sábado , agosto 19 2017
HOME / GERAIS / Morte de fotógrafo foi por asfixia, constata IML

Morte de fotógrafo foi por asfixia, constata IML

Eduardo Velozo Fuccia, de A Tribuna

O médico Rafael Cássio D’Ambrósio, do Instituto Médico-Legal (IML) de Praia Grande, examinou na manhã desta sexta-feira o corpo do ex-repórter fotográfico Paulo Jorge de Freitas, de 57 anos. E constatou que ele morreu de asfixia mecânica mediante esganadura. Desse modo, está afastada a suspeita de que ele poderia ter sido jogado ainda com vida na vala onde o seu corpo foi achado submerso na quinta-feira à noite.

Apesar de o ex-detento Ronaldo da Silva, de 38 anos, confessar que esganou o fotógrafo, a Polícia Civil examinava a hipótese de a vítima estar apenas desacordada no momento em que fora jogada na vala e ter falecido posteriormente afogada. O legista, porém, detectou sinais clássicos de esganadura, como marcas de unhas do autor no pescoço de Freitas. O exame necroscópico confirma que a violência empregada pelo acusado no assassinato foi tanta que a vítima sofreu fratura do hioide – osso situado na parte anterior (frontal) do pescoço e abaixo do maxilar inferior, cuja função é suportar a musculatura na base da língua.

Responsável pelo inquérito do caso, o delegado Douglas Borguez,da Delegaciade Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém,disse ontem que a constatação do legista reforça a condição de crime hediondo. A seu pedido, a Justiça decretou a prisão temporária de 30 dias do acusado, que já cumpriu pena porroubo e é usuário de drogas. Nesse período, Borguez espera receber os laudos periciais e necroscópico, concluir o inquérito e requerer a prisão preventiva do acusado. Se houver necessidade, ele poderá pedir a prorrogação da prisão temporária por mais 30 dias. Por enquanto, Ronaldo está na carceragem da Polícia Civil em Itanhaém.

Com a decretação da preventiva, ele deverá ser removido para alguma unidade da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). Chefe dos investigadores da DIG de Itanhaém, Mário Augusto informou que Ronaldofoi capturado no final da tarde de quinta-feira, após tentar vender a câmera fotográficaprofissional da vítima em “biqueiras” (pontos de tráfico) de Peruíbe. “Mas ninguém quis comprar por causa da repercussão do crime, e ele alegou ter jogado o equipamento em local que não soube indicar”. A suposta participação de mais um homem no crime está praticamente descartada. “O indiciado diz que agiu sozinho e a sua versão coincide com as provas que levantamos”, justifica Augusto.

Freitas e Ronaldo se conheceram no dia do homicídio num bar onde havia um pagode, perto da Estrada do Rio Preto,em Itanhaém. Conhecida do fotógrafo, a irmã do acusado foi quem o apresentou à vítima. Segundo a polícia, após esganar o fotógrafo dentro do Ford Fiesta da própria vítima, Ronaldo dirigiu o carro por dois quilômetros com o corpo de Freitas. E o desovou na vala, às margens do Km 335 da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, em Itanhaém. O homicídio ocorreu sábado à noite. O veículo, abandonado, foi achado sem o estepe e o aparelho de som, na terça-feira, em Mongaguá.

Sobre mrwash

Confira também:

Rifa de casa completa (móveis e eletrodomésticos) – R$ 20

Olá, gente! Em razão de mudança estou promovendo um sorteio com tudo o que tenho …

Rifa Tudo é nova modalidade de negócios da Internet. Conheça

Você já conhece o Rifa Tudo? Não? Então você é convidado a conhecer e participar …

Versículos do dia (Bíblia Sagrada)

Então a virgem se alegrará na dança, como também os jovens e os velhos juntamente; …

%d blogueiros gostam disto: