Juninho (dir.) e Ari: Se deu certo, tem que continuar!

Juninho é reeleito em Prados com 58,36% dos votos válidos

Juninho e esposa aparecem na sacada de casa após as urnas confirmarem sua reeleição

Da Redação

Diferente do que chegou a ser anunciado ontem durante a apuração, a diferença de votos que o prefeito Juninho do Lester teve à frente do candidato do PT foi de 965 votos.

Ontem, em meio à euforia da contagem dos votos, e vendo que Juninho seguia vencendo urna após urna, correligionários mais entusiasmados falavam em 1.300 os votos de Juninho à frente do adversário. Por volta das 23hs, o WhatsApp disseminava a informação do fechamento com contagem “exata” de 1.704 votos como sendo a diferença entre o primeiro e o segundo colocado.

Com o sistema de apuração do TSE travado (ao que tudo indica por conta de um ataque de hackers), não restou muita alternativa senão aguardar pela manhã de hoje quando então os resultados já eram tidos como de 100% dos votos apurados.

Para os emplumados tucanos mais entusiasmados o que vale mesmo é a vitória. “Poderíamos ter vencido por um voto, mas o certo é que já sabíamos de antemão que ganharíamos esta eleição”, lembrou um eleitor do Juninho.

Repetindo a dose

Embora diminuindo 1,01% dos 59,37% com que Juninho do Léster vencera a eleição de 2016 sobre seu adversário daquele momento, a reeleição do atual prefeito mantém a tradição da continuidade por dois mandatos de um mandatário que, afinal, agradou o povo em seu primeiro governo, como aconteceu no passado com o próprio Gustavo Gastão (PT) e o saudoso Paulo Valle (PSDB), ambos prefeitos por dois mandatos.

A julgar por este registro, e pelo que se pode confiar da continuidade de um governo sério, honesto e extremamente comprometido com as demandas que surgem do povo, já é de se prever facilidade de também Juninho do Léster fazer seu sucessor em 2024.

Leia também:

Piquita – Mulher símbolo de Prados

Da Redação Ela nasceu Maria Aparecida Mineiro – e pelo que se vê e se …