Poeira encontrada em veículos de Peruíbe pode ser de vulcão

Créditos: Adalberto MarquesSuzana Fonseca, de A Tribuna

Uma fina camada de cinzas depositada sobre veículos que estavam parados em locais abertos chamou a atenção dos moradores de Peruíbe na manhã desta quarta-feira. Algumas pessoas também notaram a presença do material branco nos quintais das casas.

O fato despertou a curiosidade dos moradores da Cidade. O comentário geral era que se tratava das cinzas do vulcão Puyehue, localizado no sul do Chile, e que entrou em erupção no dia 4 de junho.

Consultado por A Tribuna, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou a possibilidade das cinzas do vulcão terem chegado ao Litoral Sul. Imagens de satélite de terça-feira, às 12h45, mostravam resquícios de cinza vulcânica sobre o litoral do Paraná.

“Tinha um sistema no oceano que pode ter transportado isso para a região”, explicou o meteorologista Franco Villela. “Pelas imagens de satélite, até a altura, mais ou menos, do litoral do Paraná nós conseguimos identificar um pouco um traço dessa poeira, da cinza vulcânica. Então, ela pode ter chegado à região, sim”.

Embora não fosse possível confirmar que realmente se tratava das cinzas do vulcão Puyehue, o meteorologista do Inmet descartou que a presença do material ofereça riscos à aviação. “É uma quantidade tão pequena que não interferiria em nenhuma operação de aeronave – e nem para as pessoas, porque a essa altura já está muito diluído”.

Na avaliação de Villela, o ideal era ter coletado uma amostra e enviado para análise química. “Sem maiores evidências não há como afirmar a procedência do material precipitado”.

Leia também:

Cão salva menina de 12 anos ao lutar com cobra e acaba internado: ‘Herói’

Cachorro lutou com um cobra de aproximadamente 2 metros, segundo a família. Por G1 Santos …