Polícia Federal requer ao juiz autorização para exumar corpo de Fernanda Lages

Do JL/Sinopse, no Jornal Luzilândia

O delegado da Polícia Federal no Piauí, que preside o inquérito que apura o assassinato de Fernanda Lages (foto), 19 anos, crime ocorrido em 25 de agosto de 2011, solicitou ao juiz da 1ª Vara Criminal de Teresina, Antônio de Jesus Nolêto, autorização para exumar o corpo da estudante, sepultado no cemitério da cidade de Barras, terra natal da vítima.

Por solicitação dos promotores Eliardo Cabral e Ubiraci Rocha, o ministro da Justiça determinou que a Polícia Federal assumisse as investigações, após a Polícia Civil do Piauí apresentar um relatório que não chegou a lugar algum, ou seja, não apontou se a morte da estudante de Dirieito foi suicídio ou homicídio.

A Polícia Federal já requisitou a contra-prova e o material genético que se encontrava na Perícia Criminal da Paraíba. Com a exumação do corpo da estudante, a Polícia Federal do Piauí pretende fazer o confronto com o material genético e o material da contra-prova para chegar à autoria do rumuroso assassinato.

De acordo com as informações enviadas ao juiz Antônio Nolêto, a Polícia Federal do Piauí informa que o material coletado com a exumação do corpo de Fernanda Lages será enviado para análise em laboratório da Polícia Federal em outro Estado, juntamente com o material apresentado pela Perícia Criminal da Paraíba.

Leia também:

Nota de falecimento – Selma Jerônimo