Início / POLÍCIA - MP - JUDICIÁRIO / Três homens são presos por tráfico de drogas em Itanhaém

Três homens são presos por tráfico de drogas em Itanhaém

Os acusados foram indiciados e encarcerados na cadeia pública de Peruíbe

Bruno Lima, e A Tribuna

O desempregado Felipe Santos Ferreira, de 22 anos, foi preso na quinta-feira (19) à tarde, no Jardim Maranata, em Itanhaém. Dizendo-se envolvido com o tráfico de drogas há apenas duas semanas, acabou flagrado com centenas de pedras de crack, de pinos de cocaína e um tijolo de maconha. Na casa do acusado, a Polícia Militar encontrou uma balança de precisão, dois telefones celulares e um facão.

A detenção coube a uma equipe da PM que fazia patrulhamento de rotina pelo bairro. Ao cruzar a Rua Dois, os PMs encontraram Ferreira em atitude suspeita e decidiram abordá-lo. Entretanto, ao perceber a aproximação dos policiais, o desempregado fugiu a pé.

Na tentativa de se esconder em uma casa daquela rua, o suspeito foi capturado. Em revista, não se encontrou nada ilícito. Entretanto, ao abrir a mochila que Ferreira carregava, a PM encontrou 28 pinos de cocaína e 79 pedras de crack.

Questionado, ele declarou aos policiais que traficava há poucos dias. Revelou, ainda, que havia mais entorpecentes em sua casa, no Jardim Magalhães.

Com Ferreira, os PMs foram à moradia e, auxiliados pelo suspeito, localizaram mais 100 pinos de cocaína e 669 pedras de crack junto de um tijolo da mesma droga e outro tijolo de maconha. Em revista nos cômodos do imóvel, os policiais apreenderam os demais objetos. O desempregado foi apresentado ao delegado Francisco Wenceslau, do 1º DP, que o indiciou por tráfico e o encaminhou à cadeia pública de Peruíbe.

Dupla capturada

Horas mais tarde, ainda em Itanhaém, PMs da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) prenderam os ajudantes gerais Raphael Alves Lopes da Silva e Alexandro do Nascimento, ambos de 19 anos.

A dupla foi capturada em uma casa, no Jardim Oásis, com 235 pinos de cocaína, 203 porções de maconha e 52 pedras de crack. Os acusados afirmaram aos policiais que moravam em Praia Grande e estavam naquele imóvel apenas para comercializar os entorpecentes. Tanto Lopes quanto Nascimento foram indiciados e encarcerados na cadeia pública de Peruíbe.

COMENTE ESTA POSTAGEM:

Leia também:

Tatuagem ajuda a identificar mulher morta e jogada em matagal em Itariri

De acordo com a Polícia Civil, a vítima é Angélica Bernardes, de 38 anos. Caso …