‘Foi assustador’, diz moradora após tempestade em Miracatu, SP

Defesa Civil calcula que 24 casas ficaram destelhadas na cidade. Escola ficou inundada e moradores tiveram vários prejuízos.
Foto: Rinaldo Rori/TV Tribuna
Escola de Miracatu ficou destelhada após tempestade

Do G1 Santos e Região

Os moradores de Miracatu, no Vale do Ribeira, continuam assustados após o forte vendaval que atingiu a cidade do interior de São Paulo na última sexta-feira (15). A Defesa Civil da cidade continua calculando os estragos e, segundo o último balanço, 24 casas ficaram totalmente destelhadas no bairro Pedro Barros.

A desempregada Luana de Assis registrou imagens da tempestade. “Estava com a minha irmã em casa quando a ventania começou, com relâmpagos e trovões. Moro há mais de 20 anos no bairro e nunca vi isso. Foi assustador. Vi muitas telhas voando e árvores quebrando”, lembra.

Os moradores foram pegos de surpresa. O taxista Eduardo Mendes, por exemplo, só soube o que realmente tinha acontecido quando voltou do trabalho e encontrou vários móveis estragados por causa da chuva. O taxista passou o sábado (16) arrumando o telhado da casa, que ficou destruído. “Vamos reconstruir tudo. Faz dois meses que reformei e vou ter que fazer outra vez. Tirei as telhas finas e troquei por telhas grossas, mas a telha grossa estragou”, conta.

Não muito longe da casa de Mendes, Mílton Floriano teve que improvisar para fazer o almoço. Em apenas 20 minutos, a cozinha da casa do construtor ficou completamente sem teto. Algumas telhas chegaram a voar e foram parar a mais de 30 metros da residência. “Vi tudo desabar e não deu para fazer nada. A única coisa que deu para pensar foi na vida e na morte. Eu me escondi e me protegi de alguma coisa que eu não sabia o que era. Foi coisa de outro mundo”, explica.

Uma moradora de Miracatu se feriu durante o vendaval. Mais de 24 horas depois da tempestade, ainda era possível ver os estragos causados pela chuva, como árvores caídas e bananais que não suportaram a força dos ventos. Em uma escola da cidade a tempestade alagou o prédio e grande parte do telhado ficou espalhada pelo chão. A água se espalhou pelos corredores, pela sala de aula e pela biblioteca. Por causa do temporal, um dos cabos que fornece energia elétrica se partiu, deixando os moradores no escuro.

A Rodovia Régis Bittencourt, uma das principais ligações que Miracatu tem com as outras cidades do estado de São Paulo, precisou ser interditada pela Polícia Rodoviária para que um novo cabo de luz fosse instalado e a luz voltasse ao local. Segundo o prefeito da cidade, João Amarildo Costa, a prioridade é atender as vítimas. “Temos que cobrir as casas que foram destelhadas. A Prefeitura já providenciou a limpeza de todas as estradas e o corte das árvores que estavam trancando as ruas”, garante.

Já Expedito Sebastião da Silva, coordenador da Defesa Civil de Miracatu, pede atenção para a população. “Nós alertamos as pessoas para que fiquem atentas porque nós poderemos ter ainda alguns transtornos causados por chuvas e vendavais”, explica.

Leia também:

Cão salva menina de 12 anos ao lutar com cobra e acaba internado: ‘Herói’

Cachorro lutou com um cobra de aproximadamente 2 metros, segundo a família. Por G1 Santos …