Bombeiros encontram corpo de pescador desaparecido em Peruíbe

Embarcação de alumínio levava três pessoas e virou na quarta-feira (10). Corpo foi localizado próximo à praia Bougainville. Uma pessoa sobreviveu.

Enoque é guia de pesca na região e conseguiu se salvar (Foto: Reprodução/Facebook)
Enoque é guia de pesca na região foi resgatado com vida (Foto: Reprodução/Facebook)

Do G1 Santos e Região

O Corpo de Bombeiros resgatou na madrugada deste sábado (13), o corpo de um pescador que estava desaparecido desde quarta-feira (10), em Peruíbe, no litoral de São Paulo. A vítima estava acompanhada de outros dois homens quando a embarcação em que eles se encontravam virou, jogando os três na água. Outro pescador também morreu na ocasião. O dono do barco de alumínio conseguiu se salvar.

A embarcação virou no dia 10 por volta das 9h30, na Barra do Una, em Peruíbe. O corpo da segunda vítima fatal foi encontrado por um grupo de banhistas que estavam em um quiosque na Praia Bougainville. De acordo com informações da funerária responsável, o corpo é mesmo do pescador desaparecido. A família foi chamada até o Instituto Médico Legal (IML).

Acidente

Segundo a equipe de salvamento Aquático do Corpo de Bombeiros de Guarujá, duas pessoas foram resgatas na quarta-feira (10) por uma moto aquática e, depois, alçadas pelo helicóptero Águia. Uma delas sobreviveu e a outra já chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade em óbito.

O piloto e dono da embarcação Enoque dos Santos é guia de pesca e conseguiu ser resgatado com vida. Ele trabalha junto com o irmão levando turistas para pescar na região da Barra.

Segundo apurado pela reportagem do G1, os três embarcaram na marina porto Tocaia que fica na região da Barra do Una para pescar. Logo depois da saída, o vento forte e o mar agitado teriam feito o barco virar. Como a Barra do Una está localizada dentro da Estação Ecológica Juréia Itatins, que é cercada de mata, existe dificuldade de se comunicar por celular.

O sobrinho do guia, Uarlei dos Santos, tinha acabado de chegar da escola quando soube do acidente. De acordo com ele, possivelmente o contato com o Corpo de Bombeiros foi feito por um guarda que fica em uma base onde há sinal de telefone.

Leia também:

Nota de falecimento – Selma Jerônimo