Lírios de Ouro espera quebrar jejum em Santo André com homenagem a Peruíbe

Bruna Gonçalves, do Diário do Grande ABC
Vice-campeã do Carnaval de Santo André, a Lírios de Ouro quer quebrar o jejum de quatro anos e conquistar o título de campeã.
Quatro vezes vive-campeã e há menos de um mês para o Carnaval, a escola está com tudo pronto. O enredo foi decidido em abril e as fantasias e os carros alegóricos ficaram prontos em dezembro.
“Começamos a produção em agosto e agora faltam apenas os últimos detalhes nos carros. Mesmo assim não consigo me desligar, é muita responsabilidade”,contou o presidente e fundador da guarnição, Emerson Ceccato, 36 anos.
A escola será a última a desfilar no dia 6 de março, por volta das 2h, no Espaço Pirelli (Avenida Giovanni Batista Pirelli, próximo ao Carrefour).
Além da ansiedade para o Carnaval, Emerson tem de dividir o tempo gasto com os preparativos com as aulas de português e inglês. Ceccato é professor da rede estadual de Santo André. “As aulas começam dia 9. São duas atividades de que gosto muito.”
Ceccato começou desde pequeno a se envolver com o Carnaval. “Meus pais participavam de uma escola da cidade e aos 18 anos criei a Lírios de Ouro. Não vivo de Carnaval, mas tudo que faço é por paixão à festividade.”
Dedicação e responsabilidade são os pontos forte do presidente. “Mesmo com a falta de apoio, fazemos o melhor. Gastamos cerca de R$ 60 mil e recebemos R$ 24 mil de subvenção. Reaproveitamos 30% das fantasias. Alugamos a quadra, realizamos eventos e contamos com a ajuda de todos para fazer o melhor Carnaval.”

Apostas

O samba, a ala das baianas e os carros alegóricos são as apostas da escola.
“Há dois anos, a ala das baianas ganha o standard de ouro. E uma das surpresas desse ano são elas. É uma responsabilidade muito grande coordená-las, entre elas minha esposa, filha e neta”, explicou Maurício Pedro Guidetti, 70, diretor de Carnaval e coordenador das 20 baianas.
Outro destaque é o aposentado Roberto José Versuri, 58. “Sempre tive curiosidade sobre o Carnaval. Antes tinha preconceito. Hoje a Lírios de Ouro é minha família.”
Ele já gastou cerca de R$ 8.000 com a fantasia. “Gosto de confeccioná-la para dar a minha cara. Vou como destaque no abre-alas da escola”, revelou.

Escola vai desfilar as belezas da cidade de Peruíbe

Com enredo Peruíbe, Terra Eterna da Juventude, a Escola de Samba Lírios de Ouro levará para a avenida a história do município, localizado no litoral do Estado.
“A ideia é mostrar desde a formação da cidade pelos índios, pelo forte da plantação de banana, até a modernização, além dos pontos turísticos. É uma cidade cheia de história”, afirmou Ceccato.
Serão cerca de 550 componentes em 12 alas e três carros alegóricos. “Os carros mostram as três fases importantes da cidade: da formação com os índios, do transporte e modernização, e as praias”, explicou o vice-presidente João Carlos Cardoso, 54.
Além disso, desfilam dois casais de mestre-sala e porta-bandeira, e um casal mirim

Leia também:

Nota de falecimento – Selma Jerônimo