Início / CIDADES / Câmara de Mongaguá lidera gastos. Peruíbe e Bertioga omitem informações
Das casas de leis da região, Mongaguá tem a que mais consumiu dinheiro em 2019.

Câmara de Mongaguá lidera gastos. Peruíbe e Bertioga omitem informações

Gasto de 3,98% se dá com uma Câmara que hoje conta com um total de 13 vereadores – valor mais alto da região.

Do Diário do Litoral

A Câmara Municipal de Mongaguá é, entre as casas de leis da Baixada Santista, a que mais consumiu dinheiro do orçamento de sua cidade durante o ano de 2019. Segundo a própria administração municipal, o local de trabalho dos vereadores recebeu o valor de R$ 9.433.100,00 referente aos 12 meses atuais. A cifra foi descontada de um orçamento de R$ 236.470.000,00.

O número total significa um valor aproximado de 3,98% referente à cifra total do orçamento geral do município de Mongaguá para o exercício de 2019. O gasto se dá com uma Câmara que hoje conta com um total de 13 vereadores, um número inferior àquele encontrado nas casas de lei de Santos, São Vicente, Cubatão e Guarujá.

Os valores totais do orçamento de Mongaguá foram verificados pelo Diário do Litoral no portal de Leis Municipais e no Diário Oficial da cidade. Já as cifras gastas com a Câmara de Vereadores foram divulgadas pela própria secretaria de comunicação social de Mongaguá.

OUTRAS CIDADES

Dentre as cidades que divulgaram os valores oficiais à Reportagem, Santos gasta um total de R$ 89.682.000,00 com a Casa. O dinheiro saiu do orçamento de 2019, que contava com um valor total de R$ 2.902.211.000,00. Apesar dos valores serem mais elevados do que o referente a Mongaguá, a porcentagem do dinheiro investido na Câmara de Santos, que conta com 21 vereadores, é equivalente a 3,09% – abaixo dos 3,98% de Mongaguá.

NO BOLSO DO CIDADÃO

Em destaque, Cubatão, que hoje conta com 15 vereadores, destinou um valor total de R$ 45.300.000,00 para a Câmara. O dinheiro saiu de um orçamento de R$ 1.346.563.132,00, o que equivale a cerca de 3,36%. Apesar de estar abaixo de Mongaguá, o dado torna-se alarmante quando se expõe o fato que, comparado o valor ao tamanho da população, os cálculos apontam que cada cidadão de Cubatão paga R$ 287,04 para arcar com os gastos dos vereadores: o valor mais alto da Baixada Santista nesse quesito.

Dentre as outras cidades que divulgaram os valores, São Vicente, com uma Câmara composta por 15 vereadores recebeu R$ 26.332.938,00 de um orçamento de R$ 1.209.714.000,00, o que totaliza 2,17%. Guarujá, em contrapartida, gastou mais com seus 17 vereadores, totalizando um gasto de R$ 50 milhões retirados de um orçamento de R$ 1.550.700.000,00. Fechando a lista, Praia Grande investiu 2,53% de seu orçamento na Câmara, enquanto Itanhaém, com uma casa de leis com 10 edis, gastou R$ 6.189.122,12,00 de R$ 423.783.648,00.

SEM RETORNO

Bertioga e Peruíbe não responderam aos pedidos do Diário do Litoral.

COMENTE ESTA POSTAGEM:

Leia também:

Soldado da PM mata a mulher a tiros e se suicida em Peruíbe

A tragédia aconteceu na manhã desta segunda-feira (21), logo após ela deixar os três filhos …

Joomla extensions, Wordpress plugins
TENHO 9 MOTIVOS