Pai come o fígado do filho em cidade do litoral

Da Redação

Inconformado com a rebeldia do filho, J. C. M., 41 anos, acabou perdendo a paciência e, num ato de insanidade, devorou o fígado do filho M., de 13 anos, trucidando-o com um garfo e uma faca dessas de mesa (daquelas de serrinha).

A barbárie se deu num município do litoral sul de São Paulo que está sendo mantida em anonimato para não manchar a cidade, conforme explicaram os políticos de lá.

Segundo testemunhas, J. C. resolveu levar o filho até um restaurante no centro da cidade e, lá chegando, ao olharem no cardápio, viram que o prato do dia era “fígado a milanesa”. Diferente das demais crianças, M., que adora fígado, não demorou em pedir logo uma porção generosa de fígado, enquanto o pai preferia seguir pedindo outro prato.

Acontece que, ao ser servido, o fígado estava tão suculento e cheiroso, que J. C. não resistiu: aproveitou um descuido do filho e meteu o garfo e faca no prato do filho, devorando, em um só instante todo o fígado que o filho pedira.

Como a criança chorava inconsolavelmente, os donos do restaurante resolveram chamar a polícia, denunciando J. C. por crueldade contra menor, com base no ECA. Se condenado, J. C. que não é primário neste tipo de ataque de guloseima poderá passar um bom tempo na cadeia, comendo só arroz, salsicha e ovo.

Leia também:

Nota de falecimento – Selma Jerônimo