Início / CULTURA & ARTE / Uma lição em meio à crise

Uma lição em meio à crise

Da Rádio Nova Peruíbe FM

O melhor do Brasil realmente é o brasileiro. Esta é uma afirmação que nos dias de hoje deveria ser aplicada sempre.

Esse otimismo todo só poderia vir de alguém que, mesmo sem apoio financeiro algum, conseguiu o feito de colocar, em junho deste ano, mais de duas mil pessoas nas ruas da cidade durante a segunda edição da Parada do Orgulho LGBT de Peruíbe.

Ao contrário da edição do evento do ano passado (2017), quando, após expressar sua opinião pessoal, foi tema de discussões de forma negativa nas redes sociais, este ano, mesmo fazendo o melhor possível, não foi sequer citado, ainda que com um elogio ou crítica que fosse.

Ainda assim, Agamenon Della Calle (foto), produtor cultural e de entretenimentos, protagonista desta história escrita com muita luta e lágrimas, vem focando seus esforços em sua área bastante desgastada em nossa cidade e região. Mostra que nem tudo que ele faz se resume a uma Parada LGBT!

Numa região onde a cultura e o lazer são escassos ou a preços fora do orçamento das famílias, Agamenon, estando à frente do Grupo Sarah Eventos, vem com propostas um tanto ousadas na área de eventos, usando um nicho até pouco tempo atrás não tão explorado: As famosas sociais, ou, como eram conhecidas nas décadas de 80/90, festas americanas.

Na fase “Maria Clara Diniz” (vide enredo da novela Celebridades) como ele mesmo diz, não havendo apoio para grandes eventos na cidade, optou por fazer parcerias e produzir pequenos eventos a preços realmente populares.

Recentemente apostou numa parceria com Willian Novais do Coletivo Casa de Nárnia, montando uma programação de “sociais”, que incluem: “Our Place – De volta aos anos 80”, “Noite dos Mil Mistérios”, “Halloween 2018” e “Festa à Fantasia”. E ainda nessa programação inclui a comemoração dos 21 anos da Rádio Nova Peruíbe FM. A ser comemorado no dia 13 de outubro, com grandes artistas locais e show especial com a Banda Banana Split, que fez muito sucesso nas décadas de 80 e 90.

Dessa parceria ainda se propõe a colaborar com o Fundo Social de Solidariedade de Peruíbe, fazendo campanha do agasalho e alimentos dentro destes eventos. Fazendo assim, mostra seu trabalho social, hoje reconhecido em toda região da Baixada Santista.

Nesta semana, ainda em visita à cidade vizinha de Itariri, fechou parceria com a Casa de Cultura para levar eventos culturais àquele município carente de eventos desse segmento, e ainda de quebra fechou com o CCI (Centro de Convivência do Idoso) uma ampla programação de festas temáticas aos sábados na sede da entidade.

Vê-se que o brasileiro, além de não desistir nunca, também cria em tempos de crise e se reinventa sempre.

Reclamar da crise e da situação financeira é uma questão de pura acomodação. Mesmo um advogado sem clientes sabe fazer um bolo ou um doce e pode ter uma renda a mais com a sua venda. Afinal, quem consegue convencer um juiz ou um júri, consegue convencer alguém de que seu produto é bom e assim atrair consumidores, não é mesmo?

Isso é apenas um exemplo de que, mesmo em meio às dificuldades, tudo pode reinventado, recriado, e assim se poder dar a volta por cima.

Como dizia Geraldo Vandré em sua canção: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”. Portanto, “levanta, sacode a poeira dá a volta por cima”, e segue cantando a mesma canção. Sempre.

COMENTE ESTA POSTAGEM:

Leia também:

Boletim Semanal nº 8 da Prefeitura de Peruíbe. Porque se informar é preciso!

COMENTE ESTA POSTAGEM: