Arquivos de tag:

Caseiro admite assassinato de microempresária em Peruíbe

Eduardo Velozo Fuccia, em A Tribuna

O caseiro Marcos Fábio Dias de Souza, de 39 anos, admitiu na tarde desta terça-feira, diante de jornalistas, a autoria do assassinato da microempresária Ruth Rodrigues, de 56 anos. A confissão foi dada no Departamento de Polícia Judiciária do Interior-6 (Deinter-6), em Santos.

“Eu me arrependi de ter matado, mas sobre o motivo só falarei em juízo. Não premeditei nada e só posso dizer que me desentendi e perdi a cabeça. Não existe nada de estupro. Isso não faz parte da minha história. Também não fugi, apenas resguardei a minha família”.

A pedido do delegado Francisco Wenceslau, da Delegacia de Peruíbe, a Justiça decretou a prisão temporária de 30 dias de Marcos. Ele foi capturado na madrugada do último sábado na Rodoviária Novo Rio, na capital fluminense, após negociar por telefone a sua entrega à polícia.

O próprio delegado foi ao Rio acompanhado do investigador Luiz Roberto Fonseca e outros policiais. Na viagem de regresso ao Litoral Sul, eles já começaram a indagar o acusado, que admitiu ser o único autor da morte da vítima.

Ruth residia na Vila Matilde, na Zona Leste de São Paulo, mas tinha uma residência de veraneio no Jardim Guaraú, em Peruíbe, da qual Marcos era caseiro há cerca de dois anos e meio. Apesar de ele eximir a sua mulher, Carlla Sales Nunes Paraízo, de 28 anos, de qualquer ligação com o homicídio, Wenceslau também pediu à Justiça a prisão dela.

Arma usada

Um cinzeiro na forma de carranca de madeira maciça, pesando 1,9 quilo e com cerca de 40 centímetros foi a arma utilizada pelo caseiro para matar a microempresária, segundo ele disse aos policiais e aos jornalistas. Ainda conforme o acusado, durante a discussão que ele teve com a vítima, cujo motivo não revelou, Ruth Rodrigues lhe deu as costas, sendo atingida por um único golpe na cabeça, um pouco acima da nuca.

Essa versão é amparada pelo o que o médico Albino Padeiro, do Instituto Médico-Legal (IML) de Praia Grande, atestou no exame necroscópico. Segundo o legista, a vítima sofreu um golpe na região posterior (de trás) da cabeça com o emprego de um taco ou instrumento maciço de madeira ou ferro. A carranca usada no homicídio não foi apreendida.

Crime

Ruth foi morta na segunda-feira da semana passada, por volta das 11 horas, momentos após chegar ao imóvel de temporada. O corpo, porém, só foi encontrado no dia seguinte em uma mata próxima à Praia do Caramborê e às margens da Estrada de Barra do Una.

Na mesma data da localização do cadáver, no Bairro Santa Cruz, perto da divisa com Itanhaém, foi achado o Fiat Doblô da microempresária. O veículo fora incendiado e as chamas o destruíram por completo e ainda causaram a explosão do tanque de combustível.

Suspeito de assassinar a avó é preso e admite roubo de cartões

Carlos Paiva, no JM Online

Policiais militares prenderam ontem, em um hotel próximo ao terminal rodoviário, o suspeito de matar a aposentada Terezinha Rodrigues Nascimento, 79 anos. O desocupado Gustavo Adolpho Nascimento, 26, confessou o crime. Ele é neto da vítima. O assassinato aconteceu na quarta-feira em uma residência na rua Bolívar de Oliveira, Jardim São Bento.

Conforme os policiais, ainda em rastreamentos no intuito de localizar e prender o acusado de espancar até a morte a aposentada, receberam denúncia anônima dando conta de que Gustavo estaria realizando saques em um caixa eletrônico no terminal rodoviário de Uberaba. Após levantamentos, foi apurado que o autor teria se hospedado em um hotel naquelas imediações. Na hospedaria, através das fichas de registro, os policiais confirmaram que Gustavo estava no local. Ele foi abordado ainda no apartamento e não reagiu. Os militares deram voz de prisão em flagrante.

O desocupado admitiu que matou sua avó para roubar o cartão bancário com a senha e deu detalhes de sua fuga e como usou o cartão bancário da avó. Em seguida, foi conduzido até a delegacia de plantão da Polícia Civil, onde o delegado Hércules Cardoso ouviu testemunhas e policiais militares. Já o acusado, que estava acompanhado de advogado e de sua mãe, se reservou no direito de falar somente em juízo.

A autoridade policial ratificou a prisão em flagrante e o autuou pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) o desocupado Gustavo Adolpho Nascimento. Em seguida, o delegado determinou que ele fosse recolhido em uma das celas da penitenciária de Uberaba.

Superintendente da PF admite porte de arma a marido de Sânia Tereza

Luis Vilar/Alagoas24horas/Arquivo
Delegado Amaro Vieira

Do Alagoas 24 Horas

O superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegado Amaro Vieira, admitiu à Gazeta de Alagoas que foi em sua gestão que a superintendência da corporação em Alagoas concedeu porte de arma ao marido da prefeita afastada de Anadia, Sânia Tereza, Alessander Leal.

O casal foi preso na segunda-feira, 12, acusado de envolvimento no assassinato do vereador Luiz Ferreira.

Na mesma operação que resultou na prisão deles e de um PM primo da prefeita, acusado de autoria material do crime, a Polícia Civil apreendeu, por ordem da Justiça, munição, pistolas e uma carabina de ar comprimido.

A quantidade chamava a atenção, mas, segundo os advogados, o casal é praticante de tiro esportivo – o que justificaria o arsenal.

À Gazeta, por meio da equipe que estava de plantão nesta sexta-feira, feriado estadual, o superintendente informou que vai se pronunciar oficialmente sobre o caso na próxima segunda-feira.

O porte de arma para Alessander Leal foi concedido por período de dois anos e apenas para a região Nordeste. Segundo um delegado da PF, a legislação estabelece que o porte de arma pode ser concedido para um prazo de até cinco anos.

Marcelo Tamada admite o caos: 1/5 da população de Peruíbe esteve debaixo d’água

Da Redação

O representante para assuntos de calamidade pública da prefeita Milena Bargieri , Marcelo Araújo Tamada, declarou em entrevista à Tribuna (veja aqui) que pelo menos 10.000 pessoas foram atingidas pelas enchentes devido ao temporal que castiga a cidade já há mais de uma semana.

Tamada, que é secretário de Defesa Social e coordenador da Defesa Civil do município está tendo oportunidade de vivenciar bem de pertinho o drama de centenas de famílias que, como acontece todos os anos, perdem tudo que têm, levado pelas enchentes, ou estragado pela lama que chega a perdurar por semanas nas ruas e dentro das casas sempre que acontece um desastre dessa ordem.

O departamento de Comunicação não informa (não há nenhum comunicado no site da prefeitura, por exemplo) sobre quais ações a prefeita Milena Bargieri tomou, está tomando ou tomará no sentido de minimizar, em caráter emergencial, o sofrimento das famílias que ficaram sem ter para onde ir, ou que perderam seus pertences (inclusive documentos).

Uma leitora deste blog reclamou que, se fosse decretado estado de calamidade pública, ela e os trabalhadores da cidade que foram vitimados pelas chuvas poderiam se socorrer do Fundo de Garantia, já que o Governo Federal prevê a liberação de saques para estas situações.

Outra leitora foi mais dura em sua crítica: “Não vimos a prefeita na cidade, andando pelos bairros para acompanhar o nosso desespero de perto”. E pergunta: “Será que ela está em Peruíbe? Será que não foi passar o Carnaval nos Estados Unidos com a irmã dela, como parece ter feito no Ano Novo?”.

Carnaval prejudicado

Quem resolveu passar o Carnaval este ano em Peruíbe acabou se vendo logrado. É que, embora a prefeita Milena Bargieri tenha dito para a reportagem da Record que “a cidade está preparada para os turistas”, e que “temos uma ampla programação de carnaval de rua, com blocos e bandas” (veja aqui), as informações que chegam à Redação dão conta de uma cidade com pouquíssimo movimento, e que segue até o momento sem qualquer novidade.

O portal Peruibe.com.br, referência em consultas sobre eventos na cidade, publicou uma nota na tarde de ontem (sábado, 5), onde informa que “CARNAVAL 2011- Não haverá programação na noite de sábado de Carnaval”. Segundo um dos responsáveis pelo portal foi preciso publicar essa nota dada a imensa quantidade de telefonemas e e-mails reclamando da ausência de notícias sobre os eventos da cidade.

Quem quer saber o que não aconteceu e o que ainda pode acontecer (ou não acontecer) neste Carnaval em Peruíbe, acesse a página oficial da cidade como munícipe, ou clique aqui.