Arquivos de tag:

Pode parecer incrível, mas ainda tenho nove motivos para você NÃO anunciar aqui.

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia, por um investimento a partir de poucos reais mensais! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Você ainda não se apropriou dos benefícios do REFIS 2018 da Prefeitura de Peruíbe? Corra! O prazo termina logo!

Se você está vendo estes anúncios acima, outras pessoas poderão ver o seu anúncio também! Anuncie agora! Ganhe banners rodando 24 horas por dia por um investimento muito baixo mesmo! Anuncie já! Clique aqui e contrate seus banners agora.

Ainda a vacinação de idosos

PERUÍBE – A prefeitura informa que já foram realizado todos os atendimentos para vacinação dos idosos feitos por agendamento no serviço digital “ME LIGA”. Todos os telefones cadastrados receberam até 03 ligações de nossa equipe e, caso o paciente não tenha atendido, o mesmo deve efetuar o procedimento de cadastro novamente através do link: http://meliga.peruibe2.sp.gov.br/ ou pelo telefone: (13) 3451-1078.

Conheça a sequência das Arengas.

Ainda o Coronavírus

PERUÍBE – O prefeito Luiz Maurício participa, nesta segunda-feira, de reunião com prefeitos da nossa região. O encontro discutirá quais as próximas medidas que deverão serem adotadas no combate ao #Coronavírus. Mais detalhes em http://www.peruibe3.sp.gov.br/comunicado-aulas-na-rede-municipal-de-ensino/

Conheça a sequência das Arengas.

Alex cai em percentual, mas ainda é o primeiro nas enquetes

Alex: ainda o primeiro

Da Redação

A décima quarta rodada das enquetes que estão sendo levadas ao ar por este blogue confirmam a liderança do ex-vereador Alex Matos como preferido dentre os 5.456 votantes até aqui, embora indiquem ligeira queda em termos percentuais.

Alex, que vinha num crescendo contínuo desde a 10ª rodada, cai 0.10%, saindo dos 9,37% que tinha na última apuração, para 9,27% agora. Mesmo assim, Alex Matos está quase dois pontos percentuais à frente do segundo colocado, que continua sendo o ex-prefeito Dr. Alberto, que está com 7,39%, e também da terceira colocação, que permanece com o corretor de imóveis Toninho Góes, que figura hoje com 7,24% dos votos. Destes três, o único que sobe um pouco, também em termos percentuais, é Toninho Góes, que salta dos 7,18% para 7,24%. Dr. Alberto cai de 7,50% para 7,39%.

Alterações

Não houve muita mudança no quadro de posições dentre os 24 pré-candidatos a prefeitos apontados nas enquetes em relação à apuração anterior. Da primeira à nona posição os nomes permanecem inalterados, assim como da 17ª à 24ª colocação.

Foram sete os nomes que mudaram de lugar no ranking. Destes três apenas subiram: Sodré, que deixa o 12º lugar para se estacionar no 10º; o seu genro, vereador André, que ganha duas posições, de 15ª para 13ª; e seu colega vereador Ricardo, que também ganha duas posições, de 16ª para 14ª.

Wanderlei de Paula (10ª para 11ª), Nelsinho do Posto (11ª para 12ª), Dr. Francisco Lima (13ª para 15ª) e Gilson Bargieri (14ª para 16ª), perdem posições se comparado com a última verificação.

Veja o quadro das 14 últimas prévias abaixo. A lista indica a evolução dos pré-candidatos, definidos por cores, sendo que o amarelo está o ranking inicial (primeiro); as evoluções positivas são indicadas pela cor azul, enquanto as negativas têm indicação em vermelho. Em verde significa manutenção da mesma posição percentual da apuração anterior.

Clique na imagem para deixá-la em tamanho normal e melhorar e leitura:

tabela enquetes

E você ainda não anuncia? Não acredito!

  • 5.212 seguidores e 55.100 tweets publicados no Twitter!
  • 2.472 amigos no Facebook!
  • 402 pessoas curtindo minha Fan Page!
  • 555 conexões no Linkedin!
  • Média de 350 visitas diárias em 1.784 dias trabalhados e 12.575 matérias publicadas no blogue!
  • Estou entre os 7 mil sites mais populares do Brasil entre quase 3,5 milhões de sites existentes no país!
  • Estou entre os 150 mil sites mais populares do mundo entre quase 1 bilhão de sites registrados no planeta!
  • Confira mais dados estatísticos do meu blogue em http://urlm.com.br/www.washington.blog.br.

E você ainda não anuncia? Não acredito! Corra! Acesse já washington.blog.br/anuncie-aqui, e anuncie a partir de R$30,00 por um ano de publicidade!

58% ainda consideram RUIM mandato de políticos em Peruíbe

Da Redação

Com 1.176 votos apurados até aqui, as 16 enquetes envolvendo o nome da prefeita e dos 15 vereadores de Peruíbe estão indicando que 58,25% dos votantes consideram o desempenho de seus representantes como RUIM.

À exceção dos vereadores André Luiz de Paula (André), José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) e Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício), todos os demais vereadores – inclusive a prefeita Ana Preto, vêm sendo sistematicamente reprovados em seus trabalhos legislativos e de administração.

A  prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) aparece no topo dos que não estão agradando o povo de Peruíbe. Ela tem com 14,31% dos votos RUIM, e é seguida dos vereadores José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) e Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) que figuram em segundo lugar, com 7,30% dos votos negativos dados nesta sequência de enquetes.

Em terceiro lugar com mandatos considerados RUIM, empatam os vereadores Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) e João Estevam Bezerra (Cabra Bom), com 7,01% dos votos cada.

No outro extremo, o vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) está isolado com apenas 2,48% de rejeição ao seu mandato.

Veja aqui como está o seu representante:

POLÍTICOS RUIM
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 14,31%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 7,30%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 7,30%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 7,01%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 7,01%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 6,86%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 6,57%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 6,13%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 5,99%
Vereador Hertes de França (França) 5,84%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 5,26%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 5,26%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5,11%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 3,94%
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 3,65%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 2,48%

Mário Omuro ainda é considerado o melhor prefeito. Dr. Alberto e Milena empatam em segundo

Da Redação

O ex-prefeito e ex-vereador de Peruíbe, Mário Omuro (foto), continua liderando a enquete que pergunta “Quem foi o MELHOR prefeito que Peruíbe já teve?”, publicada por este blogue.

A enquete, que vem recebendo votos desde 30 de junho do ano passado, reúne todos os mandatários municipais deste a emancipação político-administrativa de Peruíbe, em 1959, quando foi eleito seu primeiro prefeito e emancipador, Geraldo Russomanno; sendo seguido por Benedito Marcondes Sodré e Gheorghe Popescu, que se revezaram no poder até 1988, quando Mário Omuro ganhou a eleição, quebrando assim o histórico ciclo Sodré-Popescu-Sodré-Popescu, que garantiu três mandatos para cada um até então (Sodré viria a se eleger novamente para seu quarto mandato em 1992, cumprindo exercício como prefeito de 1993 a 1996).

Mário Omuro foi prefeito de Peruíbe de 1989 a 1992. À época o jovem Omuro, considerado um dos prefeitos mais jovens até então eleitos no Brasil, provocou uma revolução no governo, começando por promover uma ampla descentralização na administração pública, e encetou reformas até hoje lembradas por aqueles que acompanharam seu mandato.

Omuro: O mais lembrado

Curiosamente, Omuro lidera esta enquete praticamente desde quanto ela teve início. O fato curioso é porque sabemos que a internet e as redes sociais são de mais fácil acesso pelas gerações mais novas, fazendo com que muitos dos que participam dos grupos de discussões políticas de Peruíbe nas redes sociais sequer tivessem nascido na década de 80 do século passado.

Mesmo assim, 51% dos votantes nesta enquete consideram Mário Omuro como tendo sido o melhor prefeito que Peruíbe já teve até aqui. E não só a maioria absoluta o tem considerado o melhor prefeito, como também seu posicionamento na enquete o faz bastante distante dos demais lembrados pelos votantes. Para ter uma ideia, a segunda posição é dividida com os ex-prefeitos Dr. Alberto Sanches Gomes (1997-2000) e Milena Bargieri (2009-2012), ambos com 15%, bem longe do primeiro colocado, portanto. Benedito Marcondes Sodré, com seus quatro mandatos, aparece em terceiro, com 5% dos votos, empatando com seu parceiro de dobradinha, Gheorghe Popescu.

Nesta enquete, a atual prefeita Ana Maria Preto e o primeiro prefeito, Geraldo Russomanno, não foram lembrados, não recebendo votação, portanto.

Veja o resultado da enquete até aqui:

  • Mário Omuro (51%, 42 Votos)
  • Alberto Sanches Gomes (15%, 12 Votos)
  • Milena Bargieri (15%, 12 Votos)
  • Benedito Marcondes Sodré (5%, 4 Votos)
  • Gheorghe Popescu (5%, 4 Votos)
  • José Roberto Preto (4%, 3 Votos)
  • Julieta Omuro (4%, 3 Votos)
  • Albano Ferreira (1%, 1 Votos)
  • Gilson Bargieri (1%, 1 Votos)
  • Geraldo Russomanno (0%, 0 Votos)
  • Ana Maria Preto (0%, 0 Votos)

Não votou ainda? Vote já!

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

Falecimento de Tia Vilma ainda não está confirmado oficialmente

Da Redação

Por um atropelo da triste notícia que chegou à Redação deste blogue dando conta do passamento da professora Vilma Mendes Gonzales Alves, acabei cometendo o erro crítico da lide jornalística de não checar pelo menos mais uma fonte antes de publicar a notícia, noticiando que ela havia falecido. O post logo alcançou quase 2.000 visitas, tamanho o carinho que alunos, colegas professores, e irmãos de fé, assim como familiares, nutrem pela Vilma, sentimento este que não é diferente em mim assim como em minha esposa.

Tão logo constatado o erro crasso, tiramos o post do ar, e, em nota no Facebook, pedimos desculpas às duas famílias de estreitos laços com a minha.

Pois bem. Diante de inúmeras postagens que estão viralizadas no Facebook, algumas vindas até de parentes muito próximos, decidi ligar para a FUNESP, em Peruíbe, para obter informações sobre os trâmites fúnebres, e de lá obtivemos a notícia de que o óbito de Vilma ainda NÃO está confirmado. Segundo a atendente, Tia Vilma tem morte encefálica decretada no hospital em Pariquera-Açú, porém não retiraram os aparelhos que a mantém respirando. Logo, até que haja decisão da família – ou dos médicos – de desconectá-la dos aparelhos que a mantém viva, a esperança do milagre permanece para os que confiam no Deus que tem operado tantas maravilhas no meio de Seu povo.

Continuemos orando pela Vilminha e pelas famílias. (wlp)

Maioria ainda considera insatisfatório mandato de políticos em Peruíbe

Da Redação

Dos 1.043 votos coletados na série de 16 enquetes (15 vereadores e prefeita) publicadas neste blogue, perto de 60% (58,77%) votaram no item “RUIM” para expressar a insatisfação com que recebem os mandatos dos seus representantes na Câmara e Prefeitura.

O índice é alto e pode retratar a dificuldade que terão os atuais mandatários municipais em encontrarem respaldo que os levem à reeleição nas eleições de outubro do ano que vem.

Dos 15 vereadores, Ricardo Corrêa dos Santos, PT, é o que mais voto RUIM recebeu, ficando em segundo lugar, com 7,34% dos votos, bem atrás, porém, da prefeita Ana Preto, que tem nesta parcial 13,70%. A explicação para esta colocação do vereador Ricardo talvez esteja no fato de ser ele o líder da prefeita Ana Preto na Câmara, carregando sobre os ombros a dura missão de defender a administração perante uma população cada vez mais indignada e até revoltada com descasos que têm sido apontados pela oposição, senão da máquina pública como um todo, ao menos na nevrálgica área da saúde.

Em terceiro lugar empatam os vereadores Ivo Eletricista e Mohai, com 7,1% cada. Ambos são conhecidos por fazerem parte do bloco de apoio ao governo.

A enquete invocando o nome da prefeita Ana Preto também foi a que mais recebeu votos: 101 dos 1.043 computados. A enquete do vereador André de Paula recebeu 81 votos, ficando em segundo lugar. Em terceiro, em 75 votos, fica a enquete do vereador petista, Ricardo Corrêa. Com 53 votos, a enquete do vereador França é a que menos chamou a atenção dos votantes.

Veja como é que fica seu político preferido no quesito RUIM:

POLÍTICOS RUIM
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 13,70%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 7,34%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 7,18%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 7,18%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 6,85%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 6,69%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 6,36%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 6,36%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 6,20%
Vereador Hertes de França (França) 6,20%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 5,55%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 5,38%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5,22%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 3,75%
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 3,59%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 2,45%

Mandato do Vereador André ainda é o melhor, segundo enquetes

Da Redação

A sequência de enquetes publicadas por este blogue que busca avaliação dos mandatos dos vereadores e da prefeita de Peruíbe tem indicado aquilo que é quase regra no exercício da vereança: para estar bem com a população, é preciso ser crítico da administração, ou, em outras palavras, estar na oposição.

Reflexo disso é a crescente avaliação positiva do vereador André de Paula (foto), PMDB, que mais uma vez lidera as enquetes dentre aqueles que têm avaliação positiva de seus mandatos. Com 15,49% dos 1.043 votos contabilizados até aqui, André Luiz de Paula é o primeiro colocado dentre os que foram avaliados como “BOM”, deixando o seu colega – e também vereador da oposição – Dr. Luiz Maurício (PSDB), em segundo lugar, com 12,77%. Em terceiro está o ex-presidente da Casa, vereador Zeca da Firenze, do PV, com 9,51% dos votos.

Curiosamente os três mais cotados, que tecnicamente teriam suas reeleições mais tranquilas no ano que vem, haverão de abandonar a carreira legislativa para tentar a cadeira do Executivo, candidatos a prefeitos que têm declarado virem a ser em 2016, e contam com o respaldo de popularidade que colecionam hoje para estarem aptos ao páreo, que sabe-se será duríssimo.

Na outra ponta encontram-se o vereador Hertes de França, com 3,26% dos votos, ficando atrás dos vereadores Cabra Bom e Mohai, que obtiveram 3,53% apenas da preferência, empatados nesta posição com a prefeita Ana Preto.

Veja como fica seu vereador no quesito BOM das enquetes:

POLÍTICOS BOM
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 15,49%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 12,77%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 9,51%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 7,88%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 7,88%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 5,43%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 5,16%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5,16%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 4,35%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 4,35%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 4,08%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 4,08%
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 3,53%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 3,53%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 3,53%
Vereador Hertes de França (França) 3,26%

Vereador André ainda está entre os preferidos pelo povo de Peruíbe

Mandato atuante traz reflexo positivo para o vereador André de Paula

Da Redação

Os vereadores André de Paula e Dr. Luiz Maurício continuam “brigando” pela liderança nas enquetes que estão recebendo votos neste blogue, e que perguntam ao eleitorado o que eles acham do mandato dos políticos de Peruíbe. As enquetes oferecem três opções: bom, ruim e sem opinião.

Com quase 1.000 votos recebidos até aqui, o vereador André de Paula vem sendo escolhido como o melhor político do município, estando agora com 14,96% dos votos dados no item “bom”, deixando logo atrás, em segundo lugar, seu colega de oposição à administração municipal, vereador Dr. Luiz Maurício, com 12,90% dos votos. Zeca da Firenze assume a terceira posição, com 9,68% da preferência dos votantes.

Coincidência ou não, os três estão na chamada “oposição” ao governo liderado pela prefeita Ana Preto, e todos os três têm se declarado com pretensões de serem candidatos a prefeito nas eleições do ano que vem.

Veja o ranking de aprovação dos 16 políticos de Peruíbe:

POLÍTICOS BOM
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 14,96%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 12,90%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 9,68%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 8,21%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 8,21%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 5,57%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5,28%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 4,69%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 4,40%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 4,40%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 4,11%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 3,81%
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 3,52%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 3,52%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 3,52%
Vereador Hertes de França (França) 3,23%

60% ainda consideram ruins mandatos de políticos de Peruíbe

Prefeita Ana Preto ainda lidera lista dos instatisfeitos

Da Redação

Com 976 votos recebidos até aqui, as enquetes direcionadas para os políticos de Peruíbe têm indicado que o povo não anda mesmo muito satisfeito com a atuação de prefeita e vereadores na cidade.

Para os que participaram das 16 enquetes nominais e individuais envolvendo a prefeita Ana Maria Preto e cada um dos 15 vereadores, 59,32% disseram que os políticos de Peruíbe são mesmo ruins. Destes, 13,82% fazem da prefeita Ana Preto a primeira colocada entre os insatisfeitos, seguida dos vereadores José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) e Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo), com 7,25% cada, em segundo lugar; ficando o vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) com a terceira colocação entre os considerados “ruins”, com 7,08% dos votos.

As enquetes receberam 34,94% de votos para o item “bom”. 5,74% alegaram não ter opinião formada sobre o trabalho dos políticos peruibenses.

Veja o ranking dos considerados “ruim”:

POLÍTICOS RUIM
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 13,82%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 7,25%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 7,25%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 7,08%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 6,91%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 6,91%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 6,39%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 6,39%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 6,22%
Vereador Hertes de França (França) 6,04%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 5,53%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 5,18%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5,18%
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 3,80%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 3,45%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 2,59%

Alex Matos ainda na frente na corrida pré-eleitoral de 2016 para Peruíbe

Alex, o preferido na terceira apuração

Da Redação

Pelo terceiro dia consecutivo, Alex Matos continua liderando as enquetes levadas ao ar por este blogue.

Estão previstas 211 enquetes somente sobre o tema “prefeituráveis 2016 para Peruíbe” contendo 21 dos principais e prováveis candidatos. As enquetes apresentam sempre dois nomes, como se somente os dois fossem candidatos. Ao votar você está indicando quem você escolheria caso fossem somente os dois candidatos. A ideia é buscar um nome de consenso para a eleição de prefeito de Peruíbe em 2016. Na tabulação final de todos os prefeituráveis aparece o resultado como apresentado na tabela abaixo.

O resultado parcial até aqui – com as enquetes tendo começado em 19 de dezembro de 2014 – indicam o seguinte:

NOME VOTOS %
Alex Matos (Alex Matos) 13 14%
Cristen Charles (Na Mira!) 9 10%
Gilson Carlos Bargieri (Gilson Bargieri) 9 10%
José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 9 10%
Antonio Carlos Caruso (Dr. Caruso) 8 9%
Alberto Sanches Gomes (Dr. Alberto) 7 8%
Antonio Claret de Góes (Toninho Góes) 7 8%
Benedito Marcondes Sodré (Sodré) 5 6%
Julieta Fujinami Omuro (Dra. Julieta) 5 6%
Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 5 6%
Claudete Andreotti (Boca de Rua) 4 4%
Emer Elias Abou Jaoude (Emer) 4 4%
Maria Onira Betioli Contel (Onira) 3 3%
Mário Omuro (Mário Omuro) 2 2%
Ana Maria Preto (Ana Preto) 0 0%

Participe você também. Clique no link sobre os nomes abaixo e vote, indicando sua preferência. Ou conheça todas as enquetes para Peruíbe neste link.

Sempre lembrando que estas enquetes NÃO TÊM valor científico, não se tratando de pesquisa com qualquer amparo de metodologia estatística, portanto.

Se você é pré-candidato a prefeito e gostaria de ter seu nome inscrito nas enquetes, escreva para [email protected] solicitando sua inclusão dentre os prefeituráveis. Este serviço é gratuito, mas fique à vontade caso queira colaborar com meu trabalho. Veja como aqui.

VEJA AS ENQUETES PUBLICADAS ATÉ AQUI (POR ORDEM DE VOTAÇÃO RECEBIDA)

NOME VOTOS % NOME VOTOS % TOTAL
Alberto Sanches Gomes (Dr. Alberto) 7 58% Alex Matos (Alex Matos) 5 42% 12
Alex Matos (Alex Matos) 8 100% Ana Maria Preto (Ana Preto) 0 0% 8
Benedito Marcondes Sodré (Sodré) 5 63% Claudete Andreotti (Boca de Rua) 3 38% 8
Claudete Andreotti (Boca de Rua) 1 13% Cristen Charles (Na Mira!) 7 88% 8
Gilson Carlos Bargieri (Gilson Bargieri) 5 63% José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 3 38% 8
Ana Maria Preto (Ana Preto) 0 0% Antonio Carlos Caruso (Dr. Caruso) 7 100% 7
José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 6 86% Julieta Fujinami Omuro (Dra. Julieta) 1 14% 7
Julieta Fujinami Omuro (Dra. Julieta) 4 57% Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 3 43% 7
Emer Elias Abou Jaoude (Emer) 2 33% Gilson Carlos Bargieri (Gilson Bargieri) 4 67% 6
Antonio Carlos Caruso (Dr. Caruso) 1 25% Antonio Claret de Góes (Toninho Góes) 3 75% 4
Antonio Claret de Góes (Toninho Góes) 4 100% Benedito Marcondes Sodré (Sodré) 0 0% 4
Cristen Charles (Na Mira!) 2 50% Emer Elias Abou Jaoude (Emer) 2 50% 4
Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 2 50% Maria Onira Betioli Contel (Onira) 2 50% 4
Maria Onira Betioli Contel (Onira) 1 33% Mário Omuro (Mário Omuro) 2 67% 3

Maioria ainda considera ruim mandato de políticos em Peruíbe

Prefeita Ana Preto: mandato impopular

Da Redação

Embora caindo um ponto percentual desde a última apuração feita em 2 de setembro passado (veja aqui), ainda é maioria absoluta aqueles que acham que o atual mandato da prefeita Ana Preto, e dos 15 vereadores é ruim.

Com 54% na penúltima apuração realizada em três de agosto (confira aqui), caindo para 53% na última, e marcando 52% pontos agora, o indicativo das enquetes que têm coletado as manifestações dos ensejos populares de Peruíbe mostra que muita coisa ainda precisa ser reparada na administração municipal, mesmo com ela caminhando para os dois últimos anos do atual mandato.

Impopulares

A “campeã” no quesito mandato “ruim” é mesmo a prefeita Ana Preto, com 13% dos votos, seguido do vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista), que contabiliza 10%. Na apuração de setembro, a prefeita tinha 10%, e Ivo liderava a lista com 12%, empatando com o vereador Hertes de França.

Em terceiro lugar dentre os insatisfeitos empatam, com 9% votos cada, os vereadores Hertes de França (França) e João Estevam Bezerra (Cabra Bom).

Veja como estão todos os nomes dos políticos de Peruíbe tidos como “ruim” em comparação com as duas últimas apurações:

H = Hoje – U = Última – P = Penúltima – M = Média

POLÍTICOS H U P P
Prefeita Ana Maria Preto (Ana Preto) 13% 10% 11% 11%
Vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista) 10% 12% 10% 11%
Vereador Hertes de França (França) 9% 12% 11% 11%
Vereador João Estevam Bezerra (Cabra Bom) 9% 10% 10% 10%
Vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) 8% 9% 8% 8%
Vereador Adenilson Alves Pereira (Nilsão) 8% 10% 8% 9%
Vereador Lourival Sampaio Costa (Loro) 7% 7% 7% 7%
Vereador Marcos Mohai Szabo (Mohai) 7% 5% 1% 4%
Vereador Rafael Vitor de Souza (Rafael) 6% 6% 8% 7%
Vereador Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto) 5% 6% 3% 5%
Vereador Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) 5% 5% 8% 6%
Vereador Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) 5% 5% 3% 4%
Vereadora Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) 3% 3% 3% 3%
Vereador Andre Luiz de Paula (André) 3% 2% 3% 3%
Vereador Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício) 1% 1% 1% 1%
Vereador José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) 1% 1% 1% 1%

Maioria ainda considera ruim mandato dos políticos de Peruíbe. Prefeita é a pior.

Da Redação

A série de enquetes que têm sido levadas a efeito neste blogue vem apontando uma tendência regular desde o início da votação: a de que a mais de 50% dos votantes acha que os políticos de Peruíbe, na média, estão tendo mandato ruim. Pelo menos esse é o entendimento de 56% dos que votaram nas enquetes que perguntam sobre o mandato dos políticos (prefeita e vereadores) individualmente (veja aqui).

Por outro lado, 36% dos votantes até que consideram que os mandatos podem ser considerados “bons”, enquanto que 8% preferiu dizer não ter opinião formada a respeito.

A campeã de votos negativos, como era de se esperar, é a prefeita Ana Preto (foto), com 12% dentre aqueles que votaram em sua enquete. Ela é seguida de perto pelo vereador José Ivo dos Santos (Ivo Eletricista), que tem 11% de desaprovação de seu mantado, deixando empatados, em terceiro lugar, com 10% de votos “ruins”, os vereadores Hertes de França (França) e João Estevam Barbosa (Cabra Bom).

O vereador Nivaldo Vieira Pereira (Bahia) ficou na quarta posição, com 9%. Em quinto, empatados com 8% cada, estão os vereadores Adenilson Alves Pereira (Nilsão) e Lourival Sampaio Costa (Loro). Marcos Mohai Szabo (Mohai) tem 7%. Com 6% cada, estão os vereadores Rafael Vitor de Souza (Rafael) e Osvaldo José Pinto (Osvaldo do Posto).

Em seguida aparecem, na lista decrescente dos votos negativos: Rubens Rodrigues Gomes Júnior (Dr. Rubens) (4%); Ricardo Corrêa dos Santos (Ricardo) (3%); André Luiz de Paula (André) e Mari Laila Tanios Maalouli (Dra. Laila) (2% cada). Na ponta, ou em último lugar entre os políticos com mandatos tidos como ruins pelo eleitorado, estão o presidente da Câmara, José Ernesto Lessa Maragni Jr. (Zeca da Firenze) e o advogado Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (Dr. Luiz Maurício).

As enquetes seguirão recebendo votos até 31 de dezembro de 2016, último dia do mandato da prefeita e vereadores.

População de Peruíbe ainda reclama do sistema de transporte público

Prefeitura trocou a empresa que administra o sistema de ônibus. Intersul entrou na Justiça contra prefeitura por causa da quebra de contrato.
Moraodres ainda reclamam da falta de ônibus (Foto: Reprodução / TV Tribuna)
Moradores ainda reclamam da falta de ônibus (Foto: Reprodução / TV Tribuna)

Do G1 Santos e Região

A prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, trocou a empresa que administra o sistema de ônibus na cidade. Porém, os moradores reclamam que os problemas continuam.

A população de Peruíbe têm problemas com o transporte público. Eles dizem que é preciso ter boa vontade e paciência para esperar o ônibus. Outra saída é recorrer ao transporte alternativo. “A única opção que temos são as vans e elas estão sempre lotadas”, afirma uma moradora que prefere não se identificar.

Mas a prefeitura acredita que, com a chegada da nova empresa, a Estrela Maior, que assumiu o lugar da Intersul, isso vai mudar. “São 18 ônibus que estão no município. Não são ônibus novos. É uma frota média de cinco a seis anos. A empresa se comprometeu a, nos próximos 15 dias, readequar também a questão da frota”, afirma o chefe de gabinete André Isaías de Santana.

Quem enfrenta dificuldades também são os funcionários da Intersul, que ainda não sabem o que vai acontecer. “Todos aqui são pais de família, que dependem do emprego, de maneira nenhuma querem ficar desempregados, é muito ruim”, diz o cobrador Osvaldo Martins.

A Intersul entrou na Justiça contra a prefeitura de Peruíbe por causa da quebra de contrato. Já os funcionários esperam uma reunião entre a empresa e o sindicato da categoria para definir o futuro. A prefeitura informou que fez um acordo com a nova empresa, que administra o transporte, para contratar os funcionários que deixarem a Intersul.

Após dois meses, estudantes de Peruíbe ainda aguardam entrega de material didático

De A Tribuna Online

Assim como em escolas da Baixada Santista, as férias para os estudantes da Escola Estadual Carmen Miranda, em Peruíbe, terminaram mais cedo. Em razão dos jogos da Copa do Mundo, na escola, o ano letivo teve início ainda em janeiro. Mas apesar da antecipação do início das aulas, um item primordial para o ensino de estudantes em sala de aula está mais do que atrasado: o material didático.

Já no final do primeiro bimestre letivo, Rosilda Melo, mãe da estudante Laura de Melo Mendes, que está matriculada no 1º ano do Ensino Médio, teme que o aprendizado da jovem e de outros alunos de sua turma acabe sendo prejudicado. “Espero que, mesmo com o atraso de 60 dias após o início das aulas, o departamento responsável pela entrega do material didático agilize a entrega, para que, ao menos no segundo bimestre, os alunos não venham a sofrer novos prejuízos”, lamenta.

A falta de material, segundo Rosilda, afeta, exclusivamente a turma matriculada no período da tarde. “Tenho um outro filho que está no 2º ano. Ele recebeu normalmente o material didático que serve de apoio durante a aula. Também soube pela própria direção da escola que a turma do 1º ano, matriculada no período da manhã recebeu as apostilas de todas as disciplinas. Apenas a turma da tarde ficou sem receber o material”.

Rosilda conta que chegou a procurar a escola, mas foi informada pela direção da unidade que o material enviado pela Secretaria de Educação foi menor do que a demanda de estudantes matriculados no 1º ano. “Falaram na Diretoria de Ensino que a escola recebeu uma reserva estratégica, mas o que eu soube é que a coordenadora da escola trouxe, inclusive em seu carro particular, algumas apostilas e que alguns professores estão usando como rodízio em todas salas, levando-as consigo para que os alunos copiem em seus cadernos o conteúdo”.

Em busca de soluções para o problema na unidade de ensino, Rosilda conta que, além da imprensa, procurou o Juizado da Infância e da Juventude, para que intervenha, por meios legais, e assegure o direito à educação, preferencialmente de qualidade, conforme rege as leis. “Sou mãe, pago impostos, portanto, não quero nada além dos meus direitos como cidadã”.

Procurada, a Secretaria de Educação do Estado informou que a Diretoria de Ensino de São Vicente apura o ocorrido e informa que já foram solicitadas mais apostilas
para serem entregues na próxima semana na unidade de ensino.

Litoral de SP ainda tem imóveis para alugar no Carnaval; veja preços

Uma pesquisa realizada pelo portal ZAP Imóveis revelou que a diária em apartamentos das praias paulistas variam de R$ 170 a R$ 1.882,14
No Litoral Norte, diária de apartamento de um imóvel é de R$ 170 (Thinkstock)

Por Karla Santana Mamona, no InfoMoney

SÃO PAULO – Para aqueles que ainda não sabem onde passarão o feriado de Carnaval, o litoral de São Paulo é uma alternativa. Uma pesquisa realizada pelo portal ZAP Imóveis revelou que a diária em apartamentos das praias paulistas variam de R$ 170 a R$ 1.882,14.

No litoral Sul, que incluem cidades como Santos, Guarujá, Praia Grande, Bertioga, o valor médio da diária do apartamento de um dormitório é de R$ R$ 246,66. O valor médio do imóvel de dois quartos é de R$ 368,29. O de três é de R$ 919,36, enquanto o de quatro é de R$ R$ 1.430.

No litoral Norte de São Paulo (Caraguatatuba, Ubatuba, Ilha Bela, entre outros), o valor médio da diária é de um imóvel de um quarto é de R$ 170. Os apartamentos de dois dormitórios, o valor médio é de R$ 372,72. Já o de três e quatro, o valor médio, é de R$ 887,50 e R$ R$ 1.882,14, respectivamente.

Mais Médicos: 237 estrangeiros ainda aguardam registro para trabalhar

Valter Campanato/Agência Brasil

Por Ligia Guimarães | Valor

O programa Mais Médicos, anunciado em julho pelo governo federal para reforçar o atendimento ao Serviço Público de Saúde (SUS), tem, até agora, 1.020 profissionais em atividade, conforme balanço do programa até 10 de outubro divulgado nesta terça-feira, 15, pelo Ministério da Saúde. Destes, 577 são médicos formados no Brasil. Os outros 443 têm diploma estrangeiro e atuam no país por meio de registro provisório.

Ainda, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério, 237 estrangeiros aguardam a emissão do registro provisório por parte dos conselhos regionais de medicina para trabalhar.

Na estimativa do ministério, o contingente de médicos que já estão na ativa no programa, no interior do país e na periferia das grandes cidades, abrange área correspondente a mais de 3,5 milhões de brasileiros; destes, 61% vivem no Norte e Nordeste.

O cálculo do Ministério da Saúde é feito com base no número de famílias cadastradas para o atendimento nas unidades básicas de saúde: atualmente, cada equipe de atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) cobre, em média, 3.450 pessoas.

Os médicos da primeira etapa do programa estão alocados em 577 municípios e 17 distritos indígenas. As regiões mais carentes do país foram as que receberam profissionais, uma vez que 71% dos locais atendidos ficam no interior do país.

Do total de locais atendidos até agora, 423 são cidades com 20% ou mais de sua população em situação de extrema pobreza, que possuem mais de 80 mil habitantes e menor renda per capita, além de regiões indígenas. As demais áreas atendidas são periferias de 20 capitais e 151 regiões metropolitanas.

Ontem, a presidente Dilma Rousseff afirmou, em entrevista a emissoras de rádio, que a meta do programa é contratar 12 mil profissionais até abril.

Os municípios brasileiros apresentaram ao governo federal uma demanda por 16.625 profissionais por meio do programa Mais Médicos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Na nota de divulgação do balanço de hoje, o ministério prevê que mais 2.597 profissionais da segunda etapa do programa devam iniciar suas atividades ainda neste mês.

Segundo o ministério, os médicos brasileiros da segunda seleção do programa tiveram até esta segunda, 14, para se apresentar nos municípios, enquanto os profissionais formados no exterior devem concluir o módulo de avaliação do programa até o dia 25 deste mês. A aprovação nesta etapa é condição para sua atuação nas Unidades Básicas de Saúde.

(Ligia Guimarães | Valor)

Mais 528 moradias populares serão entregues ainda este ano em Peruíbe

As moradias populares serão destinadas para moradores que residem em áreas de risco ou alagáveis
Foto: DIvulgação
Deste total, 3% serão destinados a idosos e 3% para deficientes físicos

Da Reportagem do Diário do Litoral

O sonho da casa própria vai se tornar realidade para centenas de famílias carentes que moram em Peruíbe. Até o final deste ano, a Prefeitura entregará 528 unidades habitacionais que estão inseridas no Conjunto Residencial Serra do Mar, instalado no bairro Santa Isabel. As moradias populares serão destinadas para moradores que residem em áreas de risco e/ou alagáveis. Deste total, 3% serão destinados a idosos e 3% para deficientes físicos.

De caráter social, o Conjunto Serra do Mar está custeado com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida, na qual serão oferecidas casas sobrepostas de até 46 metros quadrados, e com 2 dormitórios. Os moradores contemplados deverão pagar uma taxa mensal de R$ 25, mais condomínio e taxa social de água e luz. Em contrapartida, a Prefeitura vai beneficiar as famílias com isenção de IPTU e ITBI.

O critério nacional de seleção das famílias deve se enquadrar no perfil da CEF e estar de acordo com a Portaria n° 610, de 26/11/2011 – faixa de renda de até R$ 1.600,00 para a família.

Além do conjunto que será entregue neste ano, a prefeita Ana Preto também tem atendido investidores e parceiros, para projetos cuja demanda passa de 2 mil unidades na Cidade.

“Seguramente, Peruíbe será a Cidade com maior entrega de moradias de cunho social da Baixada Santista. Isso ocorre pelo nosso interesse em suprir o déficit residencial existente no Município e pela facilidade de terrenos que a Cidade de Peruíbe oferece”, destacou a prefeita.

Conjunto Habitacional Santa Isabel

Para o próximo ano, a Prefeitura fará a entrega de mais 320 unidades do Conjunto Habitacional Santa Isabel. Também serão casas sobrepostas para contemplar famílias carentes. Além disso, os moradores que já foram selecionados deverão efetuar o pagamento de mensalidade, taxa de água, luz e condomínio.

A Prefeitura mantém ainda outros programas de moradia popular que estão em fase de licitação.

Prefeitura de Peruíbe atende AEP e cria Projeto Bolsa Universidade ainda este ano

Projeto dará auxílio transporte para estudantes carentes do município
Foto: Divulgação/PMP
Do encontro com a prefeitra Ana Preto participaram, além da diretoria da AEP, os vereadores, sob o comando o presidente Diácono Zeca (esq.)

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Peruíbe

Para o segundo semestre deste ano será criada a Bolsa Auxílio Universidade que atenderá os alunos que não têm condições de pagar mensalidade de transporte para estudar. “Esse avanço histórico será o começo de uma melhor condição e facilidade para que os estudantes universitários da nossa Cidade possam concluir seus estudos e futuramente serem incluídos no desenvolvimento de Peruíbe”, destacou a prefeita Ana Preto.

Também ficou acertada a participação da AEP (Associação de Estudantes de Peruíbe) em programas sociais do Município, através de mutirões. O primeiro agendado para março será o Combate à Dengue.

“Essa contrapartida social da AEP será um avanço estratégico para o Município. Quero agradecer aos vereadores, ao presidente da AEP, Juliano Roberto, ao vice Paulo César e toda a diretoria desta fundamental entidade”, disse.

O presidente da entidade, Juliano Roberto, agradeceu o apoio recebido e ressaltou que a criação do novo projeto trará ainda mais benefícios para os estudantes da Cidade.

“Temos que lembrar que muitas pessoas na Cidade não têm condições de pagar mensalidade. A iniciativa da Prefeitura é essencial e chega em boa hora”, disse.

Peruíbe: Registros de Ana e Milena são deferidos. Onira ainda aguarda julgamento

Da Redação

Com o início do julgamento dos pedidos de registro de candidaturas pela Justiça Eleitoral, os pedidos de Ana Preto (PTB) e Milena Bargieri (PSB) foram deferidos: ambas estão aptas a concorrerem à eleição deste ano. O pedido da candidata do PT, Onira, ainda está sendo objeto de julgamento, e a decisão sobre o pedido dela deve sair nas próximas horas. Não há notícias sobre o porque da demora no julgamento do processo da candidata petista.

Dos 275 candidatos que deram inicio aos processos para concorrerem a uma das 15 vagas do Legislativo peruibense, 220 já tiveram seus registros aprovados. Os demais aguardam julgamento. Quatro haviam renunciado na semana passada.

Candidatos a prefeito de Barra do Turvo ainda aguardam julgamento no TSE

Da Redação

Os três candidatos a prefeito da cidade de Barra do Turvo, no Vale do Ribeira, ainda aguardam notícias do julgamento dos seus pedidos de candidaturas junto ao TSE.

Afonso de Campos (PR), Henrique (PT) e Rosana do Edinho (PMBD) disputam os votos de 7.250 eleitores.

Candidatos a vereadores ainda aguardam recursos para campanha em Peruíbe

Candidatos a vereadores: boca escancarada esperando pela mamãe trazendo a “minhoquinha”…

Da Redação

Há 82 dias das eleições as três candidatas à prefeita de Peruíbe parecem terem realizado um pacto entre elas para diminuir o mais que puder os gastos com as campanhas dos vereadores.

A estratégia parece ser mesmo a de ganhar tempo. Até lá, vale tudo para tentar engabelar pelo menos dois terços dos 275 candidatos a vereadores que entraram nessa de ser candidato com o intuito mesmo de ganhar uma graninha extra durante o período da campanha.

Os outros um terço, ou algo em torno de 90 do total dos candidatos que têm algum recurso próprio, ou estão alimentados pela esperança de ganhar as eleições, já estão com suas campanhas nas ruas.

Valores e custos

Com um patrimônio declarado de R$ 18 milhões, a candidata do PTB será a que pretende gastar menos dentre as demais candidatas. Pelo menos oficialmente, Ana Preto comunicou à Justiça Eleitoral que pretende gastar R$ 1 milhão, ou seja, apenas um quarto do que sua coordenadoria de campanha vinha assinalando para os pré-candidatos a vereadores dos partidos que compõem a coligação que a apoia.  Para ter uma ideia, se Ana Preto não tivesse mais gasto algum em sua campanha, e dividisse esses R$ 1 milhão com os 150 candidatos de sua base, ela daria a cada candidato menos de R$ 6.700 para cada um. Esse valor, se dividido pelos três meses da campanha, dá R$ 2.200,00. Em resumo: não paga os cabos eleitorais e a gasolina que o candidato gastará na corrida pela busca do voto.

Com um patrimônio declarado bem mais modesto, a candidata do PT, Onira, pretende gastar o dobro que Ana Preto: R$ 2 milhões. A atual vereadora Onira declarou bens que somam apenas R$ 116 mil, e vai administrar a fome, a sede, a vontade e a sanha de 53 candidatos, um terço dos candidatos da candidata do PTB. Outra vez, divididos os R$ 2 milhões pelos 53 candidatos, cada um iria amealhar perto de R$ 38 mil. Mas, na seara petista o assunto é encarado com mais parcimônia: cada um dos candidatos a vereador já está ganhando R$ 250 de ajuda de custo por semana, mais uma cota de gasolina equivalente a meio tanque de combustível de um carro popular.

A grande expectativa fica por conta da campanha à reeleição da atual prefeita Milena Bargieri. A prefeita é a mais “pobre” das três candidatas. Embora morando no Bougainville I, onde uma casa não custa menos que R$ 2 milhões, Milena declarou patrimônio de R$ 61 mil. Evidente que a justificativa de que a casa onde mora é da família, ou de seu pai, que construiu um patrimônio de anos se dedicando à pecuária. Com 76 candidatos a vereadores, Milena declarou pretender gastar R$ 1,5 milhão em sua campanha.

Com os eleitores cada vez mais distantes, perdidos pela periferia na cidade, ou mesmo na zona rural, ou ainda nas filas intermináveis em busca de socorro no combalido aparelhamento de saúde municipal, a concentração de candidatos nos comitês faz pensar ao transeunte que passa em frente: será que algum desses está mesmo preocupado com o povo?

Mas pior que a esperança é a promessa. E, se prometeu, tem que cumprir!

Corpo de adolescente é encontrado decapitado em Barra do Turvo, SP. Cabeça ainda não foi encontrada

Jovem teria sido morto quando voltava de baile na noite de sábado (14). Polícia não tem pistas sobre a autoria e a motivação do assassinato.

Do G1 Santos e Região

Um garoto de 15 anos foi encontrado morto em um rio na cidade de Barra do Turvo, no Vale do Ribeira, no interior de São Paulo. A polícia ainda não tem pistas sobre a autoria e a motivação do assassinato.

Segundo informações da polícia, o corpo foi encontrado com lesões de arma branca, com cortes nas mãos e sem a cabeça no bairro Bela Vista, que fica às margens da rodovia BR-116. O adolescente teria sido morto quando voltava de um baile no sábado (14) à noite.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima já foi identificada e tinha passagem por furto. Equipes do Corpo de Bombeiros ainda fazem as buscas pela cabeça do garoto.

Novo acidente na Grajaú-Jacarepaguá complica ainda mais trânsito na região

Foto: Reprodução de vídeoDe O Dia Online

Uma colisão envolvendo dois ônibus e dois carros de passeio no sentido Zona Oeste da Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá complica ainda mais o trânsito na região na noite desta sexta-feira. De acordo com o Centro de Operações Rio, o trânsito em direção à Jacarepaguá fluía normalmente antes do acidente, mas neste momento, com apenas uma faixa está liberada, o fluxo é lento na região. Em direção à Zona Norte, ainda não há previsão para a liberação do trânsito.

Foto: Divulgação
Bombeiros trabalham no rescaldo do incêndio do caminhão tanque

A reabertura da autoestrada, em direção à Jacarepaguá, ocorreu por volta das 17h30 desta sexta-feira. A via, que liga a Zona Norte a Zona Oeste da cidade, ficou totalmente interditada por três horas e meia por conta de um acidente com caminhão-tanque, que tombou e explodiu no local.

Agentes da CET-Rio orientam os motoristas no local. A recomendação é de que os motoristas continuem evitando a via enquanto ainda há bloqueios. As opções de rota são o Alto da Boa Vista ou a Linha Amarela. Bombeiros e agentes da prefeitura ainda trabalham no local.

O acidente

Um caminhão de combustível tombou e pegou fogo na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, na altura do Hospital Cardoso Fontes, na tarde desta sexta-feira. De acordo com testemunhas, o motorista teria chegado à unidade caminhando, escorado por pessoas que passavam pelo local. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, seu estado é grave.

Por volta das 16h30 o motorista estava sendo transferido para o Hospital do Andaraí, que possui um setor especializado em tratamento de queimados. As primeiras informações dão conta de que 92% do corpo do homem, que aparenta cerca de 30 anos, teria sido atingido pelas chamas. Não foram encontrados documentos de identidade com a vítima.

Através do Twitter, o seguidor @rodesiqueira relatou que há falta de luz na Freguesia. A fumaça do incêndio pode ser vista em diversos pontos da região. Bombeiros do quartel de Jacarepaguá e do Grajaú foram para o local, assim como equipes da RioLuz e da Light. Por volta das 15h40, um dos postes tombados na via já havia sido retirado no local.

Corpos de piauienses do acidente em PE ainda permanecem no IML

É necessário que algum parente vá ao local para realizar procedimentos legais cabíveis
Não há previsão para a liberação dos cadáveres
Não há previsão para a liberação dos cadáveres

Do Portal 180graus

Os corpos do casal Edilberto Rodrigues de Souza e Maria Edná França Rodrigues; da filha deles, Erika Maria França Rodrigues; e do namorado da jovem, Leandro Carvalho, todos piauienses, continuam no Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. Segundo o Instituto, os corpos estão carbonizados e desfigurados. É necessário que algum parente vá ao local para realizar procedimentos legais cabíveis de identificação. Assim, ainda não há previsão para a liberação dos cadáveres.

É estável o estado de saúde das duas pessoas que ficaram gravemente feridas em um acidente envolvendo dois carros na BR-232, em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, no domingo (2). Elas permanecem no Hospital Otávio de Freitas, no bairro de Tejipió, na Zona Oeste do Recife, sem previsão de alta.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o homem de 45 anos passou por cirurgia em uma das mãos pela manhã e está internado no pós-operatório. A mulher de 42 anos realizou exames de tomografia e ultrassonografia durante a tarde. Ambos estão conscientes e seguem em observação na unidade. No acidente, cinco pessoas morreram, três eram da mesma família.

A filha Érica e seu namorado Leandro morreram no local

O corpo da quinta vítima, uma mulher de 62 anos, foi encaminhado ao IML de Caruaru, no Agreste. Após perícia, foi liberado na tarde desta segunda-feira (9). Outros quatro feridos tiveram escoriações leves, foram atendidos no Hospital Doutor Lídio Paraíba, em Pesqueira, e tiveram alta médica no domingo.

Edilberto, sua esposa Edná

Homem nu, morto com mais de 10 facadas, ainda tem corpo arrastado para fora da casa

Foi uma madrugada sangrenta na Grande Cuiabá com o registro de dois crimes de assassinato. Nos dois acasos ninguém foi preso ainda

José Trindade, no 24HorasNews

Duas pessoas assassinadas quase no mesmo horário. Uma pessoa com passagens pela Polícia, que deveria estar presa foi executada  com vários tiros em Cuiabá. A outra levou mais de uma dezena de facadas em cima de uma cama, nua, e ainda foi arrastada e jogada do lado de fora da casa em Várzea Grande.

Passavam das quatro horas da madrugada deste sábado (28), quando um homem  identificado como Elias Frreira Nobre, de 43 anos, chegou à casa da ex-namorada dele, no Jardim União, em Várzea Grande (Grande Cuiabá).

Elias, segundo testemunhas contaram à Polícia foi direto para o quarto onde dormia nu um homem identificado apenas como Rogério. Foram várias facadas. “Mais de dez”, calculou o policial.

Enfurecido, Elias ainda segundo a Polícia, arrastou o corpo do desafeto de cima da cama para frente da porta da rua, onde foi deixado, nu e ensanguentado. Depois, sem dizer nada, o assassino fugiu e ainda não foi preso.

O corpo do homem que deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) como Não Identificado (NI) – a vítima não portava documentos -, foi liberado por investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a  Pessoa (DHPP), chefiados pelo delegado Antonio Carlos Garcia de Mattos.

“Foi um crime passional. A vítima estava namorando a ex-namorada do assassino. Matou e fugiu”, confirmou o delegado Garcia. A Polícia Militar fez buscas pela região, mas até o momento ainda não conseguiu prender o matador que teria fugido na garupa de uma moto.

Execução

Logo em seguida, por volta das 4h340 da madrugada deste sábado, investigadores da DHPP foram fazer a liberação de um corpo na Avenida Espigão, no bairro Tijucal, região do Coxipó, na zona urbana da Capital.

Marcelo Fabiano Laert do Nascimento, 34 anos, com passagens pela Polícia por crimes de furto e roubo. Inclusive, segundo a Polícia, Marceçlo foi preso nesta quarta-feira (25), mas não se sabe por que foi liberado.

Segundo testemunhas contaram à Polícia Militar, dois homens chegaram de moto e o que estava na garupa desceu e disparou pelo menos seis tiros, dos quais quatro atingiram Marcelo, inclusive um na cabeça. A Polícia confirma que foi uma execução. “Foi uma queima de arquivo ou um acerto de contas”, comentou um policial militar.

Caso Eulina: autor do assassinato ainda não foi apontado pela Justiça

Lívia Francez, no SeculoDiario.com

Nesta terça-feira (17) completa-se um ano do assassinato da advogada Eulina Maria Jaccoud Andrade, ocorrido em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, e até o momento sem que se saiba quem foi o autor do crime. A advogada foi morta em seu apartamento por golpes de objeto cortante e nenhum objeto de valor foi levado. O último andamento do processo, da última sexta-feira (13), dá conta que uma petição foi protocolada no cartório da 1ª Vara Criminal do município e aguarda conclusão.

O trânsito do processo entre o Ministério Público, para vistas, e a 1ª Vara é constante desde abril de 2011, mas ainda assim não foram designados pela Justiça interrogatórios ou diligencias, e sequer foram indiciados os supostos autores. Apenas uma diligência foi designada e cumprida em curto espaço de tempo, como informa o jornal Fato, de Cachoeiro de Itapemirim. Após a diligência, o processo passou a transitar entre o Ministério Público e a 1ª Vara.

Durante as investigações, que duraram cerca de três meses, a empregada doméstica Siléia Ventura de Souza, que trabalhava na casa da advogada, chegou a ser presa sob a alegação de que teria dado depoimentos contraditórios com o objetivo de atrapalhar as investigações. Ela foi libertada depois de 12 dias por falta de provas.

Ainda em janeiro de 2011, mês do assassinato da advogada, vazou a informação de que o suposto autor do crime havia se entregado ao Ministério Público do Estado. O comentário na cidade era que o suposto assassino seria de uma família tradicional de Cachoeiro, assim como a vítima e, por isso, um crime de aparentemente fácil resolução estaria sendo investigado com mais parcimônia.

Os indícios de confissão deste suposto assassino foram abafados pela polícia e pela Justiça, culminando com a prisão de Siléia, que, segundo informações de moradores do município, trabalhava há seis anos com a advogada e era de total confiança dela.

Dr. Alberto ainda tem apreço de 30% do eleitorado de Peruíbe

Da Redação

Ex-prefeito de Peruíbe no período de 1997 a 2000, o cirurgião-dentista Dr. Alberto Sanches Gomes talvez tenha sido o único dos profissionais de Saúde de Peruíbe que mostrou ser possível passar incólume pelo Departamento de Saúde e ainda, de quebra, ganhar uma eleição para prefeito. O feito não surpreende de todo: ele vem de família de políticos lá na pequena Flora Rica, no interior de São Paulo, onde seu pai foi prefeito.

Da família e de sua cidade de origem, Dr. Alberto trouxe a seriedade, a capacidade e uma obstinação sentida não só enquanto foi diretor de Saúde durante o Governo Mário Omuro (1989-1992), mas também depois, quando se elegeu prefeito numa tumultuada eleição (1996) em que concorreu com o próprio Mário Omuro (PMDB), e com nomes já bastante fortes à época como os de Gilson Bargieri (PSB), José Carlos Rúbia de Barros (PTB), Alba Valéria Vieira de Farias (PPB), e até com o atual suplente de Senador, Carlos Ramiro de Castro, o Carlão, (ex-marido da vereadora Onira) que naquele ano foi candidato a prefeito pelo PT.

Para terem uma ideia do desafio e da “teimosia” de Alberto Sanches Gomes, o então governador Mário Covas, de seu partido, o PSDB, chegou a mandar interlocutores tentando demovê-lo a desistir do pleito em favor de um apoio a Mário Omuro, que era o pupilo dos olhos do governador. No comício de encerramento da campanha, em frente à “Praça Redonda”, no centro, os candidatos subiram na caçamba de uma camionete e discursaram para um público de 15, no máximo 20 pessoas. E, mesmo contrariando todas as pesquisas e vontades, Dr. Alberto venceria aquela eleição com 5.650 votos, ou 29,34% dos votos válidos.

Passados 11 anos desde quando deixou a prefeitura, o que Dr. Alberto – e toda a população viu – foi uma decadência total na Saúde em Peruíbe. Passou Gilson Bargieri (2001-2004), passou José Roberto Preto (2005-2007), passou Julieta Omuro (2008), e agora passa Milena Bargieri (2009-2012), e a Saúde nunca mais se acertou. Porém Dr. Alberto teima em continuar dizendo que já pendurou as chuteiras, e que não é mais candidato a nada.

Este, no entanto, é um assunto que merece ser repensado pelo ex-prefeito. Pelo menos é o que indica a enquete “Eleições 2012 (Peruíbe/SP): Pensando em Alberto Sanches Gomes (Dr. Alberto), ex-prefeito, você” (veja e vote aqui) que este blogue tem publicada e recebendo votos desde 21 de agosto último.

Dr. Alberto, que se elegeu prefeito com 29,34% dos votos em 1996, hoje tem a preferência de 28,11% dos votantes na enquete para prefeito. Outros 30,77% acham que ele seria um bom vice-prefeito, enquanto 7,69% disseram que votariam nele para vereador. Com o menor índice de rejeição dentre os nomes apontados nas 81 enquetes, somente 33,33% dizem não votar nele para cargo algum.

Como temos dito, se os números não mentem, parece que a população de Peruíbe sente falta da rigidez com que Dr. Alberto governou a cidade. Um leitor deste blogue fez o seguinte comentário no Facebook: “Saudades de Dr. Alberto; no tempo dele a Saúde funcionava”.

Este enquete recebeu 75 visitas de leitores, dos quais 39 resolveram deixar seu voto, representando 52% de aproveitamento. Você pode deixar seu voto nesta pesquisa até o dia 25 de dezembro (veja e vote aqui).

As pesquisas publicadas no meu blogue são feitas a partir de parceria com o portal Enquetes, e não têm valor científico.

Dr. Caruso ainda não convence eleitorado de Peruíbe, aponta enquete

Dr. Antonio Carlos Caruso (esquerda) durante entrevista no TCM

Da Redação

Que Antonio Carlos Caruso, ou Dr. Caruso, ou ainda “Carusão” é um empreendedor arrojado ninguém duvida. Mais ainda: que o filho, deputado estadual Jorge Caruso, deve o sucesso de sucessivas votações expressivas à veia política do pai, também ninguém deve duvidar.

“Carusão”, que é como os peruibenses o chamam, para diferenciá-lo do filho deputado, carinhosamente chamado de “Carusinho”, parece só não ter conseguido mesmo despertar no inconsciente coletivo do povo de Peruíbe de que a esperança para o futuro da cidade pode estar na experiência que ele tem, e que tem posto à prova nos investimentos que tem feito no município.

Proprietário de vários hotéis e pousadas, e de um centro de convenções e eventos digno de receber grandes astros e estrelas, e gerando dezenas de empregos, Antonio Carlos Caruso se diferencia de outros políticos locais que ganharam dinheiro em Peruíbe, mas preferiram investir o que ganharam em cidades vizinhas ou mesmo em outros Estados. Dr. Caruso, ao contrário, ganhou dinheiro fora de Peruíbe, e trouxe o que ganhou para investir tudo em Peruíbe mesmo.

A enquete “Eleições 2012 (Peruíbe/SP): Pensando em Antonio Carlos Caruso (Dr. Caruso), pai do deputado Caruso, você” publicada por este blogue (veja e vote aqui), mostra, no entanto, que o eleitorado de Peruíbe teria pouco entusiasmo em votar nele para prefeito, por exemplo. Pelo menos para as próximas eleições.

Para ter uma ideia, de todos os eleitores que votaram em todas as outras 80 enquetes publicadas no blogue, apenas cinco resolveram declinar seu voto nesta enquete que tem como protagonista Dr. Caruso. Destes, um (20%) disse que votaria nele para prefeito, enquanto outro solitário votante (20%) disse achar que Dr. Caruso seria um bom vice-prefeito. Três, ou 60% dos votos conferidos, deixaram claro que não votariam nele para cargo algum.

Este pouco interesse pode ser justificado pelo fato de que a grande maioria da população só ouviu falar em Dr. Caruso, mas não conhece de perto. Talvez sequer o tenha visto pessoalmente. Outra explicação pode ficar por conta de que, embora se saiba que ele gostaria de terminar seus anos de vida pública (atualmente ele é conselheiro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo) como prefeito de Peruíbe, ele ainda não compareceu à mídia local para declarar isso.

De todo modo, não vindo a ser candidato, pelo menos por agora, Dr. Caruso já sabe (assim como o seu filho, deputado Jorge Caruso) que serão alvo do assédio de todos os candidatos, que não esconderão a avidez por seus apoios.

Este enquete recebeu 34 visitas de leitores, dos quais 5 resolveram deixar seu voto, representando 14,70% de aproveitamento. Você pode deixar seu voto nesta pesquisa até o dia 25 de dezembro (veja e vote aqui).

As pesquisas publicadas no meu blogue são feitas a partir de parceria com o portal Enquetes, e não têm valor científico.

Candidatos ainda esperam por decisão do TSE

Do Conjur

Candidatos com registro negado até o momento da diplomação não poderão ser diplomados. Também não terão valor os votos dados aos candidatos com registro indeferido. Nem os partidos e nem coligações não poderão computá-los. Estas são as duas conclusões que os ministros do Tribunal Superior Eleitoral chegaram durante a sessão extraordinária desta quarta-feira (15/12). Eles negaram, por 4 votos a 3, recurso apresentado por Antonio Paulo de Oliveira Furlan, que pretendia ser diplomado deputado estadual pelo Amapá no lugar de Ocivaldo Serique Gato (PTB), que teve o registro indeferido pelo TSE.

Ambos os entendimentos da Corte, retirados do julgamento desse processo, servem como parâmetros aos Tribunais Regionais Eleitorais que têm até sexta-feira (17/12) para diplomar os candidatos eleitos no pleito de outubro.

O plenário do TSE entendeu que os votos dados a Ocivaldo Serique Gato, que concorreu com o registro deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá a uma vaga de deputado estado, e mais tarde teve o registro cancelado pelo TSE, não poderiam ser computados para a sua coligação. Motivo: ele estava com o registro indeferido.

Segundo os ministros que abriram divergência, o artigo 16-A da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições), introduzido pela Lei 12.034/2009, é categórico ao condicionar a validade dos votos recebidos pelo candidato ao deferimento do seu registro. Já o parágrafo único do mesmo artigo, de acordo com a maioria da Corte, também é taxativo ao condicionar a contabilização dos votos dados ao candidato para o respectivo partido ou coligação ao deferimento do registro de sua candidatura.

Relator do processo, o ministro Hamilton Carvalhido votou pelo provimento parcial do recurso apresentado por Antonio Paulo Furlan, determinando a não diplomação de Ocivaldo Gato, por ele se achar com o registro indeferido, e a contabilização dos votos por ele recebidos para a coligação. Isto porque, segundo o ministro, ele disputou as eleições 2010 com o registro deferido pelo TRE do Amapá, situação que permitiria, neste caso específico, a contabilização dos votos para o partido ou coligação (parágrafo 4º do artigo 175 do Código Eleitoral). O presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, acompanhou na íntegra o voto do relator.

O ministro Marco Aurélio acompanhou o voto do relator, mas foi mais adiante. Ele determinou, além da contagem dos votos obtidos pelo candidato Ocivaldo para a coligação, a diplomação de Antonio Paulo Furlan como deputado estadual pelo Amapá em seu lugar.

No entanto, os ministros Aldir Passarinho Junior, Cármen Lúcia Antunes Rocha, Marcelo Ribeiro e Arnaldo Versiani divergiram do voto do relator e negaram provimento ao recurso de Antônio Furlan. O entendimento foi o de que o artigo 16-A da Lei das Eleições não comporta esse tipo de interpretação, já que seu parágrafo único é claro ao estipular que os votos recebidos pelo candidato só serão computados para o respectivo partido ou coligação com a concessão do registro da candidatura. Mas concordaram com o relator no ponto em que Ocivaldo Gato não pode ser diplomado pelo TRE do Amapá por se achar com o registro indeferido.

“O objetivo do artigo 16-A, no meu entendimento, foi dar mais responsabilidade aos partidos e coligações para que escolhessem candidatos realmente não atingidos por inelegibilidades. É um modo de evitar os chamados candidatos puxadores de votos, que posteriormente podem ser declarados inelegíveis, mas que beneficiam as legendas com a quantidade de votos que recebem”, lembrou o ministro Arnaldo Versiani, ponto que também foi destacado pelos ministros Marcelo Ribeiro, Aldir Passarinho Junior e Cármen Lúcia.

A espera de decisão

Ao contrário de Ocivaldo Gato, o deputado federal eleito por São Paulo, Paulo  Maluf, que também espera decisão do TSE para ser diplomado, concorreu às eleições com o registro indeferido, por ter sido condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo por improbidade administrativa no caso Frangogate. No entanto, na segunda-feira (13/12) o próprio TJ-SP reformou decisão anterior e absolveu Paulo Maluf da condenação.

Com a decisão, Maluf teve o registro teoricamente deferido. Mas, ele ainda continua com o registro indeferido e mesmo não se enquadrando à Lei da Ficha Limpa, espera por uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral para ser diplomado nesta sexta-feira (17/12).

Antes da absolvição pelo TJ-SP, a defesa de Maluf já havia recorrido ao Tribunal Superior Eleitoral para pedir o reconhecimento da legitimidade do seu registro de candidatura. Nesta terça-feira (14/12), informaram à Justiça Eleitoral sobre a sua absolvição, fato que o impede de ser enquadrado no rol de inelegibilidades previsto pela Ficha Limpa.

De acordo com a Assessoria de Imprensa, o recurso está na pauta de julgamentos do Plenário da Corte. Porém, considerando a decisão do TJ-SP e a urgência do caso, Maluf pediu que a decisão seja dada monocraticamente pelo relator, ministro Marco Aurélio. Mas o ministro ainda não se posicionou sobre o assunto.

Maluf foi o terceiro candidato a deputado federal mais votado no estado de São Paulo, com 497.203 votos.

Reta final

O deputado federal eleito nas eleições de 2010 pelo estado de Mato Grosso, Pedro Henry (PP), está liberado para diplomação nesta sexta-feira (17/12). O recurso analisado foi feito com base no indeferimento do pedido de registro pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso por causa de dois fatos: a cassação de mandato de Pedro Henry em 2007, por compra de votos, e pela prática de abuso de poder econômico e de autoridade por uso indevido dos meios de comunicação durante as eleições municipais de 2008.

Com relação à condenação por compra de votos nas eleições de 2006, o TSE reverteu, na sessão desta quarta, a decisão regional por considerar que não houve comprovação da materialidade da denúncia, ficando prejudicado, assim, esse ponto.

No caso do uso indevido de meios de comunicação, o deputado foi condenado por, durante as eleições municipais de 2008, quando não concorreu a nenhum cargo,  ter dado uma entrevista a um canal de televisão, considerada abusiva pelo Tribunal Regional. Ao votar, a relatora, ministra Cármen Lúcia, ressaltou que essa condenação se deu no dia 20 de julho de 2010, ou seja, 15 dias após o pedido de registro de candidatura feito por Pedro Henry, sendo, portanto, uma inelegibilidade que aconteceu após a data do pedido de registro.

Neste caso, disse a ministra, o Tribunal Regional considerou que a inelegibilidade de Pedro Henry poderia ser reconhecida “de officio”, ou seja, por iniciativa e autoridade própria. No entanto, a ministra salientou que o artigo 11 da Lei das Eleições (Lei 9504/97) estabelece que as condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento do pedido de registro. “Ao considerar fato superveniente, a decisão recorrida contrariou a lei das eleições”, afirmou, ao deferir o pedido de registro de candidatura.

O ministro Marco Aurélio acrescentou que o dispositivo da Lei das Eleições “não encerra preceito de mão dupla, ou seja, o fato superveniente é considerado para afastar a inelegibilidade e não para se concluir pela inelegibilidade”. A decisão foi unânime. (Com informações da Assessoria de Imprensa do TSE)