Início / Arquivos de tag:

Arquivos de tag:

Escândalo na Administração Municipal de Peruíbe

Uma rede intrincada de acusações de crimes de peculato, prevaricação, de responsabilidade e outros dão um xeque-mate na credibilidade da atual Administração, quando envolve o próprio prefeito Gilson Bargieri, seu Chefe de Gabinete, José Carlos Moraes Alvarenga, e o então presidente da Prodep, Alexkessander Veiga Mingroni (Kiko), que era considerado um dos “imexíveis” da Administração Municipal.

Para alguns, o caso Prodep pode se constituir na ponta de um iceberg que está fazendo com que muitos nomes conhecidos da política municipal, na Câmara e na Prefeitura, coloquem as suas barbas de molho.

Da Redação

Um atraso de 120 dias na entrega de um relatório onde o ex-presidente da Prodep, Alexkessander Veiga Mingroni é acusado de peculato por causa do desvio de 16 mil reais da empresa pode representar que o prefeito Gilson Bargieri e seu chefe de Gabinete, José Carlos Moraes Alvarenga teriam cometido crime de prevaricação. Pelo documento, os dois confessam que tinham conhecimento de irregularidades pelo menos desde 22 de dezembro de 2003.

Segundo o relatório assinado pelo próprio Alvarenga, “há, sem sombra de dúvida prática de crime de peculato” (veja explicação no editorial desta edição, clicando aqui) que teria sido cometido pelo ex-presidente da Prodep.

O caso está na Câmara que já instaurou uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar as irregularidades eventualmente cometidas pelo ex-presidente da Prodep. A CEI foi instalada na última sessão do ano passado, e só veio a se reunir em janeiro deste ano.

Com o atraso nas investigações, e em virtude da demora do envio do documento conclusivo da sindicância interna na Prefeitura à CEI, o escândalo poderia mesmo acabar sendo mais daqueles famosos casos em que tudo mundo sabe “acabar em pizza”.

Joomla extensions, Wordpress plugins