Peruíbe tem 15 candidatos a vereadores com registros de candidaturas indeferidos pela Justiça Eleitoral

Da Redação

Dos 323 candidatos que pleiteiam uma das 15 vagas na Câmara Municipal nas eleições deste domingo próximo, 15, pelo menos 15 foram considerados inaptos a participarem do certame. Embora destes, 10 tenham entrado com recurso no Tribunal Regional Eleitoral para se defenderem da decisão do Juízo de 1º Instância, é bem provável que somente 305 terão tranquilidade e nenhuma dificuldade em mostrar transparência ao eleitorado; afinal, nada devem à Justiça, razão porque seus pedidos não foram contestados pelo Ministério Público Eleitoral com aconteceu com os demais 15.

O número de 305 candidatos aptos a se apresentarem como candidatos nas urnas é o resultado de 323 que requereram o registro, menos cinco (5) que tiveram seus pedidos indeferidos sem chance de recurso, descontados 10 que entraram com recurso no TRE, e três que renunciaram antes mesmo da campanha começar, a saber:

  • André da Silva Correia (André Perninha), do PTB;
  • Francisco Soares Cassiano de Souza (Chicão do Esporte), do PODE; e
  • Osvaldo Carlino de Carvalho (Carlinhos Mascate), do DEM.

Os motivos que levaram os candidatos a terem seus pedidos de registro de candidatura negados pela Justiça Eleitoral são os mais diversos, desde apontamentos criminais com condenações em suas fichas corridas, até por não terem respeitado o prazo de desincompatibilização enquanto exerciam cargos públicos, direta ou indiretamente; alguns ainda por não terem apresentado a documentação exigida no devido tempo.

Os cinco candidatos que foram considerados inaptos, e que não entraram com recurso ou perderam o prazo para pleitear suas defesas, são:

  • Alzira Pereira Nascimento (Alzira), do PSC;
  • Antonio Carlos Bianchi da Silva (Dr. Bianchi), do PROS;
  • Jorge Luiz de Souza Azevedo (Jorge Azevedo), do PT;
  • Renan Souza dos Santos (Pastor Renan Souza), do PSC; e
  • Sandro Roberto Cassola (Sandro Táxi), do PTB.

Indeferidos, com recurso

São, portanto, 10 aqueles que pleitearam o registro de candidatura, mas que sofreram representação por parte do Ministério Público Eleitoral, representações estas que foram acatadas pelo Juízo Eleitoral da Comarca de Peruíbe; mas que estão buscando revisão dos indeferimentos junto aos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral em São Paulo.

Em ordem alfabética, são estes:

  • Antonio Carlos da Silva Rodrigues (Pastor Antonio), do PCdoB;
  • Artur Amorelli (Artur do Som), do REPUBLICANOS;
  • Bruno Chehade Pereira (Dr. Bruno Médico), do PSDB;
  • Cícero Rodrigues da Silva (Cícero Corretor), do DC;
  • Eduardo Martins Teles de Aguiar (Eduardo Teles), do MDB;
  • Keidy Regina Lima (Keidy Lima), do PCdoB;
  • Michael Willian França Alves (Rato Vila Erminda); do PCdoB;
  • Rafael Pittarelli de Souza (Rafael Pittarelli), do REPUBLICANOS;
  • Sidney Marcos Aggio (SID SOM), do PCdoB; e
  • Wendel Oliveira Santos (Wendel do Celular), do PCdoB.

Ficha limpa

A recomendação para o voto neste domingo segue a premissa de que obrigatoriamente o candidato tem que ter ficha limpa, nada devendo para a Justiça, ainda que seja só satisfação, independentemente de o candidato ser feio ou bonito, moço ou velho, homem ou mulher (ou mesmo LGBT), católico, espírita ou evangélico.

Embora o indeferimento em si do pedido de registro das candidaturas não indique que o candidato tenha pendências junto à Justiça (seja eleitoral ou comum), a considerar o grande número de candidatos que saíram na frente (sem problema algum), é de se sugerir que o eleitorado de Peruíbe vá buscando logo um nome dentre os 305 preliminarmente “deferidos” para votar.

Só faltam três dias!

Leia também:

Vigilante bancário é executado com seis tiros na porta de casa em Peruíbe

De acordo com investigações preliminares da Polícia Civil, vigilante foi visto discutindo e sendo ameaçado …