segunda-feira , 20 novembro 2017
HOME / CIDADES / Análise da Cetesb aponta 14 praias impróprias para banho em SP
Joomla extensions, Wordpress plugins
Joomla extensions, Wordpress plugins

Análise da Cetesb aponta 14 praias impróprias para banho em SP

Em Santos quatro pontos não estão adequados para banho: a ponta da praia, em frente ao Aquário Municipal; Aparecida; Embaré e José Menino, em frente à rua Olavo Bilac – Guilherme Dionizio/Folhapress

Do Jornal Cruzeiro do Sul Sorocaba e Região

O sorocabanos que pretendem passar o final de ano no litoral paulista devem ficar atentos às condições de balneabilidade das águas, que determina se as praias estão próprias para banho. Dos 158 pontos analisados pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), 14 devem ser evitados pelos banhistas. As amostras foram colhidas entre 20 de novembro e 18 de dezembro em 16 cidades.

Cidades litorâneas contêm gastos para os shows da virada do ano

Em Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Iguape e Ilha Comprida, todos os pontos analisados foram considerados próprios para o banho. Já em Ubatuba, a Praia do Itaguá, na avenida Leovegildo D. Vieira, não é recomendada para os banhistas. Em Bertioga, o problema é na Enseada, no ponto em frente à rua Costabili. No Guarujá, a qualidade da água preocupa no meio da Praia do Perequê e na Enseada, no trecho da avenida Atlântica. Em Santos quatro pontos não estão adequados para banho: a ponta da praia, em frente ao Aquário Municipal; Aparecida; Embaré e José Menino, em frente à rua Olavo Bilac. Enquanto em São Vicente todos os seis locais analisados estão impróprios.

De acordo com a Cetesb, balneabilidade é a qualidade das águas destinadas à recreação (natação, mergulho, esqui-aquático etc), onde a possibilidade de ingerir quantidades apreciáveis de água é elevada. A preocupação é que os corpos d”água contaminados por esgoto doméstico ao atingirem as águas das praias possam expor os banhistas a bactérias, vírus e protozoários. Crianças e idosos, ou pessoas com baixa resistência, são as mais suscetíveis a desenvolver doenças ou infecções após terem nadado em águas contaminadas.

Segundo o alerta da companhia, a doença mais comum associada à água poluída por esgoto é a gastroenterite. Ela ocorre numa grande variedade de formas e pode apresentar um ou mais dos seguintes sintomas: enjôo, vômitos, dores de estômago, diarréia, dor de cabeça e febre. Outras doenças menos graves incluem infecções de olhos, ouvidos, nariz e garganta. Em locais muito contaminados os banhistas podem estar expostos a doenças mais graves, como disenteria, hepatite A, cólera e febre tifóide.

O mapa das condições de balneabilidade pode ser consultado pelo site: praias.cetesb.sp.gov.br.

Joomla extensions, Wordpress plugins

Sobre mrwash

Confira também:

1• Conferência Municipal Contra a Violência à Mulher acontece neste dia 27. Compareça. Prestigie. Divulgue

Eletrobras assina contrato para construção de nova usina termelétrica a gás

Valor total contratado é de R$ 470.779.91,00 para um período de 12,5 anos. Por G1 …

Lei Orçamentária Anual (LOA 2018) tem audiência pública nesta terça, 7