Início / POLÍCIA - MP - JUDICIÁRIO / Homem é preso em flagrante dando golpe em agência bancária em Peruíbe
Joomla extensions, Wordpress plugins
Joomla extensions, Wordpress plugins
Caso aconteceu em uma agência bancária na Avenida Padre Anchieta, em Peruíbe (Foto: Reprodução/Google)

Homem é preso em flagrante dando golpe em agência bancária em Peruíbe

Suspeito transferiu R$ 14 mil da conta de uma das vítimas para a sua. Ao ser abordado pela polícia, homem foi preso em flagrante

Eduardo Velozo Fuccia, em A Tribuna

Sob o pretexto de auxiliar dois idosos na operação de caixas eletrônicos em uma agência do Banco do Brasil, em Peruíbe, um homem transferiu R$ 14 mil da conta de uma das vítimas para a sua. O golpista só não obteve o mesmo sucesso em relação à outra porque ela desconfiou e cancelou a transação a tempo. Ao ser abordado por dois policiais militares, o acusado ofereceu R$ 500 para cada um, a fim de que não fosse preso, e complicou ainda mais a sua situação.

Morador no município de Praia Grande, o homem de 38 anos foi conduzido à Delegacia de Peruíbe. O delegado Arilson Veras Brandão o autuou em flagrante pelos crimes de furto qualificado mediante fraude e corrupção ativa, determinando a sua remoção à cadeia. Em razão dos inúmeros golpes semelhantes ocorridos na região, principalmente contra vítimas idosas, o acusado é investigado como suposto autor desses delitos.

Segundo os PMs, o criminoso foi preso na agência da Avenida Padre Anchieta, 1.200, no Centro, por volta das 11h de domingo. Momentos antes, ele havia tentado, sem êxito, realizar uma transferência indevida de valores da conta de uma mulher de 73 anos. A vítima contou que o acusado e um comparsa, ainda não identificado, se aproximaram de forma solícita. A dupla ofereceu ajuda no manuseio do terminal bancário, mas a idosa suspeitou, evitando a consumação do crime.

No momento da detenção, ele portava alguns comprovantes de depósitos bancários feitos em sua conta e mais um realizado em favor de outro homem, que pode ser o comparsa que fugiu. Após subornar os policiais e constatar que eles não aceitaram a vantagem ilícita, o acusado debochou: “Não tem problema, pois amanhã vou sair na audiência de custódia”. Já na delegacia, o golpista foi reconhecido por um idoso de 67 anos, que ali compareceu para relatar ter sofrido prejuízo de R$ 14 mil em delito idêntico.

De acordo com Brandão, o criminoso afirmou ao idoso que o cartão dele estava “bloqueado”, conseguindo desse modo realizar a transação criminosa. Esta vítima só percebeu que havia sido enganada posteriormente, após verificar um extrato da conta. Além de autuar o acusado, o delegado requereu à Justiça a conversão da sua prisão em flagrante em preventiva, como garantia da ordem pública e da aplicação da lei penal, bem como para evitar que ele volte a delinquir.

COMENTE ESTA POSTAGEM:

Leia também:

Tatuagem ajuda a identificar mulher morta e jogada em matagal em Itariri

De acordo com a Polícia Civil, a vítima é Angélica Bernardes, de 38 anos. Caso …