Início / Arquivos de tag: (página 7)

Arquivos de tag:

Polícia prende 2 homens suspeitos de desmanche de carros em MG

Eles foram surpreendidos enquanto desmontavam um carro em Contagem. Os dois ainda tentaram fugir, mas bateram um veículo e foram detidos.

Do G1 Minas Gerais

A Polícia Militar (PM) prendeu, nesta quarta-feira (26), dois homens suspeitos de roubo e desmanche de carros em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Por meio de uma denúncia anônima, a PM chegou ao local onde os dois estariam desmontando um carro.

De acordo com a polícia, eles ainda conseguiram fugir em uma caminhonete que havia sido roubada. Perseguidos pelos policiais, eles bateram o veículo e tentaram escapar a pé, mas foram presos. Com a dupla estavam um revólver e uma arma de brinquedo, usados nos roubos, e outro veículo também foi recuperado.

Segundo os militares, os dois já tem passagens na polícia por assaltos e tráfico de drogas.

Polícia diz que não ligou Jivago a Fernanda Lages de jeito nenhum

Pela primeiro vez delegado do serviço de inteligência da CICO se pronuncia e fala do caso
Engenheiro é alvo da sociedade piauiense

Do 180graus

Finalmente surgiu uma explicação para o porquê do nome do empresário Jivago Castro ter aparecido nas investigações da morte de Fernanda Lages. A informação foi dada pelo delegado do serviço de inteligência da Comissão Investigadora do Crime Organizado, Alessandro Barreto. Segundo ele, em entrevista à TV Meio Norte, tudo teria começado com a declaração de um policial aposentado.

Na verdade, inicialmente nem mesmo o nome de Jivago apareceu, mas apenas a menção de um engenheiro. “Ainda no dia da morte da jovem, um policial aposentado chegou ao 5º Distrito Policial e falou que um engenheiro da obra tinha viajado para o Ceará naquela manhã”, disse o delegado.

Acontece que este engenheiro trabalhava na Macrobase, construtora responsável pela obra da Procuradoria da República, onde Fernanda foi encontrada morta. E no caso de Jivago, ele é responsável técnico pela obra do TRT através de sua construtora, a Vanguarda Engenharia. Dias depois, uma foto tirada da placa onde tinha o nome de Jivago acabou espalhando a falsa suspeita.

Realmente um dos engenheiros da Macrobase viajou naquele dia, mas por questões de trabalho. Como a construtora não é piauiense, o profissional é responsável pela fiscalização de várias obras. Contudo, por ser piauiense e responsável por uma das obras, Jivago acabou sendo apontado, tanto que seu nome chegou na mídia, sendo acusado de participar do assassinato de Fernanda.

Psicólogo fala sobre Jivago

A reportagem do 180graus procurou um pisicólogo para saber o que essa repercursão acarretou para a imagem de Jivago Castro, ja que, por onde passa, o engenheiro é tachado como suspeito, temendo até retaliações.

Segundo informações do Psicólogo Roldão Castello Branco, essa é uma questão que varia de pessoa para pessoa: “Para alguns quando a pessoa tem a consciência que não deve, mesmo sofrendo preconceitos , acusações pela sociedade ela consegue superar e suportar qualquer tipo de constrangimento, e tem outras que mesmo depois de todo acontecimento sendo for inocentada os danos psicológicos são irreparáveis, relata o psicólogo”.

‘Maníaco da seringa’ é lenda urbana, diz polícia

Sem fundamento: Histórias sobre o maníaco da seringa circulam na Internet desde 1997

Do Diário do Vale

Volta Redonda e Barra Mansa

Nos últimos meses uma história vem preocupando os moradores das cidades de Volta Redonda e Barra Mansa. O boato de que haveria pessoas infectadas com o vírus HIV, que estariam andando pelas cidades e passando o vírus para outras pessoas através de seringas contendo sangue contaminado, tem sido alvo de comentários em rodas de amigos, nas empresas, escolas e ruas, além é claro, da internet, onde o assunto tem sido amplamente divulgado através de e-mails e redes sociais. Na sessão “Fale Conosco” do DIÁRIO DO VALE, por exemplo, é comum o recebimento de mensagens relatando o caso.

Diante de tanta repercussão, não é difícil encontrar pessoas que não só acreditam na história, como estão preocupadas em serem atacadas pelos chamados “maníacos da seringa”.

Desde que o boato surgiu, muitas versões da história já foram contadas. Em Volta Redonda, por exemplo, acredita-se que não haveria apenas uma, mas duas pessoas tentando infectar a população com o vírus da AIDS. De acordo com informações divulgadas na internet, seriam dois homens, um moreno e um mulato, que estariam andando pela cidade e que já teriam atacado pessoas nos bairros Aterrado e Conforto e na Avenida Amaral Peixoto. Os maníacos teriam ainda preferência por atacar mulheres e crianças e já teriam sido vistos do lado de fora de escolas do município.

Já em Barra Mansa, a história vai além. O maníaco já teria sido identificado como morador do bairro Vista Alegre. O suspeito teria o vírus HIV e estaria aterrorizando os vizinhos, tentando infectá-los com uma seringa.

Delegados negam registro de ataques

O delegado titular da 90ª DP de Barra Mansa, Ronaldo Aparecido de Brito informou que a denúncia sobre o morador do bairro Vista Alegre foi investigada, mas que nada foi comprovado sobre o suspeito.

  • Ficamos sabendo desse boato em julho, através de um vereador da cidade que me relatou a história durante uma reunião na Câmara Municipal de Barra Mansa. No mesmo dia, designei duas equipes para apurar o caso, mas quando eles foram procurar o suspeito, descobriram que ele tem distúrbios mentais e que inclusive, estaria internado em uma clínica psiquiátrica na época. Além disso, os familiares do suspeito negaram que ele tivesse cometido tal ato. Também foi verificado se havia alguma vítima de algum ataque desse tipo, já que os boatos davam conta de que uma moça teria sido atacada, mas ninguém foi encontrado. Como não houve nenhuma prova de culpa do suspeito e ninguém procurou a delegacia para registrar esse tipo de ocorrência, consideramos que esta foi uma denúncia que não procedeu – disse.

Ronaldo Aparecido informou ainda que não acredita que exista alguma pessoa na cidade realizando esse tipo de ataque, já que não houve nenhum registro na delegacia sobre o caso.

  • Não acredito que essa história seja verdadeira, pois até hoje a delegacia não foi procurada por ninguém que alegasse ter sido vítima desse tipo de atentado. Acho que foi um boato que surgiu e que foi crescendo e se distorcendo ao longo do tempo, de forma que as pessoas passaram a acreditar que realmente fosse verdade – acrescentou.

O delegado de Volta Redonda, Antônio Furtado, também afirmou que não existe nenhum registro de atentado cometido pelo maníaco da seringa na cidade.

  • Através de relatos nas ruas chegou ao conhecimento de alguns policiais que haveria um homem que estava andando pela cidade, tentando injetar sangue contaminado com o vírus HIV nas pessoas e que inclusive já teria atacado algumas pessoas. Isso aconteceu há mais ou menos um mês, mas até agora, ninguém foi encontrado. Ainda estamos investigando o caso e os policiais continuam alerta, mas não temos nada de concreto. Não posso afirmar que essa história não seja verdadeira, mas tudo está nos levando a crer que esse caso seja irreal, pois não tivemos nenhum registro desse tipo na delegacia. Realmente acho muito difícil uma pessoa sofrer um atentado como esse e não prestar queixa. Além disso, todas os elementos da história que já investigamos se mostraram falsos, o que poderia ser um indício de que o caso possa ser uma invenção – declarou.

Segundo o delegado, não há motivos para a preocupação da população, pois até o momento nada foi comprovado.

  • Sabemos que a comunidade está preocupada com esse caso e por esse motivo, não deixaremos de ficar alerta a qualquer sinal de que essa situação esteja realmente acontecendo. Mas como não encontramos nenhum elemento que comprovasse a história, não há porque as pessoas temerem sofrer esse tipo de ataque. Mas gostaria de ressaltar que se por acaso alguém vir um indivíduo em atitude suspeita, que comunique os órgãos de segurança da cidade para que possam fazer a verificação. É importante que as pessoas não tomem nenhum tipo de atitude por conta própria e caso desconfiem de alguém ou vejam alguma coisa, recomendo que procurem as autoridades competentes – aconselhou.

Hospitais negam ter atendido vítimas

Em Volta Redonda, nenhum hospital da cidade relatou a existência de registro de pessoas que tenham procurado atendimento por terem sofrido ataque de alguém usando seringas.

Para o diretor geral do Hospital São João Batista, Sebastião Faria, a história é totalmente inverídica.

  • Já ouvi falar sobre esse boato, mas acredito que não passe de mais uma lenda. Até porque no São João Batista, que é um dos principais hospitais da cidade, não tivemos nenhum atendimento dessa natureza – afirmou Faria.

No Hospital Municipal do Retiro também não há registro de ataques.

  • Aqui no hospital não tivemos nenhum atendimento de pessoas que tivessem sido infectados por uma pessoa portando uma seringa com HIV. Acho que essa história é falsa, até porque se isso acontecesse, o primeiro lugar que as pessoas iriam procurar seriam os hospitais, o que certamente teria chegado ao conhecimento dos profissionais de saúde do município – destacou Adriane Campos, coordenadora geral do setor de enfermagem do hospital.

Em Barra Mansa, a situação não foi diferente. Na Santa Casa e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), locais que concentram um grande número de atendimentos na cidade, os profissionais de saúde foram unânimes em afirmar que não houve registro de nenhum atendimento de pessoas que tivessem relatado terem sido atacadas pelo maníaco da seringa.

  • Não tivemos nenhum atendimento desse tipo aqui na UPA, não sei se houve alguma ocorrência em outras unidades de saúde, por isso não posso afirmar que não tenha ocorrido nada na cidade, mas acho pouco provável que essa história seja verdade – ressaltou o diretor geral da UPA, Carlos Gustavo Medeiros.
  • Nunca chegou ninguém aqui na Santa Casa relatando esse tipo de acontecimento. Na minha opinião, se isso fosse verdade, nós teríamos ficado sabendo, pois o principal setor para esse tipo de atendimento é o Pronto Socorro – explicou a enfermeira Camila Beraldo, supervisora do Pronto Socorro da Santa Casa.

Lenda do ‘Homem da Seringa’ está na Internet

A história do “homem da seringa” não resiste a uma simples pesquisa no Google. Uma busca com “seringa”+”aids”+”lenda urbana” no site de buscas retornou, em 17 centésimos de segundo, 2.260 referências. Uma delas lista o caso como uma das “Top Ten lendas urbanas”, junto com a “loira do banheiro”, os “ladrões de órgãos” e o pretenso satanismo da apresentadora Xuxa Meneghel, entre outras histórias fantasiosas.

A lenda, aliás, nem é tão nova: existem registros da história desde 1997, há 14 anos. Uma variação afirma que, ao se sentar em uma poltrona de cinema, uma pessoa sentiu uma agulhada. Ao olhar a poltrona, percebe que existia sobre ela uma seringa – agora devidamente espetada na vítima – e um bilhete que diz “bem-vindo ao mundo da Aids”.

As lendas urbanas são narrativas que se tornam populares entre determinados grupos sociais – ou em populações inteiras, em alguns casos. Em geral, elas partem de um medo disseminado entre as pessoas e se baseiam em uma história aparentemente plausível, transmitida de segunda mão – quem passa a informação diz que conhece alguém, “extremamente confiável”, que teria um parente ou amigo que passou por aquela situação. O interessante sobre esse fenômeno é que, por mais que se apresentem evidências de que as histórias são fantasiosas, sempre surgem “explicações” baseadas em teorias conspiratórias.

Alguns meios de comunicação de massa- como tablóides sensacionalistas e programas populares de rádio e TV – costumavam ser o principal meio de divulgação dessas lendas, até que surgiu a Internet. Com a facilidade de contato fornecida pelos sites de relacionamento e blogs, a rede mundial de computadores se tornou uma maneira fácil de divulgar essas lendas, que, vez por outra, acabam indo parar na grande mídia.

Uma observação mais crítica mostra que muitas dessas lendas são, na verdade, recriações de antigos mitos. Outras têm uma história real como origem, mas são deturpadas ou exageradas enquanto vão sendo passadas adiante.

Lendas e mitos, de Juscelino a Juarez

Em algumas ocasiões, ocorrências que geram comoção nacional acabam gerando lendas. O DIÁRIO DO VALE selecionou alguns desses fatos: a morte de Juscelino Kubitscheck em 1976, a perda da Copa do Mundo de 1982, na Espanha, a morte de Tancredo Neves em 1985, a morte do então prefeito de Volta Redonda, Juarez Antunes, em 1989, e a perda da Copa do Mundo de 1998, na França.

O acidente de Juscelino

Em 1976, um repórter que depois viria a ser chefe de reportagem do DIÁRIO DO VALE, o falecido Dicler Simões, estava entre as primeiras pessoas a chegarem ao local onde um ônibus atingiu o Opala em que viajava o ex-presidente Juscelino Kubitscheck. O político morreu no local do acidente, na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Resende.

Até hoje, existem teorias que garantem que Juscelino foi assassinado por agentes do governo militar, mas o caso nunca foi provado.

O doping inexistente dos italianos

Em 1982, o Brasil disputou a Copa do Mundo da Espanha com um time repleto de craques, que é considerado por alguns analistas melhor até do que a seleção que venceu a Copa de 1970, no México. Essa equipe, contudo, caiu diante da Itália – que fazia até então uma campanha que apenas “dava para o gasto” – por 3 a 2, no chamado “desastre do Sarriá”, numa referência ao estádio onde o jogo foi disputado.

Depois da derrota, correram insistentes boatos de que teria sido descoberto um caso de doping na seleção italiana, o que teve inclusive de ser desmentido no ar, ao vivo, por redes de TV. A Itália acabou campeã, derrotando a Alemanha na final – sem que novos boatos de doping surgissem.

O assassinato de Tancredo Neves

Depois de 20 anos de governos militares, em 1984 o mineiro Tancredo Neves foi eleito – indiretamente – presidente da República, mas morreu sem exercer o cargo. O mandato acabou sendo cumprido por seu vice, José Sarney. Oficialmente, Tancredo morreu em 1985, em consequência de uma diverticulite, mas até hoje há quem jure que ele foi assassinado. O caso também nunca foi provado.

O acidente de Juarez Antunes

O sindicalista Juarez Antunes é nacionalmente conhecido como o líder da greve em que três operários morreram dentro da CSN. Ele foi eleito prefeito de Volta Redonda em 1988 e morreu em 1989, pouco mais de um mês após a posse, num acidente rodoviário, quando ia a Brasília. Até hoje, em Volta Redonda, existe quem garanta que não houve acidente e que o então prefeito teria sido assassinado. Novamente, nada foi provado nesse sentido.

A convulsão do Fenômeno

Em 1998, a seleção brasileira que foi à Copa do Mundo da França para defender o título conquistado quatro anos antes nos Estados Unidos teve uma campanha irregular, chegando a perder o terceiro jogo da fase de grupos para a Noruega. Mesmo assim, o time chegou à final contra a França, quando perdeu por 3 a 0, num jogo em que o grande destaque foi o francês Zinedine Zidane.

O fato de Ronaldo Nazário, o Fenômeno, ter passado mal na véspera do jogo e só ter sido escalado minutos antes da partida foi o suficiente para que surgissem boatos que variam de um possível problema conjugal do atleta a uma polpuda quantia oferecida por uma grande empresa para que o time do Brasil perdesse aquele jogo, mas nada comprova que algo desse tipo tenha acontecido.

Polícia simula Fernanda Lages sendo empurrada pelas pernas

Os peritos estão utilizando um colchão e uma mureta para simular, no chão, as possibilidades de queda da jovem.

Fábio Lima (Flash), Lívio Galeno (Redação), no cidadeverde.com

A Polícia Civil do Piauí realiza, desde a madrugada deste sábado (08), uma segunda reconstituição da morte da universitária Fernanda Lages. Peritos e autoridades encontram-se nas obras da nova sede do Ministério Público, na avenida João XXIII.

Foto: Thiago Amaral/Cidadeverde.com
Registro da 1ª reconstituição realizada.

A imprensa não foi informada sobre esse novo procedimento e teve a entrada impedida no prédio. A expectativa é que fosse utilizado em uma segunda reconstituição um boneco com mesmo peso e altura da universitária.

Neste sábado, a Polícia Civil está utilizando uma mureta de 1,5 metro de altura para simular novas situações onde a jovem seria atirada ou tentaria se jogar de uma altura de aproximadamente 27 metros de altura.

Foto: Thiago Amaral/Cidadeverde.comOutra vez, uma agente da polícia militar representa a universitária. Ela está com o vestido jeans e o sapato vermelho utilizado na primeira reconstituição. Um colchão também foi levado e a policial simulou por diversas vezes Fernanda pulando e sendo empurrada por uma pessoa.

Seis profissionais estão acompanhando a militar informando quais ações que ela deve executar. A polícia realiza, ainda, registros fotográficos para compor cenas e sanar qualquer dúvida. Os peritos simularam, também, Fernanda Lages sendo empurrada pelas pernas.

Registro da 1ª reconstituição realizada.

Cerca de seis policiais da Rone estão no local com três viaturas fazendo a proteção da entrada. A ordem é que ninguém entra no prédio. Com movimentação pequena, a reconstituição quase passaria despercebida, mas a imprensa já se encontra na avenida João XXIII.

Foto: Fábio Lima/Cidadeverde.comA imprensa faz o acompanhamento da reconstituição por cima do muro. No momento, a polícia refaz a trajetória de Fernanda Lages entrando no prédio do Ministério Público através das obras da nova sede do TRT/PI.

Polícia prende quadrilha especializada em roubo de gado

Grupo pode ter dado prejuízo a mais de 15 fazendas

Do EPTV.com Notícias

Policiais civis e militares prenderam uma quadrilha especializada em roubo de gado na manhã de sexta-feira (7). Quatro suspeitos foram detidos, dois em Rifaina e dois em Pedregulho.

As investigações duraram cinco meses e envolveram as polícias de Rifaina e Sacramento. Segundo os policiais, pode ter chegado a 15 o número de roubos praticados pelo grupo.

Um quinto integrante da quadrilha já está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Franca. Os suspeitos foram encaminhados para a cadeia de Sacramento.

Polícia registra mais um assassinato em Arapiraca

Thayanne Magalhães, no Primeira Edição

Josiel Nascimento da Silva, de 24 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta sexta-feira (7) em Arapiraca. Segundo informações da polícia, o crime aconteceu em via pública. Dois homens armados teriam abordado a vítima e efetuado os disparos e, em seguida, fugiram a pé.

Nenhuma testemunha soube informar a identificação dos criminosos e a polícia não sabe a quem atribuir e o que teria motivado o assassinato.

Agentes do Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local para recolher o corpo.

Polícia Federal prende advogado que aplicou golpe de R$ 6 mi

Além da prisão do advogado José Luis Almirão e de Beatriz Jetelina Monteiro, Justiça Federal mandou seqüestrar bens do casal. Eles se apropriavam de benefícios previdenciários
Credito: Clebert Gustavo
Beatriz Jetelina, esposa do advogado José Luis Almirão, chegou à Delegacia da PF, na tarde de ontem, escondendo o rosto da imprensa. Almirão foi conduzido antes dela e despistou a imprensa usando um colete usado por policiais

Aline Rios, no JM News

Esquema criminoso descoberto pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF) levou ontem para a cadeia o advogado José Luís Almirão e sua esposa Beatriz Jetelina Monteiro, durante a operação RPV –nome dado em referência ao documento no âmbito da Justiça Federal, chamado de requisição de pequeno valor. Ambos são acusados de praticar reiteradamente os crimes de falsidade ideológica, uso de documentos falsos e apropriação indébita, lesando pelo menos 81 idosos, pessoas com deficiência e trabalhadores doentes de Ponta Grossa e de toda a região. Almirão e Beatriz teriam se apropriado de valores que chegam à cifra de R$ 6 milhões, decorrentes de condenações do INSS a título de benefícios previdenciários de auxílio-doença e aposentadorias.

Os prejuízos sofridos individualmente pelas vítimas envolvem valores que variam entre R$ 1 mil e R$ 101 mil. A Justiça Federal determinou o seqüestro de bens do casal, estimados em pelo menos R$ 10 milhões, que inclui imóveis de alto padrão, três carros de luxo e pelo menos uma dezena de obras de arte, entre elas, um quadro do século XVII avaliado em R$ 150 mil.

Polícia Judiciária detém incendiário em Santo Tirso

De A Verdade

A Policia Judiciária, através da Directoria do Norte, identificou e deteve um homem pela presumível autoria de um crime de incêndio florestal na zona de Santo Tirso.

O fogo foi ateado, no dia 1 de Outubro deste ano, através de chama directa, com a utilização de um isqueiro, sobre uma área florestal composta de povoamento misto, com árvores de médio e grande porte, só não atingindo grandes proporções dada a pronta intervenção de populares e dos bombeiros.

O detido, de 50 anos de idade, solteiro, aposentado, sem antecedentes criminais conhecidos, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.

A Polícia Judiciária já deteve 29 pessoas, durante este Verão, pela prática de crimes de incêndio florestal.

Polícia prende ao menos 200 manifestantes separatistas em Camarões

Do Opera Mundi

Ao menos 200 pessoas foram detidas no último sábado (01/10) na cidade de Buéa, ao oeste de Camarões, quando 400 manifestantes protestavam exigindo a independência da região britânica do país a poucos dias das eleições presidenciais. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (03/10) por fontes oficiais.

Segundo um membro da Agência de Segurança Nacional do país que pediu para não ser identificado, 205 pessoas foram presas por “se reuniram de forma ilegal, pois a manifestação não foi autorizada pelo governador regional de Buéa”.

O protesto, iniciativa do SCNC (Congresso Nacional do Sul de Camarões, nome em português), que reivindica a independência do território britânico do país, foi realizado no marco da celebração do aniversário da união das regiões britânica e francesa do país em 1º de outubro de 1961. Esse organismo reivindica desde 1994 a separação de seu setor, onde há grandes jazidas de petróleo.

Na quinta-feira, o SCNC exigiu em comunicado transmitido pela rádio privada de Buéa o boicote às eleições presidenciais de domingo, às quais concorre a chefe de Estado de Camarões Paul Biya, no governo desde 1982. Ele é um dos líderes africanos há mais tempo no poder.

Em 2008, o Parlamento de Camarões aprovou uma reforma constitucional que permita a Biya candidatar-se a uma nova reeleição neste ano.

Naquela época, o presidente tinha encerrado dois mandatos presidenciais com a Constituição vigente até então, e para poder concorrer a outro mandato o Parlamento teve de aprovar uma reforma da Carta Magna.

Adolescente suspeito de matar colega em “roleta russa” se apresenta à polícia

Ele disse que apontou a arma do crime, um revólver calibre 38, para o chão e atirou

Redação CORREIO 24 HORAS

O pai do jovem de 14 anos, suspeito de assassinar um adolescente de 15 durante uma “brincadeira” de roleta russa, apresentou o filho na manhã desta sexta-feira (30), na 34ª Delegacia Territorial (DT/Portão). O adolescente suspeito foi ouvido pela delegada plantonista Maria Daniele Souza Monteiro e falou sobre os motivos que o levaram a cometer o crime.

A delegada lavrou o auto de apreensão do adolescente e o encaminhou ao Ministério Público (MP). O fato ocorreu na tarde de quinta-feira (26) em um terreno baldio próximo à escola Estadual Kleber Pacheco, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. O adolescente de 15 anos foi morto com um tiro no peito.

A delegada informou que depois de cometer o crime, o adolescente foi até a sua casa, pôs algumas roupas em uma mochila e foi para a casa de uma tia, na localidade de Subaúma. Na manhã desta sexta-feira, o pai do jovem foi até onde ele estava escondido e o convenceu a se apresentar na delegacia.

Em seu depoimento, o garoto, segundo a Polícia Civil, não demonstrou sentimento de culpa pelo que fez. Ele disse que apontou a arma do crime, um revólver calibre 38, para o chão e atirou. A força do disparo fez com que a arma se levantasse, ficando apontada para o peito do colega, que acabou recebendo o tiro.

Dono da arma

O garoto disse também que o revólver pertencia a outro adolescente, que tem envolvimento com o tráfico de drogas na localidade de Pé Preto, em Portão. O traficante teria passado a arma para que ele a escondesse de uma blitz que era realizada pela Rondesp, naquele bairro, quando ia para a escola.

Versões para o crime

A delegada informou ainda que o depoimento de outro adolescente que testemunhou o crime, ouvido na tarde de quinta-feira, na 34ª DT, contradiz a versão do jovem que estava com arma.

Segundo ele, o garoto de 14 anos chamou os três colegas, que estudam na escola Estadual Kleber Pacheco de Oliveira, para ir até o terreno baldio próximo à escola para lhes mostrar o revólver. No local, ele retirou as balas do tambor e deixou no seu interior apenas um projétil.

Então, apontou a arma para o colega e atirou. Antes de atirar, no entanto, teria perguntado: “Querem ver eu matar alguém?”. A polícia irá investigar se o garoto que cometeu o homicídio também tem ligações com o tráfico.

O corpo do adolescente de 15 anos foi sepultado na tarde de hoje no Cemitério de Portão, em Lauro de Freitas.

Polícia Civil faz operação para apurar homicídios

Roberto Silva, em odiario.com

Uma operação desencadeada na manhã de ontem pela Polícia Civil de Maringá resultou na prisão de três rapazes suspeitos de envolvimento com o tráfico de entorpecentes e homicídios.

Comandada por dois delegados, a operação mobilizou cerca de 20 investigadores para dar cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário.

O delegado-adjunto da 9ª Subdivisão Policial (SDP), Najib Nassif Palma, explicou que a operação é fruto de um complexo trabalho de investigação iniciado pelo atual comando da Polícia Civil para tentar esclarecer uma série de homicídios ocorridos nos últimos anos na cidade e que estavam paralisados nos cartórios.

Ainda de acordo com Palma, as prisões poderão esclarecer as mortes de Diocinei Mendes dos Santos, 16 anos, morto a tiros, em junho passado, na Vila Morangueira, e do professor de História e acadêmico de Direito da UEM, Tiago Gustavo Crozatti Machado, assassinado, dia 20 passado, na Vila Esperança..

Com um dos presos, Valter Junior Barroso dos Santos, 21 anos, foram encontradas 66 pedras de crack e 40 munições de pistola 3.57 e um rádio de comunicação.

Com Eduardo Calvo Novaes, 18 anos, a polícia encontrou 36 munições calibre 380. Um adolescente, suspeito de envolvimento com os crimes, também foi detido em posse de dinheiro, mas liberado após prestar depoimento.

Segundo a polícia, Valter foi autuado por posse ilegal de munição de uso restrito e trafico de drogas, enquanto Eduardo foi autuado por posse ilegal de munição. Eles permanecerão presos em aguardo de decisão judicial.

Polícia queima 117 mil pés de maconha

Do Diário do Pará

A Polícia Federal de Belém, com apoio da Polícia Federal do Maranhão, realizou entre os dias 15 a 27 do mês a erradicação de maconha em uma região compreendida entre os Estados do Pará e Maranhão, mais propriamente nos municípios de Concórdia do Pará, Tomé Açu, (Ambos localizados no Estado do Pará) e Maracaçumé e Imperatriz (No Maranhão).

Ao final da exaustiva missão, os 60 policiais e servidores administrativos mobilizados na ação contabilizaram a erradicação de 117 mil pés de maconha, cujo produto, nocivo à saúde pública, foi queimado no próprio local.

Foram percorridos 67 pontos do plantio para proceder o trabalho de erradicação. Os policiais federais concluíram que se a droga chegasse ao mercado consumidor resultaria em 30 toneladas. Anualmente, esse tipo de ação policial é realizada com o planejamento elaborado pela Polícia Federal sempre com o apoio de outros órgãos de segurança. O local onde foi realizada a ação policial é propício para o cultivo da erva não só pelo solo fértil, mas pelo difícil acesso à própria região.

A exemplo do local compreendido entre os Estados do Pará e o vizinho Maranhão, a Polícia Federal realiza outras ações do gênero como, por exemplo, a região conhecida nacionalmente como o “Polígono da Maconha”, entre os estados de Pernambuco e Bahia, mais propriamente nos municípios de Juazeiro/BA, Salgueiro/PE e Petrolina/PE.

Parceiros

A Polícia Federal do Pará e Maranhão ainda contou com apoio do Grupo Tático Aéreo – GTA da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão, do Comando Aéreo Operacional da Polícia Federal (Brasília) e da Coordenação de Polícia de Repressão a Entorpecente (Brasília).

Força tarefa policial

Na ação, pelo menos 60 policiais estiveram envolvidos. Se a droga queimada viesse a ser triturada e se tornasse própria para consumo, renderia 30 toneladas de entorpecente.

Corregedoria vai apurar acidente envolvendo agente da polícia

Da Redação do 24Horas News

A Polícia Judiciária Civil informou em nota à imprensa que a Corregedoria Geral já abriu sindicância administrativa para apurar o acidente envolvendo o investigador Renato Santana da Rosa, na madrugada desta terça-feira (27). O policial deverá responder, em tese, por infração de segundo grau, de acordo com o inciso II, VII, XI, XVII, XXIV e XXV, com a Lei Complementar 407/10, Estatuto da Polícia Judiciária Civil.

O investigador lotado na Corregedoria Geral disse que havia saído durante o plantão para ir a sua casa jantar. Ao retornar perdeu o controle da viatura da Polícia Civil, colidindo na Floricultura Bela Flor, antiga Arte e Rosas, localizada na Avenida Isaac Póvoas esquina com a Marechal Deodoro, em Cuiabá.

A viatura foi rebocada e encaminhada à perícia, que vai avaliar os danos ao patrimônio, que deverá ser ressarcido pelo policial, assim como o custeio da reforma do estabelecimento comercial.

Polícia Civil elucida caso de assassinato

Assassinato / Reprodução - Rádio CidadeDo Diário de Araxá

A morte de uma mulher de 37 anos foi elucidada pela Polícia Civil (PC) após trabalhos de necropsia do Instituto Médico Legal (IML). Ana Cristina de Jesus foi encontrada morta nesta segunda-feira (26) pela Polícia Militar, com veneno para rato na boca, no bairro São Domingos.  Porém, a PC verificou que ela foi morta por enforcamento e não por suicídio devido ao veneno.

A partir daí, o principal suspeito, o ex-marido da vítima, Cristiano Willian da Silva, 35, foi ouvido e confessou o crime na Delegacia de Polícia Civil. O assassinato teria sido motivado por uma briga após a ex-mulher xingar a atual namorada do acusado.

Pelo fato de ter se apresentando à delegacia de forma espontânea, o ex-marido da vítima poderá aguardar o julgamento em liberdade. O corpo da mulher já foi liberado pelo IML para sepultamento nesta terça-feira (27). A vítima era mãe de um menino de 8 anos do relacionamento com o suspeito.

Polícia do PA divulga imagem de aliciadora

Mulher conhecida como Anne teria levado adolescentes para dentro de uma colônia penitenciária de Santa Izabel
 / Foto: Tarso Sarraf/AE
Mulher teria também drogado a garota antes de entregá-la aos detentos

Da Redação da Band Cidades

A Polícia Civil do Pará divulgou neste sábado o retrato falado da mulher que teria aliciado adolescentes no caso da Colônia Agrícola Heleno Fragoso, na cidade de Santa Izabel, a 50 km de Belém, no Pará. Segundo informações da polícia, a mulher é conhecida como Anne.

Na última semana, uma adolescente de 14 anos afirmou ter sido abusada sexualmente por mais de dez detentos durante quatro dias que passou na unidade prisional. Ela afirmou que foi levada pela suposta aliciadora, mas conseguiu fugir do local.

A suspeita também seria responsável por drogar a garota antes de ela ser forçada a fazer sexo com os presos.

A reprodução das características faciais da suspeita foi confeccionada pela equipe de Serviço de Perícia Iconográfica e de Retrato Falado da Diretoria de Identificação da Polícia Civil. A imagem foi feita a partir do depoimento da adolescente.

O caso está sendo apurado por meio de inquérito. Na última terça-feira, o governo do Pará anunciou a exoneração do diretor da Susipe (Superintendência do Sistema Penal), major Francisco Mota Bernardes.

Segundo o Secretário de Segurança Pública do Estado, Luiz Fernandes Rocha, Bernardes “não foi ágil em tomar providências quando tomou conhecimento das irregularidades na Colônia Penal”.

Polícia prende jogador Breno por colocar fogo em sua casa

O zagueiro do Bayern de Munique, formado nas categorias de base do São Paulo, é suspeito de ter provocado intencionalmente o incêndio que destruiu a própria residência na Alemanha

Do Diário de S. Paulo

O zagueiro brasileiro Breno, do Bayern de Munique, deixou de ser vítima e passou a ser o principal suspeito de causar o incêndio que destruiu sua casa em Munique, na terça-feira. Ontem, o jogador revelado nas categorias de base do São Paulo foi preso preventivamente pela polícia alemã, receosa de que ele pudesse fugir, antes da conclusão das investigações.

Breno estava sozinho em casa na hora do incêndio. Sua mulher Renata e os três filhos haviam saído. De acordo com a imprensa alemã, o atleta passa por uma fase difícil no casamento. Desde 2008, quando chegou ao Bayern, ele tem sofrido uma série de lesões e não conseguiu se firmar como titular da equipe. Temendo pelo futuro da carreira, ele entrou  em depressão.

Segundo o jornal alemão “Münchner Merkur”, na última semana, por recomendação do Bayern, o atleta procurou um médico no Instituto Psiquiátrico Max-Plach, em Munique, para buscar ajuda psicológica.

Os dirigentes do clube garantiram que vão dar total apoio ao jogador e à família dele. De acordo com outro jornal local, o “Bild”, a família de Breno encontra-se hospedada em um hotel, mas o Bayern já está providenciando um apartamento para acomodá-los.

Em nota,  o Grupo Sonda, que administra a carreira do zagueiro de 21 anos, defendeu o jogador das acusações feitas contra ele. “São infundadas as suspeitas sobre a autoria do incêndio que destruiu sua casa na Alemanha. O jogador está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos”, afirma o texto do comunicado.

O lateral brasileiro Rafinha, companheiro de equipe de Breno, também saiu em defesa do amigo. “Sabemos que ele não tem jogado, não é fácil para ele. É um bom amigo. Se possível, vou ajudá-lo.”

Ontem, os bombeiros informaram  que o incêndio começou em um dos quartos de hóspedes. O imóvel teve perda total e o prejuízo  estimado até agora é de, aproximadamente, um milhão de euros (cerca de R$ 2,53 milhões).

Polícia: ex-juiz Godói atropela 1 e é preso com sinais de embriaguez

Do Portal Terra

O ex-árbitro de futebol e comentarista Oscar Roberto Godói, 56 anos, atropelou uma pessoa e foi preso com sinais de embriaguez na tarde deste sábado em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, informou a polícia. Agentes da delegacia da cidade não souberam dizer se Godói fez o teste do bafômetro, mas confirmaram que, após ouvido, ele foi encaminhado para o hospital do município, onde passou por exame de sangue para que seja constatada a dosagem alcoólica em seu organismo.

Às 19h30, ainda não havia informações sobre a identidade da vítima, mas agentes da delegacia local afirmaram que ela passava bem no pronto-socorro central do município. O acidente ocorreu por volta das 16h na rua Amilton Prado. Do hospital, Godói retornou para a delegacia, cujo titular estava ausente, em diligência de homicídio, quando o Terra contatou a polícia.

Em fevereiro deste ano, Godói foi baleado em São Paulo em uma tentativa de assalto no bairro de Perdizes, zona oeste da capital. A polícia prendeu um homem suspeito em maio, detido em flagrante por tráfico de drogas, e Godói reconheceu o homem como autor dos disparos. O ex-árbitro foi atacado quando chegava para um jantar em um prédio onde moram amigos. De acordo com a polícia, ele reagiu quando tentaram roubar seu veículo, entrando em luta corporal com o criminoso, e foi atingido por quatro disparos – de raspão embaixo do braço, em uma das pernas, um à queima-roupa no peito e outro no pescoço.

Delegados de Polícia mantêm indicativo de paralisação

Da Rádio Fandango

Os delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Sul não abrem mão de realinhamento salarial com procuradores. A decisão foi tomada em encontro que reuniu neste sábado cerca de 250 delegados, entre aposentados e da ativa. A categoria deve enviar ao governador Tarso Genro uma carta com este e outros pedidos. Caso a proposta não seja aceita, o indicativo de paralisação está mantido.

Enquanto o salário inicial de um procurador chega a R$ 15 mil, o vencimento de um delegado no início da carreira é de R$ 7 mil. O presidente da associação da categoria, Wilson Muller Rodrigues, destaca que há dez anos os delegados ganhavam o mesmo que um procurador e já existe entendimento favorável no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a medida.

O governo já havia acenado que não seria possível implementar a medida, pois significaria praticamente dobrar o salário dos 943 delegados, 561 ativos e 382 inativos.

Ontem, terminou sem acordo reunião entre o Palácio Piratini e escrivães, inspetores e investigadores da Polícia Civil. A Ugeirm Sindicato pede 25% de reajuste salarial e o governo ofereceu entre 10% e 13%.

Polícia prende traficante com dólares e carros

Homem mantinha escritório em Quatro Marcos, droga era comprada na Bolívia
Dólares foram encontrados em escritório em São José dos Quatro Marcos pela polícia

Do Midia News

Policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) prenderam um traficante que mantinha duas casas – uma no Bairro Dom Aquino, em Cuiabá, e outra no município de São José dos Quatro Marcos (a 315 quilômetros da Capital).

Na pequena cidade, o homem mantinha um escritório onde encomendava e recebia cocaína da Bolívia a trazia para abastecer as bocas-de-fumo da Capital.

Ontem (23), os policiais apreenderam 30,8 mil dólares escondidos em Quatro Marcos, que seriam destinados a compra de cocaína. O entorpecente era negociado em Cuiabá. Na casa, os policiais apreenderam uma picape S 10 e um Saveiro, utilizados para o transporte do entorpecente.

No bairro Dom Aquino, em Cuiabá, o traficante, um homem de 32 anos, foi preso com duas balanças de precisão, com resquícios de drogas, R$ 397,00, um caderno de contabilidade do tráfico e três celulares no bolso suspeito. Em um deles havia várias mensagens relacionadas ao tráfico de drogas.

“O suspeito confessou que vendia e transportava considerável quantidade de droga para vender em Cuiabá e Várzea Grande”, informou o delegado, Gustavo Garcia.

Segundo os policiais, após a prisão foi possível localizar o dinheiro na casa dele naquela cidade. O pacote de dólares estava escondido num compartimento especial, dentro do guarda-roupa.

As investigações apontam que ele deveria comprar mais um carregamento – o dinheiro seria suficiente para cerca de cinco quilos e trazer para o Bairro Dom Aquino.

Crime na escola: Menino não gostava da professora, afirma polícia

Rosileide Queiros de Oliveira, 38 anos, era vista como ‘linha dura’ pelos alunos da escola. Ficha de Davi Mota Nogueira não tinha ocorrências e estudante era tido como exemplar pela direção

Do Diário de S. Paulo

Filho de um guarda civil municipal, criado em uma família evangélica, aluno exemplar. Esse é o perfil de Davi Mota Nogueira, 10 anos, um menino tímido, que tinha  poucos amigos e dificilmente falava em sala de aula. Na tarde desta quinta, ele atirou contra a professora de português Rosileide Queiros de Oliveira e se matou.

Antes de disparar, Davi fez um desenho semelhante à cena que aterrorizaria a todos que estavam na classe minutos depois: um menino com duas armas, um professor e um balão com os dizeres “eu com 16 anos”. A imagem foi apreendida pela polícia e será analisada.

O estudante Luan Pereira, 15 anos, disse que a timidez de Davi era motivo de gozação. Segundo o adolescente, o menino tinha dificuldade para se relacionar com os colegas e não gostava da professora, vista como repressora e exigente pelo restante dos alunos. A informação foi confirmada pelo delegado Francisco José Alves Cardoso, chefe da Delegacia Central de São Caetano. “Pelo que apurei, o menino não se dava bem com a Rosileide.” O delegado disse que vai investigar se o garoto sofria bullying.

Bagunceiro

A professora também não gostava de Davi. É o que garante Luiz Eduardo, namorado há dez meses de Rosileide. “Não sei se era sobre esse aluno especificamente, mas ela falava de um menino que o pai era GCM de São Caetano e que tinha problemas psicológicos”, disse. A educadora teria contado que ninguém tomava providências em relação ao aluno e, na opinião dela, o menino deveria estar em um colégio especial. Sua visão sobre o garoto contrasta com a descrição dada por Luan para Rosileide, Davi era hiperativo, batia nos colegas, maltratava as crianças e tinha brincadeiras que fugiam da normalidade.

Ainda segundo Luiz Eduardo a professora  comunicou o que acontecia à direção da escola, mas nada foi feito. “A coordenadora da escola sabia, mas tudo foi relatado verbalmente, não tem nada no papel”, disse.

Funcionários da escola relataram à polícia que Davi era um aluno normal, aplicado e sem nenhuma queixa por parte de alunos ou professores.

Em abril,  massacre em escola do Rio  deixou 12 mortos

Em 7 de abril, Wellington Menezes, ex-aluno da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, entrou no local armado alegando ser um palestrante. Ele atirou nas crianças dentro das salas de aula e matou  12 alunos. Outros 13 adolescentes foram feridos. Todos tinham entre 12 e 14 anos.

O massacre só não foi maior porque uma criança, mesmo ferida, conseguiu fugir e encontrou dois policiais no caminho. Eles entraram na escola e encontraram Wellington se preparando para subir o terceiro andar da escola, onde vários alunos estavam escondidos em outras salas e no anfiteatro.

O atirador, que já tinha disparado mais de 60 vezes, resistiu, foi alvejado na perna e caiu. Ao perceber que seria preso, atirou contra a cabeça e se matou.

Em uma carta e vídeos encontrados depois em sua casa, Wellington detalha a preparação do ataque. As investigações confirmaram que ele apresentava um comportamento estranho desde que a mãe adotiva morreu, em 2010. Filho de mãe com problemas mentais que tentou o suicídio, Wellington  foi adotado ainda criança. Tímido e retraído, segundo vizinhos, ele fazia poucas referências sobre a vida pessoal. Nos seus relatos se dizia vítima de discriminação quando criança na escola onde fez suas vítimas.

Em junho, a última vítima de Wellington, Thayane Tavares Machado, de 13 anos, saiu do hospital. Vários alunos que morreram deram nome a creches no Rio.

Opinião
Elizabeth Costa Pinto, Psicanalista

Realengo pode ter inspirado crime em escola

É padrão que uma tragédia como a de Realengo se torne modelo para crimes semelhantes. É provável que Davi tenha se inspirado nesse caso antes de agir. O fato de uma criança levar uma arma à escola demonstra total falta de freio em sua formação. O que aconteceu tinha um planejamento e o suicídio é uma fuga da culpa. É nítido que esse garoto tinha um problema que já havia sido revelado em casa, mesmo que por um clima, um olhar. A única prevenção é fazer com que os pais realmente olhem para seus filhos.

Polícia apreende 316 kg de cocaína em plantação de banana em Pedro de Toledo

No total, foram encontrados 298 tabletes de cocaína enterrados
Divulgação/ PRF
Foi necessário escavar em meio aos pés de banana para localizar a droga

Do R7 Notícias

A Polícia Federal, na madrugada de domingo (18), na região de Pedro de Toledo , prendeu três pessoas e apreendeu 316,75 Kg de cocaína enterrada num sítio no bairro de Marianos.

Participaram da ação 12 policiais federais, que, através de investigações, obtiveram êxito na localização da droga que estava enterrada no meio de uma plantação de bananas. Havia vários recipientes contendo em seu interior 298 tabletes de cocaína. Foi preciso escavar em meio aos pés de banana para localizá-los.

Além da droga, foram apreendidos também um caminhão, três veículos de passeio, uma espingarda e uma pistola.

Os detidos foram conduzidos à Polícia Federal em São Paulo e responderão pelo crime de tráfico de drogas.

DF: menino é usado de escudo em troca de tiros com a polícia

Do Portal Terra

Um menino de 11 anos foi usado de escudo, por parentes, em uma troca de tiros com a Polícia Militar de Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal, neste sábado pela manhã. Segundo o 8º Batalhão de Ceilândia, os policiais abordaram os bandidos para revista de rotina, quando um deles começou a atirar. A criança foi atingida na cabeça, tórax e pernas e foi encaminhada para o Hospital Regional de Ceilândia. No entanto, ela deverá ser transferida para o Hospital de Base.

A polícia acredita que os bandidos sejam pai e tio do garoto. A PM também afirma que os dois bandidos já tinham passagens pela polícia e que eles estavam armados com revólveres calibre 38 e 40.

Polícia americana prende 20 em igreja que funcionava como bordel

Localizada em Phoenix, as sessões sexuais custavam até US$ 650 dólares

Polícia americana prende 20 em igreja que funcionava como bordelDo Notícias Gospel

Na última sexta-feira, 9, a polícia americana prendeu 20 pessoas em uma igreja em  Phoenix, no estado do Arizona (EUA), onde funcionava um bordel, de acordo com a reportagem da TV “ABC”.

Pelo que foi noticiado, a igreja de fachada cobrava até US$ 650 dólares, o equivalente a cerca de R$1100,00, para  as sessões “para curar bloqueios sexuais” e também oferecia aulas com brinquedos eróticos. A polícia descobriu evidência de que os membros da igreja realizavam atos sexuais em troca de “doações”.

Entre os presos estava a fundadora do templo, Tracy Elise que tinha sido envolvida com um esquema semelhante em Seattle. Outros 17 suspeitos são procurados pela polícia após uma investigação de seis meses. Com informações G1

Homem que pretendia matar chefe da Polícia Civil é preso

De acordo com informações recebidas pelo Disque-Denúncia, criminoso teria uma lista com pessoas que deveriam ser mortas

De O Dia Online

Após informações recebidas pelo Disque-Denúncia, policiais da 41ª DP (Tanque) prenderam, nesta sexta-feira, Armando Luiz Ramos, 40 anos. O criminoso teria uma lista com nomes de pessoas que deveriam ser mortas, que inclui o da chefe de Polícia Civil, Martha Rocha.

De acordo com o delegado titular da unidade, Fernando Albuquerque, o homem foi preso após uma semana de monitoramento feito pelos agentes da 41ª DP. Segundo as informações da denúncia, o bandido andaria armado e se identificava como ex-PM. Ao realizarem pesquisas, os policiais verificaram que ele nunca foi policial militar.

Ainda segundo o delegado, contra o preso estão expedidos dois mandados de prisão por roubo, pela 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça e Vara de Execuções Penais. Ele foi preso em casa, na Zona Oeste do Rio

Explosivos (300 kg) apreendidos em Itaperuna vão ficar em poder da polícia

Material estava sendo transportado sem autorização por uma rodovia federal

Do R7, em Campos

Agentes da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), da Polícia Civil, estiveram em Itaperuna, no noroeste do Estado do Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira (2), para analisar e buscar os 300 kg de explosivos que foram apreendidos pela equipe do Batalhão de Itaperuna (29º BPM), em uma operação conjunta com o Exército e a Polícia Federal, na BR-356, rodovia que liga o norte fluminense a zona da mata mineira, durante a madrugada. O material vai ser levado ainda nesta sexta-feira para o DFAE (Divisão de Fiscalização de Cargas e Explosivos), na capital.

Os explosivos estavam em uma caminhonete que seguia para Macaé, no norte do Estado. Os policiais interceptaram a carga depois que o serviço reservado da PM recebeu uma denúncia que uma empresa estaria enviando meia tonelada do material pela rodovia sem autorização. O transporte de cargas explosivas deve ser feito em um veículo especial, com identificação, e com autorização do Exército.

Segundo os policiais, a carga estava na caçamba de uma caminhonete sem nenhuma identificação do que estava sendo transportado. O motorista não tinha nota fiscal nem autorização para circular com a mercadoria.

Os explosivos, normalmente usados para quebrar pedras, eram de propriedade de uma empresa com sede em São Paulo. Os 300 kg eram compostos por brinel, um explosivo de baixa potência, dinamite e cordel.

A advogada da empresa esteve na Delegacia de Itaperuna (143ª DP) na tarde desta sexta-feira. Ela apresentou a nota fiscal da carga. O motorista, que ficou detido durante todo o dia, vai responder por transporte ilegal de material explosivo.

Megaoperação da polícia detém 7 na zona Sul de Ribeirão

Entre os detidos está o suspeito de atirar em empresário durante roubo de bicicleta; ação das polícias Civil e Militar se concentrou no Jardim Progresso e Jardim Marchesi
Policial conduz suspeito detido para a DIG de Ribeirão - Foto: F.L.Piton / A Cidade

Da reportagem do EPTV.com

Uma megaoperação das polícias Civil e Militar nesta sexta-feira (2), em Ribeirão Preto, prendeu cinco pessoas e deteve outros dois suspeitos, nos bairros Jardim Progresso e Jardim Marchesi, zona Sul. Um dos detidos é suspeito de atirar no empresário Sérgio Buonarotti durante roubo de sua bicicleta, no dia 6 de agosto, no Anel Viário Sul. O outro é suspeito de roubar e estuprar uma mulher.

A operação conjunta cumpriu 20 mandados de busca e apreensão e envolveu 200 policiais militares e civis em 57 viaturas da área do Deinter-3 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior), além do helicóptero Águia da PM (Polícia Militar).

Clique aqui para ver fotos da megaoperação

Os cinco presos são suspeitos de tráfico de drogas, receptação e posse ilegal de arma. Com eles a polícia encontrou uma arma calibre 44, 323 cápsulas de cocaína, além de 2.521 CDs e DVDs piratas e 564 mídias de jogos eletrônicos falsificadas.

Segundo os responsáveis, a operação partiu do serviço de inteligência da PM e Polícia Civil.

“Em que pese a grande maioria da população daquela área ser produtiva e ordeira, nós detectamos que as pessoas que praticam assaltos em residências e a transeuntes na zona Sul são do Jardim Progresso e Jardim Marchesi”, afirmou o tenente-coronel da PM, Salvador Loureiro Júnior

Polícia Militar faz operação neste fim de semana para combater furtos a caixas eletrônicos em SP

Operação “Força Total” deve reunir 300 policiais no Grande ABC

Do R7 Notícias

A Polícia Militar continua neste domingo (5) com a operação de combate ao crime na região do Grande ABC, em São Paulo, neste fim de semana. A ação, batizada de “Força Total”, começou às 14h deste sábado (4) e só deve ter fim na segunda-feira (6), às 6h.

A concentração de viaturas deve ocorre às 18h, na rua Valdemar Matei com a rua Henrique Calderazzo, na Vila Assunção, em Santo André.

Ao menos 300 policiais, 110 viaturas e 45 motos serão mobilizados nos dois dias da operação. O objetivo da PM é combater principalmente os furtos a caixas eletrônicos, além do crime organizado, roubos, furtos, latrocínios (roubos seguidos de morte), assassinatos e tráfico de drogas.

Os policiais também irão combater à imprudência no trânsito através da conscientização da direção segura e medidas preventivas de policiamento.

A Polícia Militar pede que a população entre em contato com a corporação para fazer denúncias que ajudem a combater o crime organizado, por meio dos telefones 190, da PM, ou 181, do Disque Denúncia. (Saiba como entrar em contato com a polícia)

Polícia prende filho de vereador por tráfico de drogas em Peruíbe (SP) – Veja o vídeo

Do Notícias R7

Mais de um quilo de maconha foi encontrado no porão da casa do rapaz, de 22 anos. Uma balança de precisão também foi apreendida.

Polícia não tem pista de pistoleiros que executaram mulher em Ponta Porã

Jeozadaque Garcia, com Mercosul News, no Midiamaxnews

A Polícia Civil está tentando identificar os autores do assassinato da dependente química Selma Espíndola, de 25 anos, executada com cinco tiros na noite de domingo, por volta das 20h40, na área conhecida como ‘cracolândia’, em Ponta Porã.

A vítima estava atrás de algumas barracas, quando um homem se aproximou e começou a atirar. Ela ainda correu, mas caiu em frente ao ponto final de transporte coletivo urbano de Ponta Porã. Ela foi atingida por quatro tiros de pistola calibre 380 no tórax e um no braço esquerdo.

Testemunhas teriam visto dois homens parar um carro do lado paraguaio. Um teria descido e entrado entre as barracas, onde efetuou os disparos e depois fugiu no carro no qual seu comparsa o aguardava. Os peritos recolheram cinco cápsulas deflagradas de pistola, as sandálias e uma bicicleta da vitima.

Após os levantamentos, o corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Porã, onde ficou à disposição de familiares. Ontem de manhã a Polícia Militar realizou batidas na linha internacional, onde o crime ocorreu. O caso está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial.

Polícia fecha ponto de venda de drogas chefiado por adolescentes em S. Gabriel

Jovens de 16 e 17 anos vendiam entorpecente em casa, segundo a Polícia
(foto: Divulgação/Polícia Civil)
Material apreendido pela Polícia Civil no ponto de drogas fechado nesta segunda

Anderson Viegas, do Jornal Dia a Dia

A Polícia Civil fechou na manhã desta segunda-feira (24) um ponto de venda de drogas que era comandado por um casal de adolescentes, de 16 e 17 anos, em São Gabriel do Oeste, a 133 quilômetros de Campo Grande, na região Norte do Estado.

No local foram apreendidas cinco trouxinhas de maconha, um simulacro de arma de fogo (pistola de brinquedo), vários celulares e R$ 72 em dinheiro, além dos dois jovens.

Segundo o delegado Gustavo Ferraris, que comandou a operação, o rapaz, apesar de ter apenas 16 anos, já tem várias passagens pela Polícia por tráfico de drogas e, inclusive, participou em agosto do ano passado de um roubo, cumprindo, por isso, 26 dias de medida sócio-educativa.

Ferraris, diz que em razão deste histórico, o jovem estava sendo monitorado há alguns dias e que nesta segunda-feira, diante de várias evidências de que a casa onde ele morava com a mulher estava sendo usada como ponto de venda do entorpecente, a ação foi deflagrada.

De acordo com o delegado, somente no ano passado, a Polícia Civil fechou em São Gabriel do Oeste 15 pontos de vendas de drogas, prendendo 32 pessoas.

Os dois jovens apreendidos nesta segunda estão na Delegacia de Polícia Civil do município, a disposição da Justiça.

Operação da Polícia Militar recupera dois veículos

Dois veículos apreendidos, 986 pessoas e 481 veículos abordados, além de dez boletins de ocorrências registrados

Dana Campos, do Expresso MT

Esse foi o resultado da operação “Saturação”, desencadeada na área do 1º Batalhão de Polícia Militar, que abrange cerca de 40 bairros, entre os dias 06 e 09 deste mês.

O objetivo da ação, segundo o comandante do 1º BPM, tenente coronel Valter Silveira dos Santos, era proporcionar maior sensação de segurança à população da região. Para isso foram empregados 60 policiais, sendo 12 da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), que foram distribuídos em duas escalas de serviço; e 11 viaturas, sendo três da Rotam. Esse efetivo foi responsável para a realização de seis barreiras policiais, nas quais possibilitou a revista de 780 pessoas, dessas 56 com passagens policiais. Uma delas foi presa em flagrante por receptação de um veículo.

“Nessa operação, o nosso foco foi aumentar a sensação de segurança sentida pela comunidade em geral, pois, ao deparar com uma barreira policial ou até mesmo com uma revista em pessoa ou veicular, a população sente a presença da Polícia Militar e, com isso, acaba tendo uma sensação de segurança maior”, afirmou.

Sensação comprovada pelo segurança Geraldo Costa dos Santos, de 44 anos. Ele trabalha no Centro Comercial Morro da Luz e diz que as ações policiais realmente têm reduzido a criminalidade na região. “Há oito anos que estou aqui e já diminuiu muito a violência na região. Antes eu via muitos casos de roubo e furto. Hoje diminuiu bastante. Só que a PM tem que manter esse trabalho para a gente continuar trabalhando com mais tranquilidade”, pediu.

Outro que declarou importante a ação da Polícia Militar foi o também segurança, Arlindo Amadeu Fernandes, de 56. Conforme ele, uma ação rápida da PM, por meio dos policiais da Rotam, impediria uma possível tentativa de furto junto à agência da Caixa Econômica Federal, na quinta-feira (06-01). “Nosso supervisor chegou para fazer o trabalho de checagem de rotina, quando o alarme soou e, em menos de cinco minutos, a polícia cercou o prédio. Foi muito rápido, e se fosse uma ação criminosa, com certeza, a Polícia Militar teria evitado o crime”, afirmou.

De acordo com o comandante do Comando Regional de Cuiabá (CRI), o coronel Zaqueu Barbosa, essa operação será realizada em todas as regiões da capital, com o intuito de contribuir ainda mais para a redução dos índices de criminalidade e proporcionar maior sensação de segurança à população. “A presença física de policiais nas ruas, abordando, fazendo revistas, faz com que a população perceba de maneira mais direta a ação da Polícia Militar”, diz.

Polícia investiga assassinato de vereador do Guarujá

Luís Carlos Romazzini (PT) foi morto dentro de casa nesta sexta-feira (26). Investigações iniciais indicam que criminosos não queriam roubar nada.

Do G1 SP

A polícia investiga o assassinato do vereador do Guarujá Luís Carlos Romazzini, PT (foto), de 45 anos, morto a tiros dentro de casa, na madrugada desta sexta-feira (26), no distrito de Vicente de Carvalho. Nenhuma hipótese é descartada, mas investigações iniciais indicam que os criminosos não tinham intenção de roubar nada, mas visavam apenas atingir o político que estava em um segundo mandato.

Vizinhos disseram ter ouvido o vereador abrir o portão por volta das 2h. Em seguida, foram disparados vários tiros.

O vereador estava acompanhado da mulher, que teria ouvido os disparos. Quando ela foi ver o que tinha acontecido, a esposa encontrou o marido caído e atingido por seis tiros.  Ele chegou morto ao hospital.

Amigos disseram que ele vinha recebendo ameaças. O assassinato aconteceu horas depois de o vereador ter registrado um boletim de ocorrência comunicando uma tentativa de invasão da sua casa.

Polícia prende suspeito de matar esposa em Peruíbe

Agência Estado, Com informações de A Tribuna

A Justiça determinou neste domingo a prisão temporária do empresário José Carlos Ramos de Oliveira, de 60 anos, morador de Barueri, na Grande São Paulo, suspeito de assassinar a mulher Alcione Oliveira Costa de Oliveira, de 56 anos, em Peruíbe, no sábado, onde a família tem casa de veraneio.

Após denúncia, o corpo de Alcione foi encontrado por policiais militares às 9h30 de domingo, em um terreno baldio atrás do colégio Oswaldo Herrera, na Estrada Armando Cunha, Vila Peruíbe. O corpo estava sem blusa, com sinais de agressão no rosto, um saco plástico amarrado na cabeça e envolto por um tapete e dois colchonetes, segundo a Polícia Civil.

O marido da vítima aguardava na fila da Delegacia Central de Peruíbe para informar o suposto desaparecimento de Alcione, quando policiais militares chegaram ao local para registrar a descoberta do corpo. À polícia, o empresário declarou que Alcione havia saído de casa às 19 horas do sábado em seu Volkswagen Fox e não retornou.

Ao longo deste domingo, indícios colhidos pela investigação apontaram o marido como suposto autor do crime e ele foi preso. Segundo a Polícia Civil, a pedido do delegado, a ordem de prisão temporária pelo prazo de trinta dias foi expedida na mesma data pela juíza de plantão da comarca de Itanhaém.

O carro de Alcione foi localizado na noite de domingo na região da Vila Penteado, zona norte da capital, por policiais civis do Grupo de Operações Especiais (GOE). Um suspeito, detido a bordo do veículo, foi encaminhado ao 72º Distrito Policial, na Vila Penteado.

Agressões constantes

Segundo informações da Polícia Civil, Alcione já havia registrado diversos boletins de ocorrência de agressão contra o marido na Delegacia da Mulher de Peruíbe e seu corpo estava com pulseiras e brincos de ouro, o que afastaria a tese de latrocínio (roubo seguido de morte). Na casa de veraneio do casal, os policiais também apreenderam um tapete semelhante ao usado para envolver o corpo da vítima.