto

Do Jornal Diário da Região Noroeste

Três pessoas foram presas por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo na tarde de quinta-feira, 10, no bairro Santo Antônio, em Rio Preto.

Na residência da acusada Carla Aparecida Alves, de idade não revelada, foram encontradas 70 porções de maconha e um revólver calibre 32. Assim como Carla, outros dois envolvidos, Valéria Andrade e Wellington Rodrigo Pires, também foram presos.

Segundo a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), a prisão começou a se concretizar após denúncia anônima. Suspeitos de roubo de uma moto, a denúncia informava que os três haviam trocado o tal veículo por várias porções de drogas, além de uma arma. Os policiais, então, se dirigiram até o endereço de Carla e, após revistas, encontraram os entorpecentes e o revólver.

Em seguida, os investigadores realizaram buscas pelo bairro e localizaram os três traficantes. Diante dos fatos, o trio foi preso e encaminhado à Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde permanecem à disposição da Justiça.

Ana Preto promete melhorias no Centro de Zoonoses de Peruíbe, SP

Geladeira enferrujada, objetos queimados e sujeira são os problemas. Prefeita de Peruíbe visitou o local na última sexta-feira e se impressionou.
FOTO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE PERUÍBE
Equipamentos queimados no Centro de Zoonoses de Peruíbe

Do G1 Santos e Região

O Centro de Zoonoses de Peruíbe, no litoral de São Paulo, está em más condições estruturais. A nova prefeita da cidade anunciou melhorias no local.

A geladeira que armazenaria as vacinas está enferrujada. Os equipamentos médicos e materiais de escritórios foram queimados e estão abandonados em uma área externa. Além disso, alguns locais estão sujos e inadequados para a realização de atendimento adequado aos animais da cidade.

A Prefeita de Peruíbe, Ana Preto, visitou o local na manhã desta sexta-feira (11) e observou a falta de estrutura. Ela declarou que ficou bastante sensibilizada com a situação do local. Acompanhada do secretário de Obras, Haroldo Borille, e do novo responsável pela Zoonoses, Maurício Nunez, a prefeita acertou com sua equipe a criação de um plano para recuperar o espaço físico daquele local e retomar os atendimentos.

Vereador Ricardo Correa (PT) vai a Brasília com prefeita Ana Preto no final do mês

ricardoDa Redação

O recém-empossado vereador petista Ricardo Correa dos Santos (foto), mesmo em recesso parlamentar, já dá provas de sua preocupação com o mandato que lhe foi delegado pelo povo de Peruíbe, e já começa a trabalhar em prol da cidade.

No final deste mês de janeiro, Ricardo deverá estar em Brasília, acompanhando a prefeita Ana Preto, aproveitando a oportunidade da convocação que a presidente Dilma Roussef faz aos novos prefeitos de todo o Brasil que deverão estar na capital federal para receberem orientação sobre as parcerias entre o governo federal e os municípios (veja matéria aqui).

A companhia do vereador Ricardo Correa é de fundamental importância, uma vez que ele é o único representante do partido da presidente Dilma na Câmara, e vai servir como uma espécie de cicerone junto ao governo.

A prefeita Ana Preto, ainda antes de assumir, em dezembro, esteve em Brasília onde se reuniu com deputados do seu partido (PTB), e com outras autoridades para discutir a viabilização de projetos de interesse da cidade. Sua ida ao planalto central, agora a convite da própria presidente Dilma Roussef servirá para ratificar o empenho do novo governo municipal em viabilizar verbas que programem áreas essenciais para a cidade, como o turismo e casas populares, além de outros projetos do PAC.

Jeito petista de legislar

O vereador Ricardo Correa tem ligação histórica com o Partido dos Trabalhadores e com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), pela sua trajetória junto ao Sindicato dos Bancários, um dos mais atuantes do país.

Com esta bagagem toda, Ricardo já começa aproveitando seu rol de amizades na Câmara dos Deputados, mormente com o deputado Ricardo Berzoini, com quem mantém estreita ligação política, e deverá estar levando a prefeita Ana Preto a uma reunião com o deputado em seu gabinete lá em Brasília.

Ricardo lembra também que já tem confirmadas reuniões com a assessoria da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvati, quando estarão tratando das obras do Plano de Aceleração de Crescimento (PAC) também para Peruíbe. Também confirmada reunião com a assessoria de Alexandre Padilha, ministro da Saúde, para tratar da vinda de verbas para saneamento dos problemas que a saúde municipal enfrenta e que foram herdados do governo anterior.

Para Ricardo este deve ser o “jeito petista de legislar”. Acostumado a conviver com os contrários, o vereador petista lembra que, embora estando num partido que não fez parte da base que elegeu a prefeita Ana Preto, “não tem como pensar em fazer oposição com um governo que mal assumiu o mandato, e que ainda está se pondo a par de todos os problemas deixados pelo governo anterior”, e reitera: “Até que me provem o contrário, eu estou com o governo, pelo bem de nossa cidade!”. E ele tem razão. Oposição há menos de duas semanas de iniciado o novo governo, não seria oposição; seria burrice.

Ação Verão é o primeiro destaque da gestão de Ana Preto

Queima de fogos e programação especial de shows serão a marca do verão 2013 em Peruíbe

Orion Pires, das Assessoria

A nova administração municipal que assumirá o comando da prefeitura de Peruíbe prepara uma programação especial para brindar a chegada de 2013 e dar inicio ao programa Ação Verão, que contemplará os munícipes e turistas com shows, queima de fogos e uma série de ações conjuntas entre saúde, segurança, trânsito, e limpeza urbana. Com a tradicional queima de fogos na praia do Centro, a Ação Verão inicia a festa da virada que acontece a partir da zero hora do dia 1 de janeiro de 2013. Após o show de luzes no céu, a banda baile Celebration vai embalar a noite com muita música no palco montado na praia do Centro.

A festa continua com a presença da nova prefeita Ana Preto que vê o programa Ação Verão como a primeira marca do seu governo: “Iniciaremos uma ação conjunta com todos os setores da Prefeitura para manter a cidade limpa, segura e com o atendimento adequado para a população e os turistas. A saúde será nossa prioridade. Vamos cuidar da nossa população com respeito e eficiência. Nesta época temos que preparar Peruíbe para atender sua demanda, além de cuidar para que os visitantes desfrutem o melhor da nossa cidade. Nosso objetivo é se destacar como uma cidade com diferentes opções de lazer, com Infraestrutura adequada e que agrade toda a família”, destaca a prefeita.

Além de shows de artistas renomados, atividades esportivas e culturais serão constantes durante toda a temporada, que se entenderá até os festejos de aniversário da cidade em 18 de Fevereiro.

Operação Verão

A partir desta sexta-feira (28) o policiamento em Peruíbe ganhará um reforço. Segundo a Polícia Militar, 90 policiais a mais estarão de plantão na Cidade.

A ampliação do efetivo faz parte da Operação Verão que se estenderá até o fim do Carnaval de 2013.

Orion Pires
55 13 9711-5519

Ana Preto é diplomada prefeita de Peruíbe

Com a Câmara Municipal lotada, muitos munícipes foram cumprimentar a nova prefeita

Divulgação

Orion Pires, da Assessoria

A prefeita eleita de Peruíbe, Ana Preto, foi diplomada na tarde do último dia 19, durante cerimônia realizada na Câmara Municipal. Além da nova prefeita e seu vice, Nelson Gonçalves, também foram diplomados os 15 vereadores do município que assumirão o legislativo a partir de 1º de janeiro de 2013.

Ana Preto venceu as eleições municipais com 13.827 votos e pela primeira vez estará a frente da Prefeitura.

“Esse é um momento muito especial da minha vida e quero dividir com o povo de Peruíbe. No meu governo, a saúde, a segurança e a limpeza pública serão prioridades. Nossa população precisa de um atendimento de qualidade e respeito”, disse a nova prefeita.

Após a entrega dos diplomas, muitos munícipes foram cumprimentar a nova prefeita e desejar boa sorte nos próximos anos de governo.

“Esse carinho da população comigo é muito bom. É com esse calor humano que eu vou governar. A participação de cada morador de Peruíbe será importante para o desenvolvimento da nossa cidade nos próximos anos”, finalizou.

Paulão: o Duco de Ana Preto

Tive um amigo de infância que tinha por apelido Duco. Era primo do pescador e poeta Jairo Costa, que viria a se sagrar vereador representando a legítima cultura caiçara no Legislativo municipal na década de 80 do século passado. Não lembro o nome civil dele, mas o conhecíamos por Duco. Era um moleque alegre até que um dia a peste da meningite que se instalou devastadoramente em Peruíbe no início dos anos 70 – também do século passado – o levou de nosso convívio. Morreu Duco quase que simultaneamente a Betuel Teixeira Santana, outra jovem vítima da praga de então, quando a culpa sempre era da doença e nunca dos médicos ou dos políticos. Afinal, vivíamos em plena ditadura militar e era mais confortável – e melhor pra saúde – que a culpa fosse mesmo do invisível vírus vindo não sei de onde do que das mazelas políticas na saúde pública que àquela época já existia.

Quase homônimo – e também da mesma época – permanecia também no convívio adolescente e juvenil de todos nós o distinto Daco, que viria a ser talvez o primeiro homossexual assumido da história de Peruíbe que, no entanto ser “invertido” dentro de uma sociedade conservadora e machista ao extremo como era a Peruíbe nos seus primórdios era tolerado por quase folclórico que viera a se tornar. Daco foi profissional da saúde em Peruíbe por longos anos, e nem sei se vivo ainda está ou sequer seu nome civil também eu nunca soube. Por não ter tido convívio com ele como o tiveram os meninos que viviam desde a Estação até o Jardim Veneza, de onde se notabilizaram também ex-vereadores como Célio Roberto Soares e Cícero Rodrigues da Silva, de Daco só me vem à lembrança um evento marcante que foi o atropelamento que culminou por ceifar a vida de um amigo íntimo seu – também homossexual – que morreu debaixo das rodas trucadas de um caminhão dirigido pelo Herculano – hoje na Táxi Van – na esquina (na época era uma curva) da Padre Anchieta com a São João. Daco e o amigo estavam juntos tentando atravessar a avenida e decidiram esperar que o caminhão passasse, mas ficaram muito próximos ao leito carroçável. O caminhão veio, fez a curva, e ambos saíram do campo de visão do motorista, e um dos ganchos da carroceria acabou se enroscando na camisa esvoaçante do amigo de Daco, jogando-o impiedosamente para baixo das rodas do caminhão, matando-o instantaneamente.

Os tempos bons e áureos de Duco e Daco passaram, e com eles os nossos também, e de lá para cá tudo que temos conseguido fazer são, ou colecionar histórias da nossa cidade e de seu povo, ou aprender com os nossos mandatários a como fazer – e a como não fazer – política. Mas não sabia Duco, por exemplo, que seu apelido significava uma palavra latina que tinha e tem muito a ver com o destino de todo homem e de toda mulher, e que é traduzido pelo verbo conduzir.

A célebre frase estampada no brasão estadual paulista pretende imortalizar o estigma laborioso do povo de São Paulo, confirmando historicamente o que hoje se vê e se sabe: São Paulo, ainda que seja um dos menores estados da federação continua sendo o estado que conduz a nação com braço forte – e rico – tal e qual uma locomotiva que puxa pesados vagões até o seu destino. São Paulo, portanto, conduz, e nunca é conduzido, pelo que se registra em seu escudo: Non Ducor Duco. Ou: Não sou conduzido; conduzo.

É bem verdade que “ser conduzido” incomoda ao homem de bem. Seja ele de São Paulo, seja nordestino, nortista ou sulista. Luiz Gonzaga, que se vivo estivesse teria feito 100 anos dia desses que passou, registrou isso em uma de suas músicas: “Mas, doutor, uma esmola a um homem que é são, ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão”. Consoante isso, no mesmo compasso com que Gonzaga queria para seu Pernambuco – e para todo o norte e nordeste – um olhar mais atento de São Paulo e dos demais estados ricos da nação, a fim de que o sofrimento dos nossos irmãos nordestinos e nortistas fosse minorado; o ex-presidente Lula (também pernambucano) preferiu impor oneração à classe média brasileira, oferecendo o caminho mais fácil da esmola que, se num primeiro momento ruborizou de vergonha o sertanejo, agora já vem de viciá-lo, chegando ao ponto – notadamente em estados ricos como São Paulo onde o braço do paternalismo oficial também alcança – de se ver dinheiro da bolsa-família deixar a mesa do pobre para sustentar o tráfico de drogas, mantendo o vício, principalmente do crack, de milhares de nossos jovens que ameaçam transformar o Brasil numa nação zumbi em futuro não muito distante.

O povo brasileiro, por pacífico e manso, prefere o Ducor, ou em bom português: ser conduzido. Para provar isso, foi Zé Ramalho, nordestino da Paraíba, quem também viria a anotar em sua música: “Eh, vida de gado; povo marcado; povo feliz”.

Essa coisa de conduzir ou ser conduzido será mais sensível ao povo de Peruíbe, por exemplo, se eu mostrar como se comportaram os seus mandatários até aqui. Uma análise histórica pode fazer com que meu leitor entenda mais de perto os por que das coisas terem se dado da forma como se deram durante este ou aquele governo. Começando “pelo começo”, temos o seguinte quadro: o emancipador Geraldo Russomanno conduziu. Albano Ferreira foi conduzido. Benedito Marcondes Sodré e Gheorghe Popescu que se revezaram no poder durante 30 anos, conduziram. Mário Omuro foi conduzido. Alberto Sanches Gomes fingiu conduzir. Gilson Bargieri conduziu. José Roberto Preto foi conduzido. Julieta Fujinami Omuro tentou conduzir. E Milena Xisto Bargieri Migliaresi foi conduzida. Agora, mesmo você que chegou “ontem” a Peruíbe, faça as suas conclusões a partir da lógica acima, e trace o gráfico do que aconteceu em Peruíbe quando seu governante maior conduzia em comparação a quando era conduzido.

Por paradoxo que isto seja, os governos mais acertados de Peruíbe foram aqueles durante os quais seus governantes se deixaram conduzir. Os governos liderados por Benedito Marcondes Sodré, Gheorghe Popescu e Gilson Bargieri foram marcados pela imposição da força, os dois primeiros apoiados na ditadura militar, e o último na virilidade de seu discurso que impunha o medo e o temor junto à classe menos favorecida do município – justamente a que elege “democraticamente” o mandatário –, discurso este que se acabou descoberto, ainda que tardiamente, não passar de bravata.

Peruíbe cresceu durante todos esses anos de ditadura municipal? Sim. Cresceu. Mas eu indicaria que foi mais um “cresceu” entre aspas mesmo que um cresceu como deveria ter crescido. O que se viu durante estes períodos não foi outra coisa que um amontoado de obras de qualidade duvidosa e muitas feitas sem o menor planejamento ou previsibilidade de consequências futuras, mas todas elas caras. Muito caras. Numa tentativa de apagar para sempre da memória do peruibense nato – e do caiçara – qualquer resquício de romantismo, os prédios históricos e os lugares pitorescos foram todos derribados e substituídos em nome da modernidade. Evidente que a cidade pode até ter ficado mais bonita, mas é algo como você ir fazer uma visita ao cemitério e ver um jazigo pintado recentemente, ou adornado de granito e bronze. É bonito; mas por dentro a podridão medra.

No contraponto destes fatos, os governos municipais mais marcantes para o povo de Peruíbe em áreas onde sua população mais sente e se ressente da precisão de ter melhor atenção como Saúde, Educação, Transporte Público, Esportes e Cultura, foram aqueles durante os quais os mandatários foram conduzidos, como acontecido com Mário Omuro e com Alberto Sanches Gomes.

Mário Omuro foi quem inaugurou a descentralização do poder municipal. Os motivos e as razões que o levaram a entregar o governo nas mãos de terceiros podem até ser duvidosos, como por exemplo, quando temos de sobejo sabido que o ex-prefeito que derrubou o insistente “pingue-pongue” Sodré-Popescu-Sodré nunca foi lá muito dado a grandes responsabilidades e desafios. Todavia Mário Omuro acertou na mosca ao entregar todas as áreas mais nevrálgicas de seu governo a técnicos, e não a políticos. Seria cansativo repetir aqui pormenores da grande revolução que estes técnicos fizeram na Saúde, na Educação, nos Esportes, na Cultura, no Turismo e nos Transportes e até na Segurança durante seu governo. E foi esta equipe – e não Mário Omuro – quem conduziu aquele governo, a mim me parecendo que regidos pelo advogado-maestro e bruxo Plínio Pinto Teixeira em conjunto com seu aprendiz de feiticeiro, Sérgio Martins Guerreiro, também advogado.

O cirurgião-dentista Alberto Sanches Gomes, que fora diretor de Saúde de Mário Omuro ao final do seu governo, viria a comandar a cidade como prefeito de 1997 a 2000, depois de Peruíbe atravessar o abismo do quarto e último mandato de Benedito Marcondes Sodré. Este, que nunca perdeu uma eleição em toda sua carreira política havia ganhado a eleição em 1992, enquanto que não participou do pleito de 2000, preferindo pendurar suas chuteiras como vitorioso politicamente, não arriscando uma eventual derrota (se bem que hoje vejo que seria bem possível que ele tivesse ganhado aquela também, empatando no pentacampeonato com o Brasil).

Mas Dr. Alberto governou Peruíbe com uma sequência piorada do que fora e fizera a equipe de Mário Omuro. Mesmo assim seu governo pode ser considerado como bom. Ainda que o triunvirato oriundo do PMDB que o acompanhou para o ninho dos tucanos tenha deixado lá atrás, na lembrança apenas, a inocência do primeiro amor pela cidade, estes, a saber, o próprio advogado Sérgio Martins Guerreiro, o engenheiro têxtil Eduardo Monteiro Ribas, e o arquiteto Elias Abdalla Neto, compuseram, com Dr. Alberto prefeito, o quarteto fantástico que fechou com chave de ouro um ciclo político-administrativo que efetivamente preparou Peruíbe para o século 21.

O alto preço a ser pago por ter dado mostras de fraqueza ou falta de pulso firme na condução de seu governo, dando a impressão de que a administração houvera sido entregue a pessoas incapazes foi a surra nas urnas. Mário Omuro viu a derrota de seu candidato Dr. Alberto para Sodré em 1992, e o próprio Dr. Alberto (candidato à reeleição) sentiu o trator de Gilson Bargieri passar sobre si na eleição do ano 2000.

O advento de Bargieri e sua assunção ao poder em 2001 fez retornar a era do autoritarismo e da centralização do poder a Peruíbe. Não me lembro de qualquer membro de sua equipe de então que tivesse qualquer compromisso com a cidade, que representasse a história do município, que pudesse dizer que tinha realmente Peruíbe “para se amar”. A exceção solitária talvez fique mesmo somente com Jairo Costa, lídimo caiçara. Todos os demais que o acompanharam naquele governo nos davam a impressão de que Gilson Bargieri lhes era um ídolo capaz de proclamar a independência de Peruíbe do resto do Brasil. Por ufanista, há quem exagere em dizer que Gilson Bargieri tinha lapsos durante os quais pensava ser Deus, ao tempo que seus sacros seguidores tinham certeza de que ele era realmente Deus!

Porquanto isso, não exageraria em dizer que fosse Gilson Bargieri um pastor neopentecostal teria ele hoje, não duas, mas pelo menos uma dúzia de fazendas Brasil afora. Estulto ele, porque correria muito menos risco que o que corre – cujas consequências ele sofre ainda hoje, seja de ordem política ou mesmo econômico-financeiras – por ter escolhido ser político.

Seja como for, Gilson Bargieri nunca se deixou conduzir. Antes, conduzia. E conduziu e conduzirá ainda por mais alguns dias até terminar o governo de sua filha, que levou este governo que agora se encerra com a cara do pai, desde a foto literalmente estampada na urna eletrônica – que era de Gilson e não de Milena – até o modus operandi governamental dos últimos quatro anos que foi uma cópia fiel do governo do próprio Gilson prefeito, até mesmo na composição de sua equipe – a mesma horda de asseclas fiéis adoradores de São Gilson.

Esta é a história nua e crua. Em política vê-se que deixar-se conduzir – ainda que pelo pai – tem como consequência a impiedosa decisão do eleitor que sempre segue preferindo quem tem mão forte para governar por si – mesmo que só para si. O próprio Gilson só perdeu a eleição de 2004 para José Roberto Preto porque o empresário veio para o pleito não com um trator, mas com uma frota interestrelar, e era impossível de ser suplantado, ainda mais se considerarmos que o eleitorado peruibense não gosta nadinha do dinheiro fácil que se ganha durante o período eleitoral e, de modo especial, no dia das eleições. Ali não era vontade de ganhar a eleição por uma Peruíbe melhor; era gana de derrubar o desafeto pessoal mesmo. E derrubou.

Todos os que foram conduzidos em seus governos, pois, sofreram a derrota nas urnas: Mário Omuro, Dr. Alberto e, agora, Milena Bargieri. Sofrê-la-ia também José Roberto Preto vivo tivesse permanecido para concorrer à reeleição, por ter entregado seu governo ao seu mordomo político-empresarial em Peruíbe, o ex-vereador José Carlos Rúbia de Barros. Carlinhos que foi vereador, presidente da câmara, e que tentou, sem sucesso, ser deputado e ser também prefeito, viu na eleição de José Roberto Preto uma ponte para seu retorno ao poder, sempre teve por mote o jargão “aos amigos tudo; aos inimigos, a lei”. Como das operações aritméticas ele só sabe multiplicar, tendo esquecido como que se faz a conta de dividir, ele sempre foi homem de poucos amigos. Os poucos que tinha eram os falsos amigos que somente estiveram por perto enquanto ele estava com a “chave do cofre” de José Roberto Preto à disposição. Morrendo o ex-prefeito, os “amigos” se foram.

A derrocada de Carlinhos começou ainda durante aquela eleição, com a escolha de Julieta Fujinami Omuro para ser vice de José Roberto Preto. Carlinhos, que instara ao extremo o empresário a sair candidato, pensava que Seu José ou não sairia, mas se disporia a financiar sua campanha – a de Carlinhos – para derrubar Gilson Bargieri do poder, ou então – pelo menos – convidá-lo-ia a ele mesmo, Carlinhos, para ser seu vice. Contrariado, Carlinhos que, após a posse, foi elevado á categoria de vice-rei com poderes plenipotenciários, jogou a vice-prefeita Julieta na fogueira, mandando-a para cova dos ursos lá na secretaria de Saúde. Vaidosa, cega pela possibilidade do poder, Julieta aceitou, mas não conseguiu fazer nem um terço do que pretendia fazer naquele departamento sempre encontrando pela frente obstáculos criados por aquele que pretendia fritá-la: o próprio Carlinhos. E conseguiu.

Com a morte do prefeito no limiar de seu último ano de mandato, Dra. Julieta assumiu a prefeitura, fazendo de seu ato seguinte à assinatura do termo de posse, a decretação da demissão sumária e execratória de seu algoz. Politicamente, Carlinhos, que já vinha agonizando há muito tempo, viu lavrado seu atestado de óbito político-eleitoral em Peruíbe. E eu duvido que ressuscite, haja vista sua tentativa neste sentido nesta eleição de agora pela qual passou à margem, quase um ilustre desconhecido.

Mas não foi só ele que morreu politicamente. Julieta Omuro viu seu mandato-tampão sugar-lhe seus últimos sinais de vitalidade eleitoral. Assumiu achando que podia fazer e acontecer, que podia mandar e desmandar, ousou estar acima de todos aqueles que ainda teimavam ajuda-la de alguma forma e se deu mal. Agiu como uma criança quando vislumbra a possibilidade de tomar posse de um pote de mel, e acabou por se lambuzar. Meteu a mão na cumbuca para apanhar o que de precioso lá dentro tinha, fechou a mão, e, por ser teimosa em não querer abrir a mão, ficou ela presa mal sabendo que lá dentro tinham os vespões das empreiteiras que a feriram impiedosamente. Ao final de seu governo – e de sua frustrada campanha pela reeleição – ficou Julieta com o pires na mão.

Quem pensa que ela aprendeu a dura lição com as “mordidas” dos “vespões”, errou. Esta eleição que daria uma oportunidade que é bem possível que jamais voltará para que seu marido Mário Omuro resgatasse a honra que lhe foi roubada principalmente por Gilson Bargieri nos anos 80 e 90 passados, encontrou barreira na teimosia – e na estultícia – da Dra. Julieta, que, porque queria ela mesma ser candidata a prefeita, não podendo por causa de suas contas rejeitadas pelo TCE – e pela Câmara, não deixou que seu partido – agora o PPS – viesse a indicar candidato próprio, que não poderia ser outro que o próprio Mário Omuro.

O empate técnico das três candidatas e o alto índice de votos brancos, nulos e abstenções reveladas nesta eleição dá clara prova de que um quarto candidato, fosse ele Mário Omuro, ou mesmo Nelson Gonçalves Pinto (Nelsinho, do PR), estaria eleito hoje.

Por ironia, o dócil Mário Omuro foi conduzido por sua esposa a aceitar o amargo e pesado encargo de ser o vice da filha de seu carrasco, já que ela – Julieta – não poderia mesmo ser nem uma nem outra coisa. E o que chegou a ser considerado como uma tábua de salvação para Milena Bargieri – e seu pai, Gilson – porquanto ninguém estava disposto a carregar o fardo de um governo feito para meia dúzia de apadrinhados, com escândalos pipocando aqui e ali, acabou não passando de uma enorme trapalhada. Afinal, nem Gilson Bargieri nem Mário Omuro tinham coragem para se olharem fixamente um no outro em cima do palanque eleitoral, ainda que fosse para soltar um grandioso “que merrrda!”, assim mesmo bem puxado o “r”, como melhor que ninguém fazia o desaparecido JP Melo.

Assim, é de meu parecer que Julieta Omuro está também politicamente sepultada hoje. Não obstante, Mário Omuro, não. Ainda não.

Mas, e quanto a Ana Preto? O que será dela, agora que ganhou a eleição, ou melhor, que não ganhou sozinha, antes ganhou também com Onira e com a própria Milena, já que os poucos votos que a conduzirão ao Paço, se considerado o grande número de votos brancos, nulos e abstenções, não dá a ela a folga e a certeza de que o povo a queria como prefeita, afinal?

A própria eleição de Ana Preto foi um engodo. O seu criador político passou toda a campanha estudando as mais diferentes maneiras de induzir a plêiade gulosa e jactante que o seguia, a fim de fazê-los crer que sua candidata tinha dinheiro suficiente para não só fazer a campanha, como também para minorar os males financeiros de toda aquela turba. (Já comentei sobre isso em outro artigo, e até me penitenciei ter sido eu, por minha própria ganância, uma das vítimas desta tapeação que ficará marcada para sempre na história política de Peruíbe).

Pior – ou seria melhor? – que Paulo Henrique Siqueira – o Paulão – ter sido o artífice que permitiu a Ana Preto marcar o gol da vitória, ainda que a bola tivesse passado raspando na trave, é conferir que ela própria, Ana Preto, participou de forma veemente – e até lacrimejante – do falso expurgo de Paulão na semana das eleições, substituindo-o pelo empresário que é conhecido por ser “pau para toda obra”, Armênio Pereira, no que todos acreditaram piamente. A estratégia da expulsão paulina foi firme e no momento exato. Mais um dia, e tanto Milena quanto Onira poderiam estar comemorando vitória agora. Engana-se, contudo, que tal ideia mirabolante, sumamente arriscada, tenha partido de Ana Preto. Não! Calculista, foi o próprio Paulão quem a costurou. Como a ele – Paulão – os fins sempre justificam os meios, no momento certo entregou as agulhas nas mãos de sua criatura para que ficasse patente que aquele bordado bonito fora feito por ela mesma, pela própria Ana Preto.

Desta arte, reitero que Ana Preto foi conduzida à vitória nas urnas por ninguém menos que Paulo Henrique Siqueira, no mesmo compasso que quem elegeu seu pai em 2004 foi José Carlos Rúbia de Barros que até ali era quem “segurava” a onda impetuosa de Paulão, e o protegia dos ventos que, quer se queira ou não se queira, teimavam em derrubá-lo.

Ora, se sozinha Ana não seria ninguém durante a campanha; sozinha continuará sendo nada e ninguém depois de tomar posse. Se insistir num modelo autoritário e ditatorial, será celeremente fritada pelas cobras e lagartos que a rodeiam e que a ajudaram a ascender ao poder. Não lhe resta alternativa que deixar-se conduzir, se quiser estar em condições de pleitear mais quatro anos em 2016.

A grande questão poderia ser esta: em quem confiar? Pergunta fácil de responder se analisarmos todos estes fatos. Ana Preto não tem outro em quem confiar senão no próprio Paulão. Se, como já reiterei aqui, deve Ana Preto sua eleição a Paulão, terá que ficar devendo seu mandato também a ele, que é quem está mais bem preparado que ela para, ao menos politicamente, governar.

Observado isto, este mandato tem tudo para dar certo e tornar a ser o mais destacado em todas as áreas – mormente as sociais – dos últimos anos.

Sei que a afirmação acima é audaciosa. Pode parecer desvario até. Entrementes, se consideramos que os melhores governos que Peruíbe já experimentou foram aqueles durante os quais os mandatários se deixaram conduzir – vide Mário Omuro, Dr. Alberto e o próprio JR Preto –, é preciso entender que a fórmula do sucesso pode estar em deixar-se conduzir.

Eu aposto em Paulo Henrique Siqueira mais que em Ana Preto. Há nele um diferencial crucial se comparado ao seu ex-padrinho José Carlos Rúbia de Barros, o Carlinhos, que foi o condutor do governo de José Roberto Preto. Enquanto aquele não conhecia outra fórmula aritmética (como já disse) que somar e multiplicar, Paulão, por sofrida que foi sua vida, e de modo particular nos últimos anos depois da morte do Seu José, sabe – e sabe muito bem – dividir. Mais que isto, sabe com quem dividir, e quando e como dividir. Mais a mais sabe também Paulão que o tempo pode vir até a lhe ser pródigo, e que Ana Preto jamais deixará de reconhecer tudo o que ele fez por ela, a ponto de – escrevam ai – o próprio Paulão vir a ser o candidato a prefeito de Ana Preto, senão em 2016, mas com segurança em 2020.

De todo modo é a história do “se correr o bicho pega; se ficar, o bicho come”. Se preterir Paulão, Ana Preto não estará sozinha, mas seguramente muito mal acompanhada, cercada de gente interesseira e que têm os seus próprios projetos políticos visando a prefeitura nos próximos anos. Se transferir poderes a ele, poderá ser vista como fraca, e correrá o mesmo risco sofrido pelos exemplos já mencionados. A decisão do que fazer? Está com ela. Só com Ana Preto mesmo.

Como já dizia Mário Mérola, o maior dos italianos que já passou por Peruíbe, “Ai posteri l’ardua sentenza”.

Washington Luiz de Paula