Ex-vereador de Cubatão morre em acidente na estrada do Una, em Peruíbe

Da Redação

Morreu ontem, em acidente cujas circunstâncias ainda não estão plenamente esclarecida, Amauri José Leme, diretor da regional do Guaraú.

Funcionário comissionado da prefeitura de Peruíbe, Amauri era o responsável pelas máquinas que faziam a manutenção da estrada Guaraú-Barra do Una, e que, nestas épocas de intensas chuvas acabam ficando intransitáveis.

Pelos relatos não oficiais, Amauri estava de folga e foi chamado para atender a uma emergência quando, na altura do Barro Branco (já bem próximo da Barra do Una) o trator teria tombado, caindo sobre ele. Amauri teria tido morte instantânea.

A prefeita Milena Bargieri informou em nota no seu Facebook que decretará luto oficial de três dias, considerando que Amauri perdeu a vida “servindo ao próximo”.

A seguir a íntegra da nota da prefeita, assinada por “Família Bargieri”:

Hoje nosso coração chora, chora a perda de um grande amigo, Amauri Leme…

Você é um dos nossos, não foi, ainda é…

A simplicidade e humildade fortaleciam suas ações de lealdade a uma causa. O reconhecimento era marca das suas palavras. Seus atos e gestos, cativavam.

Ás vezes nós não compreendemos os acontecimentos na vida, mas a crença em Deus nos fortalece.

Você é um dos leais, portanto não ficará para trás, estamos ao seu lado, amigo, e da sua família. Fique a frente, você é um de nós, nossa equipe faz um tributo e rende um tributo a Amauri.

Família Bargieri.

Em outra nota, Milena informa que “Peruíbe decreta luto oficial de três dias pela perda trágica desse grande homem que perdeu a vida servindo ao próximo, como sempre gostava de fazer. Amanhã faremos um pedido oficial à Câmara solicitando que a estrada do Una passe a se chamar Amauri José Leme”.

Vereador em Cubatão

Amauri José Leme era de Cubatão, onde foi vereador pelo então PL (atual PR) de 2001 a 2004, elegendo-se com 791 votos. Tentou mais duas vezes, em 2004 e 2004, e não conseguiu retornar à Câmara, e acabou vindo para Peruíbe.

Nascido em Santo André, Amauri completou 53 anos em 22 de dezembro passado. Casado, tinha por profissão ser cabeleireiro e barbeiro, e, em Cubatão era conhecido pelo apelido de “Pela Porco”.

Leia também:

Nota de falecimento – Selma Jerônimo