Arquivos de tag:

Moradores se revoltam com motociclistas e penduram faixa com aviso e ameaça: ‘Sujeito a cacete’

Moradores se revoltam com bagunça de motociclistas e penduram faixa com aviso e ameaça em Peruíbe, SP — Foto: Reprodução/Facebook
Moradores se revoltam com bagunça de motociclistas e penduram faixa com aviso e ameaça em Peruíbe, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Do G1 Santos e Região

Moradores de um bairro de Peruíbe, no litoral de São Paulo, estão revoltados com os barulhos de escapamentos e manobras perigosas feitas por motociclistas durante a noite e aos fins de semana. A revolta é tanta que duas faixas foram penduradas alertando e ameaçando os motociclistas que fazem bagunça na região.

“Proibido tirar de giro e chamar no grau. Sujeito a cacete. Não vamos aceitar essas coisas na comunidade, etc.”, diz as faixas que foram penduradas no bairro Jardim dos Prados.

Tirar de giro” é quando o motociclista aperta a embreagem da moto até ela fazer um barulho alto, que causa o incômodo na vizinhança. Já “chamar no grau” é empinar a moto, uma manobra perigosa. Ambas as práticas são proibidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (leia mais abaixo).

O aviso deixa claro, ainda, que o motociclista que burlar as “regras” da comunidade estará “sujeito a cacete”. As faixas foram vistas pela primeira vez na noite de sábado (23), nas avenidas Darcy Fonseca e Tota, ambas no Jardim dos Prados.

Um morador do bairro de 43 anos, que preferiu não se identificar, disse que a bagunça acontece, principalmente, durante a noite e aos fins de semana. “O pessoal sempre reclama por aqui, incomoda muita gente”, disse. Ele não sabe quem poderia ter pendurado as faixas.

Procurada pelo g1, a Secretaria Municipal de Defesa Social informou, por nota, que, por se tratar de perturbação da ordem pública, a legislação sobre o assunto atribui como ocorrência que deve ser tratada pela Polícia Militar.

A pasta orientou os moradores a acionarem a Polícia Militar quando situações do tipo acontecerem. Disse, ainda, que também coloca a Guarda Civil Municipal à disposição da PM para apoio, quando necessário, inclusive em ações que acontecem com frequência por meio de operações de força-tarefa.

Código de Trânsito Brasileiro

Tanto o barulho alto proposital quanto empinar a moto são práticas proibidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), na Lei 9.503/1997. Ambas as infrações são penalizadas com multas e retenção do veículo. Veja detalhes abaixo:

Art. 230. Conduzir o veículo:

XI – com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante;

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – retenção do veículo para regularização.

Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor:

III – fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda;

Infração – gravíssima;

Penalidade – multa e suspensão do direito de dirigir;

Medida administrativa – retenção do veículo até regularização e recolhimento do documento de habilitação.

Vigilante bancário é executado com seis tiros na porta de casa em Peruíbe

Cão salva menina de 12 anos ao lutar com cobra e acaba internado: ‘Herói’

Idoso que passeava com cachorro morre atropelado por carro em Peruíbe, SP

Juninho é reeleito em Prados com 58,36% dos votos válidos

Juninho e esposa aparecem na sacada de casa após as urnas confirmarem sua reeleição

Da Redação

Diferente do que chegou a ser anunciado ontem durante a apuração, a diferença de votos que o prefeito Juninho do Lester teve à frente do candidato do PT foi de 965 votos.

Ontem, em meio à euforia da contagem dos votos, e vendo que Juninho seguia vencendo urna após urna, correligionários mais entusiasmados falavam em 1.300 os votos de Juninho à frente do adversário. Por volta das 23hs, o WhatsApp disseminava a informação do fechamento com contagem “exata” de 1.704 votos como sendo a diferença entre o primeiro e o segundo colocado.

Com o sistema de apuração do TSE travado (ao que tudo indica por conta de um ataque de hackers), não restou muita alternativa senão aguardar pela manhã de hoje quando então os resultados já eram tidos como de 100% dos votos apurados.

Para os emplumados tucanos mais entusiasmados o que vale mesmo é a vitória. “Poderíamos ter vencido por um voto, mas o certo é que já sabíamos de antemão que ganharíamos esta eleição”, lembrou um eleitor do Juninho.

Repetindo a dose

Embora diminuindo 1,01% dos 59,37% com que Juninho do Léster vencera a eleição de 2016 sobre seu adversário daquele momento, a reeleição do atual prefeito mantém a tradição da continuidade por dois mandatos de um mandatário que, afinal, agradou o povo em seu primeiro governo, como aconteceu no passado com o próprio Gustavo Gastão (PT) e o saudoso Paulo Valle (PSDB), ambos prefeitos por dois mandatos.

A julgar por este registro, e pelo que se pode confiar da continuidade de um governo sério, honesto e extremamente comprometido com as demandas que surgem do povo, já é de se prever facilidade de também Juninho do Léster fazer seu sucessor em 2024.

Próxima Câmara em Peruíbe poderá contar com oficiais de segurança

Da Redação

Pela primeira vez na história político-eleitoral de Peruíbe, os eleitores e eleitoras terão oportunidade de eleger 15 vereadores que, além de estarem efetivamente preparados para o exercício da lide legislativa, é bem certo se constituírem de cidadãos de respeito, honestos, que fizeram (ou estão fazendo) carreira nas forças de segurança de São Paulo e do Brasil, o que, por si só, já é bastante credencial para recomendá-los para o voto popular.

A começar pelo delegado aposentado de polícia federal Gesival Gomes de Souza (PSDB – 45357), que pode ser considerado “filho” de Peruíbe, e que teve brilhante folha de serviços prestados à PF, razão de orgulho para a cidade, este ano Peruíbe conta com outros 14 candidatos ao Legislativo que são, em sua grande maioria, policiais militares, com destaque para os oficiais Coronel Wilson Pratt Corres (PSL – 17190), Major José Romeu Dutra (PSDB – 45190), Major Sebastião José de Oliveira (PATRIOTA – 51190), Capitão Américo de Oliveira Pimentel (PV – 43363) e Capitão Dimitrius Rosa Mendonça Falcão (PSB – 40190).

Além destes oficiais, estão entre os candidatos também o Sargento Sérgio dos Santos (PATRIOTA – 51001), e o Sargento (Reformado) José Pedro Gomes de Oliveira (PSDB – 45123), este último candidato à reeleição como vereador. Dois cabos e outros soldados (reformados e da ativa) se somam a um policial civil para completar o quadro de profissionais que, se eleitos, podem fazer crucial diferença nos destinos do legislativo peruibense (veja relação completa abaixo).

Maior segurança, menos tentação

Considerando que estes homens e mulheres já recebem soldo bem acima da média do que ganha um trabalhador comum em Peruíbe, ou mesmo daqueles que vergonhosamente colocam em seus registros da candidatura terem como profissão “vereador”, é mesmo de fazer com que o eleitor e a eleitora de Peruíbe medite bem na hora de escolher seu vereador ou sua vereadora.

Segundo um analista ouvido pela Redação deste blogue, “dificilmente poder-se-ia imaginar que um oficial da polícia militar ou qualquer destes demais postulantes à vereança viria a se render à tentação de acorrer para o Gabinete do prefeito na tentativa de buscar amparo do chamado ‘mensalinho’ ou até mesmo das tão famosas ‘rachadinhas’ que se sabem existirem em muitos lugares Brasil afora, em todas as esferas do Legislativo”. Para quem não sabe, “mensalinho” é aquele dinheiro extra que o vereador costuma buscar junto ao prefeito prometendo votar sempre a favor dos interesses daquele; e “rachadinha” é quando o vereador contrata um assessor acertando com ele que só o contrata se ele concordar em deixar metade do salário para o vereador que o contratou.

Embora não haja evidências concretas de que tais aberrações aconteçam em Peruíbe, é importante que o legislador não dependa só dos proventos que são destinados ao vereador, os quais, em Peruíbe, são absurdamente elevados. Para tanto há, dentre os candidatos relacionados abaixo, até quem não esconda prometer vir a doar todo seu salário para entidades beneficentes ou mesmo devolverem o dinheiro para o erário, ou mesmo envidarem esforços para uma redução drástica dos gastos da Câmara com seus vereadores.

Se não tiver outro benefício, a eleição de boa parte dos relacionados abaixo, vai ensejar que a cidade e o município acabe ganhando no quesito “segurança”, o que já seria de grande valia, uma vez que, como toda cidade litorânea, Peruíbe vem sofrendo uma crescente onda de violência com consequente aumento da criminalidade.

O que certamente pouca gente sabe é que dos 305 candidatos para as eleições deste ano (veja matéria aqui), 15 estão dentre estes profissionais de forças de segurança. A Redação deste blogue, por seu responsável Washington Luiz de Paula, em consonância com a previsão legal que respalda a “livre manifestação do pensamento e da opinião partindo de pessoa natural e publicada em sítio de pessoa física”, relaciona abaixo 15 sugestões para votação neste domingo (lembrando que, na busca pela “ocupação” dos demais candidatos não consegui localizar algum outro que seja policial, pelo que desde já nos desculpamos por eventual falha).

Segue relação em ordem alfabética pelo nome da urna:

  1. Alexandre Maciel (Alexandre Blasque Maciel) – PV – 43999 – Policial Militar Reformado
  2. Antonio Araújo (Antonio Vieira Soares de Araújo) – PV – 43237 – Policial Militar Reformado
  3. Cabo Falcão (Elisabete Cristina Oliveira Falcão) – REPUBLICANOS – 10190 – Policial Militar
  4. Cabo Gilson (Gilson Volnei Arndt) – PATRIOTA – 51192 – Policial Militar
  5. Capitão Américo (Américo de Oliveira Pimentel) – PV – 43363 – Oficial Policial Militar
  6. Capitão Falcão (Dimitrius Rosas Mendonça Falcão) – PSB – 40190 – Oficial Policial Militar
  7. Coronel Wilson (Wilson Pratt Correa) – PSL – 17190 – Oficial Policial Militar
  8. Comandante Sebastião (Sebastião José de Oliveira) – PATRIOTA – 51190 – Oficial Policial Militar
  9. Delegado Gesival (Gesival Gomes de Souza) – PSDB – 45357 – Delegado da Polícia Federal (Aposentado)
  10. João da Guarda Mirim (João Roberto Alves) – PV – 43444 – Policial Militar
  11. Luizão da Civil (Luiz Cláudio da Silva) – PROGRESSITAS – 11777 – Policial Civil
  12. Major Dutra (José Romeu Dutra) – PSDB – 45190 – Oficial Policial Militar
  13. Oliveira (José Pedro Gomes de Oliveira) – PSDB – 45123 – Policial Militar Reformado
  14. Sargento Sérgio Santos PROERD (Sérgio dos Santos) – PATRIOTA – 51001 – Policial Militar
  15. Wal Panicali (Walkiria Panicali) – PSC – 20190 – Policial Militar Reformado

Peruíbe tem 15 candidatos a vereadores com registros de candidaturas indeferidos pela Justiça Eleitoral

Da Redação

Dos 323 candidatos que pleiteiam uma das 15 vagas na Câmara Municipal nas eleições deste domingo próximo, 15, pelo menos 15 foram considerados inaptos a participarem do certame. Embora destes, 10 tenham entrado com recurso no Tribunal Regional Eleitoral para se defenderem da decisão do Juízo de 1º Instância, é bem provável que somente 305 terão tranquilidade e nenhuma dificuldade em mostrar transparência ao eleitorado; afinal, nada devem à Justiça, razão porque seus pedidos não foram contestados pelo Ministério Público Eleitoral com aconteceu com os demais 15.

O número de 305 candidatos aptos a se apresentarem como candidatos nas urnas é o resultado de 323 que requereram o registro, menos cinco (5) que tiveram seus pedidos indeferidos sem chance de recurso, descontados 10 que entraram com recurso no TRE, e três que renunciaram antes mesmo da campanha começar, a saber:

  • André da Silva Correia (André Perninha), do PTB;
  • Francisco Soares Cassiano de Souza (Chicão do Esporte), do PODE; e
  • Osvaldo Carlino de Carvalho (Carlinhos Mascate), do DEM.

Os motivos que levaram os candidatos a terem seus pedidos de registro de candidatura negados pela Justiça Eleitoral são os mais diversos, desde apontamentos criminais com condenações em suas fichas corridas, até por não terem respeitado o prazo de desincompatibilização enquanto exerciam cargos públicos, direta ou indiretamente; alguns ainda por não terem apresentado a documentação exigida no devido tempo.

Os cinco candidatos que foram considerados inaptos, e que não entraram com recurso ou perderam o prazo para pleitear suas defesas, são:

  • Alzira Pereira Nascimento (Alzira), do PSC;
  • Antonio Carlos Bianchi da Silva (Dr. Bianchi), do PROS;
  • Jorge Luiz de Souza Azevedo (Jorge Azevedo), do PT;
  • Renan Souza dos Santos (Pastor Renan Souza), do PSC; e
  • Sandro Roberto Cassola (Sandro Táxi), do PTB.

Indeferidos, com recurso

São, portanto, 10 aqueles que pleitearam o registro de candidatura, mas que sofreram representação por parte do Ministério Público Eleitoral, representações estas que foram acatadas pelo Juízo Eleitoral da Comarca de Peruíbe; mas que estão buscando revisão dos indeferimentos junto aos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral em São Paulo.

Em ordem alfabética, são estes:

  • Antonio Carlos da Silva Rodrigues (Pastor Antonio), do PCdoB;
  • Artur Amorelli (Artur do Som), do REPUBLICANOS;
  • Bruno Chehade Pereira (Dr. Bruno Médico), do PSDB;
  • Cícero Rodrigues da Silva (Cícero Corretor), do DC;
  • Eduardo Martins Teles de Aguiar (Eduardo Teles), do MDB;
  • Keidy Regina Lima (Keidy Lima), do PCdoB;
  • Michael Willian França Alves (Rato Vila Erminda); do PCdoB;
  • Rafael Pittarelli de Souza (Rafael Pittarelli), do REPUBLICANOS;
  • Sidney Marcos Aggio (SID SOM), do PCdoB; e
  • Wendel Oliveira Santos (Wendel do Celular), do PCdoB.

Ficha limpa

A recomendação para o voto neste domingo segue a premissa de que obrigatoriamente o candidato tem que ter ficha limpa, nada devendo para a Justiça, ainda que seja só satisfação, independentemente de o candidato ser feio ou bonito, moço ou velho, homem ou mulher (ou mesmo LGBT), católico, espírita ou evangélico.

Embora o indeferimento em si do pedido de registro das candidaturas não indique que o candidato tenha pendências junto à Justiça (seja eleitoral ou comum), a considerar o grande número de candidatos que saíram na frente (sem problema algum), é de se sugerir que o eleitorado de Peruíbe vá buscando logo um nome dentre os 305 preliminarmente “deferidos” para votar.

Só faltam três dias!

Prados segue para as eleições deste domingo (15) com 2 candidatos a prefeito e 40 candidatos a vereador

Da Redação

Contando com um número de 7.061 eleitores aptos a votar nas eleições deste próximo domingo (15), Prados se prepara para a grande festa da democracia quando haverá de ser escolhido prefeito e seu respectivo vice-prefeito dentre dois candidatos, e nove vereadores entre 40 postulantes.

O eleitorado de Prados este ano está bem dividido entre homens (49,4%) e mulheres (50,6%), com idades variando entre os 100 anos ou mais (com três eleitores), e 16 anos, com apenas 10 jovens votando pela primeira vez. Destes, a grande maioria (62,4%) se declarou solteira, enquanto 32,4% são casados.

Do total do eleitorado apenas 317 (4,49%) têm ensino superior completo, e 133 (1,88%) com ensino superior incompleto. Na outra ponta, 2.634 (37,3%) não terminaram o ensino fundamental, e 237 (3,36%) se declararam analfabetos.

Candidatos

Todos estes cidadãos e cidadãs irão ao encontro das urnas no próximo domingo para escolher os prefeito e vice que dirigirão os rumos da cidade pelos próximos quatro anos, a partir de janeiro de 2021. Para cumprir este dever cívico, escolherão entre o atual prefeito Juninho do Lester (PSDB-45) que busca a reeleição, e o ex-prefeito Gustavo Gastão (PT-13).

Na outra eleição – para vereador – o município de Prados tem 40 candidatos e candidatas que disputarão uma das nove vagas no Legislativo (vide relação abaixo). Originalmente eram 41 os candidatos, mas houve a renúncia (desistência) de um candidato do MDB. Todos foram contemplados com o deferimento de seus pedidos de registro de candidatura.

Enquanto para prefeito a escolha é simples, ficando por decidir entre Juninho do Léster e Gustavo Gastão, a eleição para vereador é um pouco mais complicada, e a culpa é do tal do “quociente eleitoral” ou, como queiram, “coeficiente eleitoral”.

Contas

Na eleição de 2016 havia 6.831 eleitores aptos a votar, mas compareceram 6.023 (88,17%) para votar, sendo que destes 268 anularam seus votos e 250 votaram em branco. Como os votos em branco nem os votos nulos contam para definição do quociente eleitoral, o total de votos válidos foi de 5.505 que, dividido por nove, definiu como 611 votos o tal do coeficiente eleitoral.

Para este ano, quando Prados aumentou seu eleitorado para 7.061, se considerarmos pela média o mesmo percentual da eleição passada de ausentes (11,83%), votos nulos (4,45%) e votos brancos (4,15%), pode-se estimar que o número de votos válidos para vereador esteja na casa dos 5.619 votos proporcionais, o que faria aumentar o coeficiente eleitoral para 624 votos. Mas, o que significa isso? Significa que para que um partido tenha condições de eleger um vereador terá que ter, na soma de todos os seus candidatos, pelo menos 624 votos nominais.

Com a mudança das regras para as eleições deste ano (veja aqui uma análise feita a partir do resultado da eleição passada se tivessem sido regidas pelas regras atuais), cada partido terá que buscar alcançar o maior número de votos para ver seus candidatos mais votados na Câmara a partir de 2021.

São quatro partidos concorrendo às eleições deste ano (PSDB – MDB – PT – PODE), e todos buscando ao menos uma vaga para seus candidatos, é possível prever um cenário para a próxima Câmara, onde inexoravelmente o PSDB continuaria com a maioria, já que tem um maior número de candidatos considerados fortes. Já o MDB que, na cidade, historicamente se contrapõe com PSDB, pode sair enfraquecido da eleição, principalmente porque estará desvinculado do PT que, por sua vez, também poderá sofrer revés em razão de não poder sair coligado com outro partido na eleição proporcional.

A eleição, contudo, é sempre uma “caixinha de surpresa”, como é costume dizer. Embora as apostas estejam correndo soltas por botecos e barbearias da cidade, o certo mesmo é que somente no final do dia de domingo é que se poderá ter certeza da vitória deste ou daquele.

Escolha seu candidato

PREFEITO E VICE

  • PREFEITO GUSTAVO GASTAO CORGOSINHO CARDOSO (GUSTAVO GASTÃO) – VICE JURANDIR MANOEL DE CARVALHO (JURANDIR) – PT – 13
  • PREFEITO LESTER REZENDE DANTAS JUNIOR (JUNINHO DO LÉSTER) – VICE ARI EUSTÁQUIO DA COSTA (ARI) – PSDB – 45

VEREADOR (ORDEM ALFABÉTICA)

  • AÉCIO JOSÉ DA SILVA (AÉCIO MECÂNICO) – PODE – 19123
  • ALBA CAMPOS (ALBINHA) – PODE – 19233
  • ALINE CORREIA DOS SANTOS (ALINE DO CHIQUINHO) – PT – 13130
  • ANA RITA DA SILVA (ANA RITA) – PSDB – 45602
  • ANDRÉ LUIZ DAS NEVES SILVA (ANDRÉ NEVES) – PSDB – 45600
  • OZINETE BARBOSA DA SILVA (CANTORA OZINETE SILVA) – MDB – 15472
  • JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA (CARLINHO PITANGUEIRAS) – PT – 13456
  • CÉSAR MURILO DA TRINDADE VELHO (CÉSAR CABEÇÃO) – MDB – 15555
  • FRANCISCA APARECIDA DA SILVA (CHIQUINHA DO MOZART) – MDB – 15611
  • CRISTIANO AUGUSTO DANTAS (CRISTIANO DO FARUTE) – PSDB – 45610
  • ALEDIR TEIXEIRA (DEIVIDE CHAVEIRO) – MDB – 15915
  • DEJAIR JOSÉ DA TRINDADE TEIXEIRA (DEJA) – PT – 13017
  • DELFIM GERALDO FERREIRA (DELFIM DO BAIAL) – PSDB – 45618
  • DILMA MARIA PINTO FONSECA (DILMA) – PT – 13023
  • JOSÉ DINIZ DA CUNHA (DINIZ) – PT – 13013
  • ELISÂNGELA MARIA LADEIRA FERREIRA (ELISÂNGELA LADEIRA) – PSDB – 45645
  • FERNANDO ANTONIO RAMOS (FERNANDO DO ZÉ CARIOCA) – PSDB – 45615
  • GERALDO AFONSO DO NASCIMENTO (GERALDO AFONSO) – PODE – 19111
  • GIOVANE BATISTA TEIXEIRA (GIOVANE DO BICHINHO) – PSDB – 45601
  • GISELDA MARIA DO LIVRAMENTO VELHO (GISELDA ENFERMEIRA) – PT – 13123
  • EVERTON DE SOUSA REIS (GRINGO) – MDB – 15789
  • JANAÍNA DE SOUZA (JANAÍNA ENFERMEIRA) – PT – 13035
  • GERALDO SILVA OLIVEIRA (LADINHO DO MAZICO) – PT – 13600
  • LENISA TEIXEIRA DE CARVALHO (LENISA) – PT – 13777
  • LOURIVAL DE SOUZA SILVA (LOURIVAL) – PSDB – 45699
  • GLEIDISON GERALDO CAPISTRANO PEREIRA (MÃOZINHA) – PT – 13131
  • MARCOS POSSA (MARCOS DA FINTA) – MDB – 15015
  • NYRLA MARIA MACHADO DELFINO (NYRLA MACHADO) – MDB – 15000
  • PATRÍCIA LADEIRA PINHEIRO (PATRÍCIA DO ROSENI) – PT – 13000
  • PAULO ROBERTO DE SOUSA (PAULINHO DO BÁ) – PSDB – 45604
  • MARIA APARECIDA MINEIRO (PIQUITA) – PSDB – 45666
  • IVACI LOPES DE OLIVEIRA (RATINHO) – PODE – 19000
  • ROBERTO MIRANDA DO NASCIMENTO (ROBERTO MIRANDA) – MDB – 15615
  • RONALDO MARCELINO DE SOUSA (RONALDO DA NIGRINHA) – PSDB – 45603
  • ROSILENE DA CONCEIÇÃO FIRMIANO LADEIRA (ROSI DO LÉO) – PT – 13113
  • SOLANGE MARIA DA PIEDADE OLIVEIRA (SOLANGE OLIVEIRA) – PODE – 19999
  • VAGNER POSSA SILVA (VAGNER DO CATIRA) – PSDB – 45606
  • VALDIR GOMES RIBEIRO (VALDIR DO DECO) – PT – 13222
  • VICENTINA DAS MERCÊS GONÇALVES (VICENTINA MADRINHA) – PSDB – 45609
  • WASHINGTON HENRIQUE FIGUEIREDO (WASHINGTON CHITÃO) – PODE – 19141

Eleições 2020 – Campanha começa com Juninho do Léster pedindo paz e respeito entre candidatos

Da Redação

Com o início efetivo da campanha acontecendo a partir deste domingo, 27, a eleição em Prados repetirá a polarização de 2016, quando o atual prefeito Juninho do Léster (PSDB) venceu a coligação MDB/PT, depois de três mandatos – 12 anos – que o PT se manteve no poder municipal.

Com a decisão de buscar seguir uma tradição na política pradense, que é a reeleição, Juninho do Léster teve seu nome confirmado pelos convencionais tucanos da cidade, e agora homologado pela Justiça Eleitoral como candidato a prefeito para o mandato de 2021 a 2024. O atual vice-prefeito Ari segue na chapa como candidato a vice: “Em time que está ganhando não se mexe”, comemora um entusiasmado tucano da cidade. Para ele, “nunca, em toda a história de Prados, se viu tanto progresso com tão pouco dinheiro e dificuldades, como o que podemos ver agora pelos quatro cantos do município”, confere.

Campanha justa e perfeita

Em vídeo publicado na manhã deste domingo (veja abaixo), o prefeito Juninho do Léster reafirma sua condição de candidato, lembrando que, “por esta ser uma campanha atípica, onde não haverá carreatas, comícios, e que estará pautada nas redes sociais, é preciso que estejamos atentos às mentiras e aos falsos testemunhos que possam denegrir a imagem de alguém”. Para Juninho, “neste início de campanha a nossa mensagem é, principalmente, de respeito, para continuar de forma correta, justa e perfeita, garantindo ainda mais o desenvolvimento de nossa cidade”.

O candidato a vice na chapa liderada pelo prefeito Juninho do Léster, lembrou a necessidade de se fazer uma “campanha limpa, transparente e com as bênçãos de Deus”, reforçando as palavras de Juninho.

Números

Dois candidatos a prefeito de Prados aparecem como registrados e “aguardando julgamento” do Tribunal Superior Eleitoral: O ex-prefeito Gustavo Gastão Gorgosinho Cardoso (PT) e o atual prefeito Léster Rezende Dantas Júnior (PSDB). A chapa liderada pelo atual prefeito apresenta o também atual vice-prefeito Ari Eustáquio do Costa como candidato a vice, enquanto Gustavo Gastão traz Jurandir Manoel de Carvalho como seu vice.

41 candidatos e candidatas concorrerão a uma das nove vagas da Câmara Municipal de Prados para a eleição proporcional deste ano, representando quatro partidos: MDB, PSDB, PODE e PT. Destes, 16 são mulheres.

Com a mudança das regras para a eleição proporcional, que inclui a proibição das coligações com outros partidos, os candidatos terão que se redobrar na busca do voto do eleitorado para que o partido consiga atingir o coeficiente eleitoral, que é representado pelos votos válidos dados aos candidatos a vereadores e seus partidos, dividido pelo número de cadeiras disponíveis na Câmara que, no caso de Prados, é nove. Isto equivale a dizer que quanto maior o número de candidatos maior a chance de se alcançar o coeficiente.

O número de candidatos a vereadores possíveis, de acordo com a nova regra, era de 13 (9 vagas + 50%). Deste total, 30% das vagas teriam que ser reservadas para mulheres, totalizando 4 vagas para as mulheres. Somente o PT e o PSDB conseguiram mover seus filiados a se candidatarem, completando o número total possível de candidatos (13). O MDB vem para a eleição deste ano com nove candidatos, enquanto o PODE, com apenas seis.

Dos nove atuais vereadores, dois decidiram não concorrer à reeleição: Daniel Fonseca e Silva de Carvalho – Daniel Carvalho (PDT), e Martiniano Moreira de Carvalho – Naninho (PT).

A seguir a mensagem de Juninho do Léster para este início de campanha:

Das camisas rosas com bolinhas amarelas de ontem às máscaras de hoje

Há muito tempo atrás estávamos reunidos num colóquio informal na sede da extinta Miltão Imóveis do também extinto ex-vereador Milton dos Santos. Por ordem de importância pessoal, estavam lá o então já deputado federal Nelson Marquezelli (hoje no seu sexto mandato na Câmara dos Deputados), o empresário José Roberto Preto (que viria a ser prefeito de Peruíbe, de 2005 a 2007, tendo falecido antes de completar seu mandato), os políticos Milton dos Santos (Miltão), e José Carlos Rúbia de Barros (Carlinhos), o corretor de imóveis Antônio Claret de Góes (Toninho Góes), e eu, este humilde escriba, que nem sei bem o que fazia em meio à esperteza, senão para mais ouvir – e aprender – do que falar.

O assunto era a política e os meandros do Congresso Nacional, e de modo estrito o poder que os poderes têm quando a vontade daqueles que representam estes poderes é maior que a vontade daqueles que os colocaram lá, a saber a vontade do eleitor, do povo.

Em dado momento de sua fala o egrégio deputado exemplificou, ainda que de modo um tanto esdrúxulo e exagerado o que ele queria dizer, dando, no exemplo pueril, a seriedade de que aquilo que falava era para ser levado, deveras, bem a sério. Para Marquezelli acaso os deputados resolvessem votar uma lei obrigando todos os brasileiros a saírem às ruas – para passeio ou a trabalho – com camisas rosas de bolinhas amarelas, não restaria outra coisa ao povo que respeitar a lei, e às autoridades (notadamente as policiais) fazer cumprir a lei!

Este evento me veio à lembrança agora quando os deputados federais acabaram de votar uma lei impondo a todos os brasileiros a obrigatoriedade do uso das máscaras como medida preventiva e “protetiva” contra o avanço da pandemia provocada pelo COVID-19, cujo maior feito até aqui não foi o de dizimar já alguns milhares de irmãos brasileiros, mas sim o de escancarar a grande panaceia nacional em que se meteram os nossos mandatários municipais e estaduais – e quiçá federal -, numa trapalhada (e “espertalhada”) general!

No tocante a mais este assunto envolvendo uma crise para lá de séria, e que demandaria muito mais de responsabilidade dos nossos mandatários – de todos os matizes – que da politicagem com a qual vêm tratando um inimigo implacável como se possível fosse brincar (ou brigar) de fazer política enquanto vidas estão sendo ceifadas neste intento macabro de justificar a impiedosa roubalheira nacional, é que eu – humilde pensador – venho de sofrer a ira santa por ver este povo seguindo, calado – calado e mascarado! – como ovelha buscando o cutelo fatal à mão do seu algoz.

Sim, diletos leitores e diletas leitoras. Não resta dúvida de que uma das responsabilidades dos governos – notadamente os estaduais e o federal – seja o de prover a Saúde do mesmo modo como a Segurança e a Educação. Mas é pilar central dos governos e governantes preservar os direitos naturais e os direitos fundamentais dos seus governados, assim como se reger sempre e a todo tempo pela batuta impoluta de nossa Carta Magna. E o que temos visto, lido e ouvido é que todo e qualquer direito natural e direito fundamental dos brasileiros têm sido violados, sob o manto da pseudoproteção que as medidas de exceção tomadas por governadores déspotas e prefeitos amedrontados têm provocado no seio da sociedade. E temos presenciado “algo mais” que os agentes públicos não confessam por serem para lá de espertalhões, ao se apropriarem do momento de extrema gravidade para arrancarem do náufrago afogado e morto o anel de ouro que brilha em seu anelar. Quanta crueldade, meu Deus! Quanta crueldade!

Agora, o que me sufoca não é a máscara a qual estou sendo obrigado a usar, mesmo sabendo que não é preciso ser médico ou cientista para entender que seu uso frequente pode ser comparado ao fumar um cigarro sem filtro. O dano de devolver para dentro de nosso organismo o gás venoso (gás carbônico) que expiramos para dar lugar ao santo remédio que é o oxigênio que inspiramos, pode não justificar a obrigatoriedade do uso da máscara. E já há relatos inúmeros de médicos alertando para este perigo, até porque não é propriedade inata do brasileiro o asseio meticuloso, e podemos ver algumas máscaras por aí que faz-nos supor que seus usuários trocam e lavam as máscaras com a mesma frequência com que lavam suas cuecas ou calcinhas…

O que me sufoca é a tentativa descabida e desproporcional, irracional e impossível, de um nivelamento – por cima ou por baixo – de todo o Brasil que o político faz a partir de Brasília, como se todo o Brasil fosse São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte ou mesmo a capital federal. Resta evidente que uma coisa é você andar numa avenida movimentada das grandes capitais, ou estar presente a um aglomerado de pessoas numa igreja destas que apelam para o carismatismo ou mesmo num grande evento ao ar livre, e outra coisa bem diferente é você estar no campo – a passeio ou trabalhando – e até mesmo na praia ou no mar. Supor pensar que um lavrador solitário arando sua terra (trabalhando, portanto), ou um surfista pegando uma onda além da quebração (praticando esporte ou em lazer, deveras) deva ser igualado àquele que se movimenta (a trabalho ou passeio) pelos grandes centros urbanos, é no mínimo desafiar nossa inteligência e nos chamar a todos de idiotas.

Não consigo conceber que este tal vírus da família dos Coronavírus, agora denominado COVID-19 tenha sido nascido com tal inteligência capaz de ter preferências para adentrar em nosso corpo somente a partir de nariz e boca. Parece, para o legislador que nos impõe o uso da máscara, que este vírus é seletivo: “Não, pelos seus olhos eu não quero entrar; nem por seus ouvidos, muito menos pelo seu fiofó (ai que nojo!), eu quero mesmo é sua boquinha ou seu narizinho”. Mais a mais entendem os legisladores que o COVID-19 é um sujeitinho ordinário que só quer saber das ruas! Sim, em sua casa ele não entra, nem pelas frestas das portas e janelas, nem pela ventilação a que você se renova tirando a máscara ao entrar em casa. Eis diante de nós um vírus educado que não entra em nossas casas, nem que o convidemos!

Claro que isto não é assim. Antes fosse, aliás. O fato é que temos aqui duas realidades latentes: a primeira é que é absolutamente impossível que 100% da população fique 100% do tempo trancafiados dentro de suas casas. As razões são de uma simplicidade assustadora, afinal 100% da população precisa comer, e, para comer, precisa prover o que comer, precisa, portanto, trabalhar! Está ai um dos direitos fundamentais do cidadão e da cidadã: o direito ao trabalho que não pode ser cerceado por medidas de exceção, a menos que estivéssemos sob a égide de um estado de sítio; e, ainda assim, sempre haveria oportunidade para que os trabalhadores trabalhassem. A segunda realidade é a de que, se já é impossível fazer válida tal lei para lá de arbitrária em todo e qualquer canto deste nosso Brasil varonil, a todo e qualquer brasileiro ou brasileira, pretender tomar na mão grande R$ 300,00 a título de multa para aquele (ou aquela) que for pego nas ruas sem a máscara, é de uma brincadeira de mal gosto que beira à tragicidade.

O que os senhores e senhoras parlamentares sediados no trono esplêndido da Brasília de alguns poucos têm a fazer senão brincar com a indolência de nossa gente, afinal? Nada. Nada vezes nada. Ou, antes, agirem na promoção de leis tais estas que, com a desculpa de preservar vidas, muito mais vidas matam ou fazem sofrer.

A minha defesa aqui é pelo direito, inclusive de escolha do cidadão e da cidadã decidir por si mesmo se usa ou não usa a máscara. Por conseguinte, não estou aqui defendendo que aqueles que estão nos chamados grupo de riscos, ou que vivem em grandes centros, sujeitos a se cotovelarem em transportes públicos ou pelas ruas, não devam usar máscaras. Antes pelo contrário! Estes devem usar, sim! Para os demais casos, vejo e entendo a máscara como absolutamente desnecessária.

Você coloca um aviso em determinada praia, rio ou lago de que ali é perigoso nadar, mas cabe somente ao banhista mais ousado resolver arriscar, correr o risco nadando em tal lugar. E nem todos que se aventuram a tal feito morrem afogados!

Sei que sou voz rouca a clamar no deserto. Mas sei também que não sou voz solitária. Sei de igual modo não ser dono da verdade; mas aproximo-me bastante dela (da verdade) quando decido pensar por mim mesmo, sem se deixar dominar pela tela que ofusca a vista e torna demente o raciocínio das massas. Não! Não serão estas linhas decerto que farão nem nossos mandatários acordarem para um istmo de lucidez e peso de consciência, tão pouco a plebe despertar da hipnose malfazeja a que está acometida, buscando no inconsciente coletivo a certeza de que há algo de errado acontecendo entre nós que nos faz aceitarmos calados e severamente obedientes aceitarmos tudo quanto querem nos fazer usar, comer, vestir etc…

Ora, se não podemos ter a esperança de que venha nos socorrer o poder moderador constitucionalmente designado para buscar a harmonia dos poderes da República desde muito perdida em razão dos desejos obscenos dos homens maus, em quem poderíamos então buscar forças, alento e algum resquício de certeza de que tudo isso ainda passará? Para os crédulos, só Deus! Para os incrédulos, só o tempo.

O exercício das ditaduras do Legislativo e do Judiciário como que prometendo nos proteger da ditadura do Executivo parece mesmo que está dando certo. Afinal, os ver o povo todo andando por ruas quase desertas, trancados em seus carros com o ar condicionado ligado, carregando nos olhos ares de desespero e medo, e na boca e nariz um pano, um simples pano que também promete proteção contra todos os males que de hora para outra desapareceram dos consultórios médicos, restando apenas a tal insuficiência respiratória aguda provocada pelo Coronavírus (que o tal pano também promete proteger!), chego à conclusão do quão tolos temos sidos.

Tal e qual o corte de cabelo masculino na Coréia do Norte não pode ser diferente do corte usado pelo líder nacional sob pena de morte, não me surpreenderia se os deputados tivessem definido também uma cor obrigatória para as máscaras!

Sim, meus senhores e minhas senhoras, agora os nossos políticos, sejam deputados, governadores ou prefeitos sabem que, basta quererem, não demora e todos teremos que sair às ruas de camisa rosa com bolinhas amarelas!

Marquezelli – o sábio – tinha razão!

Washington Luiz de Paula

Tem um site ou blogue? Quer ganhar dinheiro com ele? Veja como aqui.

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia, por um investimento a partir de poucos reais mensais! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Ganhe dinheiro com seu site e até com seu perfil nas redes sociais. Veja como:

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia, por um investimento a partir de poucos reais mensais! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Homem é executado com tiro no rosto em frente a esposa grávida em Peruíbe

Crime esclarecido: Adolescente confessa ter lutado kung fu com professor para matá-lo com golpes de canivete

Coronavírus – Live com prefeito

PERUÍBE – O prefeito Luiz Maurício vai estar fazendo um live em sua página no Facebook hoje, a partir das 18h, para sanar dúvidas e apresentar as medidas adotadas de prevenção municipal contra a pandemia do #CoronaVirus. Participe!

Para acessar clique em https://www.facebook.com/prefeitoluizmauricio/

Conheça a sequência das Arengas.

Médico com ELA apela a ministro por estudo israelense com células tronco no Brasil

Hemerson Casado criou abaixo-assinado para ampliar estudos sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica

Da Redação do Diário do Poder

O cirurgião cardiovascular Hemerson Casado Gama criou um abaixo-assinado eletrônico com o objetivo de sensibilizar o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta a trazer para o Brasil uma pesquisa promissora com células-tronco de embriões desenvolvida em Israel. Diagnosticado desde 2014 com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), o médico alagoano argumenta que o denominado “Estudo AstroX” tem potencial de avançar no tratamento de pessoas com a doença rara, como opção ao alto custo de medicamentos paliativos bancados pelo governo.

O projeto visitado por Hemerson Casado em maio de 2019 já possui ensaios clínicos que estão sendo realizados e coordenados pelo Laboratório Kadimastem, em Israel. Estima-se que o investimento necessário deve custar até U$10 milhões de dólares (aproximadamente R$40 milhões de reais).

Até o fim da tarde desta sexta-feira (28), a petição eletrônica já registrava mais de 163 mil apoiadores, mas a meta é que a campanha atinja pelo menos meio milhão de pessoas.

A proposta encampada pelo instituto criado e presidido por Hemerson Casado é para que o governo federal ofereça subsídios para o projeto, através de instituições públicas de pesquisa, como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e o laboratório israelense traga a tecnologia e os profissionais especializados para o Brasil.

Hemerson Casado, explica que células-tronco de embriões tem maior poder de diferenciação em neurônios motores que estão mortos em função da ELA.

“Estamos falando de uma grande esperança para pacientes em estágio avançado da doença, com neurônios motores já mortos. Atualmente, o único recurso que o Brasil oferece aos pacientes com ELA é o medicamento Riluzol, que apenas aumenta a sobrevida de 3 a 5 meses. A melhor solução não é gastar tanto dinheiro na compra desse medicamento, e sim, investir em projetos de pesquisas e trazer estudos clínicos para o Brasil”

Legislação e prospecção

A Lei de Biossegurança, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal em 2008, prevê o uso de células-tronco embrionárias para projetos de pesquisa.

Na última semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o uso de terapias alternativas com células-tronco no Brasil. Com a decisão, o Brasil está apto a desenvolver ou até mesmo registrar produtos a partir de células humanas, favorecendo o desenvolvimento de novos produtos terapêuticos.

O ativista integrou a delegação brasileira de pesquisadores que foram convidados pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para a missão internacional a Israel, no ano passado. Foram oito dias de prospecção nos centros de pesquisas e universidades nas cidades de Jerusalém, Bersebá e Rehovot.

“Tive a oportunidade de conhecer toda a estrutura do Laboratório Kadimastem e não pensei duas vezes em trazer o estudo AstroX para o Brasil”, destacou.

Os interessados em aderir ao abaixo-assinado podem acessar a petição eletrônica aqui, e ser direcionado para o site Change.org.

OxyBreath Pro – Melhor máscara de ar com ajuste cômodo. Conheça.

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Mesmo com todos os revezes, Luiz Maurício continua cotado como melhor prefeito da história de Peruíbe

Aprovação do prefeito de Peruíbe é maior que a soma do segundo, terceiro e quarto colocados

Da Redação

O prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (foto), mesmo enfrentando uma batalha bastante comum nesta época do ano no município, que são as chuvas com consequentes enchentes pelos quatro cantos da cidade, ainda assim tem conseguido se manter à frente dos demais mandatários municipais quando a pergunta é “Quem você considera o MELHOR prefeito de Peruíbe até agora?”.

Segundo a enquete (veja e vote aqui), um terço (31% dos votantes) têm indicado que o atual prefeito vem se revelando melhor administrador que os seus antecessores. O índice é expressivo, quando considerado ser três vezes maior que o do segundo colocado, Gilson Bargieri, que obteve até aqui o apreço de apenas 11% dos que participaram da enquete.

Gilson Bargieri está a apenas um ponto percentual à frente do quatro vezes ex-prefeito Benedito Marcondes Sodré, que tem 10% dos votos, estando na terceira posição, portanto. O quarto lugar fica para Alberto Sanches Gomes (Dr. Alberto), que está também a um ponto atrás do terceiro colocado (9% dos votos).

Na quinta posição, com 8% dos votos cada, aparecem o ex-prefeitos José Roberto Preto (JR Preto) e Mário Omuro. Gheorghe Popescu (Dr. Popescu), é o sexto colocado, com 5% dos votos. Em sétimo lugar, com 4% dos votantes cada, aparecem Ana Maria Preto, Albano Ferreira e Geraldo Russomanno, este emancipador e primeiro prefeito de Peruíbe.

Julieta Fujinami Omuro, que fez um mandato tampão como prefeita de um ano apenas, é a penúltima colocada, com 3% dos votos, deixando Milena Bargieri na lanterna, com somente 2% dos votos.

Contraponto

O resultado acima faz contraponto com outra enquete envolvendo o nome do prefeito Luiz Maurício, que pergunta “Como você avalia a administração do prefeito Luiz Maurício?”.

De acordo com o que se nota no resultado até aqui desta enquete, Luiz Maurício permanece buscando equilíbrio na balança entre o excelente e o péssimo. A diferença de apenas um ponto percentual entre o “Péssimo” (27%) e o “Excelente” (26%) parece pontuar não só os desafios que o prefeito enfrenta em razão das chuvas intermitentes que castigam a cidade desde novembro, como também o próprio ano eleitoral, quando a ausência de críticas propositivas dá vez e oportunidade a que pré-candidatos se digladiem para buscar a cadeira do Executivo a qualquer preço.

Ainda assim, se somados os índices dos que entendem que a atual administração municipal está “Excelente” (26%), com aqueles que opinaram por “Boa” (23%), Luiz Maurício alcança 50% de aprovação, contra 42% que acham que a administração está “Péssima” (27%) ou “Ruim” (15%). Para 8% a administração é vista como “Média”.

Demais cidades

Se buscarmos genericamente sabermos “Como você avalia a administração do prefeito de sua cidade?”, os números parecem apontar em outra direção, já que por esta enquete 52% dizem que administração municipal está “Excelente” (35%), e “Boa” (17%).

Enquanto 17% parecem se manter céticos, dizendo que a avaliação do governo municipal está na “Média”, outros 31% consideram que os prefeitos de suas cidades estão sendo insuficiente no quesito governabilidade, com 11% para a alternativa “Ruim”, e 20% para “Péssima”.

Para o caso de Peruíbe, como parece que ainda muitas águas vão rolar (sem trocadilho), não será surpresa se Luiz Maurício inaugure uma reeleição, ainda que não muito folgada. Afinal, ano eleitoral é ano de inauguração de obras e de grandes feitos que, se não forem instrumento que levem o prefeito a outros quatro anos de governo, ao menos serão para marcar a passagem de um administrador diferente que, como disse em recente entrevista a este blogue, não tem medo da verdade e das críticas, dando por troco um trabalho que parece incessante; inglório à primeira vista, mas que tem alimentado a motivação do prefeito e sua equipe para a promoção de – como é mote do governo – “uma cidade de todos”.

Serviço

Para votar nas enquetes mencionadas nesta matéria, clique nos links abaixo:

Como você avalia a administração do prefeito de sua cidade?

Como você avalia a administração do prefeito Luiz Maurício?

Quem você considera o MELHOR prefeito de Peruíbe até agora?

Peruíbe é cachoeira, é mar, é montanha. Mas, para conhecer melhor tudo isso só com Guigo O Guia

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Conheça Peruíbe com Guigo O Guia – O guia oficial da cidade.

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Alcance mais de 550 milhões de profissionais com anúncios no LinkedIn. Veja como:

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.